24 de jun de 2016

A casa caiu. Irmandade europeia se desmancha...

• Temer: Brasil vai avaliar impactos econômicos de saída do Reino Unido da EU.
• Déficit pode ficar em R$ 140 bi em 2017. Fazenda já projeta crescimento do PIB de 1,5% no ano que vem. Governo discute securitização da dívida. 
• Servidores do Rio protocolam pedido de impeachment contra Dornelles. Integrantes do Muspe enviaram documento, nesta quinta-feira, na Alerj. Funcionários estão em greve. 
• Participantes da Petros terão que contribuir mais. Custo de R$ 16 bi será dividido com Petrobras a partir de 2017. Fundo de pensão da Petrobrás tem rombo de R$ 23,1 bi em 2015 e será coberto entre a petroleira e os participantes, ativos e inativos. 
• Paulo Bernardo preso, acusado de receber pelo menos R$ 5,6 milhões em propinas. PF prendeu também secretário de Haddad e tem mandado de prisão de ex-tesoureiro do PT; Petistas temem que Paulo Bernardo faça delação premiada. Ex-ministro de Lula e Dilma se queixava de abandono do PT. 
• Senado vai ao STF contra busca na casa de Gleisi. Para Casa, busca só poderia ocorrer com aval da Corte; preso na operação, Bernardo é casado com a senadora. 
• Despacho do juiz derruba tese de Gleise. Gleisi Hoffmann alega que as buscas da Operação Custo Brasil em seu apartamento funcional violaram a prerrogativa de foro, pois a Justiça Federal de São Paulo não teria feito distinção entre os bens (seus e os do marido) que deveriam ser apreendidos. Trata-se de uma falácia de quem não se deu ao trabalho de ler o despacho do juiz Paulo Bueno de Azevedo. No documento, Azevedo ressaltou que o MPF aduziu que a busca e apreensão de documentos seria restrita àqueles relacionados a Paulo Bernardo. Ou seja, objetos e aparelhos relacionados exclusivamente à senadora não foram apreendidos.

 photo despachojuiz_zps5kztmrhg.jpg
 • Desdobramento da Lava Jato, Operação Custo Brasil apura o pagamento de propina de mais de R$ 100 milhões para funcionários públicos e agentes políticos do Ministério do Planejamento na gestão de crédito consignado na folha de pagamento de servidores. 
• Supremo atenua punição por tráfico a réu primário. Segundo decisão, crime não será considerado hediondo em caso de réu sem antecedentes.
• Metrô carioca custará ao governo 21 vezes mais que o previsto, diz TCE. 
• Fraude pode ter irrigado campanha de Eduardo Campos, diz Polícia Federal. Deflagrada nesta terça, força-tarefa apura esquema que teria movimentado cerca de R$ 600 milhões em 2010, na reeleição em PE, e em 2014, na corrida presidencial. 
• Secretário de Haddad é preso suspeito de receber propina. Operação mira contratos do Planejamento; Valter Correia pede exoneração. 
• Brasil quer revogar decisão do Mercosul por liberar acordos. Proposta visa parcerias de livre-comércio sem incluir demais membros do bloco. 
• Votação final do Supersimples será na próxima terça-feira. Intenção era realizar votação do texto final, junto aos destaques, na sessão desta quarta-feira. Entretanto, Ronaldo Caiado solicitou tempo para analisar os últimos ajustes e emendas apresentadas. 
• Morto integrante de quadrilha suspeita de ter financiado o ex-governador Eduardo Campos. De acordo com a Polícia Federal, Paulo Cesar Morato participou de esquema criminoso que movimentou mais de R$ 600 milhões. Morte pode ser a primeira queima de arquivo nas investigações do petróleo. 
• Geração de energia eólica cresce 461% em 4 anos. Rio Grande do Norte, Ceará e Rio Grande do Sul puxaram a alta da matriz, segundo dados do IBGE. 
• O Antagonista soube que Dilma Rousseff receberia na manhã de ontem, no Palácio do Alvorada, Lula e a bancada do jardim de infância no Senado para uma reunião de estratégia. Será que a pauta mudou? 
• As gravações do ex-senador Sérgio Machado, que implicaram próceres do PMDB, inclui confissões sobre questões pessoais e familiares e, até, aventuras extraconjugais, desprezadas na investigação. Para ganhar a confiança dos interlocutores cujas conversas gravaria, o ex-presidente da Transpetro, que fez acordo de delação premiada, mostrou-lhes uma pasta israelense que serviria para bloquear telefones celulares. A informação é do colunista Cláudio Humberto. 
• Paulo Ferreira, o ex-tesoureiro do PT que está escondido da Polícia Federal, teve sua prisão preventiva decretada por tentar obstruir a Justiça; Segundo despacho do juiz Paulo Bueno de Azevedo, além de receber propina do esquema por meio do advogado Daisson Portanova, preso hoje, Ferreira procurou o delator Milton Pascowitch para que afinassem o discurso em relação ao caso Consist; Para Azevedo, tal conduta é ilícita e configura risco à instrução criminal, ensejando a prisão preventiva e à aplicação da lei penal; Segundo o MPF, Carlos Gabas receberia 5% de propina do contrato da Consist no Ministério do Planejamento. O acerto foi feito com o secretário Duvanier Paiva Pereira, já falecido; Posteriormente, a proposta teria sofrido interferência de João Vaccari Neto, que teria entendido que o valor não deveria ser destinado a Gabas, mas sim ao PT; Ainda segundo o MPF, Gabas teria pedido valores novamente em 2015, após o fim do repasse dos pagamentos da Consist à Jamp; A Operação Custo Brasil descobriu que propina do esquema Consist, devida ao ex-secretário do Planejamento Duvanier Paiva Ferreira, morto em 2012, foi paga à viúva Cassia Gomes; Segundo o MPF, ela recebeu por intermédio da empresa Gomes & Gomes ao menos R$ 120 mil oriundos da empresa Jamp, a titulo de ajuda/caridade devido à atuação do falecido marido; A empresa foi constituída com o apoio de Alexandre Romano. 
• LGBTfobia: País segue registrando acima de 300 assassinatos de LGBTs por ano. Em 2015, foram 319 mortes violentas em 187 cidades, com vítimas em idades variando entre 13 e 74 anos
• Diálogos revelam detalhes sobre a ação de bolsonaristas na UnB. Conversas de Whatsapp usadas para organizar invasão à UnB revelam motivação homofóbica, machista e racista. A parada é meter bala nesses caras e fazer uma chacina. Matas uns cinquenta, tudo de uma vez só, diz um dos interlocutores. 
• Ex-ministro Carlos Gabas e dono do Brasil 247 também são alvos da Operação Custo Brasil. Ex-titular da Previdência Social e da Aviação Civil no governo Dilma foi levado coercitivamente para prestar depoimento em caso que apura desvios no Ministério do Planejamento e que resultou na prisão de Paulo Bernardo. 
• Fontes da Operação Custo Brasil que o ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira não foi localizado pela Polícia Federal, no cumprimento do mandado de prisão. Se ele não se apresentar voluntariamente, será considerado foragido. 
• João Bravinho na sede do PT. Os milicianos do PT estão histéricos. O gordinho aloprado que protagoniza a pantomima transmitida pelo Estadão é secretário do partido. Seu nome já diz tudo: João Bravin.

• Brexit, a catástrofe: Apuração no Reino Unido termina com 51,9% dos votos para sair da EU; Voto pela saída da União Europeia revela Reino Desunido. Resultado de plebiscito Brexit separa jovens de mais velhos, Londres do resto da Inglaterra e Escócia do país; Líderes europeus reagem à saída do Reino Unido da EU; Brexit é um duro teste para a Europa, diz Hollande; Cameron renuncia, após os britânicos decidirem sair da União Européia; Primeira-ministra da Escócia quer aderir país ao bloco europeu; O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, afirmou que a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia é uma notícia decepcionante."Parece que hoje é um dia triste para a Europa e para o Reino Unido, disse Steinmeier. Os comentários ocorrem no momento em que as emissoras de televisão do Reino Unido anunciaram a decisão do Brexit; Estado Islâmico elogia caos econômico depois de referendo no Reino Unido. 
• Bolsa do Japão despenca 7,9%, maior queda em 5 anos. Brexit provoca queda de bolsas. 
• Colombianos comemoram cessar-fogo definitivo com Farc. Governo e Farc assinam acordo de desarme mais preciso.
• Sobe para 98 o número de mortos após tornado na China.
• Temos assinaturas para tirar Maduro, diz oposição. Venezuelanos fazem fila em Caracas para validar assinatura a favor do referendo revogatório. Porta-voz disse que 236.386 assinaturas foram validadas; eram exigidas ao menos 195.721 para cassar mandato. 
• Portos brasileiros são principal saída de drogas. Dados da ONU mostram que País é rota para Europa; 5% da população adulta já usou pelo menos uma vez. 

O Testemunho de um sábio...
Vejam abaixo e se pasmem com o que está acontecendo em nossos dias, sob a gestão desses PTistas-sindicais apóstatas!
Dr. Ulisses Guimarães falando do falso profeta, o Collor!... Troquem o nome e coloquem DIImáh (ou Lulla)! É impressionante a semelhança! Como naquele tempo, também agora, o povo soberano acordou! E não aceita mais com esse tipo de degradação! (Márcio Dayrell Batitucci)


Desemprego e violência.
No interior, na periferia e no centro das cidades, a violência multiplica-se em progressão geométrica. Os meios para combatê-la sequer crescem em progressão aritmética. Importa menos se as polícias estão desaparelhadas ou se o desemprego crescente aumentou o número de marginais. A verdade é que o cidadão comum asila-se cada vez mais na própria casa. Quando dispõe de uma casa, é claro.
Dos 12 milhões de desempregados que as estatísticas indicam, mas na verdade atingem o dobro, quantos podem manter o sentimento de que vão mudar de vida? Esse é o principal obstáculo para o país recuperar-se. A esperança parece cada vez mais remota.
Por conta disso a violência progride. Prevendo que permanecerá sem trabalho, pressionado pelas necessidades primárias da família, indignado em apelar para a caridade pública, quantos resistem em tomar pela força o que lhes é negado pela falta de trabalho? Trata-se de um estímulo, além de parecer mais cômodo, exigindo menos esforço apesar de maior risco.
Entra em campo o sistema de contrapesos. As autoridades encarregadas de manter a ordem sentem-se diminuídas e impotentes. Também apelam para a violência.
O resultado é o aumento da insegurança. Com a multiplicação dos assaltos, roubos, sequestros, estupros e assassinatos, chega-se ao crime organizado. Bandos transformam-se em quadrilhas. Do outro lado, a reação é atirar primeiro para perguntar depois.
Acresce que a moda pega. Violência chama violência. Tudo em função do desemprego crescente, causa primeira da situação em que vivemos. (Carlos Chagas) 

Chegaram as contas do Custo Brasil.
Eu tinha um professor que passou a carreira tentando calcular o custo da corrupção no Brasil. A rigor, não dá para calcular isso; dá apenas para estimar - ele dizia.
Tento fazer aquilo que os ingleses chamam de educated guess - um palpite educado sobre a deseducação.
E lá íamos para a lousa tentar ajudá-lo.
As contas sempre chegavam em algo entre 1% e 3% do PIB.
Os 3% indicavam o topo do intervalo, extremo pessimista.
Isso uns treze anos atrás, imagine você.
Aqueles 3% do topo de 2003 viraram o piso em 2016, depois das revelações da Lava Jato.
Um Custo Brasil imenso, só agora etiquetado.
No jargão econômico, a corrupção é entendida como endógena em relação ao PIB.
O que isso quer dizer?
Quanto maior sua participação no PIB, menor é o próprio PIB - tal como um parasita em relação ao hospedeiro.
Entre essas e outras, vamos regredir -7,5% entre 2015 e 2016.
Felizmente, a própria corrupção está também em recessão, a partir de já. (Rodolfo Amstalden) 

Um pensador no IBGE.
Posse no IBGE - Ontem, o economista e pensador (Pensar+), Paulo Rabello de Castro foi empossado como presidente do IBGE. Como estivemos juntos no último final de semana em Flores da Cunha, participando do 4º Colóquio Pensar+, e na ocasião o Paulo discorreu sobre o que pretende fazer à frente da importante Instituição: Retratar o que acontece no nosso país, para que os dados divulgados sirvam como um correto instrumento de gestão. 
Eis aí o resumo do discurso de posse do PRC:
Resgate tríplice - Paulo Rabello iniciou enfatizando o Resgate Tríplice que pousa nos ombros do presidente Temer: 
1- da Confiança do povo brasileiro; 
2- do Crédito público; e, 
3- da Federação brasileira, que mal se inicia com a repactuação emergencial da dívida mobiliária de Estados. 
Retratar o Brasil - Nesta ponte para o futuro, que devemos construir a toque de caixa, é grande e é nobre a missão institucional da Fundação IBGE de retratar o Brasil, levando a todos o melhor conhecimento da realidade e aprimorando o exercício da cidadania. Vamos nos agarrar nesta missão de sermos o retratista de uma grande nação. O brasileiro está ávido por mais participação na vida política do País e exige tal espaço. 
Democracia da eficiência - Ao ressaltar as palavras do presidente Temer, que invocou os brasileiros a adotar uma Democracia da Eficiência, Rabello disse: - Momento de grande inspiração por cunhar esta expressão, já que Democracia sem eficiência é desperdício e dissipação da poupança popular, enquanto Eficiência sem democracia seria até pior, o populismo em benefício de uns poucos privilegiados e ganhadores pré-escolhidos num jogo falso e de cartas marcadas. O IBGE, modestamente, se apresenta como uma espécie de vacina e antídoto contra esse mal. 
Grande ágora - Pretendemos construir uma grande ágora de informações relevantes e oportunas: primeiro, para uso do próprio cidadão nas suas múltiplas escolhas e decisões individuais e familiares diárias. Não preciso dizer do efeito quântico sobre a produtividade geral pelo simples fato de termos cidadãos mais bem informados, e tempestivamente, sobre os fatos sociais e ambientais. 
Campo político - No campo político, PRC disse que a contribuição do IBGE servirá para melhorar o nível das escolhas dos representantes do povo, pelo debate de temas relevantes e menos desperdício de dinheiro jogado fora em campanhas perdulárias. Finalmente, como supridor de informações úteis para se conduzir um bom governo, aquele voltado para os reais interesses do povo brasileiro. 
Vídeo - Sugiro que os leitores assistam para ver o que disse, na parte final da cerimônia, o presidente Temer. Vale a pena, principalmente neste momento em que estamos buscando resgatar a confiança no nosso país.

Legado do PT de Dilma e Lula - O investimento estrangeiro no Brasil foi de US$ 73 bilhões em 2014 e caiu para US$ 64,6 bilhões em 2015: queda de 11,5%. Isso aconteceu apesar do fluxo mundial ter sido o maior desde a crise de 2008, com alta de 38% sobre o ano anterior. Os números foram divulgados ontem(22) no World Investment Report 2016 da Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento (Unctad). Com isso, o Brasil caiu da 4ª para a 8ª posição mundial entre os países que mais recebem investimento de fora, lista liderada por Estados Unidos, Hong Kong, China, Irlanda e Holanda. 
Na lata - A Senadora Fátima Bezerra (PT-RN), ao se dirigir à Professora Janaína Paschoal, tratou de criticá-la por pedir o impeachment de uma presidenta eleita, fazendo o seguinte comentário: - Não é uma presidente qualquer. É uma mulher que traz no corpo as marcas da tortura que sofreu -por defender a democracia- no Brasil.
A resposta de Janaína veio na lata: - Prezada senadora: se Dilma foi ou não torturada, não sei. Ela diz que foi, mas ela também diz que nunca soube de corrupção na Petrobras; a senhora decide se a palavra dela merece ou não seu crédito, senadora. Agora, quanto a ter Dilma lutado pela democracia, prezada senadora, veja se consegue entender: Dilma foi membro da Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR-Palmares), organização marxista-leninista (a senhora sabe o que é isso, certo?) que praticava assaltos, atentados e sequestros. Tais ações tinham como finalidade (que constava dos estatutos da referida organização, a senhora pode pesquisar) implantar no Brasil uma ditadura do proletariado, um regime de partido único que não permite liberdade de expressão, liberdade de associação partidária, imprensa livre, eleições, nada que vagamente se assemelhe à democracia que a senhora mencionou. (GSpires)
O Brasil é o país do futuro, mas para tanto é preciso decidir que o futuro é amanhã. E, como bem sabem, isto significa que as decisões difíceis têm que ser tomadas hoje. (Margaret Thatcher)

Nenhum comentário: