8 de jul de 2014

A melancolia da verdade esperada...

 photo _acopa2014sefoi.jpg
O esporte chamado futebol já existia dois ou três séculos A.C.
Mais tarde, a Inglaterra nos idos de 1800 adaptou aqueles antigos estilos e deu início a algo que paulatinamente contagiaria o mundo até tornar-se algo de conhecimento mundial.

Hoje, 08/07/2014, já se estampava os 7 a 1. Por que? No esporte, quando se disputa contra alguém, o básico e conhecer táticas, esquemas e jogadores. Quem como o estudioso sabia que jogaríamos contra uma equipe formada a uns 6 anos, compacta e inteligente. 

Infelizmente o homem acostumou-se a ter como escapatória algo que amainasse seus rancores e suas frustrações. No Brasil temos duas: futebol e carnaval. Acho que sem isso, o brasileiro fica mais vazio e nervos a pele.
Criticar ou falar desse ou aquele desportista que ocupa cargos é escrever no vazio. Falo de narradores, comentaristas, cronistas e analistas que pululam por aí. Técnicos, oh deus meu! só de nomes que surgiram do próprio meio dos jogadores se aplicaram em suas teses e poucos tiveram os êxitos.
7 a 1 vai doer e abrir, se é possível isso, o mudar neste Brasil de tantas tramoias, conivências e indicações, o tal do Q.I. e que nem sempre acontece o expurgo e banimento das hordas nos clubes, federações e Confederação.
 Bater na Comissão Técnica(?) pode ser covardia, porém quem como ela usou e abusou de não sei quantos jogadores e falava, palestrava com ares de douto honoris causa desse país, deu no que deu. Já vinha claudicando e não se olhavam no espelho.
Um time que se embaralhou, mal preparado, improvisado, ou como disse o ministro Joaquim Barbosa que Felipão não sabia substituir, foi a nota jurídica e também de quem entendia de futebol. São mais de 200 milhões.
Vai Galvão.... pede ao Papa Francisco que canonize o Neymar, faça dele como nas propagandas o alardear como o possível salvador, do herói de um futebol que capengava a tempos, a olhos vistos. Uma fratura, o desastre, nunca vai justificar. Apanhar feio e em casa como mulher de malandro! Nem Lei Maria da Penha!
Psicólogos, psiquiatras, lutadores de MMA e afins , os times e Seleção vão precisar mais do que isso, limpeza na CBF e, num ato de comunhão, nessa FIFA, nauseabunda, que manda, desmanda, ganha rios de dinheiro e a ninguém presta contas, tirando nossos recursos tirante acoimada pelo (des)governo. Lembram das CPI´s para mudar, pois é, a pizzas do embromation...
Se foi jogada do senhor do Nunca Dantes, se esfarelou... e com ele a rebeldia pela perda atiçará - tomará que não - o rancor incontido na alma do povo brasileiro, escamoteado e embromado pelas sandices políticas e partidárias. Eu não acendo pavio nenhum, vá você! (Armando Andrade)

Nenhum comentário: