18 de mar de 2012

Difícil é sair ileso de sociedades tumultuadas

Photobucket Notícias
• Itamaraty diz que governo egípcio negocia libertação de brasileiras. Duas adolescentes foram sequestradas por beduínos durante excursão a monastério, na Península do Sinai.
• Mega-Sena acumula e próximo prêmio pode ir a R$ 5 milhões.
Vai ser o maior roubo da história, diz Romário sobre a Copa 2014 no Brasil. Deputado federal criticou a reunião de Dilma com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, na sexta-feira.
• Coisas de primo pobre: Prima de atropelado por Thor Batista diz que representante de Eike reclamou do preço do enterro.
• Sem qualquer explicação, a prefeitura adiou por 120 dias a apresentação da proposta que delimitaria a área de proteção das lagoas de Piratininga e Itaipu. Os prazos estipulados pelos ministérios públicos estadual e federal, que cobram a preservação da área desde 2004, já se esgotaram. Entre os possíveis motivos estaria a remoção de 600 famílias que vivem no entorno do sistema lagunar.
• Criada em 2008 e fórum natural de debates do Congresso para a Rio+20, a Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas está inativa desde 14 de dezembro de 2011. Todas as discussões em torno do fórum internacional foram transferidas para as comissões de Relações Exteriores e Defesa Nacional e de Meio Ambiente, do Senado.
• Brasil teve o menor crescimento econômico entre países da América do Sul.
• IR sobre salários no Brasil triplica em dez anos e Receita Federal promete para o próximo ano formulário prontamente preenchido.
• Futuro do atacante Adriano no futebol divide opiniões. Em Búzios, Adriano se empolga com gritos da torcida: Tô chegando!
Testamento repassa jogo do bicho para os herdeiros e herança tem firma reconhecida em cartório para garantir perpetuação do império ilegal.
• Chevron diz que não foi notificada sobre ação contra seus 17 funcionários, proibidos em deixar o país.
• Massa e Senna você viu na F1?
• Povo sujo acaba com sua cidade: Cidade, que vai sediar em três meses a Rio+20, só reaproveita 3% das 8,4 mil toneladas de lixo geradas por dia.
• STF pode analisar alcance da Lei da Anistia semana que vem.
• Estudo da Firjan aponta que 83% dos municípios não se sustentam.
• Vulcão Etna entra em erupção pela 4ª vez no ano e fumaça chega a 7 mil metros.
• Economia mundial dá sinais de recuperação, afirma diretora do FMI Christine Lagarde e diz que medidas pós-crise surtiram efeito, mas ainda existem grandes fragilidades financeiras.
• Escassez de água pode gerar conflitos no futuro. Até 40% da população mundial pode ficar sem acesso ao recurso.


A de sempre
Photobucket • - Até beber cerveja ficou difícil - queixa-se.
• - O preço?
• - Não. A variedade. O embaras du choix.
• - Mas se você já estava acostumado com uma...
• - E as novas que aparecem? Em cada Estado surge uma fábrica, se não surgem duas. Cada qual oferecendo diversas qualidades. Você senta no bar de sua eleição, um velho bar onde até as cadeiras conhecem o seu corpo, a sua maneira de sentar e de beber. Pede uma cervejinha, simplesmente. Não precisa dizer o nome. Aquela que há anos o garçom lhe traz sem necessidade de perguntar, pois há anos você optou por uma das duas marcas tradicionais, e daí não sai. Bem, você pede a cervejinha inominada, e o garçom não se mexe. Fica olhando pra sua cara, à espera de definição. Você olha para cara dele, como quem diz: Que que há, rapaz? Então ele emite um som: Qual? Você pensa que não ouviu direito, franze a testa, num esforço de captação: qual o quê? Qual a marca, doutor? Temos essa, aquela, aquela outra, mais outra, e outra, e outras mais. Desfia o rosário, e você de boca aberta: Como? Ele está pensando que eu vou beber elas todas? Acha que sou principiante em busca de aventura? Quer me gozar? Nada disso. O garçom explica, meio encabulado, que a casa dispõe de 12 marcas de cerveja nacional, fora as estrangeiras, sofisticadas, e ele tem ordem de cantar os nomes pra freguesia. Até pra mim, Leovigil? pergunto. Bem, o patrão disse que eu tenho de oferecer as marcas pra todo mundo, as novas cervejas têm de ser promovidas. Não mandou abrir exceção pra ninguém, eu é que, em atenção ao doutor, fiquei calado, esperando a dica... Não quis forçar a barra, desculpe.
• - E aí?
• - Aí eu disse que não havia o que desculpar, ordens são ordens e eu não sou de infringir regulamentos. Os regulamentos é que infringem a minha paz, freqüentemente. Mas para não dar o braço a torcer, nem me declarar vencido pela competição das cervejas, concluí: Leovigil, traga a de sempre.
• - Não quis dizer o nome?
• - Não. Minha marca de cerveja - minha garrafa, digamos assim, pois a individualidade começa pela garrafa - passou a chamar-se a de sempre. Não gosto de mudar as estruturas sem justa causa, nem me interessa dançar de provador de cerveja, entende?
• - Mas que custa experimentar, homem de Deus?
• - Só por experimentar, acho frívolo. Os moços, sim, não encontraram ainda sua definição, em matéria de cerveja e de entendimento do mundo. Saltam de uma para outra fruição, tomam pileques de ideologias coloridas, do vermelho ao negro, passando pelo róseo, pelo alaranjado e pelo furta-cor. Mas depois de certa idade, e de certa experiência de bebedor, você já sabe o que quer, ou antes, o que não quer. Principalmente o que não quer. E é isso que os outros querem que você queira. Tá compreendendo?
• - Mais ou menos.
• - Na verdade, não há muitas espécies de cerveja, no mundo das idéias. Mas os rótulos perturbam. Uns aparecem com mulher nua, insinuando que o gosto é mais capitoso. Bem, até agora não vi rótulo de cerveja mostrando mulher com tudo de fora, mas deve haver. Mulher se oferecendo está em tudo que é produto industrial, por que não estaria nos sistemas de organização social, como bonificação?
• - Você está divagando.
• - Estou. Divagar é uma forma de transformar pensamentos em nuvem ou em fumaça de cigarro, fazendo com que eles circulem por aí.
• - Ou se percam.
• - E se percam. Exatamente. 0 importante não é beber cerveja, é ter a ilusão de que nossa cerveja é a única que presta.
• Sujeito mais conservador! Ou sábio, quem sabe? (Carlos Drummond de Andrade)





Paris, a maior foto do mundo
• A foto foi feita com uma Canon 5D Mark II e uma lente de 400 mm. No total, foram usadas 1665 fotos de 21,4 MP, gravadas com a ajuda de um robô ao longo de 172 minutos. O resultado foram 102 GB de dados que foram, depois, convertidos numa foto panorâmica com a ajuda de um computador com 48 GB de RAM e 16 processadores. 94 horas depois, estava criada a maior foto digital do mundo, com uma resolução de 297.500 x 87.500 pixels (26 gigapixels). Clique!
O povo
• Há exatamente 15 anos, desde 1997 parte no governo FHC + Lula + Dilma, que uma consulta pelo SUS paga a médico, não tem reajuste, continua os mesmos R$ 3,00.
• É a consulta de atenção básica (pediatra) e a consulta especializada (neuro) o SUS paga ao hospital R$ 10,00 e repassa ao médico R$ 7,50 e fica com R$ 2,50 para custeio do hospital.
• É uma pouca vergonha, como pode um médico pediatra que estudou entre 10/12 anos recebe do governo Federal R$ 3,00 por uma consulta.
• Esse governo do PT não está preocupado com os pobres, sua preocupação é com a minoria rica, razão do italiano Mantega este ano pagar sem empenho só R$ 377 bilhões a Dívida Pública Federal até 12/03.
• Tudo enganação e os pobres sem Cultura e Educação, calados. (Arabutan Rocha, Maceió
- AL)

Nenhum comentário: