19 de mar de 2011

Democracia por que?

Photobucket Deixando-me levar por pensamentos lógicos e ilógicos, chequei a uma conclusão... É certo que não serei bem entendido, porque minhas pobres palavras, talvez não sejam suficientes, para que eu possa explicá-los devidamente. Mas, tentarei...
Photobucket Sou totalmente contra a democracia, embora reconheça que o homem, não conhece mais justo regime de governo.
Photobucket Apresentarei meu motivo para pensar desta forma, e ele é coerente o suficiente, para o meu pensamento justificar.
Photobucket Como o número de pessoas ignorantes, ser bem superior ao número de pessoas sensatas e instruídas eu vejo injustiça no processo eletivo. Pessoas capazes de escolher bem seus dirigentes é flagrante minoria, por isto não é justo o processo eletivo. Os incompetentes ganham sempre, pois, são apoiados pelos seus iguais, que é uma esmagadora maioria...
Photobucket Penso que o valor do voto deveria ser proporcional a capacidade de escolher corretamente, que não é todo cidadão ou cidadã que possui. Por exemplo, Valor cinco... dez...vinte...Etc...
Photobucket Participar do processo de escolha, sabendo o que faz, normalmente não é feito pelo cidadão na escolha do representante. Para que esta escolha seja correta, o voto além de não ser obrigatório, deveria ter diferentes valores, proporcionais, a capacidade cultural de cada eleitor.
Photobucket Considero inadmissível que um voto dado com consciência, tenha o mesmo valor daquele facilmente comercializado... Qualquer voto destes anula o meu voto, e como são muitos, sempre vencem...
Photobucket O voto obrigatório irrita o eleitor. Ele enraivecido não se preocupa... Vota porque é obrigado, não dá o devido valor ao seu direito de escolher. Como este tipo de pessoas, normalmente ignorantes, é maioria, vejo injustiça no processo eletivo.
Photobucket É sabido que Pôncio Pilatos foi um perfeito covarde na condenação do mestre dos mestres, mas na realidade, quem o condenou foi o povo, ao qual por covardia, a decisão final foi entregue. Mas o povo, excitado coagido pelos interessados no silencio do Senhor, condenando a sua ação no templo, expulsando os vendilhões, preferiu escolher um ladrão. Isto é uma prova clara, que a grande massa é influenciada facilmente por um bom orador. Se quiser-mos exemplo mais recente, temos a segunda grande guerra, onde um homem influenciou uma nação inteira com doentios sonhos de superioridade.
Photobucket Por estarmos num planeta ainda em evolução, a democracia erra, quando iguala, e não regula os valores das pessoas. Somos todos iguais? Não!...Somos apenas semelhantes, e sabemos disto!
Photobucket No processo para escolher seus dirigentes, se democracia fosse um processo justo e coerente, certamente não teríamos uma classe de ladrões e todo tipo de espertalhões, participando ativamente do comando da nação. Eleitos e sempre reeleitos, eles não se preocupam, pois sabem que estúpidos são maioria...
Photobucket Se os eleitores tendo seus votos com diversificados valores, dependendo da sua cultura, não teríamos certamente, comércio de votos, porque além do candidato pensar duas vezes antes de trocar votos por cestas básicas, veria mais atrativo, os votos das pessoas mais instruídas, e por isto mais inacessíveis para os espertalhões.
Photobucket O eleitor saberia da importância do seu voto, e não o comerciaria. O cidadão ou cidadã que tenha responsabilidade evitaria com voto consciente, no comando da sua vida, esta classe de aventureiros que fazem da política, um ótimo e lucrativo modo de vida.
Photobucket O que favorece estas pessoas, é justamente o apoio que recebe de seus semelhantes, ignorantes, volto a repetir, uma considerável maioria.
Photobucket Deveria também, no meu coerente modo de pensar, haver o voto negativo. Por exemplo, aquela cidadã ou cidadão que tenha falhas conhecidas no seu caráter, o eleitor que conhecesse tais falhas, teria o direito, senão o dever, de informar, com seu próprio voto que não o aceita, e porque não. Seria a estréia do voto negativo. O voto positivo seria para o melhor, e o negativo para o pior candidato. A comunidade informada se defenderia daquele que devia ser evitado.
Photobucket Só assim a democracia funcionaria perfeitamente e com justiça, pois só aquele que tivesse ficha limpa e por algum feito conhecido na sociedade teria coragem e condições de candidatar-se.
Photobucket Na democracia que imagino, não teria condições de se candidatar, parasitas disfarçados. Eles estariam expurgados do convívio no poder.
Photobucket Os mais sábios, valorizados tomariam o comando. Somente assim eu daria apoio, e seria ardoroso democrata. (Jotaerre Ignorado)

Nenhum comentário: