28 de jan de 2015

Procurando...

Presente grego

Syriza
Ontem, a Comunidade Europeia, notadamente os países da Zona do Euro, ganhou um legítimo presente Grego, ao ver confirmada a conquista de 149 das 300 cadeiras do Parlamento, obtida pelo Syryza, partido ultra-radical esquerda da Grécia, liderado por Alexis Tsipras. 

Contra a austeridade
O Syriza, por ser ultra radical de esquerda, já deixou bem claro, ao longo da campanha eleitoral, que não pretende cumprir o programa de austeridade, firmado entre o governo anterior e a Troika (União Europeia, Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional).

Calote
Isto significa, alto e bom som, que o novo governo grego vai dar um solene CALOTE aos credores das instituições que formam a Troika. A vitória do Syriza significa que a Grécia vai dar uma legítima e sonora Banana àqueles que lhe estenderam a mão através de um mega-auxílio financeiro concedido ao país, que totaliza algo como 250 bilhões de euros. Pode?

Humilhação
O líder do Syriza, Alexis Tsipras, para quem não sabe, afirmou por diversas vezes, com grande ênfase, que a Troika é coisa do passado. E que, em caso de vitória de seu partido, confirmada ontem nas urnas, a Grécia deixaria para trás a austeridade após cinco anos de humilhação.

Produzir pobreza
Com a vitória do Syriza, a Grécia entra para o clube dos países social-comunistas existentes no nosso planeta. E, como é sabido através da situação de todos que optaram por esse caminho, vai produzir pobreza em grande escala. Isto em plena Europa, que por muitos anos mostrou o quanto o comunismo é capaz de destruir. Pode? 

Escassez 
Desfeito, na marra, o contrato firmado pelo governo anterior com a Troika, a tal humilhação referida por Tsipras vai dar lugar à uma escassez de produtos e serviços sem precedentes. Sem dinheiro e sem estímulo, o povo grego vai à míngua. Com toda força, como já acontece na Venezuela, Argentina e dentro de pouco tempo também no nosso pobre Brasil. 

Fazendo as malas
Com a eleição de Tsipras, a turma da Ursal (União das Repúblicas Socialistas da América Latina), conhecida como Unasul para os desatentos, deve estar em estado de euforia. Muito provavelmente, Dilma e seus amigos já devem estar fazendo as malas para participar da posse do mais novo comunista. Será uma festa e tanto, não? (Gilberto Simões Pires) 

Ambientalismo de ponta 
. De tanto deblaterar contra o irritante catastrofismo ambientalista, estou caminhando para convencer-me de que ele merece nossa atenção. A natureza precisa mesmo ser preservada, e as recomendações ambientalistas serão recompensadas com florestas respirantes cheias de índios viciados em trabalho, vorazes manadas de espécies salvas da extinção, resfriamento global de entusiasmar criadores de carneiros e produtores de lã, máquinas eficientes movidas a pedal, e tantas coisas inventáveis.
. Isso mesmo! Cheguei à conclusão de que a preocupação ecológica é uma necessidade, e vou batucar no meu computador verde em favor do ambientalismo de ponta. A auspiciosa novidade é que meu ambientalismo de última geração está em regime matrimonial indissolúvel com a tecnologia de ponta. Admira novidades tecnológicas preservacionistas, mas fica bem longe da ecologia proibidora que todo mundo conhece e detesta. Elogia avanços tecnológicos para nenhum ambientalista botar defeito, como farei hoje.
. Você já calculou quanta madeira, lenha, gás, eletricidade se consumiriam em fogões, se não houvesse o forno de microondas? Eu também não, mas não preciso de cálculos, estatísticas e outros argumentos numéricos para aplaudir quem o inventou. Consta-me que a façanha se deve a um engenheiro da Nasa. Ele gostava da tecnologia de ponta, mais ainda do chocolate de ponta, mas as barras que ele punha no bolso do jaleco começaram a derreter inexplicavelmente. Logo percebeu que havia uma fonte de calor por perto, e ela foi identificada como uma microonda. Muitos anos se passaram em testes, estudos e gasto de energia mental não poluente, e finalmente o forno foi lançado no mercado. Mas até hoje os ambientalistas não se lembraram de homenagear nem sequer o chocolate ecológico desse engenheiro…
. Desde que Edison usou a energia elétrica para ganhar dinheiro com iluminação, muitas fontes de luz poluentes e pouco eficientes foram substituídas pelas lâmpadas elétricas dele. Há estatísticas para tudo, e provavelmente já foi calculado quanto gás estufante se economizou, substituindo os métodos antigos por iluminação elétrica; mesmo considerando que ela desperdiça cerca de 90% da energia produzindo calor, em vez de luz. Nas novas lâmpadas de LED, toda a energia se transforma em luz, portanto é uma luz verde. Mas não conte com o aplauso dos ambientalistas para o LED, o que pode acontecer é eles protestarem em defesa dos cupins (aleluias), que precisam perder as asas junto ao calor e luz. Afinal, os cupins têm os seus direitos…
. Uma biblioteca doméstica geralmente não ultrapassa mil livros. Considerando o peso médio de 500 gramas, ela pesaria cerca de 500 quilos, dos quais a maior parte representada por papel. Hoje você pode transportar esses mil livros no bolso e lê-los onde quiser, usando um computador menor que um livro. Já foram poupadas tantas árvores dessa forma, que se justifica um selo de green books para esses livros ecologicamente corretos. Pessoalmente eu prefiro o livro de papel, mas não entendo a falta de um monumento ambientalista para os inventores dessa tecnologia.
. As televisões e monitores de computador antigos eram trambolhos que usavam a tecnologia de raios catódicos. Você já imaginou o que seria um aparelho desses para obter imagens de 50 polegadas ou mais? Quanto condicionador de ar, matéria prima, energia, espaço físico? Falta um aplauso improvável dos ambientalistas para a tecnologia de ponta embutida nos raquíticos telões de LCD, LED, plasma.
. Quando se evidenciou a crise energética, muitas fontes alternativas conhecidas eram inviáveis, devido ao alto custo. Intensificando-se as pesquisas, aos poucos essas fontes foram barateadas. A energia solar para uso residencial, por exemplo, custava cerca de doze vezes mais que a energia elétrica convencional, e atualmente o custo de ambas é quase igual. Na Alemanha, grande parte da energia doméstica já se produz no local, sem poluição e sem custo mensal depois de instalada. Pode até dar lucro, usando-se um medidor de energia para entrada e saída.
. Os ambientalistas obteriam resultados muito melhores e mais condizentes com os seus objetivos oficiais se resolvessem incentivar inventores de tecnologias e coisas ecologicamente corretas. Ao invés desse ambientalismo de protestos e proibições, por que não conceder algum espaço ao progresso verde? Poderiam até organizar uma nova cantilena ecológica, e os autorizo a denominá-la como sugere o título desta crônica: Ambientalismo de ponta. E o slogan: Queremos as pontas do Jacinto!
. Pelo que conheço da mentalidade esquerdista, sou muito cético sobre a possibilidade de eles caírem na realidade e passarem a elogiar tecnologias limpas como essas. Se o fizerem, comprometo-me a participar do desfile num carnaval ecológico. Vou até encomendar um terno verde abacate, para usar no sambódromo. Ao que parece, devo agendá-lo com meu alfaiate para o dia de são nunca… (Jacinto Flecha)

A importância da doação de sangue 
. Com a aproximação do carnaval, cresce muito a necessidade de se manter um estoque seguro de sangue e derivados. 
. Por que doar sangue?
. Os componentes sanguíneos ainda são insubstituíveis, não existindo produção artificial para se compensar uma perda de sangue.
. A demanda da utilização de sangue e componentes, seja em emergência ou não, só é compensada com sangue oriundo de doações.
. Ainda existem muitos doentes que necessitam de componentes sanguíneos.
. O que é preciso para doar?
. Não doar em jejum e evitar alimentos gordurosos pelo menos 4 horas antes da doação. Fazer uma alimentação leve sem gordura.
. Estar em boas condições de saúde.
. Ter entre 16 e 67 anos e 11 meses e 29 dias. Para menores de 18 anos é necessária uma autorização e presença dos pais ou responsáveis.
. Pesar mais de 50 kg.
. Não ter tomado vacina há menos de um mês.
. Dormir pelo menos 6 h nas últimas 24 h que antecedem a doação.
. Trazer documento original com foto emitido por órgão oficial (RG, Carteira de Trabalho e Previdência Social, Carteira de Habilitação ou Carteira dos Conselhos Regionais).
. Impedimentos Temporários: 
. Gripe ou febre.
. Ingestão de bebida alcoólica no dia da doação.
. Tatuagem (menos de 1 ano).
. Gravidez.
. 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.
. Amamentação: aguardar o término.
. Impedimentos definitivos:
. Doença de Chagas, Malária, Sífilis e AIDS.
. Hepatite A após 11 anos de idade.
. Hepatite B ou C.
. Infecção pelo vírus HTLV I/II.
. Hanseníase.
. Comportamento de risco, múltiplos parceiros sexuais, hábitos promíscuos, usar ou ter parceiros usuários de drogas injetáveis.
. Locais de coleta de sangue. Aqui

Reajuste da Aposentadoria...
Gostaria de obter resposta...! 
. Secretário do Conselho Fiscal da Federação dos Aposentados e Pensionistas - FAP/MG. Só gostaríamos de saber qual a justificativa do pessoal que vota no PT, para o fato de o bolsa família, onde ninguém trabalha, ter o dobro do aumento dos aposentados que trabalharam a vida toda.
. Este ano (2014) este governo deu os seguintes reajustes: 
. Reajuste para Aposentados = 5,7% (A cada ano a defasagem é maior, o aposentado vai ganhando menos)
. Reajuste para Trabalhador ainda na ativa = 7,5%.
. Reajuste para o Programa Bolsa-Família = 10% (só para garantir o voto de quem não tem compromisso com o trabalho. Temos de agir!
. Somos mais de trinta milhões de aposentados! Não podemos admitir que distribuam o nosso dinheiro a quem nunca trabalhou 35 anos na vida. (Esta é a lei!)
. A população brasileira de aposentados vai tomar conhecimento deste absurdo.

Nenhum comentário: