21 de mai de 2017

País de inocentes...

 photo boigordo_zpsvfbh7czo.jpg • Um teste para o Brasil. Os afoitos que propugnam a destituição de um governo antes que estejam reunidas as provas atentam contra a própria Constituição.
• O festival da JBS: Meio bilhão de reais em propinas para 1.829 candidatos. Em depoimento ao Ministério Público, ex-diretor Ricardo Saud detalhou como o frigorífico financiou políticos de Norte a Sul do Brasil; Joesley afirma que pagou US$ 80 milhões a Lula e Dilma. JBS relatou montante de propina de R$ 600 mi a 1.829 políticos de 28 partidos. J&F não aceita acordo de leniência de R$ 11 bi com MPF. Grupo da JBS e Friboi propôs pagar apenas R$ 1 bilhão.
• Fundos da Caixa e Petrobras bancaram propina. JBS pagava a presidentes 1% dos investimentos do Funcef e Petros.
• STF atende defesa de Temer e autoriza perícia da PF em áudio.
• O presidente da República afirmou em pronunciamento que empresário é criminoso e que gravações foram editadas para acabar com o governo; Acuado, presidente ataca Joesley e pede fim de inquérito no STF. Temer diz que áudio é fraudulento; JBS nega que material tenha sido alterado; Temer pediu R$ 1 milhão em dinheiro vivo, diz delator.
• Com medo de prisão, Joesley tentava delação desde 2016. JBS teve aula de delação 15 dias antes de gravar conversa com presidente.
• OAB vai protocolar pedido de impeachment de Temer. Entidade apresentará pedido na próxima semana na Câmara dos Deputados.
• Temer aprova projeto de socorro a Estados. Governos de RJ, MG e RS são os principais interessados em auxílio.
• Sem PSB, Michel Temer se dedica a sobreviver. Para se segurar no cargo, ele costura a adoção de uma agenda mais modesta.
• Senado tem articulação para manter Aécio Neves no cargo. Estratégia em discussão por parlamentares prevê que tucano recorra à Mesa.
• Partidos aliados articulam saída negociada para evitar eleições diretas. Nome de Meirelles ganha força como alternativa viável para manter a base unida e dar continuidade às reformas econômicas; Equipe econômica tenta frear onda de pessimismo. Meirelles busca acalmar investidores sobre consequências da delação da JBS.
• Para secretário, reforma terá de ser mais forte se adiada. Marcelo Caetano diz não considerar que projeto fique paralisado com crise.
• Donos da JBS se refugiaram no Colorado, e não em Nova York. Família não se refugiou em Nova York, mas em Greeley, Colorado, para uma propriedade da família em pertinho da sede da JBS nos EUA, onde fatura US$20 bi (R$66 bilhões) ao ano. A JBS iniciou a operação nos Estados Unidos em 2007, após a compra da Swift & Company, financiada pelo BNDES. Custou US$1,5 bilhão. Joesley tem apartamento no Olympic Tower, em Nova York, que foi do publicitário Nizan Guanaes. Estaria avaliado hoje em US$30 milhões.
• Caso Eike. Cármen envia ação do PGR a Mendes para que se defenda de impedimento.
• Os senadores Álvaro Dias (PV-PR) e Romário (PSB-RJ) acertaram filiação ao Podemos, novo nome do antigo Partido Trabalhista Nacional (PTN). Os dois devem assinar filiação durante evento de lançamento oficial da sigla, previsto para 1º de julho, em Brasília. O PTN não possuía representantes no Senado.
• Lula pede renúncia de Temer: O que queremos é eleição direta. Ex-presidente voltou a afirmar que acusações da Lava Jato lhe dão vontade de disputar a eleição.

Não era nada disso!, diria Tancredo para Aécio.
A caminho da sexta cirurgia, aquela que o levaria à morte, privando-o de assumir a Presidência da República, Tancredo Neves disse para Aécio Neves: Eu não merecia isso!
Vivo, Tancredo poderia repetir o mesmo comentário para o neto, agora um senhor de 57 anos, enroscado em oito enredos penais. A velha raposa talvez emendasse uma segunda frase: Não era nada disso! (Josias de Souza) 

Temer, por favor, sai daí!
Sai daííí! Estamos muito arranhados. A verdade é que só uma coisa é certa: o país não resistirá a percorrer mais um processo de impeachment. Por favor, presidente, já que disse que não tem apego, deixa a gente seguir em frente enquanto o senhor se defende. Por favor, por você, por nós todos.
Se pudesse pedir algo ao papai do céu, ao anjo da guarda, a Todos os Santos, fazer mandinga, seria para que algo iluminasse a sua cabeça, presidente Temer, para que decida pela forma menos traumática, e por conta própria: renuncie. Não, calma, não estou fazendo juízo de valor, nem o condenando antecipadamente, embora seja bem difícil inocentar - acho que deve se defender com unhas e dentes já que garante que pode, e está - garanto - com um dos melhores advogados do país, Dr. Mariz, que pessoalmente tenho na maior conta, respeito e admiração.
Mas não governando; não pode obstruir a estrada como a terra de um muro desbarrancado pelo tremor, pela avalanche. Se não sair nada mais andará para frente; ao contrário, vai ter marcha-a-ré.
Como vê, em poucos dias já foram buscar e estão começando a passar com trator em cima do senhor. Várias vezes. Vai piorar, vão passar com uma locomotiva carregada, que - veja - apita e aparece logo ali depois da curva. Avalie: como vai continuar governando sem paz? Sem base? Com um monte de flechas apontadas, com manifestações dia sim, dia sim? Se já estava difícil sem tudo isso, imagine agora.
Sei que nesse caso o foro privilegiado que dispõe é de suma importância e o senhor se sentiria mais protegido. Mas, ao mesmo tempo, pense. Os foguetes atingiram sua tenda, furaram o teto, e até o STF já pediu sua investigação enumerando motivos horrorosos. Como ser presidente com esse fardo?
O senhor caiu no centro de uma teia maquiavélica, uma cama-de-gato, uma arapuca engendrada de forma orquestrada, premeditada. Admita. Se tentar se debater dentro dela, se enroscará mais e mais, e talvez não tenha chance de sair dessa com um mínimo de dignidade, que tenho certeza, gostaria de resguardar. Caiu o senhor, caíram até aqueles que já estavam caídos, e quanto mais todos se mexem mais o país para. Esse caso une a verdade aparecendo, sim, mas contada por manipuladores, regados a inveja, disputas internas, frutos de disputas insanas entre poderes. Vamos combinar: dessa vez com uma jogada záz-tráz, mortal.
Por favor. Considere isso. Seria uma decisão nobre, mesmo no meio de toda essa lama. Não espere que o tirem aos pontapés, como vai acontecer, seja no TSE, seja no tal impeachment, palavra que me dá até alergia em imaginar tudo de novo. Não dê chance a mais esta acusação - de ter falido um país. A História registra. O jornalismo é o dia a dia.
Mais uma vez, presidente, acredite, dou graças por não ter filhos - não saberia como explicar a eles esse momento que vivemos. Ficaria muito mais perturbada ainda se os visse assistir às cenas que todos estamos vendo. A começar pelos diálogos dos poderosos empresários delatores. Agora piorou, presidente! Os açougueiros foram mais longe ainda. Para se salvarem, aos seus luxos, se prestaram a papéis que não dá nem para dimensionar o nível de canalhice. Agora estão lá fora rindo muito de nossa cara, falando em português primário, enquanto o senhor ainda busca e usa rebuscadas palavras para se defender.
É com essa gente que está lidando agora. Não é mais só com os políticos submissos às suas ordens, os chucros. Não é só com os petistas e afins. Sinta como do dia para a noite foi sendo abandonado. Veja como o bombardeio foi muito bem-sucedido, tramado.
Salve sua história, pelo menos a até aqui. Leu o jornalista Jorge Moreno? Mais ou menos: Prof. Michel Temer chame à razão o presidente Michel Temer. Acrescento: vamos nos agarrar ao livrinho da Constituição.
Se quer notícias aqui de fora, conto que está todo mundo muito, mas muito mesmo, muito p..., chateado, cansado, e isso é muito, mas muito mesmo, ruim. Ainda tem alguns resignados e à sua volta deve estar cheio de falsos amigos mais preocupados em se manter a salvo do que com o apoio que precisa. Aquelas deprimentes e tímidas palmas que recebeu durante seu primeiro pronunciamento dizem tudo sobre a solidão que enfrentará dentro dos gigantescos palácios.
Por favor, Temer, sai daí. Deixe que nos apeguemos ao pouco que ainda temos, permita que as coisas não piorem, gerando ainda mais miseráveis. Não nos use como escudo, vingue-se depois, mas deixe-nos passar por outros caminhos.
A pinguela ruiu. Salve a República! (Marli Gonçalves, jornalista) 

 photo corrupo19_zpshkxadd4i.jpg A grande piada da semana!...
Em meio à hecatombe que se abateu sobre o País nessa semana, nada melhor que aproveitar o sábado e o domingo para desopilar o fígado, ouvindo umas boas piadas...
E podem começar a gargalhar: o sr. Lulla da Silva, o maior corrupto que já nasceu neste País e é réu em 5 inquéritos por corrupção, acaba de nos presentear com duas pérolas antológicas, dignas dos maiores cômicos que por aqui já passaram!
...Nenhum governo combateu tanto a corrupção, como o meu...
... Hoje o PT pode ensinar, inclusive, a combater a corrupção...
É de rolar de rir! Será que esse senhor não tem espelho em sua casa? Delação por delação, o pária desse sr. Joesley, afirmou com todas as letras que ...repassou para o sr. Lulla e para a sra. DIImáh, 80 milhões de dólares, pagos no Exterior.... Não se trata de erro! É isso mesmo: dólares pagos no Exterior!!!!!
Ou as delações só valem para um dos lados e só existe ladrão de um lado? (Márcio Dayrell Batitucci) 
oo0ooo
PT pode ensinar a combater a corrupção, diz Lula.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou neste sábado (20) durante discurso no evento de posse dos novos integrantes do diretório municipal do PT, em São Bernardo do Campo (SP), que nenhum governo combateu tanto a corrupção como o seu (2003-2010) e que todas as denúncias precisam ser investigadas dentro das regras do Estado democrático de direito.
Hoje o PT pode ensinar, inclusive, a combater a corrupção. Ninguém na história desse país criou mais mecanismos o para combater a corrupção do que 12 anos de PT no governo. A Polícia Federal é o que é por causa do PT, o Ministério Público é o que é hoje porque na [Assembleia] Constituinte de 1988, companheiros como o [José] Genoíno brigaram pela autonomia do Ministério Público, que antes era um apêndice do Ministério da Justiça, disse em sua primeira manifestação pública após o agravamento da crise política com a divulgação do conteúdo das delações dos executivos da JBS, que envolvem o presidente Michel Temer (PMDB) e o senador Aécio Neves (PSDB), entre outros políticos, inclusive o próprio Lula.
Lula disse que a corrupção precisa ser combatida, mas que é preciso respeitar o Estado democrático de direito. Nós queremos que a pessoa seja investigada, democraticamente, tenha o direito de defesa e, democraticamente, seja julgada. E vale para o PT, para o PMDB, para os procuradores, para os juízes, vale até para o papa, vale para todo mundo, disse, sem mencionar diretamente as acusações contra Temer, que agravaram a crise política brasileira.
Lula é réu em cinco inquéritos na Operação Lava Jato. No último dia 10, o ex-presidente foi interrogado pelo juiz Sergio Moro, em Curitiba, sobre a acusação de receber propina da OAS. Na última pesquisa Datafolha, divulgada no final de abril, Lula ampliou sua vantagem na liderança da corrida pelo Planalto em 2018. Lula defendeu a saída de Temer do Planalto e a realização de eleições diretas, mesmo que o PT não leve o pleito. Nós queremos que o Temer saia logo, mas não queremos um presidente eleito indiretamente. Não importa quem for. A gente pode perder, mas se perdemos democraticamente, valeu o jogo. O que não dá para achar é que alguém pode indicar por nós o presidente a presidenta, disse.
Lula afirmou que a candidatura dele vai depender de muitos fatores. Minha candidatura vai depender de muita coisa, da minha saúde, da Justiça, e do PT, disse.
As eleições direitas para presidência diante de uma eventual saída de Temer foi o principal tema defendido durante todo o evento por outros líderes do PT presentes. Lula chamou os presentes a irem à avenida Paulista, no centro de São Paulo, na tarde deste domingo (21), para protestar pelas Diretas Já. Todos os que querem Diretas Já precisam ir na Paulista amanhã às 14h. Não comam muito e depois do almoço deem uma saidinha e passem na Paulista. É importante, disse. 

Finado Lula,
Nunca entre num lugar de onde tão poucos conseguiram sair, alertou Adam Smith. A consciência tranquila ri-se das mentiras da fama, cravou o romano Ovídio. Corrupção é o bom negócio para o qual não me chamaram, ensinou o Barão de Itararé.
E, na contramão de todos está alguém que abriu mão de si mesmo pelo poder. Lula construiu uma história de vida capaz de arrastar emoções e o levar à presidência. Agora, de modo desprezível, o mesmo Lula destrói-se por completo.
Não é preciso resgatar o tríplex, o sítio ou os R$ 30 milhões em palestras para atestar a derrocada do ex-presidente. Basta tão somente reparar a figura pitoresca na qual Lula se tornou.
O operário milionário sempre esbanjou o apoio popular e tomou para si o mérito de salvar o país da miséria. Contudo, junto disso, entregou-se aos afetos das maiores empreiteiras, não viu mal em lotear a máquina pública, nem se constrangeu em liderar uma verdadeira organização criminosa.
Sem hesitar, brincou com os sonhos do povo e fez de seu filho, ex-faxineiro de zoológico, um megaempresário. Aceitou financiamentos regados a corrupção, fez festa junina para magnatas e mentiu, mentiu e mentiu. O resultado, enfim, chegou: ao abrir mão de si mesmo, Lula perdeu o povo.
Pelas ruas, o ex-presidente é motivo de indignação e fonte de piadas. Lula virou chacota, vergonha, deboche. Restou-lhe a militância do pão com salame e aqueles que tratam a política com os olhos da fé messiânica.
Seu escárnio da lei confirma sua queda. Lula ainda enxerga o Brasil como um rebanho de gado e não percebe que está só, cercado por advogados que postergam seu coma moral. Enquanto ofende o Judiciário e todos aqueles que não beijam seus pés, Lula trancafia-se na bolha de quem ainda acredita que meia dúzia de gritos e cuspes podem apagar os fatos.
O chefe entrou num mundo sem saída, trocou sua consciência pelo poder e corrompeu-se até dissolver sua essência. Lula morreu faz tempo. Restou-lhe, apenas, uma carcaça podre que busca a vida eterna no inferno de si mesmo. (Gabriel Tebaldi, graduado em História pela UFES) 
ooo0ooo
E quem imaginava que a delação da Odebrecht seria a do fim do mundo se estarreceu hoje diante dos vídeos dessa criatura debochada e cínica que confessou crimes sorrindo. Só mesmo uma psicopata e imaginar que eram esses os gurus da grande presidenta Dilma Roussef!
Também uma mulher que para se candidatar topa, após um câncer, fazer plástica e se transmutar a peso de ouro, pagando diárias de cabeleireiros a R$ 2.500,00 a 3.000,00, é tão doente quanto!
Esquerda brasileira, chega de apontar culpados! Está na hora de assumir o ocorrido e partir para um mea culpa já! Antes que os Dórias e Bolssonaros assumam o poder! Quem elegeu Temer não foram os coxinhas. Parem de tergiversar. Temer foi eleito por vocês com dinheiro público desviado de hospitais creches e escolas! O resto é retórica, ou ilação como vocês agora costumam chamar o que nós brasileiros conhecemos como mentira!
A arrogância da esquerda de acreditar que lida com tolos e que porta o Santo Graal está no pano de fundo de sua derrocada mundo afora. 
Vamos fazer diferente e lavar a jato essa roupa suja antes que seja tarde! A máscara caiu!
Um homem que responsabiliza a companheira morta para não assumir seus atos é um covarde e não herói. Essa inversão de valores para mim é assustadora...
E não me venham falar da corrupção que existe desde a época de Cabral que não somos trouxinhas. Nós militamos no PT e construímos esse partido e elegemos o Sr. Luiz Inácio Lula da Silva imbuídos do mais alto altruísmo, e na mais profunda convicção de que éramos portadores da revolução pelo voto! 
Alto lá embusteiros...existe inteligência e cabeças livres pensantes no país! 
Nem toda militância precisa de ônibus pago e sanduíche de mortadela para servir de claque uniformizada de vermelho em comício de gente que vive de desvio de dinheiro público! 
Existe a burguesia esclarecida do país que não vai permitir o Brasil vir a ser a nova Venezuela não!
O Sr. Luiz Inácio deve, sim, uma explicação ao país, especialmente a nós seus eleitores sem deboches e piadinhas sobre mulheres que não obedecem ao marido. 
Chamar um empreiteiro do porte do tal do Léo Pinheiro de vendedor é acreditar que somos todas burras! E assistir a nossa esquerda brasileira, dita caviar apreciadora de vinhos de safra e frequentadora de salões e Piantelas se gabar que ele arrasou no depoimento é algo pra lá de deprimente! 
Pela primeira vez senti vergonha de me incluir ao lado de vocês que tanto nos orgulharam na resistência à ditadura! Prestes deve ter se removido: isso não é socialismo. É roubo mesmo! Acredito e com pura convicção, porque fui contemporânea de sonhos e realizações no CREA de gente idealista como Marcelo Déda e José Eduardo Dutra que saíram de cena com vergonha do que estaria por vir a ser revelado pela Lava Jato. 
Ser de esquerda não garante passaporte de impunidade a ninguém quando se trata do crime hediondo de desvio de dinheiro público nem mesmo para a alma mais honesta do mundo! 
Falei para não morrer engasgada... (Ana Luiza Liborio, arquiteta e uma das fundadoras do Diretório do PT em Aracajú)

Nenhum comentário: