9 de nov de 2013

Luz, gasolina, comida não é pra todos? Pague e não chie...

 photo _acorrompe.jpg
Indicadores dos EUA levam bolsa a quarta queda seguida. Dólar encerra a semana perto de R$ 2,32 e escurece ainda mais o horizonte da economia brasileira. 

Réus do mensalão se preparam para cumprir penas. STF pode determinar prisão a partir de quarta, quando começa a julgar recursos. 

Está pronto para ser julgado no Tribunal Regional Eleitoral de Roraima um processo em que o Ministério Público Eleitoral pede a cassação do mandato do senador Romero Jucá, do PMDB. Ele é acusado de movimentar verbas de má origem na campanha eleitoral de 2010. O processo tem passagens inusitadas. Numa delas, um colaborador de Jucá arremessou pela janela do carro um envelope contendo R$ 100 mil. Fez isso ao notar que uma viatura da Polícia Federal o seguia. A denúncia contra Jucá foi protocolada em 27 de dezembro de 2010. Só agora, perto de fazer aniversário de três anos, o caso entrou em sua fase final. 

71% dos brasileiros não confiam nas TVs e 62% nos jornais. 

Trabalhadores reféns em obras bilionárias da Amazônia. Acusados de violar direitos trabalhistas, megaempreendimentos recebem financiamento do BNDES. 

Finalmente eu e Lula concordamos numa coisa: Haddad é muito ruim! Ex-presidente chama prefeito em seu instituto duas vezes para lhe dar pitos. (Reinaldo Azevedo) 

Como seria se fossem pobres? Auditores fiscais da Prefeitura de São Paulo, suspeitos de fraude num esquema para fraudar a cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS) de construtoras são libertados. Três servidores deixaram o 77º DP, em Santa Cecília, onde estavam presos. Eles são investigados por integrar esquema que desviou R$ 500 milhões. Kassab mandou arquivar investigação de fraudes na Prefeitura de SP, diz fiscal. 

Auditores suspeitos de cobrar propina de construtoras deixam prisão em SP. Mais três auditores ligados à Receita Municipal são afastados pela prefeitura. 

O pífio! O programa federal Luz para Todos completa dez anos na segunda-feira (11) diante de um gargalo: levar postes e fios a áreas de difícil acesso na Amazônia, onde cerca de 360 mil famílias - ou 1,5 milhão de pessoas - esperam o fim da exclusão elétrica. Entre esses sem luz na região Norte do país estão 162 mil famílias já identificadas pelo governo e que fazem parte da meta do programa fixada até dezembro de 2014. Há outras 200 mil já conhecidas, mas que só poderão atendidas após a atual gestão da presidente Dilma Rousseff. Dessas, 130 mil estão no Pará e 60 mil no Amazonas. 

Cartel de trens: PF vê repasse de R$ 19 milhões para consultorias que pagou 9% de propina, dizem testemunhas. Duas delas que resolveram colaborar com as investigações sobre fraudes em licitações no setor de transportes em São Paulo disseram que empresas como a multinacional francesa Alstom e a alemã Siemens pagaram propina de até 9% do valor dos contratos para fazer negócios com o governo estadual. As duas testemunhas trabalharam para empresas acusadas de participação nas fraudes e têm suas identidades mantidas sob sigilo pelas autoridades, mas o conteúdo dos depoimentos foi revelado nesta semana pelo juiz federal Marcelo Costenaro Cavali. 

A 14ª Vara de Fazenda Pública da capital do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro condenou, nesta sexta-feira (8), Rosinha Garotinho (PR), prefeita de Campos dos Goytacazes e ex-governadora do Rio, por improbidade administrativa. A ex-governadora teve seus direitos políticos suspensos por cinco anos, além de ter sido condenada a ressarcir integralmente os cofres públicos e pagar multa. Também foram sentenciados o ex-secretário estadual de Educação Claudio Mendonça, Maria Thereza Lopes Leite e a Fundação Euclides da Cunha. 

Magnoli prevê tempestade perfeita contra o PT. Segundo ele, a política monetária nos Estados Unidos irá desvalorizar o real e apertar o botão da inflação, trazendo dificuldades para o governo Dilma; assim, seria aberta a possibilidade do fim do ciclo lulista; no entanto, ele diz que a oposição, se estiver disposta a vencer, precisaria dialogar com os cidadãos comuns: os manifestantes de junho e o país que os apoiou

Em sua primeira entrevista à Veja depois que vieram a público as suspeitas do tráfico de influências investigado pela operação Porto Seguro da Polícia Federal, Rosemary Noronha, ex-chefe do Gabinete da Presidência da República em São Paulo, reafirmou sua inocência e negou ter relação de intimidade com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Banida do serviço público por cinco anos pela Controladoria-Geral da União, ela alega que teve o direito de defesa cerceado pelo governo e cita o depoimento do ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, que não foi ouvido, Rose responderá por falsidade ideológica, tráfico de influências, corrupção passiva e formação de quadrilha. 

Dilma rebate o TCU: parar obras públicas é absurdo. Ao ser questionada sobre a recomendação do Tribunal de Contas da União (rombo pode chegar a R$ 700 milhões), que sugeriu a paralisação de obras superfaturadas, como a Ferrovia Norte-Sul, e a retenção de valores em casos como o da Refinaria Abreu e Lima, a presidente Dilma Rousseff reagiu e disse ser extremamente perigoso; segundo ela, não há ressarcimento em caso de erro dos órgãos fiscalizadores e quem perde é a população. 

Novidades mais velhas que Lobato! ANP admite falhas na fiscalização de empresas e admite que, das produtoras de etanol, 25 operam sem autorização. 

Vigas da Perimetral cadê vocês? Um mês depois, nem sinal. Testemunhas disseram que até um guindaste foi usado em roubo. E delegado quer prazo maior. Detalhe: seis vigas, de 20 toneladas cada, que faziam parte da estrutura da Perimetral. 

Saudades! Bondinhos de Santa Teresa deve voltar em junho de 2014. Obras começam nesta segunda e fecham ruas. A previsão é do governo estadual, que divulgou nesta sexta-feira a programação das obras no bairro. Os trilhos e a rede aérea de eletricidade serão substituídos integralmente em aproximadamente 10 quilômetros. (ODia) 

Ministério Público culpa prefeitura por incêndio em academia. Promotor ressaltou, no entanto que estabelecimento comercial responderá por não ter alvará de funcionamento. Academia e prédio incendiados em São Paulo estavam irregulares. Academia não tinha alvará de funcionamento.


É muita podridão... 
1. Contrato superfaturado de US$ 825 milhões é o mais novo escândalo da combalida Petrobras. 
2. Chame o ladrão! - Se na Petrobras o bode ainda estava no quintal, agora está na sala da presidência. Pelo menos essa é a conclusão a que se chega ao analisar a denúncia de contrato superfaturado firmado entre a estatal petrolífera e a Construtora Odebrecht. 
3. Em 2010, a Petrobras, à época presidida por José Sergio Gabrielli, contratou a Odebrecht pela bagatela de US$ 825,6 milhões para a prestação de serviços na área de segurança e meio ambiente em dez países. O contrato previa absurdos como, por exemplo, o aluguel de três máquinas de fotocópias, na Argentina, pelo valor de R$ 7,2 milhões. Outros R$ 3,2 milhões pelo aluguel de um terreno próprio, além de R$ 22 mil de salário mensal de pedreiro contratado nos Estados Unidos. 
4. Ainda valendo, o contrato (nº 6000.0062274.10.2) classificado como PAC SMS, foi fechado pela área Internacional da empresa, mas reduzido quase à metade neste ano, na gestão de Maria das Graças Foster. Dos 8,8 mil itens constantes do documento, a extensa maioria apresentava indícios de irregularidades. O que não é novidade em se tratando de administração petista na maior empresa brasileira. 
5. De acordo com o site do jornal “O Estado de S. Paulo”, o corte de pelo menos US$ 344 milhões no contrato ocorreu após auditoria interna da Petrobrás, que considerou a o negócio equivocado. Fosse a Petrobras uma empresa privada, esse negócio “da China” seria considerado criminoso e os responsáveis já estariam contemplando o nascer do astro-rei de maneira geometricamente distinta. 
6. Para que o leitor compreenda os motivos da intensa movimentação de parlamentares no Congresso Nacional, ainda na era Lula, para evitar a criação da CPI da Petrobras, o montante considerado indevido pela própria petroleira é quatro vezes maior do que o volume de recursos desviados durante o Mensalão do PT (R$ 170 milhões), o maior escândalo de corrupção da história nacional. Contudo, é bom frisar que o pelo caixa do Mensalão do PT passou muito mais dinheiro do que o apurado pela Procuradoria-Geral da República. 
7. Em meados de 2006, quando a corrida presidencial ainda estava em seus primeiros capítulos, a horda petista, no afã de garantir a reeleição de Lula, espalhou o boato de que uma vitória do PSDB nas urnas significaria a imediata privatização da Petrobrás. Considerando a grave situação financeira da empresa e os sucessivos escândalos, muitos dos quais abafados, melhor seria a privatização, pois teria entrado dinheiro nos cofres da União. 
8. A sequência de escândalos na Petrobras explica o fiasco que marcou a CPI das Ongs, cujo relator, senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), produziu, a mando do Palácio do Planalto, um relatório que serve para nada. Os patrocínios da empresa a entidades ligadas ao Partido dos Trabalhadores é um escárnio sem precedentes. 

Lições de vida... 
• As imagens valem mais do que palavras... 
• Os animais são muito cuidadosos em suas atitudes...


1. Um Manifesto Pela A revista alemã Der Spiegel publicou no último domingo (3) uma carta escrita por Edward Snowden, o ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA) que vazou informações sobre o mega esquema de espionagem global comandado pelo governo norte-americano. Saiu na EXAME. 
2. No texto intitulado Um Manifesto Pela Verdade, Snowden faz um alerta aos usuários sobre os programas de monitoramento indevido dos EUA e de outros países do mundo. Ele acredita que essas organizações de vigilância não são apenas uma ameaça à privacidade, mas também coloca em risco a liberdade de expressão das sociedades. 
3. De acordo com a revista alemã, o texto foi enviado criptografado para evitar ser rastreado. Junto ao texto, a publicação divulgou um artigo que defende a oferta de conceder asilo político para Snowden, que desde agosto vive asilado na Rússia. Assim como a presidente Dilma Rousseff, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, também teve ligações telefônicas e e-mails espionados pelos Estados Unidos. (Canaltech) 

Holandeses e sua idéias geniais
Na Holanda, os organizadores do Rijksmuseum tiveram uma idéia: por que não levar o museu até o povo?
Estavam convencidos de que assim o povo viria visitar o museu. Escolheram um dos quadros de Rembrandt, Ronde de Nuit (1642).
Criaram então uma mise-en-scène com os personagens desse quadro e levaram a cena até uma galeria comercial. Veja como foi a cena.

Cristina Kirchner recebe alta um mês após passar por neurocirurgia. Ela foi operada em 8 de outubro, recebeu alta neste sábado. 

Jim Wyss, correspondente em chefe do jornal Miami Herald, para a região andina, que tem sua sede em Miami (EUA) e também edita o El Nuevo Herald, tradicional grupo jornalista da Florida, foi preso pela polícia política do regime comunista de Nicolás Maduro. Wyss, segundo informa El Nuevo Herald, foi preso quando realizava reportagem sobre a escassez de produtos que vem ocorrendo na Venezuela e também sobre as eleições municipais marcadas para 8 de dezembro próximo. O jornalista norte-americano foi preso nesta quinta-feira e permanecia sob custódia da Direção de Inteligência Militar (DGIM), nesta sexta-feira em San Cristóbal, Estado de Táchira. 

Diálogo EUA-Irã preocupa aliados. Israel e Arábia Saudita rejeitam a aproximação entre Washington e Teerã, que participam de negociação em Genebra. Irã: presidente mudou o tom sobre programa nuclear, mas líder supremo tem palavra final. Nos últimos meses, tem crescido a preocupação de Israel enquanto seu melhor amigo se aproxima de seu pior inimigo. O governo do premiê Binyamin Netanyahu fez diversas advertências contra a abertura do diálogo entre Irã e Estados Unidos, temendo que Teerã consiga que as potências mundiais relaxem as sanções impostas ao país persa, em troca de concessões que apenas desacelerem - em vez de interromper - o avanço nuclear iraniano. Essa preocupação parece ter chegado ao seu auge nesta sexta-feira, quando o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, prepara-se para nova rodada de diálogo envolvendo também os chanceleres de Reino Unido, França, Alemanha e o chanceler iraniano, Mohammad Javad Zarif.

Plenária indicará rumos da China com segurança reforçada na praça Tiananmen na véspera da do Partido Comunista. Tufão deixa ao menos 1200 mortos nas Filipinas. 

Veículos ficam empilhados após passagem do tufão Haiyan pela cidade filipina de Tacloban, neste sábado (9). Com ventos de mais de 300 km/h o tufão já matou mais de cem pessoas no país e afetou cerca de dois milhões, deixando rastro de destruição. Equipes de resgate têm dificuldades para alcançar áreas mais remotas atingidas por fortes temporais e ventos de 275 km/h; Haiyan segue para o Vietnã. 

Um morto e cerca de 15 pessoas ficaram feridas, cinco delas gravemente, em explosão acidental ocasionada por um efeito pirotécnico no teatro do Palais des Sports, em Paris. O incidente ocorreu durante os ensaios da comédia musical 1789, Les amants de la Bastille, e feriu especialmente membros da equipe técnica. Pouco antes do início do espetáculo, um aparelho de efeitos pirotécnicos provocou uma faísca perto do palco, ocasionada por razões desconhecidas. Uma parede de tapumes e parte do teto caíram. Nenhum espectador estava presente no momento.

Lampedusa: imigrantes sobreviventes foram estupradas e torturadas. Suspeito de origem somali é preso após ser atacado por sobreviventes do naufrágio de outubro que deixou mais de 300 mortos. Integrantes de uma rede de tráfico de pessoas torturaram e estupraram imigrantes africanas antes do barco em que viajavam afundar perto da ilha italiana de Lampedusa, causando mais de 360 mortes, segundo a polícia italiana. A maioria das vítimas do naufrágio de 3 de outubro eram eritreus e somalis. O barco de pesca que os transportava virou pouco antes de chegar a ilha, no sul da Itália. Segundo a polícia, cada imigrante pagou milhares de dólares para a quadrilha para poder fazer a viagem. O grupo criminoso levava pessoas através do Deserto do Saara para a Líbia, onde ficavam detidas em um acampamento até pagarem ao menos US$ 3 mil, de acordo com a investigação.

Nenhum comentário: