7 de dez de 2014

Manifestantes pró-Ditadura e pró-Aécio...

Redes sociais e sabedoria popular...

Você não pode deixar de ver o vídeo abaixo!

video

Principalmente, se você é daqueles que entregaram às tais redes sociais, sua liberdade, sua criatividade e seu viver!

Sabedoria popular: Zap Zap, WhatsApp, Facebook, Instagran, etc, etc: coisas do diabo!

 photo _aaaa.jpg 

Ou, pelo menos, o mais eficaz e produtivo esquema de alienação e altismo, até hoje inventado!...

Como também, o mais eficaz e produtivo arquivo gratuito de consultas para sequestradores e criminosos!
 photo _ababab.jpg 
Em recente entrevista, falando sobre seu último filme, Elza e Fred que está em cartaz, a eterna atriz Shirley Maclaine, - também autora de vários livros de auto-ajuda - em seus 80 anos, respondeu a uma das perguntas: 

A sra. tem perfil nas redes sociais? 

- Não, de jeito algum! Odeio redes sociais porque sinto que elas estão afastando as pessoas dos contatos reais, além de fazê-las mais idiotas...

Na mesma linha, se for de seu interesse, vá ver o Filme que também está em cartaz: Homens, Mulheres e Filhos, do Diretor Jason Reitman. Um real libelo contra o triste isolamento e alienação dos conectados... (Márcio Dayrell Batitucci) 

Contadores de cabeças do UOL 
acabam de descobrir 
os 800 manifestantes mais numerosos de todos os tempos.



Cerca de 800 manifestantes participam do ato de protesto na Avenida Paulista, calculou o UOL às cinco da tarde deste sábado. Já eram milhares os indignados com o governo mais corrupto desde a chegada das primeiras caravelas. E a multidão continuou crescendo até o fim da passeata na Praça Roosevelt, atestam os dois vídeos enviados à coluna pela mais confiável das fontes: byMel.

Para aflição dos quadrilheiros presos ou (ainda) em liberdade, para desespero da presidente cujo segundo mandato agoniza antes de ter começado, as ruas foram tomadas por democratas que redescobriram a força da indignação. O PT já foi varrido de São Paulo. Mesmo investindo dinheiro de propina em tubaína, gorjeta e mortadela, só junta plateias de comício em lugarejo. Logo será assim em todo o Brasil.

Como o cálculo não foi corrigido, o UOL tem o dever de pendurar na manchete a proeza dos seus contadores de cabeças. Neste 6 de dezembro de 2014, eles descobriram os 800 brasileiros mais numerosos de todos os tempos. (Augusto Nunes) 

A vitória do PT e uma lição da Grécia antiga
 photo _apirro.jpg
Além de sua filosofia e de suas esculturas, a Grécia antiga nos legou alguns paradigmas notáveis. Um deles tem como referência Pirro, rei de Épiro e da Macedônia, que morreu em 272 antes de Cristo, com apenas 46 anos.

Grande guerreiro, ele ficou famoso por sua oposição a Roma e pelas guerras que empreendeu na península itálica. A mais célebre delas foi a batalha de Ásculo, em 279 a.C., na qual, após esforços ingentes de seu exército, derrotou os romanos comandados por Publius Decius Mus. Nessa vitória, arrancada a ferro e suor, Pirro perdeu 3.500 homens, incluindo vários oficiais.

Quando o parabenizaram por ela, Pirro respondeu: Mais uma vitória como esta, e estou perdido. Daí vem a famosa expressão vitória de Pirro, para indicar um triunfo alcançado com tantas perdas que, sob certo ponto de vista, equivale a uma derrota.

* * * 

Não pretendo fazer aqui uma análise das últimas eleições no Brasil. Nem teria espaço para isso, mas o leitor já percebeu que estou me referindo ao resultado pós-eleitoral. Faço apenas um breve comentário a respeito, sem entrar nos aspectos mais profundos que o tema comporta.

PT venceu, é verdade, mas com quanto custo! Para utilizar a terminologia dos institutos de pesquisa, foi uma vitória dentro da margem de erro.

E isto apesar de a oposição ter sido muito branda, explorando pouco, ou quase não explorando, os aspectos ideológicos do governo petista. Por exemplo, o favorecimento descabido à Cuba comunista; o decreto instituindo os tais conselhos populares (ou soviets, dá na mesma), descartado há pouco pelos parlamentares; uma política externa assanhadamente anti-norte-americana, mesmo com prejuízos evidentes para o Brasil; um inexplicável morrer de amores pelo governo Chávez e de seu sucessor; e assim por diante.

E já que estamos falando do pós-eleição, é bom lembrar que Maduro, depois de pronunciar um fogoso discurso de regozijo pela vitória petista no Brasil, considerada por ele importantíssima para a manutenção e desenvolvimento do tal bolivarianismo na América, mandou para cá um de seus ministros, chamado Elias Jaua, a fim de fazer um acordo com o MST.

Um acordo entre um governo e uma associação de um outro país, a qual ademais atua fora dos parâmetros legais, convenhamos que é inusitado. A menos que Maduro esteja considerando o Brasil mera província de seu Estado totalitário bolivariano.

Qual a finalidade desse acordo? Acelerar a implantação do socialismo (comunismo?) no Brasil, ou seja, segundo declarou o próprio Jaua, fortalecer o que é essencial para uma revolução socialista, que é treinamento, conscientização e organização do povo para defender o que foi alcançado e avançar na construção de uma sociedade socialista (Yahoo Notícias, 29-10-14).

Logo após a publicação do resultado eleitoral, o PT se saiu com exigências para participar ativamente do governo nos próximos quatro anos, intimando ainda que se faça uma reforma política a seu modo, ou seja, muito pouco democrática.

Isso tudo nos leva de volta à Grécia antiga. Vitória de Pirro ou ampliação e consolidação do socialismo no Brasil, como quer Maduro?

O futuro o dirá. Convém estarmos atentos. (Gregorio Vivanco Lopes)

Nenhum comentário: