4 de ago de 2011

This is beautiful! Try not to cry!

Scraps
A Mãe deu um pulo assim que viu o cirurgião ao sair da sala de cirurgias. E perguntou: - Como é que está o meu filho? Ele vai ficar bom? Quando é que eu posso vê-lo?
• O cirurgião respondeu: - Tenho pena. Fizemos tudo mas o seu filho não resistiu.
• Sally perguntou: - Porque razão é que as crianças pequenas tem câncer? Será que Deus não se preocupa? - Aonde estavas Tu, Deus, quando o meu filho necessitava?...
• O cirurgião perguntou: - Quer algum tempo com o seu filho? Uma das enfermeiras irá trazê-lo dentro de alguns minutos e depois será transportado para a Universidade.
• Sally pediu à enfermeira para ficar com ela enquanto se despedia do seu filho. Passou os dedos pelo cabelo ruivo do seu filho.
• - Quer um cachinho dele? Perguntou a enfermeira.
• Sally abanou a cabeça afirmativamente.
• A enfermeira cortou o cabelo e colocou-o num saco de plástico, entregando-o a Sally.
• - Foi idéia do Jimmy doar o seu corpo à Universidade porque assim talvez pudesse ajudar outra pessoa, disse Sally. No início eu disse que não, mas o Jimmy respondeu: - Mãe, eu não vou necessitar do meu corpo depois de morrer. Talvez possa ajudar outro menino a ficar mais um dia com a sua mãe.
• Ela continuou: - O meu Jimmy tinha um coração de ouro. Estava sempre a pensar nos outros. Sempre disposto a ajudar, se pudesse.
• Depois de ter passado a maior parte dos últimos seis meses, Sally saiu do Hospital Children's Mercy pela última vez.
• Colocou o saco com as coisas do seu filho no banco do carro ao lado dela. A viagem para casa foi muito difícil. Foi ainda mais difícil entrar na casa vazia. Levou o saco com as coisas do Jimmy, incluindo o cabelo, para o quarto do seu filho.
• Começou a colocar os carros e as outras coisas no quarto exatamente nos locais onde ele sempre os teve. Deitou-se na cama dele, agarrou a almofada e chorou até que adormeceu.
• Era quase meia-noite quando acordou e ao lado dela estava uma carta. A carta dizia: - Querida Mãe, Sei que vais ter muitas saudades minhas; mas não penses que me vou esquecer de ti, ou que vou deixar de te amar só porque não estou por perto para dizer: Amo-te!
Eu vou sempre amar-te cada vez mais, Mãe, por cada dia que passe.
• Um dia vamos estar juntos de novo. Mas até chegar esse dia, se quiseres adotar um menino para não ficares tão sozinha, por mim está bem.
• Ele pode ficar com o meu quarto e as minhas coisas para brincar. Mas se preferires uma menina, ela talvez não vá gostar das mesmas coisas que nós, rapazes, gostamos.
Vais ter que comprar bonecas e outras coisas que as meninas gostam, tu sabes.
• Não fiques triste a pensar em mim. Este lugar é mesmo fantástico!
• Meus avós vieram me receber assim que eu cheguei para me mostrar tudo, mas vai demorar muito tempo para eu poder ver tudo.
• Os Anjos são mesmo lindos! Adoro vê-los a voar!
E sabes uma coisa?...O Jesus não parece nada como se vê nas fotos, embora quando o vi o tenha conhecido logo.
• Ele levou-me a visitar Deus! E sabes uma coisa?...Sentei-me no colo d'Ele e falei com Ele, como se eu fosse uma pessoa importante... Foi quando lhe disse que queria escrever-te esta carta, para te dizer adeus e tudo mais. Mas eu já sabia que não era permitido.
Mas sabes uma coisa Mãe?....Deus entregou-me papel e a sua caneta pessoal para eu poder escrever-te esta carta.
• Acho que Gabriel é o anjo que te vai entregar a carta.
• Deus disse para eu responder a uma das perguntas que tu Lhe fizeste, Aonde estava Ele quando eu mais precisava?...
Deus disse que estava no mesmo sítio, tal e qual, quando o filho dele, Jesus, foi crucificado. Ele estava presente, tal e qual como está com todos os filhos dele.
• Mãe, só tu é que consegues ver o que eu escrevi, mais ninguém. As outras pessoas veem este papel em branco. É mesmo maravilhoso não é!?...
• Eu tenho que dar a caneta de volta a Deus para ele poder continuar a escrever no seu Livro da Vida.
Esta noite vou jantar na mesma mesa com Jesus. Tenho a certeza que a comida vai ser boa.
• Estava quase a esquecer-me: já não tenho dores, o câncer já se foi embora. Ainda bem, porque já não podia mais e Deus também não podia ver-me assim. Foi quando ele enviou o Anjo da Misericórdia para me vir buscar. O anjo disse que eu era uma encomenda especial! O que dizes a isto?...
(a) Assinado com Amor de Deus, Jesus e de Mim.

Sin lugar a dudas, la música y los músicos siempre son capacez de sorpreendernos
Próstata
Portugal pioneiro no tratamento. Aqui

Criatividade de uma juiza frente ao amor de pai
• Confesso que não tinha visto nada igual ao amor incondicional de um pai, a criatividade de uma Juíza, a compreensão do sistema financeiro e seus advogados e, acima de tudo, a presença de Deus !
• E para quem gosta de Direito, reflita sobre a diferença entre direito e justiça. 
• Fiquei mais fã da Ane...que resgatou minha fé no Poder Judiciário.
• Os nossos problemas são tão pequenos, tem tantas pessoas com problemas maiores que os nossos e seguem em frente e com força, coragem, acreditando na família e, acima de tudo, fé, em si próprio e principalmente em Deus. Veja

Castanholas
Não se deve subestimar a simplicidade, mesmo quando se trate de duas pequenas casquinhas de madeira frente a uma orquestra sinfônica. Assim se toca as castanholas.


"Relacionamento é baseado em duas coisas: Beleza e Paciência. Se der certo, beleza! Se não der, paciência..."

Nenhum comentário: