17 de jan de 2014

Líder feito de barro

 photo nelsonmandela2.jpg
Isto devia ser divulgado, com ele, o Mandela, ainda vivo. Mas, como se trata da história de um homem público, repasso em homenagem à História.


Mandela bandido - Madiba assassino

Nesta hora de endeusamento do Mandela, as pessoas bem informadas devem conhecer a verdadeira biografia deste líder inconteste, mas grandemente marketeado.

Pouca gente sabe, mas a libertação de Mandela em 1990 foi parte de um acordo com a família Rockefeller. Eleito Presidente da África do Sul, Mandela assinou uma declaração dando toda a concessão de exploração de diamantes para a família Rockefeller, mantendo os negros africanos ainda como escravos nas minas de diamantes (um pouco dessa realidade é mostrada no filme Diamante de Sangue, que tanto desagradou Mandela). Em 2006 foi publicado no journal The New Republic uma reportagem sobre a participação do Sr. Mandela nas minas de diamante.

A reportagem (a fonte), para os que ainda teimam e não acreditar na verdade, está aqui: clique

Inicialmente, é necessário saber que os negros sul-africanos antes do apartheid entre negros e brancos, sempre praticaram apartheid entre eles mesmos.

As duas maiores tribos viviam como inimigas. O motorista de um ônibus de uma tribo, não parava para passageiros de outra tribo, sob pena de não ir para o céu deles. É o caso das tribos zulu e xhosa.

Mandela ficou 27 anos preso não porque tentou lutar contra a opressão branca, mas sim, por ter assassinado 3 policiais negros zulus, porque ele era da tribo xhosa.

Winnie Mandela, sua segunda esposa, era corrupta e mandou matar vários inimigos zulus, inclusive um amante infiel.

O Mandela, entre muitas coisas, casou-se umas três ou quatro vezes, e era chegado a dar surras nas suas companheiras.

Madiba, como também era chamado, projetou-se mundialmente porque (mesmo sendo um bandido) enfrentou com destemor a política do apartheid entre brancos e negros.

O fato dele ser espancador de mulher é desconhecido do grande público, e é algo que a grande mídia esquerdista não se interessa em divulgar.

Em 1961 Mandela filiou-se ao Partido Comunista. Logo depois, fundou um movimento terrorista, o qual chefiou até sua prisão, quando matou aqueles 3 caras da tribo rival.

Negro matando Negro, Negro segregando Negro! Isso ninguém fala!  

Após ser posto em liberdade, em 1991 foi a Cuba, festejar com Fidel Castro. E por ocasião de sua posse no cargo de presidente da África do Sul, em 1994, Fidel foi seu convidado de honra. Após ser posto em liberdade, em 1991 foi a Cuba, festejar com Fidel Castro. E por ocasião de sua posse no cargo de presidente da África do Sul, em 1994, Fidel foi seu convidado de honra. Nesse vídeo abaixo, junto com os líderes de seu partido, ele canta o hino de guerra dessa entidade:


E o pior de tudo: esse partido, agora no poder na África do Sul, vem assassinando sistematicamente os boeres, ou seja, os brancos que ainda restaram no país. Estão fazendo a mesma coisa que combateram no passado.

Ou seja: Quanta hipocrisia e falta de coerência moral e história!

Veja abaixo para aprender mais:


Nenhum comentário: