29 de set de 2015

Caminhadas...

• Receio de corte pela Fitch faz dólar fechar a R$ 4,109. China faz Bolsas caírem em todo o mundo; Ibovespa cai 1,95%. 
• Dívida pública aumenta 3,16%, para R$ 2,686 trilhões. Desvalorização do real faz dívida externa avançar 4,35%. 
• Agências do INSS reabrem nesta semana. Segundo sindicato, serviço volta quarta. 
• Mercado já prevê queda de 1% no PIB de 2016. Boletim Focus, divulgado pelo BC, também mostra piora nas projeções de inflação para o ano que vem. 
• Presidente abriu Assembleia da ONU em NY. Governo e sociedade não toleram corrupção. Dilma discursou para chefes de governo e de estado, na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, nos EUA. Dilma diz que ações para enfrentar crise no Brasil chegaram ao limite. 
• Bancos sobem tarifas 8 vezes acima da inflação em 3 anos, diz estudo. Instituições chegaram a cobrar R$ 888 por ano. 
• No programa Roda Viva de ontem na Tv Cultura o jurista Hélio Bicudo voltou a reafirmar a culpabilidade do PT, origem, caminhos e apontou o dedo de Lula. 
• Revista Época: Renan é investigado por lavagem de dinheiro em Maceió. Peemedebista é suspeito de irregularidade na compra e venda de quatro apartamentos de um prédio na capital alagoana. Investigação quer saber como os imóveis foram parar nas mãos de ex-senador e seu filho, o deputado federal Wilson Filho, mais dois irmãos. 
• Senador Randolfe anuncia desfiliação e deixa Psol sem nome no Senado. Comunicado foi feito neste domingo pelo parlamentar amapaense, mais novo a tomar posse na legislatura passada, aos 38 anos. Provável destino é o recém-formalizado Rede, de Marina Silva.
• Cortes no orçamento prejudicam projetos de segurança e defesa. O que mais preocupa é o Sistema Integrado de Monitoramento das Fronteiras, planejado para ser implantado ao longo de dez anos. Nos primeiros dois, apenas 7,2% dos R$ 10 bi previstos foram investidos até agora. 
• Operador diz que fez depósito em conta de Cunha na Suíça. João Henriques, preso durante a 19ª fase da Operação Lava-Jato, admitiu a transação bancária em depoimento à PF. Odebrecht é dona de conta de onde partiram propinas. 
• Revista Veja: delação de ex-deputado indica que Lula deu aval a petróleo. Preso desde abril, Pedro Corrêa já teria dito a procuradores da Lava Jato que não só Lula, mas também Dilma não só tinham conhecimento do petrolão como agiram pessoalmente para mantê-lo em funcionamento
• Cunha diz que começa a analisar pedidos de impeachment nesta semana. 
• Tucanos defendem manutenção de veto do Judiciário. Líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima diz ao Congresso em Foco que seu partido deve apoiar manutenção de veto que preocupa o Planalto. O Congresso tem de ser responsável, diz o ex-presidente do partido Tasso Jereissati. 
• Após acordo, Venezuela permitirá volta de colombianos deportados. Países retomaram diálogo semana passada. 
• Obama chama Assad de tirano e o culpa por morte de civis. Sobre as relações com Cuba, americano pediu ao Congresso fim do embargo contra a ilha. 
• Putin defende na ONU apoio a Assad contra expansão do EI. Em discurso na Assembleia Geral, presidente russo afirma que seria um erro não cooperar com o governo sírio. 
• Água líquida e corrente em Marte. Água salgada corre pela superfície de Marte todos os verões, diz Nasa. A Nasa apresentou ontem provas da existência de água líquida e corrente em Marte. Os cientistas consideram a descoberta um avanço significativo rumo à busca por vida no planeta vermelho. Agora, o próximo passo é desvendar a origem da água, que é salgada.

Projeções assustadoras. 
Probabilidade zero - Faltando apenas dois dias para o encerramento do mês de setembro, por tudo que já aconteceu ao longo de 2015 a probabilidade de que a nossa economia ainda possa dar algum suspiro, nos próximos 90 dias que restam para o fechamento do ano, é zero
Números negativos - Olhando apenas os números divulgados pelo Boletim Focus, os quais são divulgados ao mercado a cada segunda-feira, em todas as 38 ou 39 semanas deste fatídico 2015 a projeção foi sempre para pior. De novo: em todas as semanas os números se mostraram sempre negativos. Que tal? 
05 de janeiro de 2015 - No dia 05/01/2015 (1ª semana), o Boletim Focus divulgou, por exemplo, a projeção dos seguintes indicadores para o final deste ano:
PIB - 0,50%
IPCA - 6,56%
CÂMBIO - R$ 2,80  
28 de setembro de 2015 - A projeção divulgada hoje, para os mesmos indicadores, é a seguinte para este ano: PIB - retração de 2,80% (por enquanto)
IPCA - 9,46%
CÂMBIO - R$ 3,95
Próximas 13 semanas - Ora, como as projeções são atualizadas semanalmente, e em todas as anteriores os números só pioraram, ninguém, de são consciência, pode esperar que nas próximas 13 ou 14 semanas que faltam para o encerramento do ano aconteça algum milagre. Nem com o auxílio de pedaladas.
Demissões - Junto com estas projeções ruins, o quadro apresentado pelo Ministério do Trabalho (números oficiais, portanto) através do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) só aumenta a preocupação: em agosto, o Brasil fechou 86.543 vagas formais de trabalho./ . Detalhe: foi o quinto mês seguido em que as demissões superaram as contratações. O resultado é muito inferior ao do mesmo mês do ano passado, quando foram criadas 101.425 vagas.
Admissões - Agora o mais assustador e revoltante: Se no Setor Privado as coisas vão de mal a pior, no Setor Público (onde a crise passa longe), ninguém pode se queixar, pois ninguém foi demitido. Ao contrário: a Administração Pública ainda abriu 730 postos. Pode? 
Indústria - A versão final da sondagem da indústria, elaborada pela FGV, mostrou que o índice de confiança do setor apresentou queda de 2,9% entre agosto e setembro, ao passar de 68,0 para 66,0 pontos, o menor nível da série histórica.
. Esse resultado foi ainda pior que o calculado previamente, de queda de 2,5% na margem. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) recuou 1,2 ponto percentual entre agosto e setembro, ao passar de 77,7% para 76,5%, o menor nível desde janeiro de 1993 (73,6%). (GSPires) 
Nosso caráter é o resultado da nossa conduta. (Aristóteles)

Nenhum comentário: