13 de fev de 2017

Foro privilegiado e seu fim, pede o povo.

 photo ES_zps30zzwetz.jpg • Adoro o papel das mulheres, mas desta feita foi ruim ao resto da população. Nunca dantes se impediu alguém adotasse uma postura na defesa do Estado. Entendemos aflições, mas deixaram cidades abertas à insegurança com mortes que falarão por si só. Lamentável, compreensível, e como se diz, o dever acima de tudo. (AAndrade)
• Que azar, os deputados queriam tanto trabalhar! Reunião sobre a Cedae é adiada. A semana começou pegando fogo na Assembleia Legislativa do Rio. Dessa vez, literalmente. O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter um incêndio na sala de imprensa e no plenário da Casa, na manhã desta segunda-feira (13). 
• Jogos e mortes. O porques de tantos fanáticos e assassinos? 
• Temer diz que ministro que virar réu da operação Lava Jato perderá o cargo provisoriamente. 
• Policiais militares respondem por cerca de um terço do rombo das previdências dos Estados. Crise na segurança pública, evidenciada no ES, tornou mais difícil para o governo negociar mudanças. 
• O juiz federal Sérgio Moro - dos processos da Operação Lava Jato em Curitiba - afirmou que não capitula com nenhuma espécie de pressão política, ao negar o pedido de liberdade ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em decisão de sexta-feira, 10. A afirmação decorre da tentativa de Cunha de intimidar o presidente Michel Temer, destacada por Moro em despacho datado de sexta-feira, 10.
• O prefeito de São Paulo, João Doria, pode vir a ser um inovador. Esperamos não caia na mesmice. 
• Aplicativos promovem troca de dólares sem pagar IOF. Especialistas se dividem sobre legalidade de serviço; BC não se manifesta. 
• Controle da usina de Belo Monte é colocado à venda por R$ 10 bilhões. Custo total do megaprojeto de geração vai superar R$ 30 bi. Operação terá banco estrangeiro. 
• Governo pagou R$1 bilhão a empresas da Lava Jato. Em 2016, governo continuou pagando a empreiteiras da Lava Jato. 
• Comércio fechou 108,7 mil lojas e cortou 182 mil vagas no ano passado. 2016 foi o pior ano da história do varejo, com recordes de fechamento de lojas, demissões e recuo de vendas. 
• O Globo publicou um estudo do Banco Mundial mostrando que o Brasil pode ter 3,6 milhões de novos pobres até o fim do ano. 
• Seria vero existissem 3 Poderes na República. Entendo cada um de per si tivessem suas agremiações propondo A, B, C ou mais, na escolha mais sutil e ponderada. Ao Executivo, o povo deverá ter sempre sua escolha. (AAndrade) 
• Aposentadoria por tempo de contribuição tem alta de 35%. Fórmula 85/95, desemprego e fim de greve fazem disparar novas concessões. Aposentados protestam no Senado contra a reforma da Previdência. Proposta pode ser votada ainda no 1º semestre. 
• Marcelo Odebrecht enfrenta mágoa de antigos colegas. Ex-executivos atribuem a herdeiro a inclusão de seus nomes na operação. 
• Sogra de Temer aproveita noite em show de funk. Vim autorizada por todo mundo. Pelo genro, pela filha e pelo netinho, brinca. 
• Nesta semana, o juiz Sergio Moro deve ouvir testemunhas no processo sobre a compra do terreno do Instituto Lula. 
• O povo pede que o TSE não aceite! Câmara vai propor anistia de multas a partidos no TSE. Relator de comissão diz que vai colocar em pauta projeto para perdoar as penalidades impostas. 
• O laranja do laranja de Lula. Um delator da Odebrecht, Paulo Ricardo de Melo, relatou as idas e vindas para a compra do terreno do Instituto Lula. Segundo o Valor, ele disse que foi informado por Marcelo Odebrecht de que Lula estava interessado num terreno escolhido por Roberto Teixeira. Ele disse também que a compra foi feita em nome da DAG Construtora para evitar publicidade
Não existe governo. Acabou o dinheiro. Paulo Hartung, governador do Espírito Santo, foi muito claro a esse respeito. A Folha de S. Paulo perguntou-lhe se faltou diálogo do governo com os policiais militares, que reclamam do salário. Ele respondeu: No concurso público, está o valor do salário, que tem a ver com a capacidade de pagar do Estado. Em 2015, tive de pagar parte de um aumento para a Polícia Militar dado pelo governo anterior. Há um conjunto de inverdades difundido com as redes sociais. Essa ação de corporativismo criou um discurso que misturou interesses próprios com interesse nacional. Quando espreme, não tem interesse da sociedade. Quanto custa para a sociedade? Ou a gente quebra isso ou não põe esse país de pé. Muitas vezes nem se sabe quanto custa o que se está pedindo, mas é o governo que vai paga’. Não existe governo. Se fizer uma despesa que não cabe no orçamento, tenho que aumentar impostos. Aliás, boa parte dos colegas governadores aumentou impostos. Esse país precisa quebrar essa estrutura corporativa através do debate
• Delegados da Polícia Federal pedem a Temer a saída do diretor-geral. Associação vê na permanência de Leandro Daiello risco de prejuízo para as atuais investigações. 
• O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) não está gostando da administração do governo de Michel Temer e fez severa criticas durante uma palestra na Fenabrave. Práticas do governo do PT estão sendo repetidas. O brasileiro não suporta mais corrupção, aumento de carga tributária e inchaço do Estado
• Em depoimento ao TSE, o laranja de uma gráfica fantasma disse que a empresa recebeu 17 milhões de reais da campanha de Dilma Rousseff, e não 6 milhões de reais, como foi declarado pelo PT. De acordo com a Veja, ele disse também que o maior contrato da gráfica antes da campanha de 2014 foi firmado com o Jockei Clube, no valor de 30 mil reais. 
• A festa dos bancos com o nosso dinheiro. Lembra daquela velha desculpa dos bancos de que os juros são altos porque refletem a inadimplência? Não é bem assim. No caso do crédito com recursos livres (aqueles que os bancos emprestam do jeito que quiserem), a margem de lucro representa mais da metade do spread. De 2011 a 2016, a diferença entre os juros pagos pelos bancos, ao pegar dinheiro, e os cobrados de seus clientes, ao emprestá-lo, chegou a 35,2 pontos percentuais. O lucro representou 18,5 desses pontos. 

• Rússia testará logística na Copa das Confederações. No maior país do mundo, Fifa faz tabela para que nenhuma seleção viaje mais do que três horas de avião. 
• Trump acusa Judiciário de usurpar poder. Autor de decreto suspenso, assessor diz que governo não irá ceder. 
• Amsterdã fecha coffeeshops por pressão política. Prefeitura fez acordo para fechar casas próximas de escolas. 
• Após prender jornalistas, Maduro pede prisão para quem recebeu propinas da Odebrecht. Venezuela prende brasileiros que investigavam a Odebrecht e agora presidente pede prisão para quem recebeu propina. 
• Conselho da ONU se reúne após novo míssil da Coreia do Norte. 
• Ex-presidente do Peru diz que não é fugitivo e reitera inocência. Alejandro Toledo é citado em investigação sobre Odebrecht. 

A Hora pode estar próxima!...
A hora pode estar mais próxima do que se pensa! O conhecido palestrante nos passa um aviso que muitos, especialmente os atuais donos dos três Poderes, se recusam a enxergar!
Essa horda de criminosos que tomou de assalto o Estado brasileiro, não quer enxergar os sinais que acontecem hoje no País, exatamente iguais aos sinais que existiam antes da Revolução Francesa e antes da Revolução Bolchevista!
O caos, a perda total de autoridade, o repúdio generalizado às leis, a sociedade incontrolada, a éPTica sem limites implantada pelo PT sindical-apóstata e revigorada no atual Governo, no Congresso e até no Poder Judiciário, parecem não dizer nada a esses irresponsáveis que dirigem nosso País.
E quando a ruptura total acontecer, não serão os homens da rua, os brasileiros normais que aqui vivem, os primeiros a serem ceifados: serão êles, exatamente êles, que estão aí, nomeando e escolhendo criminosos para exercerem funções importantes! Serão êles que estão fazendo de tudo para acabar com o tênue movimento de moralização do País e que tiveram tudo nas mãos para reverter a esbórnia existente, depois do débâcle de 13 anos em que vivemos e, simplesmente, não tomaram qualquer atitude corretiva efetiva!
Estamos vivendo um momento extremamente grave! Só não vê, quem não quer!
Que Deus tenha piedade de nosso País e de todos nós! (Márcio Dayrell Batitucci)
A guerra entre partidos e o TSE.
A tentativa da Câmara dos Deputados de anistiar partidos políticos, solapando poderes do TSE, foi a face mais evidente do atrito entre as legendas e a corte. O especialista em direito eleitoral Alberto Rollo afirma que o tribunal de fato tem atuado como legislador em muitos casos, mas que isso é consequência da indisciplina dos partidos....
Lava Jato em perigo.
Crescem os rumores de que o governo e o Congresso estão conseguindo sufocar a Operação Lava Jato. São tantos os políticos enrolados na corrupção que vem obtendo sucesso a tentativa de enfraquecer a ação contra a maior roubalheira da História da República. Não são promissoras a ida de Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal, de Edison Lobão para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça do Senado e dos presidentes das duas casas do Legislativo. Aguarda-se a nomeação do novo ministro da Justiça para evidenciar a construção de uma muralha de defesa dos que têm contas a ajustar com a Justiça.
Enquanto isso, é inexplicável a demora da divulgação da lista da Odebrecht, designando os quase 200 deputados e senadores denunciados como envolvidos na tramoia da empreiteira. Mobiliza-se também a mídia para desmoralizar o juiz Sérgio Moro e os procuradores de Curitiba.
Trata-se de uma armação com a finalidade de empurrar com a barriga o processo de moralização da vida pública. Há frustração na opinião pública, exigindo uma reação daqueles que se colocaram na linha de frente da moralidade. Basta ver quantos dos já condenados pela lambança encontram-se cumprindo suas penas em casa, beneficiados de luxo e regalias.
Seria necessário o Supremo liberar logo as delações feitas pelos diretores e ex-diretores da Odebrecht, bem como das demais empresas envolvidas em atividades criminosas. Não demora vencerá o prazo para as prescrições, fazendo a alegria dos bandidos.
Em nome da autoridade - Mesmo não se tratando de corrupção, do Espírito Santo vem algum alento na determinação do governador Paulo Hartung de punir a chantagem da Polícia Militar: ele não aceita a concessão de anistia aos grevistas. Da mesma forma, ouve-se que as forças federais estão dispostas a invadir militarmente os quartéis, apesar do desgaste causado por essa operação. A moda ia pegando, alastrando-se o movimento por outros Estados. (Carlos Chagas) 

Seria um desserviço ao Brasil o Lula candidato, diz Ciro Gomes.
Disposto a tentar disputar pela terceira vez a Presidência da República, Ciro Gomes diz que a eventual candidatura do ex-presidente Lula em 2018 faria mais mal do que bem ao já inflamado cenário político do País. Lula não é o único a entrar na mira de Ciro. Para ele, o Congresso é fisiológico e corrupto, o presidente Michel Temer está envolvido até o pescoço com tudo que não presta. No Judiciário, o problema do momento é a indicação de Alexandre de Moraes para o STF, uma “aberração”, segundo o ex-governador do Ceará.
Governo Temer
É um desastre por todos os ângulos que queira se considerar. Hoje você tem taxa de juros de 13% com uma inflação projetada inferior a 4%. Ou seja, a taxa real de juros no governo Temer está subindo no momento de depressão econômica.
Reforma da Previdência
Nós temos de aprender a conhecer o nosso país. Uma coisa é o trabalhador de gravata, outra coisa é um operário da construção civil, outra coisa é um professor. Como que pode dar 49 anos de aula? Isso não existe em nenhum lugar!
Política econômica
Neste momento, o Brasil está proibido de crescer individualmente. As 300 maiores empresas de capital aberto não geraram caixa sequer para pagar as suas dívidas. Juntando com o colapso de Estados e municípios, especialmente os Estados centrais, você tem hoje 1,6% do PIB de investimento. Isso não é possível! O resto é wishful thinking (pensamento ilusório) do Henrique Meirelles.
Congresso
Essa gente aí não é nada. Hoje o Congresso é fisiológico e corrupto. Você tem na linha de sucessão delatados: Michel Temer, que eu conheço e sei que está envolvido até o pescoço com tudo que não presta nos últimos 20 anos. Tem o Eunício Oliveira (presidente do Senado), que o Brasil vai conhecer. Chega a ser vulgar e inacreditável como a maioria esmagadora dos senadores vota.
Lula candidato
O Lula ainda tem força para catalisar a favor e contra ele todo o processo eleitoral. O que seria lamentável, tanto para o País quanto para ele. Seria um desserviço. Porque, na melhor das hipóteses, ele ganha, potencializando essa hostilidade mesquinha que vai agredir na porta do hospital a mulher dele que estava moribunda.
Cenário para 2018
Se o Lula não for candidato, eu penso que ocorrerá um processo semelhante a 1989. Haverá uma fragmentação muito grande. As grandes organizações partem meio desmoralizadas. Eu levo vantagem de poder me apresentar na campanha, o que não considero mais do que minha obrigação. Sou um cara limpo.
Lava Jato
A Operação Lava Jato pode ser uma coisa importante na história do País, mas estão trocando os pés pelas mãos de forma muito repetida. Por exemplo, não tem pé nem cabeça, sob o ponto de vista jurídico, o Moro mandar prender o Guido Mantega na antessala da operação da mulher dele. Juiz bom não é o juiz midiático, de gravatinha, que aparece nas solenidades tais quantas o chamam. Juiz bom é severo, que se poupa. Inclusive se acautela de relacionamentos.
Alexandre de Moraes
A ida dele para o STF é uma aberração.
Moreira Franco ministro
O Gilmar Mendes dá uma liminar suspendendo a posse do Lula, nomeado ministro (por Dilma Rousseff) sem nem mesmo ser réu, e hoje Michel Temer transforma Moreira Franco em ministro. Não tem mais lei no Brasil. É golpe. É baderna. É anarquia.
Ciro presidente
Eu vou pensar cem vezes antes de ser candidato. Eu tenho vontade de ser presidente do Brasil, isso é notório há muitos anos. Me preparo para isso. Porque se eu entendo que é minha tarefa, eu vou para fazer história. E não tem conversa, não vou para me reeleger. Não vou para fazer graça com ninguém, eu vou para fazer o que tem de ser feito e ir para casa. Quebrar ou ser quebrado. (Andreza Matais e Marcelo de Moraes, Estadão)
Feliz é aquele que sabe ao certo o que procura, porque quem não sabe o que procura, não vê o que encontra. (Claude Bernard)

Nenhum comentário: