2 de fev de 2013

Fui, vim e venci...

 photo _aavergonhoso_zpsf178f1bf.jpgº• Dilma mal esperou o resultado da votação e o parabenizou pela vitória ao projeto PT-PMDB. Apesar das movimentações do PSB – que opera para lançar voo solo ou desbancar o PMDB da vice - Dilma garante a caciques peemedebistas que reeditará a dobradinha com o partido para sua reeleição em 2014.
º• Até quando seremos o gado do Renan e sua turma?
º• Renan Calheiros é um prisioneiro do exorbitante.
º• Tucanos pra quê?
º• Gafe: Eduardo Braga (PMDB-AM) foi até as galerias onde estavam familiares do alagoano e de José Sarney. Ao ver a mulher de Sarney, Braga disse: Dona Marly, parabéns pelo trabalho que o presidente Sarney fez, disse o peemedebista, segurando a mão de sua interlocutora. Em seguida, ele se dirigiu à mulher de Renan, que estava sentada ao lado de Marly, e também segurou sua mão: Parabéns, dona Mônica... [Silêncio]. Ops, desculpe-me. Parabéns, dona Verônica. Deixou a roda rapidamente.
º• Servidores de representações brasileiras no exterior e membros de federações espíritas e de umbanda e candomblé, reconhecidas como religiões oficiais, também querem direito a passaporte diplomático, como líderes evangélicos até com passagens na polícia.
º• A frase do eleito: "A ética não é um objetivo em si mesma. O objetivo em si mesmo é o interesse nacional. A ética é meio, não é fim." Logo ele que em 2007 renunciou à presidência do Senado para escapar de ser cassado por ter ferido a ética.
º• Denúncias contra Renan vão ser arquivadas, avisa Romero Jucá.

 photo _aolhando_zps6faa2a1c.gif
Olho e nada vejo além de bandalhas e injustiças. Não muda!

 O Senado brasileiro continua na mão de criminosos...
  photo _apralixeira_zpsc0958ad9.jpg 

• O Brasil está de luto! Mais uma vez, a esbórnia venceu!
• A classe política desce a um de seus mais baixos níveis!
• Com o apoio e o incentivo daquela que se diz acima de qualquer suspeita: a sra. Dilma Rousself!
• Qual a diferença com o guru da nova EPTica brasileira? Nenhuma!..... É só discurso! (Márcio Dayrell Batitucci)


Medindo o tempo
 photo _aampulheta43_zps0b72360a.gif• O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.
• Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem portas ou janelas, sem relógio... você começará a perder a noção do tempo.
• Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea.
• Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol...
• Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar: nosso cérebro é extremamente otimizado.
• Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho.
• Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia.
• Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar conscientemente tal quantidade.
• Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia e, portanto, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo.
• É quando você se sente mais vivo.
• Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente colocando suas reações no modo automático e apagando as experiências duplicadas.
• Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os Natais chegam cada vez mais rapidamente.
• Quando começamos a dirigir automóveis, tudo parece muito complicado, nossa atenção parece ser requisitada ao máximo.
• Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os sinais ou até falando ao celular ao mesmo tempo.
• Como acontece? Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas (você não lê com os olhos, mas com a imagem anterior, na mente); O cérebro já sabe qual marcha trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa, no lugar de repetir realmente a experiência).
• Em outras palavras, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para a mente. Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa...São apagados de sua noção de passagem do tempo...
• Quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a experiência repetida.
• Conforme envelhecemos, as coisas começam a se repetir: as mesmas ruas, pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações... enfim... as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade, fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo.
• Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano ou, para algumas pessoas, na década.
• Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a... Rotina!
• Não me entenda mal.
• A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos.
• Felizmente há um antídoto para a aceleração do tempo: M & M (Mude e Marque).
• Mude, fazendo algo diferente e marque, fazendo um ritual, uma festa ou registros com fotos.
• Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias sempre e, preferencialmente, para um lugar quente, um ano, e frio no seguinte) e marque com fotos, cartões postais e cartas.
• Tenha filhos (eles destroem a rotina) e sempre faça festas de aniversário para eles, e para você (marcando o evento e diferenciando o dia)...
• Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de momentos usuais.
• Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo, bota-foras, participe do aniversário de formatura de sua turma, visite parentes distantes, entre na universidade com 60 anos, troque a cor do cabelo, deixe a barba, tire a barba, compre enfeites diferentes no Natal, vá a shows, cozinhe uma receita nova, tirada de um livro novo.
• Escolha roupas diferentes, não pinte a casa da mesma cor, faça diferente.
• Beije diferente sua paixão e viva com ela momentos diferentes.
• Vá a mercados diferentes, leia livros diferentes, busque experiências diferentes.
• Seja diferente.
• Se você tiver dinheiro, especialmente se já estiver aposentado, vá com seu marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países, veja outras culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos.
• Em outras palavras: V-I-V-A.!!!
• Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais longo.
• E se tiver a sorte de estar casado(a) com alguém disposto(a) a viver e buscar coisas diferentes, seu livro será muito mais longo, muito mais interessante e muito mais v-i-v-o do que a maioria dos livros da vida que existem por aí.
• Cerque-se de amigos.
• Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes, com religiões diferentes e que gostam de comidas diferentes...
• Enfim, acho que você já entendeu o recado, não é?
• Boa sorte em suas experiências para expandir seu tempo, com qualidade, emoção, rituais e vida.. (Airton Luiz Mendonça)


Alimento prejudicial à saúde
• Durante um congresso sobre saúde alimentar, o orador faz uma pergunta: - Qual o alimento que causa sofrimento extremo, durante anos, depois de ser comido?
• Depois de um longo silêncio, do meio da plateia, um idoso levanta a mão e responde: - Bolo de Casamento!!!

Trabalhe duro, pois milhões de pessoas que vivem do Fome-Zero, Auxílio Reclusão e do Bolsa- Família, sem trabalhar, dependem de você.

Nenhum comentário: