13 de abr de 2011

Perguntas fáceis. E as respostas?

. A tragédia de Realengo (RJ), onde um esquizofrênico matou várias crianças dentro de uma escola, nos leva à seguinte reflexão.
. O mundo está cheio de malucos, provenientes de degenerações genéticas, pancadas na cabeça, gestação inadequada, disfunções de neurônios e outras dezenas de causas. A quantidade é bastante para nos causar surpresas desagradáveis. Muitos deles estão na linha limite que os conflita entre o mundo racional e o desequilibrado.
. Milhares destes alienados poderiam evitados se a nossa sociedade conseguisse definir um comportamento civilizado para doutrinar as crianças para uma convivência mais saudável. Isto pode ser conseguido se agruparmos ações resultantes das respostas às questões abaixo.
. Podemos aumentar nosso grau de cidadania para impedir que os donos do podre poder gerem exemplos criminosos, eliminem desafetos impunemente e subtraiam valores dos cofres públicos destinados a oferecer oportunidades de crescimento para nosso povo?
. Podemos reduzir a facilidade com que drogas transitam entre festejos e residências de adolescentes que as consomem desmedidamente e os conduzam a atos do tipo queimar índio em via pública?
. Podemos voltar a incentivar os jovens a terem contato regular com as palavras religiosas que ajudam a moldar o caráter de um cidadão e a deixar de agredir professores?
. Podemos evitar que nossos herdeiros passem 10 horas por dia na frente de um monitor praticando jogos que apenas fazem apologia de ações destrutivas derrubando construções e eliminando figuras?
. Podemos evitar que deixem de se alimentar nos horários adequados para que assistam filmes de igual quilate e novelas sem base moral familiar?
. Podemos criar eventos externos onde tenham contato com o mundo fora das telas com amigos e vizinhos que moram do outro lado da parede que só encontram nos elevadores?
. Podemos arranjar uma hora por dia para conversar e brincar com eles para sanar suas dúvidas e dar-lhes as orientações necessárias a visualizar um futuro melhor a cada 2 próximos anos?
. Podemos colocar nossa inteligência em ação para buscar soluções práticas de crescimento e boa convivência em vez de aceitar passivamente as decisões governamentais que não passam por nossa aprovação e nos tornam meros ruminantes?
. Para pensar nas respostas a estas questões (dentre outras) podemos abrir mão da baixa qualidade de programas do tipo Big Besta Brasil para sair da anestesia de emburrecimento dos neurônios que nos envolve?

(*) R$ 30 BI (aviões) + R$ 20 BI (FMI) + R$ 20 BI (olimpíada) = zero (educação, saúde, habitação, transporte, segurança)
(*) = Valores sujeitos à triplicação

Nossa sociedade é um colosso. Sobrevive no fundo do poço. (Haroldo P. Barboza_ RJ/Vila Isabel_Matemática (infantil)_Informática e diversão para 2,5a. idade_Autor do livro: Brinque e cresça feliz)

Nenhum comentário: