14 de abr de 2011

Reconstrução

. Há momentos em que a Terra toda parece chorar...
. Por vezes, não é fácil viver nesta escola chamada vida, mas...é preciso prosseguir!
. Nada é por acaso. Se estamos aqui é porque assim tem que ser.
. Sorrimos, choramos, e somos os senhores do nosso destino, com poder para atuar frente às dificuldades e lutar pelos nossos ideais.
. Se o momento é de chorar, temos que saber que não é eterno. É mais um momento de luta, de lutar para reerguer e reconstruir nossa felicidade.
. E, se possível, estarmos conscientes disto a todo instante, para não nos entregarmos às vãs lamentações.
. Mesmo que não seja possível realizarmos todos os nossos sonhos, ao menos vamos seguir lutando até o fim por eles.
. Às vezes achamos que o melhor é parar e nos entregarmos, pois por vezes a dor parece tão profunda que queira levar com ela toda a nossa força interior, mas este é o momento de resistir e caminhar...
. Vamos nos espelhar em uma forte prova de vida: O Sol - Astro que se mostra imponente no céu, clareando o dia, a natureza, tudo o que toca...
. Sabemos que tempestades se formam e aparentemente ofuscam o seu brilho. Mas, contudo, isto é apenas uma ilusão: ele permanece intacto em seu lugar, conservando em si toda a nobreza de um grande astro.
. Assim como o sol, por que cada um de nós não buscamos uma força que não se entrega?
. Vamos seguir nos desencontrando um pouco em cada dor, cambaleando e tropeçando pelos caminhos, tateando às cegas, mas seguindo em frente.
. Não podemos permitir que tempestades, ciclones, furacões abalem o nosso brilho, porque somos maior do que tudo isso...
. Somos Filhos de um Astro bem mais fulgurante que a luz de mil sóis. Somos imortais em semente!
. Por isto, quando houver tristeza devemos saber como recebe-la, pois em breve ela irá embora, assim como o inverno frio e cinzento. Esta tristeza podemos fazê-la curativa, quando ela se for iremos nos reerguer e ter mais consciência do nosso brilho e fortaleza interior...o tempo irá contribuir.
. O inverno nos deixa, chega a primavera...é o processo natural da vida!
. E se houveram lágrimas creiam que elas farão parte de nossos troféus, posto que elas regam o nosso jardim interior, para que novos botões tornem a florescer!
"É primavera no meu coração...e eu nem quero saber se sofri... É como se então derrepente, luz do sol, novo dia....E dessa vez vou chorar toda minha alegria!" (Joanna-Descaminhos-1981)

Um comentário:

Bete disse...

Precisando dessa força e desse brilho solar.
Palavras que chegam no momento certo.
Bjs no coração