4 de nov de 2015

Brasil, corrupção e economia...

• Cobrança extra na conta de luz deve acabar em maio de 2016, diz Aneel. 
• Receita mantém prazo do Simples Doméstico, apesar de falhas. Prazo de pagamento vence no dia 6. 
• Rombo no fundo de pensão da Petrobras dispara 60% e vai a R$ 10 bi. Deficit deve exigir aporte de 23 mil contribuintes, 55 mil aposentados e estatal. O presidente da CPI dos Fundos de Pensão, Efraim Filho (DEM-PB), acredita que a comissão entrará em nova fase, de aprofundamento das investigações. Porque chegou nova remessa de quebras de sigilos. 
• História sem fim - Com a demora da Justiça diante do mensalão tucano, não será surpresa se todos terminarem impunes. 
• Relatório preliminar do Tribunal de Contas da União (TCU), sobre a auditoria que realizou nas fronteiras brasileiras, aponta uma fuga de R$ 100 bilhões dos cofres públicos, devido à sonegação decorrente do contrabando. O valor é mais do que o dobro do déficit já previsto pelo governo federal para o Orçamento de 2016. Em resumo, isso ocorre porque faltam planejamento e coordenação, e sobra incompetência. 
• Magistrada Célia Regina Ody Bernardes recebeu perfil do jornal O Globo por ter dado novo fôlego à Operação Zelotes; no texto, ela é retratada como uma juíza corajosa que seguiria o padrão Sergio Moro; para parlamentares do PT, no entanto, ela deu novo rumo à Zelotes, ao substituir o foco inicial, que seriam grandes sonegadores, como o grupo RBS, a afiliada da Globo no Rio Grande do Sul, passando a se focar na suposta venda de medidas provisórias; Célia Regina é juíza substituta e não deve continuar por muito tempo à frente da Zelotes. 
Lula e Dilma estão sitiados por chacais que se alimentam do fascismo todos os dias. Espalhados principalmente pelo Congresso Nacional e por várias instituições da República, atuam em conluio com outros da santa madre imprensa; Com esse conluio do PSDB com as forças políticas mais atrasadas do país para proteger Eduardo Cunha, visando o impeachment, o Congresso Nacional está parecendo um furúnculo do Brasil, com as bancadas da Bala, da Bíblia e do Boi (BBB) aprovando, com a ajuda dos tucanos, retrocessos inimagináveis; a oposição liderada pelo PSDB está desfigurando a Constituição cidadã, esterilizando direitos e levando o país a um grande retrocesso. (Laurez Cerqueira, jornalista) 

• Juíza estabelece fiança de Marin em US$ 15 mi. 
• Um avião de carga russo com passageiros a bordo caiu nesta quarta-feira após decolar do aeroporto na capital do Sudão do Sul, matando pelo menos 41 pessoas na aeronave e no solo; um membro da tripulação e uma criança a bordo sobreviveram, disse o porta-voz presidencial Ateny Wek Ateny. 
• O diretor executivo da Frontex (a agência europeia de controle de fronteiras), Fabrice Leggeri, informou que foram registradas este ano 800 mil “entradas ilegais” de migrantes na União Europeia; lembrando que o fluxo provavelmente ainda não atingiu o pico, Leggeri apelou aos países europeus que impeçam a entrada dos migrantes a quem foi negado asilo, para que possam rapidamente ser enviados de volta aos seus países. 
• Rússia bombardeia alvos na Síria com informações da oposição a Assad.

Cederam à tentação. 
. A pergunta é dirigida tanto à pessoa quanto ao partido: até quando o Lula e o PT suportarão o bombardeio que os atinge de todos os lados? O ex-presidente se exaspera contra as oposições, a imprensa, os empresários, os aliados e o governo, acentuando que vai resistir diante de toda a pancadaria. Os companheiros voltam a frequentar os microfones parlamentares e adotam a tática retórica de exaltar as virtudes do chefe e da sucessora.
. Só que não tem adiantado. Estão perdendo a batalha. As virtudes do Lula são superadas por seus defeitos e o PT cai nas pesquisas. Fica difícil para ele explicar sua evolução patrimonial e de sua família, assim como para os petistas, superar a incompetência do atual governo.
. A pressão aumenta e nem será preciso argumentar com as eleições municipais do ano que vem para saber que a derrota será monumental. Pelas pesquisas, o Lula não conseguirá a reeleição de Fernando Haddad, muito menos o PT emplacará os prefeitos das grandes e até das pequenas capitais. Poupa-se o ex-presidente, não comparecendo a atividades públicas, preferindo refugiar-se nas reuniões do partido. Encolhe-se o PT quando se trata de aprovar projetos do interesse do palácio do Planalto.
. Atravessam, ambos, período de amargura e desespero. Também, não haverá como desmentir, por culpa deles. A tentação foi grande demais. Um, por não resistir ao estilo de vida que nunca teve, mas invejava, entendendo que sua liderança e a sensação do dever cumprido permitiam o uso de mecanismos próprios das elites por ele beneficiadas. Outros, por abandonarem as raízes e os anseios populares em troca de benefícios inerentes ao poder.
. O resultado aí está: um ex-presidente e um partido expostos ao bombardeio dos principais setores da vida nacional. Cederam à tentação. Agora aguentem... (Carlos Chagas) 

A crise é maior do que a anunciada. 
Crise social - Tudo leva a crer, pelo desinteresse que o governo vem mostrando, que esta tenebrosa crise econômica, arquitetada de forma cuidadosa pelo PT, e construída com esmero pela dupla Lula-Dilma, só será enfrentada, de fato, quando o nosso pobre país for palco de uma complicada crise social
Luz no fim do túnel - Só a partir daí poderemos almejar, quem sabe (não se trata de uma garantia) alguma chance de vir a aparecer uma luz no fim deste escuro túnel. Faço votos, no entanto, que o clarão de luz, caso apareça, não seja de algum trem trafegando em sentido contrário.
Números aquém da realidade - É certo que os casos de corrupção tem ocupado as principais páginas dos noticiários. Com isso, a situação financeira do país tem sido jogada para segundo plano. Mesmo assim, a maioria dos noticiários, por falta de conhecimento do assunto, divulgam números bem aquém, tanto da realidade que estamos enfrentando quanto da que vamos enfrentar em breve. 
Déficit primário e nominal - Arrisco a dizer, sem medo de errar, que mais de 90% dos brasileiros mal sabem a diferença, por exemplo, entre déficit primário e déficit nominal. E quando tomam conhecimento é através da mídia, que de forma lamentável explica muito mal o assunto, como, aliás, é de interesse deste mau governo.
Muito mais grave - Na semana passada, como foi amplamente noticiado, o governo declarou que as contas públicas deverão fechar este ano com déficit de R$ 51,8 bilhões, mais R$ 40 bilhões referentes às pedaladas fiscais, etc., etc.../ . Pois, a bem da verdade, ainda que contas públicas só interessam a apenas 1% do povo brasileiro, se tanto, a situação financeira do país é muito mais grave do que está sendo divulgado.
Ataque conjugado - Como bem escreve, de forma detalhada, o economista e pensador (Pensar+), Paulo Rabello de Castro, os dois responsáveis centrais pela queda estrutural do desempenho da economia brasileira são, sem qualquer dúvida:
1 - os gastos públicos correntes descontrolados e, em ainda maior magnitude,
2 - a aceitação passiva pela sociedade, até aqui, de uma composição inadequada de títulos da dívida pública brasileira, que tem gerado excesso de despesas não primárias, altamente gravosas, por duas décadas seguidas, pelos encargos de juros pagos na rolagem dessa dívida mal estruturada, porque concentrada em títulos sujeitos à variação da taxa SELIC ou à inflação futura.
. É fundamental, portanto, um ataque conjugado da política financeira do Estado brasileiro tanto ao excesso de gasto primário quanto ao gasto financeiro não primário.
Brutal sacrifício - Tentar continuar obtendo superávits primários significativos para cobrir um gasto financeiro que não para de inchar não faz sentido, ao se impor brutal sacrifício da população produtiva que paga.
. Por outro lado, pretender trazer os encargos financeiros federais a um patamar de normalidade sem pactuar uma responsabilidade fiscal verdadeira nos gastos primários é esperar pelo milagre que não virá.
A hora é já - É preciso fazer as duas coisas articuladamente, e a hora é já. Em 2015 o custo de rolagem da dívida pública assumiu proporções catastróficas e ficará próximo a R$ 530 bilhões (equivalente a 9,5% do PIB), em completo desalinho com a experiência de outros países com dívida pública semelhante à do Brasil.
. É inútil, portanto, cogitar de uma CPMF, ou até de duas ou três vezes o valor dessa receita extra, para tentar cobrir encargos da ordem de R$530 bilhões. (GSPires) 

Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida. (Platão)

O mundo em alerta - principalmente a Alemanha. 
. Inacreditável! Caos total!
. Oktoberfest multicultural em Munique?
. Procurei notícias sobre como teria se desenvolvido este ano a tradicional Oktoberfest em Munique. Estava marcada para acontecer entre 19 e setembro e 4 de outubro. Ao mesmo tempo estavam chegando diariamente 10 mil refugiados à estação ferroviária central da cidade. Nada vi nos noticiários, nem o Google esclarece alguma coisa. 
. Em compensação encontrei o texto de uma carta que uma médica tcheca escreveu a um amigo. Ela é anestesiologista e trabalha num hospital de Munique. Veja o que está acontecendo no atual ambiente multicultural da Alemanha, segundo o que ela relata e eu traduzi do inglês. 
. “Ontem tivemos uma reunião sobre como a situação aqui e em outros hospitais de Munique ficou insustentável. As clínicas não conseguem lidar com emergências e assim começam a enviar tudo para os hospitais. 
. Muitos muçulmanos estão recusando serem tratados por funcionários do sexo feminino e, nós, as mulheres, estamos nos recusando a trabalhar entre animais, especialmente africanos. As relações entre a equipe e os migrantes está indo de mal a pior. Desde o último fim de semana, migrantes que vão a hospitais têm que ser acompanhados por policiais. 
. Muitos migrantes têm AIDS, sífilis, tuberculose aberta e muitas doenças exóticas, que aqui na Europa nem sabemos como tratar. Se recebem uma receita, aprendem na farmácia que têm que pagar em dinheiro. Isto leva a explosão de insultos inacreditáveis, especialmente quando se trata de remédios para crianças. Eles abandonam as crianças com o pessoal da farmácia e dizem: Então as curem vocês! Portanto a polícia não tem que proteger apenas clínicas e hospitais, mas também grandes farmácias. 
. Só podemos perguntar: Onde estão todos aqueles que nas estações de trem e na frente das câmeras de TV mostram cartazes de boas-vindas?
. Sim, por enquanto as fronteiras foram fechadas, mas um milhão deles já está aqui e, definitivamente, não seremos capazes de nos livrar deles. 
. Até agora o número de desempregados na Alemanha era de 2,2 milhões. Agora vai ser 3,5 milhões. A maioria destas pessoas é completamente não-empregável. Um mínimo deles tem alguma educação. 
. E mais, suas mulheres não fazem coisa alguma. Estimo que uma em dez está grávida. Centenas de milhares trouxeram consigo lactentes e crianças menores de seis anos desnutridas e negligenciadas. Se isto continuar e a Alemanha reabrir suas fronteiras eu voltarei para casa na República Tcheca. Ninguém vai poder me segurar aqui, nem com o dobro do salário. Eu vim para a Alemanha e não para África ou Oriente Médio. 
. Mesmo o professor que dirige o nosso departamento falou da tristeza em ver a mulher da limpeza fazendo seu serviço há anos por 800 Euros e depois encontrar homens jovens estendendo a mão, querendo tudo de graça e, quando não conseguem, se alteram. 
. Eu realmente não preciso disso! Mas estou com medo de, se voltar, encontrar o mesmo na República Tcheca. Se os alemães, com os seus recursos, não conseguem lidar com isto, lá seria o caos total. Ninguém que não tenha tido contato com eles pode ter uma ideia de que espécie de animais que são, especialmente os da África, e como os muçulmanos agem com soberba religiosa sobre a nossa equipe. 
. Por ora nosso pessoal ainda não foi reduzido em consequência das doenças trazidas para cá, mas, com centenas de pacientes todos os dias, isso é apenas uma questão de tempo.
. Num hospital perto do Rheno os migrantes atacaram a equipe a facadas, depois de trazerem um recém-nascido de 8 meses que estava a beira da morte, arrastado através de meia Europa durante três meses. A criança morreu depois de dois dias, apesar de ter recebido os melhores cuidados numa das melhores clínicas pediátricas da Alemanha. O médico teve que passar por cirurgia e duas enfermeiras foram para a UTI. Ninguém foi punido. A imprensa local é proibida de noticiar. Nós ficamos sabendo por e-mail. 
. O que teria acontecido a um alemão se ele tivesse esfaqueado um médico e duas enfermeiras? Ou se ele tivesse jogado sua própria urina infectada por sífilis no rosto da enfermeira e a ameaçado de contaminação. No mínimo, iria ser preso imediatamente e depois processado. Com esse povo - até agora - nada aconteceu. 
. Então pergunto, onde estão todos aqueles que saudaram sua vinda e os recepcionaram nas estações ferroviárias? Sentados bonitos em casa, curtindo suas organizações não-lucrativas, aguardando ansiosamente os próximos trens e o próximo lote de dinheiro em pagamento dos seus préstimos como recepcionistas. 
. Se fosse por mim eu arrebanharia todos esses recepcionistas e os traria primeiro aqui para a ala de emergência do hospital, para agirem como atendentes, depois para um alojamento de migrantes, para que possam cuidar deles lá mesmo, sem policiais armados, sem cães policiais, que hoje podem ser encontrados em todos os hospitais da Baviera, e sem ajuda médica.” 
. Até aqui o teor do desabafo desta profissional que nos pode dar uma ideia do que está sendo preparado como futuro através da multiculturação que está sendo impingida aos povos do velho continente, principalmente à Alemanha. (Toedter) 
P.S. - Em Praga a carta foi lida em TV alternativa e pode ser acompanhada com legendas em inglês aqui. Fonte

Nenhum comentário: