22 de jul de 2010

Amor, sentimento que todos almejam





Por que não consigo encontrar alguém que me faça feliz? Por que só me apaixono pelas pessoas erradas? Por que atraio sempre pessoas comprometidas?
Por que simplesmente as pessoas não me enxergam? Por que a pessoa que está comigo me parece tão distante?
Inúmeros são os casos que atendo em meu consultório de pessoas muito bem sucedidas que almejam a felicidade no amor, mas dizem que não se encontram. Por incrível que pareça, se este campo for vislumbrado como impossível de ser estabilizado, os demais campos de sua vida também se desestabilizarão. O sentimento que vejo presente é sempre o mesmo: se não sirvo para isso, qual a razão de continuar a lutar pelo resto?
Costumo afirmar de maneira direta e objetiva que somos fruto daquilo que criamos, as coisas não acontecem de fora para dentro e, sim, no seu interior.
Mude sua energia, seus parâmetros de emissão de energia, ou seja, sua forma-pensamento, elimine todos os cordões emocionais que foram gerados no passado e tenha absoluta certeza que o amor se fará presente em sua vida.
Viver a vida de maneira intensa, sentir prazer, trocar experiências com as pessoas, estes são os desejos do universo para sua vida. Então, por que não entender o processo energético que estamos vivenciando e modificá-lo?
Muitas vezes não entendemos o porquê de maneira racional, mas ao realizar um atendimento com a mesa radiônica, podemos claramente identificar o bloqueio energético que está dando origem ao tipo de energia e situação que você está vivendo hoje.
Tomar as rédeas de sua vida significa mudar a sua energia, o seu padrão vibracional, significa mudar sua maneira de pensar, e isto é possível com o auxílio da radiestesia e da mesa radiônica.
As pessoas aparecem em nossas vidas exatamente da forma como nos mostramos a elas. Puxa! Isto nos leva a refletir: será que só atraio pessoas que não me fazem feliz? Será que quero ser feliz? Ou quero continuar a ser uma vítima da vida?
Por que me apaixono por pessoas erradas? Será que quero realmente alguém em minha vida?
Por que só atraio pessoas comprometidas? Será que quero realmente me entregar a um relacionamento e vivê-lo intensamente?
Por que a pessoa que está comigo me parece tão distante? Será que permito que o outro me enxergue por inteiro, ou vivo sempre em função de máscaras?
Veja: tudo é reflexo do seu interior, você atrai aquilo que emana, então, a chave está justamente em cuidar de você e de sua energia, ao invés de reclamar o que não tem e quer, busque o que deseja de fato!
A radiestesia ensina você a equilibrar suas energias, mudar seus padrões vibratórios e a desfazer os cordões emocionais formados no passado, e tudo isto está ao nosso alcance, pois tudo é energia.
A energia está disponível no universo para canalizarmos para aquilo que desejamos, e quando isso ocorre, um outro padrão vibratório se instala em sua vida e tudo começa a se modificar.
Sempre digo em meus cursos: você veio até aqui para aprender a vibrar pelo que quer ao invés de verbalizar de maneira contínua o que não quer, e fazendo isso poderá constatar como a sua vida se transformará!
Conto agora um caso clínico, de uma moça jovem e muito bonita que foi me procurar, por estar muito infeliz na parte emocional; dizia não se encontrar, dizia amar as pessoas erradas, enfim, dizia-se infeliz!
No atendimento inicial, fiz um equilíbrio completo de todas as suas energias através da mesa radiônica. Suas freqüências vibratórias estavam muito alteradas, pois a sua forma-pensamento estava propiciando o desequilíbrio em todos os campos vibracionais, ou seja, a parte de saúde estava começando a ser afetada, o emocional estava muito negativo e o mental muito acelerado como uma forma de fuga da realidade.
Após a completa reestruturação de todos os campos vibracionais, parti para a profunda análise dos bloqueios vividos.
Em princípio, identifiquei um primeiro bloqueio há uns 9 anos e lhe perguntei o que havia ocorrido. Então, ela me disse que tinha muita vergonha do que fizera nessa época; pedi a ela que unisse forças e verbalizasse o ocorrido.
Assim, começou a me contar: eu estava com um ano de casada, quando comecei a trair meu marido de forma contínua com o advogado que fora contratado para fechar a confecção que eu tinha com meu marido. O pior de tudo é que eu nem amava esta pessoa, simplesmente traía por um desejo sem controle.
O meu marido era uma pessoa ótima, sabe do tipo príncipe encantado, o homem que toda mulher queria por perto, e eu o amava de fato, só que a traição era uma forma de tornar esse amor cada vez mais intenso, e isto durou por cinco anos.
Nossa! Fiquei abismada! O julgamento não faz parte da vida de nós, terapeutas, mas algumas vezes nos assustamos! Complicado ouvir que a pessoa ama a outra e ao mesmo tempo a engana.
Parei um pouquinho e fiquei observando-a, ela estava muito alterada energeticamente. Todo aquele equilíbrio inicial que eu havia feito tinha se desestruturado novamente.
Pedi que continuasse a me contar. Ela me confessou, então, que um dia chegou em casa e contou ao seu marido, pois não mais podia viver daquela forma e se separaram.
Sugeri a ela que voltasse em um segundo atendimento e lhe expliquei que a origem da falta de amor em sua vida não estava nesta situação de bloqueio que eliminamos, inicialmente, mas em algum bloqueio mais profundo que poderia somente ser identificado após a estabilização de sua energia.
No segundo atendimento, equilibrei novamente todas as suas freqüências energéticas e partimos para uma identificação de bloqueio mais profunda.
Identifiquei uma nova data, esta quando ela tinha apenas 5 anos de idade. Neste momento, ela me disse: nossa, eu trai meu marido por conta de vingança!
Uma observação faço neste ponto: o tempo entre um atendimento e outro foi necessário para que ela trouxesse toda a situação de maneira clara para a consciência e pudesse identificar o ocorrido; somente desta forma situações repetitivas não retornam para nossa vida.
Eu pedi que ela fosse mais direta, me contando o que havia ocorrido e ela narrou: quando eu tinha apenas cinco anos, peguei meu pai com outra mulher na cama dele e de minha mãe. Minha mãe trabalhava à noite em plantões alternados, pois era médica e eu sempre ficava com meu pai e ia dormir muito cedo, pois acordava cedo para ir para escola. Naquela noite, por algum motivo me levantei e fui até a sala e quando passei pelo quarto de meus pais, ouvi barulho... E pensando que minha mãe havia voltado, fui olhar pela fresta da porta e vi que quem estava lá era outra mulher.
Nunca, mas nunca mesmo, contei isso a alguém... Sentia muita raiva e ódio de meu pai, tinha vontade de me vingar dele por minha mãe, uma vez que não podia contar nada do que havia visto.
Comecei, então, a juntar os aspectos que havíamos identificado dizendo a ela: veja, você não encontra ninguém em sua vida porque não quer ser amada de fato, e caso isso venha a ocorrer, você encontra uma situação que a afaste disso.
Inicialmente, foi o que fez com seu casamento e nos outros relacionamentos é assim que age, simplesmente porque tem muito medo de que o que aconteceu com sua mãe venha a acontecer com você também.
As pessoas comprometidas que você atrai é para que não se entregue totalmente, as que não querem comprometimento são um reflexo disso, porque nunca gerarão uma união de fato.
A partir deste momento, a sua energia está curada, o bloqueio foi desfeito e a sua energia está equilibrada. Observe a vida, viva intensamente as coisas que ocorrem à sua volta, distribua alegria; seja você mesma e volte em breve me contando como sua vida se transformou.
Após oito meses, recebo uma ligação desta moça dizendo estar vivendo um novo relacionamento de maneira muito mais intensa e com uma entrega que nunca havia sentido em sua vida e finalizou: como é bom sentir tudo isso!
Você transformou seu padrão energético vibracional e, como conseqüência, passou a viver situações condizentes com a sua nova energia! (Maria Isabel Carapinha)

Nenhum comentário: