21 de ago de 2014

Doe... doa em quem puder...

 photo _amaissujeira.jpg
Gastos de Rose são classificados como reservados; Para Presidência, divulgação de despesas com cartão corporativo põe em risco segurança; Leia


Etanol 2G pode revolucionar economia - Segundo informação da Petrobrás, desde o início das pesquisas para o desenvolvimento do etanol de segunda geração (2G), em 2004, houve uma evolução consistente da tecnologia em parceria com instituições científicas e empresas de tecnologia nacionais e internacionais, o que permitiu alcançar a maturidade tecnológica adequada para um projeto em escala industrial. O diferencial dessa tecnologia é o aproveitamento de bagaço de cana-de-açúcar, o que permite um aumento na produção de até 40% sem a necessidade de ampliar a área plantada com canavial. 
 ##### 
Radiografia de uma Fraude: um retrato sem retoques da guerrilheira que registra na ficha policial mais codinomes que tiroteios O farto material publicado nesta coluna sobre Dilma Rousseff inclui quatro posts que compuseram, em novembro de 2009, a Radiografia de uma Fraude.
O primeiro contempla a guerrilheira de araque, cujo prontuário exibe mais codinomes que tiroteios. O segundo trata da secretária do governo gaúcho que renegou Leonel Brizola para garantir o emprego. O terceiro exibe a ministra que subiu na vida porque o presidente eleito Lula consultou o futuro presidente Lula. O quarto e último descreve o país em que finge viver a candidata que Lula inventou. Tem até trem-bala.
Como a farsa ameaça estender-se por mais quatro anos, é hora de reapresentar a trajetória da nulidade que governa o Brasil, reproduzindo na seção Vale Reprise os textos publicados há quase cinco anos. O conteúdo do primeiro post está resumido no título: O histórico da guerrilheira tem mais codinomes que tiroteios. Poucos parágrafos bastam para mostrar que, somadas, as ações revolucionárias em que se meteu a jovem doutora em luta armada foram menos assustadoras que um foguetório de festa junina.
A biografia oficial da presidente festeja a valente mineira que enfrentou a bala a tirania dos quartéis. Conversa de 171, corrige a exumação dos fatos. Entre o mergulho na clandestinidade e o dia em que foi presa, Dilma sonhou com a troca da ditadura militar pela ditadura comunista, trocou de marido (uma vez), trocou de organização (duas) e trocou de codinome (várias). Mas a ficha policial não registra uma única e escassa troca de chumbo com tropas inimigas.
Em 2005, quando foi despejado da Casa Civil, o mensaleiro que saía saudou a camarada de armas que chegava. A dupla talvez não saiba exatamente a diferença entre gatilho e culatra. O guerrilheiro de festim combateu a ditadura entrincheirado no balcão do Magazine do Homem, em Cruzeiro do Oeste, interior do Paraná. Depois de libertada, Dilma seguiu lutando como comerciante em Porto Alegre. A loja de artigos masculinos resistiu a Dirceu. A lojinha 1,99 não sobreviveu à gerente. (Augusto Nunes) 
#####
A presidente no sufoco 
Nunca antes nos 3 anos, 7 meses e 18 dias de Dilma Rousseff no Planalto o público tinha tido a oportunidade de ver o que subordinados da gerentona conhecem por humilhante experiência própria: a chefe à beira de um ataque de nervos. Com a diferença de que, no seu gabinete, ela se sente literalmente em casa para descarregar a ira com as presumíveis dificuldades da equipe em captar o seu pensamento - o que, tendo em vista as peculiares circunvoluções de sua forma de expressão, se explica plenamente. (Estadão) 

“...O grupo do Presidentro Lula já definiu que é insustentável a manutenção de Graça Foster na Presidência da Petrobras. As revelações sobre transferência de imóveis, sob o risco de ter os bens bloqueados por decisão do Tribunal de Contas da União, só piorou a situação da amiga de Dilma Rousseff. O maior problema, agora, é que o governo não sabe quem escalar para substituir Graça....” (Jorge Serrão) 

Lembra do Cala a boca Magda!, pois é, ela existe! Doutora em inflação diz: A inflação, Bonner, cai desde abril e agora ela atinge hoje, se você não olhar pelo retrovisor e olhar pelo o que está acontecendo hoje, ela atinge zero por cento. Zero. Dilma Rousseff, na entrevista ao Jornal Nacional, ensinando ao mundo que, se os preços do dia não forem comparados com os da véspera, o índice da inflação é de zero por cento.

O meu, o seu, o nosso dinheiro... Conta dos Cartões Corporativos (Governo): Chega aos R$ 34,5 milhões.

Baixo nível - A carona que o ex-presidente Lula pegou na morte de Eduardo Campos, citando sua mensagem Não vamos desistir do Brasil e classificando sua relação com o pernambucano como de pai para filho, conseguiu irritar a maioria dos brasileiros, até mesmo petistas, que consideraram a atitude como descabida. A viúva Renata Campos resumiu sua decepção: Meu Deus! Isso não se faz! Aos mais chegados, ela lembrou o assédio de Lula a seu marido, até quando propôs que ele fosse o vice na chapa de Dilma. Antes, prometera que, em 2018, ele seria o candidato ao Planalto, sem contudo, se comprometer de fato porque ele quer mesmo é voltar à Presidência.

Estranha essa fuga ou se afastar mesmo das Eleições: TSE registra mais de 93 mil pedidos para voto em trânsito.


Dilma evasiva na entrevista e a nova pesquisa 
Entrevista de Dilma ao Jornal Nacional feita no Palácio da Alvorada, seu habitat natural. Por que esse privilégio, não se sabe. Ela conteve sua natureza agressiva, diante das questões cabeludas colocadas pelos entrevistadores, mas deu pra perceber que não era natural, era uma postura estudada, treinada. De fato, estava à beira de um ataque de nervos. Fez exatamente o que o Maluf sempre fez: deu respostas que não tinham nada a ver com a pergunta. E diante da interrupção do entrevistador, já que estendia a resposta para evitar as perguntas, ela se fez de boba e disse : então continuando o que eu estava dizendo e lá continuou seu palavrório. Fez o discurso que queria, de forma desconexa, sem levar em conta o que se perguntava. Irritada, não conseguiu impedir que sua verdadeira natureza - a arrogância - se revelasse. Em seguida à entrevista, imagino que soltando os impropérios que os que a conhecem comentam, ela cancelou sua participação em entrevista na Globo News.

Na questão da Saúde a entrevistadora contestava a eficiência do governo em face dos 12 anos de governo petista. Dilma enrolou. Pra ela a situação da saúde no país é razoável. E a entrevistadora repetia, mas depois de 12 anos, presidente, mas ela estava olímpica não dava atenção para a jornalista.

Diante da corrupção no seu período de governo, não soube explicar nada, nem o fato de nunca ter criticado seus companheiros - que foram tratados pelos petistas como vítimas - e aliados pelos crimes cometidos. Acho que as pessoas perceberam a sua personalidade e sua fuga das questões colocadas. Não acho que se saiu bem.

Pesquisa Datafolha

Criou enorme frisson na mídia escrita. Porém, nada de novo e nenhuma surpresa. Marina candidata tem o que sempre teve. Até um pouco menos do que já teve nas pesquisas do primeiro semestre. Ela tem recall e oferece uma alternativa aos desiludidos, os contra os políticos, como se ela não fosse um deles.

Dilma e Aécio ficaram na mesma. É possível que, não houvesse a morte de Eduardo Campos, os dois teriam subido. Perderam um pouco para a Marina.

A única coisa que ficou certa, transparente, para os que não queriam ver, é que haverá segundo turno. Agora é a hora da verdade. É a voz do povo soberano. (Alberto Goldman, um dos vice-presidentes do PSDB) 

Estados que sustentam o Brasil. 
Pasmem! Pra não cair no esquecimento. O Brasil é assim. Tínhamos esse sentimento. Entretanto não sabíamos da veracidade desses números, cujas diferenças são astronômicas. Dá para fazer uma boa reflexão acerca da situação econômica e social das regiões, bem como o uso pelo poder político da situação.
E ainda querem criar mais estados no Brasil. Na federação norte-americana, a regra básica foi que para entrar na União, o Estado produzisse riquezas e fosse auto-suficiente... E aqui, existe regra?
Veja abaixo quanto cada Estado recebe e repassa ao Governo Federal (via arrecadação de Impostos ).
Depois faça as contas e veja quem sustenta quem? É assustador...
 photo _aestadossustentam.jpg 
O Brasil que trabalha...
E a conta só não está mais feia porque não listamos Brasília, a capital dos Ali-Babás!
Agora você entende porque a popularidade deles, lá em cima, é muito alta?
Dos estados da federação: 
a) 18 = Dão prejuízo, recebem, chupam, mordem, roubam...
b) 08 = Dão Lucro (Pagam pra Viver). 

Eleger Dilma ou Marina Silva significa enterrar a Democracia e a Liberdade e enfrentar a escassez de alimentos como em Cuba e agora na Venezuela. Aqui

Hamas admite que grupo sequestrou e matou adolescentes judeus 

Uma autoridade do Hamas disse nesta quarta-feira que membros do grupo militante sequestraram os três adolescentes israelenses cujas mortes em junho provocaram uma espiral de violência que levou à atual guerra em Gaza, na primeira vez que o movimento islâmico reconheceu envolvimento no caso. Em uma conferência em Istambul, Saleh al-Arouri, autoridade do Hamas na Cisjordânia que vive exilado na Turquia, confirmou as acusações israelenses de que o grupo militante islâmico foi responsável pele sequestro dos adolescentes.

Houve muita especulação sobre esta operação, alguns disseram que era uma conspiração, disse al-Arouri a delegados durante reunião da União Internacional de Acadêmicos Islâmicos, na quarta-feira, segundo gravação divulgada pelos organizadores. A vontade popular foi exercida em toda a nossa terra ocupada, e culminou na operação heroica das Brigadas Al-Qassam em aprisionar os três colonos em Hebron, disse, referindo-se o braço armado do Hamas. Até então autoridades do Hamas se recusavam a confirmar ou negavam envolvimento.

Vingança

As Brigadas Al-Qassam prometeram nesta quinta-feira vingar a morte de três de seus comandantes, atingidos nesta madrugada por disparos da aviação de guerra israelense contra um edifício da cidade de Rafah, no sul de Gaza. Em um comunicado divulgado na internet, a milícia palestina disse que Israel pagará um enorme preço pelo assassinato de Muhamad Abu Shamala, Raed al-Attar, Mohamad Barhum e outras cinco pessoas.

A ação foi confirmada nesta manhã pelo exército israelense e comemorada pelo primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, que parabenizou o serviço secreto - Shin Bet - e as Forças Armadas. O chefe de governo disse que a ofensiva contra o território prosseguirá até que Israel alcance seus objetivos de segurança. A operação já deixou cerca de 2.050 palestinos e 67 israelenses mortos.

Os três comandantes morreram após a aviação de guerra israelense disparar cinco mísseis sobre uma casa na cidade de Rafah, vizinha à fronteira com o Egito, na qual os líderes do Hamas descansavam. Mohamed Abu Shamala e Raed al-Attar eram alvos prioritários de Israel, especialmente o primeiro, que de acordo com o serviço de inteligência participou da captura em 2006 do soldado israelense Gilad Shalit, que permaneceu cinco anos em poder das milícias palestinas até ser libertado em uma troca com prisioneiros.(Reinaldo Azevedo) 
Por que Israel não deixa a Palestina?

Nenhum comentário: