28 de jul de 2016

Olimpíada; como ir e vir...

• TSE envia ao STF novos indícios de irregularidade na campanha de Dilma em 2014. Segundo relatório da corte eleitoral, empresa que recebeu R$ 4,8 milhões por serviços é de fachada. 
• País fecha 531,7 mil empregos no 1º semestre, mas ritmo cai. Em junho, foram cortados 91 mil postos, queda de 18% em relação a 2015. É o pior resultado para o período desde 2002; em junho, foram eliminados 91 mil postos de trabalho. 
• Temer promete empenho em redução de partidos. Segundo Aécio Neves, presidente em exercício se mostrou sensível à cláusula de barreira e à reforma política. 
• Rio quer incluir servidores com salários altos direto em fundo de previdência. 
• Admiradores do terrorismo com as barbas de molho. PF monitora dezenas de admiradores do terrorismo no Brasil. 
• Além do pagamento de passagens, RioCard pode ser usado para compras; Alterações de trânsito começam domingo no Rio. 
• Justiça derruba liminar que evitava multa de R$ 1,5 mil em faixas olímpicas. Na última sexta-feira, outra decisão judicial tinha suspendido a aplicação da infração aos motoristas. 
• Prefeitura do Rio gasta R$ 233 milhões em contratos sem licitação. 
• O Ministério do Trabalho fez uma vistoria na Vila Olímpica e flagrou 630 trabalhadores sem carteira assinada. O comitê organizador será multado em 500 reais por trabalhador: um total de 315 mil reais; Comitê pagará R$ 315 mil por operários irregulares. Fiscalização na Vila Olímpica aponta falta de registro e jornada excessiva e ministério vê barril de pólvora; Paes pede desculpas sela paz com australianos. Prefeito do Rio entregou a Chave da Cidade à delegação, que criticou falhas na Vila Olímpica. 
• Após demissões, Calero e Juca batem boca nas redes. Ao justificar 81 cortes, atual ministro diz que gestão anterior foi irresponsável; Jucá rebate: pau-mandado
• Mercado de crédito encolhe no primeiro semestre, diz BC. O estoque de crédito brasileiro encolheu pela primeira vez no primeiro semestre do ano, informou o Banco Central. Crise econômica é citada como causa desta baixa. 
• Após reunião com Maia, Meirelles nega mudança na Lei de Repatriação. Ministro da Fazenda disse que não há possibilidade nem mesmo de discussão de alteração nas regras; Receita Federal resiste a mudar lei sobre repatriação. Fazenda chegou a admitir possível mudança, mas Meirelles negou apoio. Ministério Público reagirá a mudança na lei de repatriação de recursos. 
• Mais remédios serão vendidos sem receita nas farmácias. Regra atende a pedidos da indústria, que espera alta de 33% nos mercados. 
• Juro do rotativo do cartão cai pela primeira vez desde outubro. Ainda assim, juros chegam a 470,9% ao ano; no cheque especial, a taxa avançou para 315,7%. 
• Pesquisa: 63,3% dos brasileiros são contra privatização da Petrobras e contra qualquer privatização no Brasil; Petrobrás conclui venda de operação na Argentina e recebe US$ 897 milhões. Estatal destaca que operação é parte importante do seu Plano de Desinvestimentos. 
• Dnit voltará a fazer estudos de viabilidade para contratar obras do PAC. Decisão foi tomada após auditoria do TCU; órgão havia dispensado a realização de estudos técnicos. 
• DCO é uma empresa de fachada que ganhou 4,8 milhões de reais da campanha de Dilma Rousseff. Agora o caso explodiu no TSE, porque um documento dos auditores fiscais de Uberlândia mostrou aquilo que já sabíamos: a DCO não existe. Mais importante do que isso, o dono da DCO disse aos auditores fiscais que usou os 4,8 milhões de reais de Dilma Rousseff para subcontratar outra empresa, a 2K, velha conhecida de nosso site. O blog do Paulinho, no ano passado, levantou a ficha da 2K: Documentação conseguida junto à JUCESP comprova que a 2K iniciou atividades em 21 de maio de 2014. A proprietária da empresa, no papel, é Michelle Ribeiro Pinto Costa, em parceria com sua irmã, Maria de Fátima Ribeiro Pinto Costa. Michelle é figurinha carimbada nos bastidores do PT, servindo, sempre com lealdade, aos companheiros mais graúdos. Recentemente, ela trabalhou como Secretária Parlamentar do Deputado Arlindo Chinaglia. Michelle Ribeiro Pinto Costa é dona também da Dialógica, junto com Keffin Galvão Cesar Gracher, assistente Parlamentar VII, de Edinho Silva. Resumindo: Edinho Silva contratou a empresa fantasma DCO, que por sua vez subcontratou a 2K, que pertence à sócia de um assessor do próprio Edinho Silva. Ou Edinho Silva roubou a campanha de Dilma Rousseff, ou ele usou essas empresas para lavar dinheiro. Juro que não consigo encontrar outra explicação. (Diogo Mainardi) 
• MPF denuncia 15 por corrupção na construção de Angra 3.
• Cerca de mil integrantes do MST ocupam desde ontem a sede do Incra em Fortaleza. Entre a lista de reivindicações do grupo, uma chamou a atenção do Antagonista: eles querem uma reunião com o governador do Ceará, o petista Camilo Santana. Governador, cadê você? Quem pariu o MST que o embale. 
• Impeachment: termina hoje prazo para defesa de Dilma entregar alegações finais. 
• TCU aponta desvio de dinheiro em fundo de pensão do BNDES: R$ 921 milhões. 
• Janaína: Fomos vítimas de uma grande fraude. Janaína Paschoal também comentou com o Antagonista a euforia petista em torno do despacho do procurador Ivan Marx, que considerou que os repasses de auxílio de taxa de juros de financiamentos do BNDES não configuram operação de crédito nem uma prática criminosa. Primeiro, o doutor Ivan não é especializado na matéria. Isso é um ponto importante. Os procuradores de contas têm sido muito contundentes e detalhistas ao apontarem os crimes. Segundo, com todo o respeito, eu não entendo como o doutor José Eduardo Cardozo se apega a isso como se fosse algo positivo. A leitura do PT está equivocada. Acho tão engraçado. Maquiar as contas é algo tão grave. O que o doutor Ivan está dizendo fortalece a nossa denúncia e confirma o que estamos dizendo desde o início: fomos vítimas de uma grande fraude. O PT é uma fraude. JEC é uma fraude; Janaína Paschoal consegue enxergar um lado positivo na concessão de mais 24 horas para a defesa de Dilma Rousseff apresentar suas alegações finais: destruir de vez o discurso da vitimização petista. Desde o princípio, tem sido conferida à defesa uma amplitude que não existe em nenhum outro processo. É algo que vai muito além do que preveem as normas, a jurisprudência. Claro que há uma excessiva delonga, que faz o país inteiro sofrer. Mas fica bastante evidente que ela (Dilma) está tendo todas as garantias, além até mesmo do que a própria Constituição prevê. Nunca antes... 
• Às vésperas do patíbulo e após renúncia, para se despedir da residência oficial em Brasília, não fez por menos Eduardo Cunha com mais de 160 presentes fez churrasco de despedida na residência oficial; evento teve até cantora. 
• Justiça autoriza bloqueio de R$ 38 mi do Facebook. Empresa descumpriu decisão que exigia acesso a mensagens do WhatsApp, que já foi bloqueado três vezes.
Ninguém está mais preparado do que ela, afirma Obama sobre Hillary. Em apoio à ex-secretária de Estado, presidente dos EUA rejeita visão sombria mostrada por Trump. Obama pede tolerância a erros de Hillary. Os EUA já são grandes e fortes, disse ele, rebatendo a retórica de Trump.
• Turquia amplia expurgo e fecha emissoras de TVs, jornais e rádios. Reação a tentativa de golpe de Estado, atingiu 131 veículos de comunicação. Turquia destitui 149 generais antes de decidir novas ascensões. 
• EUA removem barreira à carne brasileira. Acordo libera produto 'in natura', após mais de uma década de negociações. 
• Ex-preso de Guantánamo é detido na Venezuela. Sírio Jihad Diyab vivia no Uruguai; motivo da prisão em Caracas é incerto. 
• O segundo terrorista da igreja é identificado na França. A investigação sobre o assassinato de um padre na França avançou nesta quinta-feira com a identificação formal do segundo terrorista, um jovem fichado recentemente por radicalização, enquanto aumentam as críticas da oposição de direita contra o governo. Abdel Malik Nabil Petitjean, de 19 anos, foi identificado como a segunda pessoa envolvida no assassinato na terça-feira do padre Jacques Hamel, de 86 anos, degolado quando celebrava uma missa na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, uma pequena localidade de cerca de 30.000 habitantes no noroeste da França. 

Quanto o setor público gastou com a olimpíada 2016? E o setor privado? Uma equação muito diferente da anunciada!
1. Quase todos os dias são divulgadas pela imprensa afirmações que nessa Olimpíada a maior parte do gasto correu por parte do setor privado. E essas afirmações são feitas com tamanha convicção como se fossem verdades, inquestionáveis, coreografias em designs nos power points.
2. Não é assim. Existem pelo menos 3 tipos gerais de gasto do setor público cujo desembolso é indireto. O primeiro é quando o setor público transfere patrimônio ao setor privado. O caso mais comum são seus imóveis, em especial o solo urbano de sua propriedade.
3. Por exemplo o caso do Parque Olímpico, cuja concessão de 75% do solo do antigo autódromo foi transferido ao setor privado para a construção de prédios. O gasto público no caso é o valor potencial desse solo. Ou seja, quanto o setor público receberia se vendesse a preços de mercado, incluindo as mudanças urbanísticas autorizadas por lei para estes prédios, ou seja, gabarito e volumetria?
4. No patrimônio do setor público está incluído também a possibilidade de alterar a lei, criar solo através de altura ou volumetria. O solo criado é patrimônio do setor público. É o caso dos 75% da área do Parque Olímpico citada acima. É muito mais. 
5. Isso ocorreu em várias regiões da Barra da Tijuca. O próprio e polêmico Campo de Golfe foi viabilizado por lei através de mudança de gabaritos em várias áreas da Barra da Tijuca. Outra vez gasto público, criando solo por lei e transferindo ao setor privado. 
6. A Vila Olímpica foi outro caso desses. O pagamento ou compensação ao setor privado foi feito de duas formas. A primeira foi o pagamento do aluguel por todos os 3.600 apartamentos que compõem a Vila Olímpica. Façam as contas pelo período de bloqueio e uso. 
7. Ainda na Vila Olímpica foi aprovada uma lei aumentando em 50% o gabarito dos prédios, passando de 12 andares para 18 andares. Ou seja, um enorme custo através de solo criado. Quanto custará cada apartamento após a desocupação? Um terço desse valor é gasto público. Façam as contas. 
8. Finalmente, para não irmos mais longe, o gasto tributário, ou seja, a redução de tributos, a isenção de tributos, a anistia e a remissão de dívidas tributárias para as empresas construtoras e a hotelaria.
9. Esse conjunto constitui um gigantesco gasto público - via criação de solo, via gasto tributário, e via pagamento de serviços.
10. Esse pode ser um interessante dever de férias nas faculdades de arquitetura, de economia e de contabilidade. Garantidamente os 60% decantados, que teriam custado ao setor privado, simplesmente não existem. Todo o gasto realizado pelo setor privado foi compensado por concessões e transferências e mudanças na lei do setor público. Nada mais que isso. Fora disso é conto da carochinha. (Cesar Maia) 

Só restará escrever as memórias.
Com prazo de entrega dilatado até hoje, a presidente afastada Dilma Rousseff entrega sua defesa final no processo de impeachment. Rejeita a acusação de haver cometido crime de responsabilidade, quando no exercício do cargo.
Sua condenação definitiva pelo Senado é tida como certa, ainda que dependa de três senadores mudarem de posição, passando a absolvê-la. 
Caso essa hipótese inviável aconteça, retornará ao palácio do Planalto. Se os demais integrantes das bancadas mantiverem o voto anterior, nada feito.
Os cálculos da votação chegam a 61 senadores favoráveis à cassação de Madame.
Prevista para o final de agosto, a decisão tornará Michel Temer presidente definitivo, pronto para apresentar ao país seu plano de governo e dar início de fato ao mandato que se estenderá até 31 de dezembro de 2018.
A pergunta que se faz é sobre se, dessa vez, o Brasil conseguirá equilibrar-se, afastar a sombra da estagnação e retomar o crescimento econômico.
Quanto a Dilma, se instalará às margens do rio Guaíba, sem perder a impressão de haver sido injustiçada por manobra política de adversários e até de seus partidários. Ao contrário de presidentes da República alijados do poder, como Getúlio Vargas, Carlos Luz, Café Filho, Jânio Quadros, João Goulart e Fernando Collor, a presidenta não revela intenções de continuar na política. No máximo, escreverá suas memórias. A degola, muito mais política do que jurídica, deixará lição invulgar para seus sucessores. Mandatos e governos misturam-se ao sabor da competência e das conveniências. Só o cronista de futuro conseguirá definir os erros e a sorte de Dilma.
Má vontade tem limites
Os tempos são de exagero. Políticos e jornalistas, exorbitaram, ontem, ao criticar o presidente Michel Temer por ter ido buscar o filho no colégio. Por estar na presidência, deixou de ser pai? (Carlos Chagas) 

O País da desonestidade...
A desonestidade brasileira parece já ter se tornado algo endêmico e enraizado em nosso dia-a-dia. Ela vem dos tempos do descobrimento do País mas, certamente, tem recrudescido nos últimos anos, principalmente por obra e graça dos senhores políticos, de todos os Partidos e de seus parceiros empreiteiros...
Nesse último império, presidido pelo PT-sindical apóstata, que inventou e implantou por aqui a nova ÉPTica da relatividade e deu forças à Banalidade do Mal, essa desonestidade ganhou proporções avassaladoras, como está sendo constatado por todos nós, em dezenas de operações desenvolvidas por alguns Órgãos Públicos...A maior Empresa do Hemisfério Sul, praticamente foi à falência, nas asas desse iníquo modelo...
Só para vermos onde chegamos e como vai levar tempo para que seja jogada no lixo toda essa cultura e toda essa sujeira, trago três exemplos de nosso dia-a-dia atual:
1 - Segundo notícias, está se tornando cada vez mais comum, com dezenas de casos concretos, o novo método de se ganhar dinheiro sujo: o cara implanta um gato em sua casa - água, luz, gás - combina com seu vizinho para que ele o dedure à Companhia lesada, recebe uma visita naquela base de ignorância e do xingatório, com desligamento do seu gato e o deixa às escuras; o malandro grava tudo no celular e entra na Justiça por danos morais e constrangimento desproporcional. Ao final recebe uma indenização de uns R$ 6.000,00, dá R$ 3.000,00 ao vizinho, conforme combinado e embolsa os outros R$ 3.000,00...
2 - Em ano de eleições, é uma barbada: dezenas e centenas de funcionários públicos e empregados de Estatais se candidatam a um posto qualquer eletivo - vereador, deputado, etc.. - sem qualquer chance de vitória e sem gastar um centavo! Pedem licença de três meses, continuam recebendo seus vencimentos integrais conforme manda a Lei e, a grande maioria, fica em casa com férias remuneradas, durante todo esse tempo, tomando cerveja e dormindo...
Só por curiosidade: nas eleições deste ano, estão inscritos como candidatos a um posto eletivo, 1.500 funcionários públicos. Sem contar os empregados de Estatais!... São 40 milhões para pagamento e contratação de substitutos!...
3 - Esta eu vi acontecer hoje: fui a uma birosca que conserta relógios, para trocar a bateria do meu, que arriou... Estava lá alguém trocando a pulseira de outro relógio. Serviço concluído, o preço é informado: R$15,00. O artista retruca: vou precisar de recibo para homem: você escreve no recibo R$ 35,00, eu lhe dou R$20,00 e fico com R$ 15,00... 
Um super-faturamento de mais de 100%! Exatamente como estamos cansados de ver nas grandes obras brasileiras...
Entrou na corrente sanguínea!... Vamos levar de duas a três gerações para mudar esse padrão!... (Márcio Dayrell Batitucci) 
A Inteligência é o único meio que possuímos para dominar os nossos instintos.

Nenhum comentário: