13 de ago de 2011

Do céu pra terra e mar

O Colecionador
° Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça.
° Um dia ele descobriu que o seu vizinho tinha este determinado cavalo.
° Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo.
° Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário: - Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este medicamento durante 3 dias, no terceiro dia eu retornarei e caso ele não esteja melhor, será necessário sacrificá-lo.
° Neste momento, o porco escutava toda a conversa.
° No dia seguinte deram o medicamento e foram embora.
° O porco se aproximou do cavalo e disse: - Força amigo! Levanta daí, senão você será sacrificado!
° No segundo dia, deram o medicamento e foram embora.
° O porco se aproximou do cavalo e disse: - Vamos lá amigão levanta senão você vai morrer! Vamos lá, eu te ajudo a levantar...Upa!
° No terceiro dia deram o medicamento e o veterinário disse: - Infelizmente, vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode contaminar os outros cavalos.
° Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse: - Cara, é agora ou nunca, levanta logo! Coragem! Upa! Upa! Isso, devagar! Ótimo, vamos, um, dois, três, legal, legal, agora mais depressa vai... Fantástico! Corre, corre mais! Upa! Upa! Upa! Você venceu, Campeão!
° Então, de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou: - Milagre! O cavalo melhorou. Isso merece uma festa... Vamos matar o porco!
° Isso acontece com frequência no ambiente de trabalho. Ninguém percebe, quem é o funcionário que tem o mérito pelo sucesso.
° Saber viver sem ser reconhecido é uma arte, afinal quantas vezes fazemos o papel do porco amigo ou quantos já nos levantaram e nem o sabor da gratidão puderam dispor?
° Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um profissional, lembre-se: amadores construíram a Arca de Noé e profissionais, o Titanic.
° Procure ser uma pessoa de valor, em vez de ser uma pessoa de sucesso.


Consciência x Reputação
° Um mestre do Oriente viu quando um escorpião estava se afogando e decidiu tirá-lo da água, mas quando o fez o escorpião o picou.
° Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo na água e estava se afogando de novo. O mestre tentou tirá-lo novamente e novamente o animal o picou.
° Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse: - Desculpe-me, mas você é teimoso! Não entende que todas às vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo?
° O mestre respondeu: - A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.
° Então, com a ajuda de uma folha o mestre tirou o escorpião da água e salvou sua vida.
° Não mude sua natureza se alguém lhe faz algum mal; apenas tome precauções.
° Alguns perseguem a felicidade, outros a criam.
° Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação. Pois sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam, é problema deles.


A carta
° "Prezado Max, meu nome é Sergio e tenho 61 anos e pertenço a uma geração azarada.
° Quando eu era jovem as pessoas me diziam para escutar os mais velhos que eram os mais sábios, agora, me dizem que tenho que escutar os jovens, porque eles são mais inteligentes.
° Na semana passada, eu li na revista um artigo no qual jovens executivos davam receitas simples e práticas para qualquer um ficar rico, e eu aprendi muita coisa.
° Aprendi, por exemplo, que se eu tivesse simplesmente deixado de ter tomado um cafezinho por dia nos últimos 40 anos, eu teria economizado R$ 30 mil. Se eu tivesse deixado de ter comido uma pizza por mês, eu teria economizado R$ 12 mil, e assim por diante.
° Impressionado, peguei um papel e comecei a fazer contas e descobri, para a minha surpresa, que hoje eu poderia estar milionário; bastava eu não ter tomado as caipirinhas que eu tomei, não ter feito muitas das viagens que fiz, não ter comprado algumas das roupas caras que eu comprei e principalmente não ter desperdiçado o meu dinheiro em itens supérfluos e descartáveis.
° Ao concluir os cálculos, percebi que hoje eu poderia ter quase R$ 500 mil na conta bancária, é claro que eu não tenho esse dinheiro, mas se tivesse, sabe o que esse dinheiro me permitiria fazer? Viajar, comprar roupas caras, me esbaldar com itens supérfluos e descartáveis, comer todas as pizzas que eu quisesse e tomar cafezinhos a vontade.
° Por isso, acho que me sinto feliz em ser pobre: gastei meu dinheiro com prazer e por prazer.
° E recomendo aos jovens e brilhantes executivos que façam a mesma coisa que eu fiz, caso contrário eles chegarão aos 61 anos com um monte de dinheiro, mas sem ter vivido a vida..." (Max Gehringer)
"Quando a caridade é muito discutida o socorro chega tarde". (Bezerra de Menezes)

Nenhum comentário: