14 de nov de 2015

El retalia pelo mundo...

• Governo avalia modelo de exploração de mina com licença prévia. Ideia é fazer exigência ambiental igual à que vale para hidrelétricas; Justiça bloqueia R$ 300 mi da Samarco.
• Aliado que agrediu mulher vencerá em 2016, diz Paes. Segundo prefeito do Rio, Pedro Paulo tem chance zero de não ser candidato.
• Dólar sobe, e Bolsa cai com balanço da Petrobras e exterior Estatal registrou prejuízo de R$ 3,8 bilhões no terceiro trimestre. Moeda americana fechou a R$ 3,83.
• Petroleiros decidirão em assembleias se acatam indicação da FUP de acabar greve.
• Desrespeito ao povo. Alunos ocupam escolas e desafiam plano de Alckmin. Justiça suspende reintegração em escolas. Para promotoria, reorganização não teve efetiva participação das comunidades.
• Cesta básica atinge maior valor desde o plano real. Preço do conjunto chegou aos R$ 466,01 no início do mês, segundo levantamento do Dieese e do Procon.
• PT quer se livrar de Dirceu antes de condenação. As facções Mensagem ao Partido e Construindo Um Novo Brasil, do PT, mobilizam-se pela desfiliação do ex-ministro José Dirceu. Desta vez, encabeça o movimento o presidente petista Rui Falcão, que nada seria no partido sem Dirceu. Todos apostam em condenação do ex-ministro por falcatruas com sua empresa JD Consultoria. Mensagens ao ex-ministro, no cárcere, sugerem que ele peça sua desfiliação. (Diário do Poder)
• Além da conta ao povo, Correios dizem que terão prejuízo de R$ 900 mi, diz presidente. Giovanni Queiroz reclama que o governo represou o preço das tarifas por dois anos e pede reajustes.
• Presidente do STF defende aguentar três anos sem golpe. Lewandowski afirmou que congressistas são amadores para investigar.
• A Agência Nacional de Saúde Suplementar determinou a suspensão, a partir de segunda, da comercialização de 15 planos de saúde oferecidos pela Unimed-Rio. A medida abrange ainda outros 28 planos de 15 operadoras pelo país. A Unimed-Rio foi a empresa com maior número de produtos com suspensos. Segundo a ANS, houve falhas no serviço, como descumprimento de prazos de atendimento e negativa de cobertura.
 photo bandfranccedila.jpg • O portal Site, que monitora as atividades dos jihadistas na internet, disse que o grupo terrorista Estado Islâmico assumiu a autoria dos ataques na noite desta sexta-feira 13; segundo a diretora do portal, Rita Katz, a revista do Estado Islâmico, a Dabiq, escreveu que a França manda seus ataques aéreos para a Síria diariamente e que essas ações matam crianças e idosos; Hoje vocês estão bebendo do mesmo cálice, escreveu a publicação.
• Dez meses após Charlie Hebdo, França vive nova noite de terror. Terror ataca em Paris e assombra o mundo. Nove ataques simultâneos deixaram pelo menos 140 mortos em Paris. Toque de recolher fecha tudo em Paris neste sábado. Explosões e tiros coordenados matam ao menos 153 em Paris. Ação com reféns em casa de show termina com mais de cem vítimas após invasão da polícia; estádio e mais outros cinco pontos foram alvo de ataques. Presidente da França declara estado de emergência e fecha fronteiras após ataques. Alvos de atentados são favoritos parisienses. Casa de shows onde houve tiroteio atrai jovens e alternativos. Atentado pode ser retaliação a ataque francês contra EI. Caças do país destruíram há quatro dias centro de distribuição de petróleo.
• Obama: Foi um ataque contra a humanidade. Presidente americano manifestou apoio e disse que a França é parceira história no combate ao terrorismo.

• Atletismo russo é suspenso após escândalo de doping. Punição pode deixar país sem representantes na modalidade na Rio-2016. 

Terror em Paris 5 - Os pelo menos 140 mortos provam que é preciso tratar Estado Islâmico de outro modo.
. Potências ocidentais têm e conversar com Vladimir Putin e lançar ataque terrestre fulminante, com ocupação de território.
. O novo e espetacular atentado terrorista em solo francês demonstra que o Estado Islâmico, que nasceu debaixo do nariz das potências ocidentais, é muito mais perigoso do que se imaginava. Parece-me que é chegada a hora de as tais potências se perguntarem se bastam ataques aéreos para contornar o mal.
. Sim, eu sei o que estou perguntando, aparentemente em contradição com os fatos. Afinal de contas, o atentado foi praticado em solo francês. Quando se conhecer a identidade dos terroristas, é possível que haja franceses entre eles - se não forem todos nascidos na própria França.
. Ocorre que esses emissários ou representantes atuam hoje em nome do que está pretendendo se estabelecer como uma pátria. Parece claro a esta altura que simples ataques aéreos são insuficientes para vencer os delinquentes.
. Ainda que o terrorismo em rede prescinda de um território específico - os desta sexta, reitero, muito provavelmente são nativos da França -, o fato é que as amplas áreas ocupadas pelo Estado Islâmico dão a impressão de que existe também uma pátria pela qual lutar.
. Por improvável e até, vá lá, exótico que pareça, chegou a hora de as potências ocidentais se sentarem à mesma mesa de Vladimir Putin e planejar uma ação terrestre e fulminante, com ocupação do território, nas áreas dominadas pelo Estado Islâmico.
. Talvez, por um tempo, as ações terroristas no Ocidente até se intensifiquem. Mas chegou a hora de constatar o óbvio: o que se passa por lá e os braços que essa gente mobiliza no mundo agridem a noção mais comezinha de humanidade. (Reinaldo Azevedo)


Nada é tão ruim que não possa piorar.
. Sempre com maior intensidade, é esse o sentimento que domina o país: vai ficar pior. Prevalece a máxima décadas atrás lembrada por mestre Helio Fernandes, de que no Brasil o dia seguinte sempre consegue ficar um pouquinho pior do que a véspera.
. A Câmara acaba de aprovar projeto anistiando todo vigarista que tenha mandado dinheiro podre para o exterior, caso se disponha a repatriá-lo. Nenhuma punição sofrerá por haver lesado a Receita Federal, muito menos em se tratando de recursos provenientes do crime, da corrupção, dos cofres públicos ou do tráfico de drogas.
. Ao mesmo tempo, mais se enrola o deputado Eduardo Cunha em seus desmentidos que apenas confirmam participação nas remessas e na movimentação de milhões de reais em contas secretas na Suíça e outros paraísos fiscais.
. O presidente da Câmara mantém-se no exercício de suas funções, auxiliado pelo governo, em troca de protelar decisões sobre pedidos de impeachment da presidente Dilma. Líderes dos partidos comprometem-se por escrito a sustentar quem os vem sustentando faz muito, através de benesses e favores variados.
. O ajuste fiscal dorme nas gavetas parlamentares enquanto a crise econômica se adensa, prevalecendo apenas a redução de direitos trabalhistas, o aumento de impostos, taxas e serviços públicos, elevando-se o custo de vida e reduzindo-se o valor dos salários. Sucedem-se as greves sem que as reivindicações das diversas categorias sejam atendidas, ao tempo em que se discute se Joaquim Levy sai e Henrique Meirelles entra, ambos preparados para impor mudanças que só prejudicarão o trabalhador, beneficiando as mesmas elites de sempre. O desemprego se multiplica sem que se tenha ouvido uma palavra, sequer, do ministro do Trabalho, ao tempo em que a recessão se amplia.
. Em meio à inação do Executivo e do Legislativo, quem melhor definiu o impasse atual foi o senador Cristóvam Buarque, esta semana. Da tribuna, denunciou a impossibilidade de o país sobreviver envolto na ânsia do lucro, na ganância, na improvisação, na corrupção e na avidez do consumo.
. O lucro estimula o desenvolvimento, desde que não atropelado pela ganância, que gera a improvisação e deságua na corrupção, fator a estimular o consumo desmedido. Uma cadeia de fatores cujo resultado será a desagregação nacional. Vale aguardar o dia de amanhã para saber o que de pior vem por aí, na certeza dessa progressão ser inexorável. (Carlos Chagas)


Nem toda mudança é crescimento; nem todo movimento é para frente. (Ellen Glasgow)

Nenhum comentário: