24 de set de 2013

Ah, se tivéssemos uma Angela Merkel...

 photo explica.jpg • Dilma abre encontro da ONU e falará sobre espionagem. Presidente discursará na Assembleia Geral em NY e pedirá respeito à soberania dos países e à privacidade dos cidadãos. Assembleia Geral da ONU começa hoje com olhares voltados à Síria. Síria, Irã e espionagem ‘esquentam’ Assembleia Geral da ONU e terá ainda implementação de Fórum para monitorar visão da Rio+20. 

• Após as chuvas que deixaram 20 mil pessoas desalojadas em Santa Catarina no final de semana, o governador do Estado assinou o decreto de emergência nesta segunda-feira, 23. Mesmo com a situação mais controlada, o decreto vai garantir o repasse de verbas federais para reparar danos estruturais em pontes e rodovias. 

• Greve dos professores: Justiça reitera que paralisação na rede estadual é ilegal. Derrubada outra liminar que impedia o governo de punir os grevistas com o corte do ponto. Prefeito do Rio não aceita negociar. Segundo a coordenadora-geral do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), Ivanete da Silva, assim que for comunicado, o sindicato vai entrar com recursos contra as decisões. 

• Manifestação ontem interrompeu o trânsito nos dois sentidos da Rua Pinheiro Machado, em Laranjeiras. 

• O petróleo é nosso: FUP indica greve e intensifica luta contra leilão de Libra e PL da terceirização. 

• CGU quer Rose fora do governo por 5 anos. Controladoria-Geral da União, comandada por Jorge Hage, irá sugerir o veto a que Rosemary Noronha, ex-secretária da presidência da República em São Paulo, ocupe cargos públicos durante esse período; um dos alvos da Operação Porto Seguro, a ex-secretária do ex-presidente Lula foi acusada de tráfico de influência; indiciada por formação de quadrilha pela Polícia Federal, ela pediu exoneração em dezembro. 

• Bancários fecham 9.015 agências em todo o País. Os bancários estão cada vez mais indignados com o silêncio da Fenaban [Federação Nacional dos Bancos], braço sindical dos banqueiros, que insiste no reajuste linear de 6,1% para salários, pisos e benefícios, de acordo com Carlos Cordeiro, coordenador do Comando Nacional dos Bancários. 

"...Dilma tem planos, vejam só, para controlar a internet! O troço é cômico, mas muito mais cômico é a grande imprensa brasileira levando a sério mais essa palhaça do governo ladraz e mensaleiro do PT. 
• Segundo que circula à farta pelos portais noticiosos, Dilma desenhou — e deve explicitar hoje - uma estratégia para tornar a rede no Brasil mais segura para os usuários e menos dependente dos EUA . As propostas da presidente são tão ousadas como complexas. Entre criar um serviço de e-mail coordenado pelos Correios e negociar com Google e Facebook para que os dados de brasileiros sejam armazenados em território nacional, o Planalto chega a cogitar a construção de um novo cabeamento submarino ligando o Brasil à Europa. Imaginem! A internet no Brasil já é uma porcaria, como também a comunicação telefônica. O Brasil está entre os países mais atrasados do mundo em ciência e tecnologia. O mais curioso, contudo, é o fato da governanta querer colocar o serviço de e-mail sob a coordenação dos Correios. Isto é pura piada. Os Correios constituem uma empresa estatal, controlada pelo governo, totalmente aparelhada pelos jagunços do PT, que vivem insuflando greves a todo o momento....” (Aluizio Amorim) 

• O Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais decidiu na noite passada manter a decisão de não conceder registros provisórios aos médicos estrangeiros recrutados pelo programa Mais Médicos. O presidente da entidade, João Batista Gomes, disse que só vai emitir os registros depois que o Ministério da Saúde informar o nome e o local de trabalho de cada um dos profissionais que atuarão como tutores dos colegas estrangeiros.


• Um dos empresários mais poderosos do País, Benjamin Steinbruch, da CSN, dá uma bronca em Persio Arida, número dois do BTG Pactual, de André Esteves; recentemente, num encontro de economistas, em Campos do Jordão (SP), Arida deu a brilhante sugestão de que o governo elevasse o desemprego de 5% para 7% para combater a inflação; Nada é mais dramático para uma sociedade do que a falta de postos de trabalho, que traz desesperança aos chefes de família e desestrutura a sociedade, lembra Steinbruch; no mesmo encontro, Jim O´Neill, criador da expressão BRICs, afirmou que em lugar nenhum do mundo economistas reclamam do desemprego baixo demais; detalhe: o BTG é um dos grupos financeiros que mais assediam lideranças do PT.


• Se os serviços de telefonia celular e banda larga móvel no Brasil já são ruins, tendem a ficar ainda piores; nesta terça, a espanhola Telefônica, que controla a Vivo, anunciou a compra da Telecom Italia, dona da TIM; Conselho Administrativo de Defesa Econômica terá de agir com rapidez para evitar a formação de um quase monopólio nas telecomunicações brasileiras; ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, também pode tomar providências contra a excessiva concentração. 

• Ex-ministro da Casa Civil do governo Lula e mais influente dirigente do PT depois do ex-presidente, José Dirceu já não esconde sua aversão à presidenta Dilma, a quem chamou de incompetente e desastrada, diante de uma dezena de convidados para um almoço que lhe foi oferecido na sexta (20), em Brasília. Curiosamente, na mesma ocasião, ele fez elogios rasgados ao presidenciável Eduardo Campos (PSB). 

• Cabral e o Globo mentiram: Dilma não o quer ministro.


1) Política nacional do petróleo é uma lambança, diz Requião. 
2) Em pronunciamento no plenário do Senado, Roberto Requião (PMDB-PR) divulgou um dossiê com crimes da ANP contra o patrimônio público brasileiro. De acordo com o senador, o documento que foi entregue em seu gabinete revela que os contratos de concessão dos campos de petróleo geridos pela ANP possuem brechas para que as empresas petrolíferas privadas não possam ser responsabilizadas por atos danosos ao interesse público. Ele também condenou o primeiro leilão do pré-sal. 
3) O senador afirmou que a política nacional para o petróleo é uma lambança: lambança na mais pura acepção do termo, destacou. Requião citou o conceito de melhores práticas da indústria do petróleo, presente nos contratos de concessão. Para ele esse termo é excessivamente genérico e facilita interpretações distorcidas da lei, que desfavorecem o país. O ex-governador do Paraná cita o uso dessa brecha no caso do vazamento de petróleo da Chevron no campo de Frade. Hoje sabemos que da multa inicial pelos vazamentos da Chevron de R$ 17,5 bilhões, o governo, pela mão não sei de quem, reduziu para R$ 300 milhões. Nos Estados Unidos da América do Norte isso não acontece, afirmou Requião. 
4) Requião condenou o leilão de Libra. Para ele um campo com uma reserva de mais de 15 bilhões de barris de petróleo não pode ser negociado nos termos estabelecidos atualmente pelo governo. O leilão do campo de Libra também é uma forma de privatização. Porém, em valor, essa privatização pode ser ainda maior do que todas as privatizações de Fernando Henrique Cardoso juntas, afirmou. 


• Papa Francisco pode nomear uma mulher cardeal. Quem o conhece, dentro e fora da Companhia, antes de chegar à cátedra de Pedro, afirma que o primeiro papa jesuíta da igreja está destinado a surpreender a cada dia, não só com suas palavras mas também, e sobretudo, com seus gestos. E ele o está fazendo nos primeiros seis meses de pontificado. 

• Fortalecida, Merkel reafirma políticas de crise na zona do euro. 

• O líder da maior força de oposição ao regime de Bashar al-Assad na Síria cobra mudança de posicionamento do governo brasileiro em relação ao conflito que atinge o país desde 2011. Em entrevista à Folha desde a Turquia, onde está exilado, o presidente da Coalizão Nacional Síria, Ahmad al-Jarba, diz que o governo de Dilma Rousseff deveria adotar atitude mais dura e tomar medidas práticas, segundo ele, contra os crimes cometidos no país. 

• Quênia: 10 suspeitos por ataque são presos; 3 terroristas mortos. Exército queniano retoma controle de shopping atacado por terroristas. Obama lamenta terrível tragédia no Quênia e promete ajuda. Ataque no Quênia deixou ao menos 62 mortos e 63 desaparecidos.


Nenhum comentário: