28 de out de 2015

‘Tem vindo bastante peixe’, diz Moro...

• 70% acham governo ruim ou péssimo, diz pesquisa. 
• Cedae fecha Guandu para reparos e moradores do Rio têm de economizar água. Abastecimento volta ao normal no domingo. 
• Gabarito oficial do Enem 2015 será divulgado hoje, mas MEC não informou quando será liberado acesso às notas e ao Sisu. 
• Desarmamento permitirá armas. Comissão flexibiliza porte de armas de fogo no Brasil. Proposta facilita compra de armas e reduz idade de aquisição de 25 para 21 anos; ainda faltam votar 11 destaques. Relatório aprovado por junta na Câmara precisa ainda ter destaques votados antes de ir ao plenário da casa. 
• Governo passa a prever retração de 2,8% para o PIB em 2015. Estimativa anterior era de recuo de 2,4%. 
• Com pedaladas, rombo pode chegar a R$ 100 bi. Sem leilão das hidrelétricas, governo prevê déficit de R$ 60 bilhões, mas valor pode ser ainda maior. Brasil cai 5 posições em ranking sobre facilidade de negócios. 
• Câmara dará parecer técnico a favor de pedido de impeachment contra Dilma. 
• Cunha tocará o golpe se Janot pedir a sua cabeça. Aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmaram nesta terça (27) que ele já teria em suas mãos dois pareceres da área técnica da Casa sobre o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff: um favorável e outro contrário; caberá a ele decidir, no momento que considerar mais oportuno, qual deles dará encaminhamento; aos mais próximos, ele teria afirmado que sua decisão dependerá de um fator externo: se o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhar um pedido ao STF pedindo seu afastamento da presidência da Câmara, ele decidirá favoravelmente ao impeachment; caso Janot desista dessa ação, ele poderá arquivar o caso; oficialmente, Cunha afirma que não recebeu qualquer parecer da área técnica da Casa sobre os pedidos de impeachment
• O presidente do Senado, Renan Calheiros, disse, nesta terça (27), que o Congresso vai fazer o possível para demonstrar que o Poder Legislativo está disposto a contribuir com uma saída para a crise econômica; Eu acho que o Orçamento, quanto mais real, melhor. A confiança que o brasileiro quer é saber o que está acontecendo do ponto de vista do Orçamento, o que acontecerá com relação à previsão de receita, de despesas. Quanto mais real, melhor, quanto mais verdadeiro for, melhor. O Congresso vai dar contribuições, oferecer saídas nesse debate, afirmou. 
Difícil dizer quanto tempo vai durar, isso não depende de mim. Gostaria que estivesse perto do fim, disse nesta terça-feira 27 o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da investigação, durante fórum da revista The Economist realizado em São Paulo; O que me causa um pouco de angústia é que esse caso poderia servir como um propulsor para mudanças mais profundas. Não tenho visto do poder público ter uma iniciativa relevante em matéria de aprimoramento da nossa legislação em termos de corrupção, acrescentou o magistrado; para ele, em parte, se perde um bom momento de mudança
• BNDES não poderia saber sobre desvios, diz Mantega. O ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, defendeu a política de estímulo ao consumo adotada pelo governo. Em depoimento à CPI do BNDES, o ex-ministro da Fazenda defendeu empréstimos do banco estatal. O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega defendeu nesta terça (27) o ajuste fiscal proposto pelo atual ocupante da pasta, Joaquim Levy; em audiência pública na CPI do BNDES, ele declarou ser necessário que o país passe por um reequilíbrio das contas públicas ao fim de um ciclo de crescimento; Reconheço que há necessidade de fazer um ajuste. Todos os países, depois de determinado ciclo, têm de fazer um ajuste, procurar diminuir despesas, procurar fôlego para um novo ciclo, disse. 
• Defesa questiona buscas em escritório de filho de Lula. Advogados consideram que medida de juíza da Zelotes contém manifestas ilegalidades
• Amanhã é o dia Internacional do AVC. A data foi criada pela Organização Mundial de AVC (World Stroke Organization) e Federação Mundial de Neurologia. Estima-se que é a primeira causa de morte no país e a segunda no mundo, perdendo apenas para doenças coronarianas. No Brasil, faz uma vítima a cada cinco minutos. Por causa disso, famosas se uniram para dar maior visibilidade à data e estão doando peças de roupas para a ONG Rede Brasil AVC. 

• EUA e Israel vão contra fim do embargo a Cuba em votação na ONU. Resolução teve voto favorável quase unânime, de 191 dos 193 Estados-membros que compõe o órgão plenário das Nações Unidas; apesar das expectativas geradas nos últimos meses, os Estados Unidos, ao lado de Israel, votaram contra esta resolução não vinculativa, que foi adotada pela primeira vez em 1992 e sujeita a votações anuais desde então; votação de hoje tinha um caráter especial, uma vez que era a primeira vez que a ONU se pronunciava desde que Cuba e os EUA restabeleceram as relações diplomáticas. 
• Carson ultrapassa Trump em pesquisa republicana. Levantamento feito pedido pelo New York Times e pela CBS News mostra neurocirurgião aposentado na frente.

O boi 
. O causador disso tudo que nos acontece e que poderá durar muito tempo foi o Lula.
. Faltam-me palavras para dar conta do que está acontecendo no Brasil. Eu nunca vi o país assim. Já vi crises violentas como a morte de Getúlio ou o golpe militar, mas esta tem uma característica diferente; é pastosa, uma areia movediça que engole tudo.
. O que é uma crise? Digamos que um projeto político ou empresarial quisesse chegar a determinado objetivo. Corria um risco. Se não desse certo, teríamos uma crise. Era a época dos riscos. Hoje vivemos na incerteza, porque não sabemos como agir.
. Hoje, a crise é sonâmbula - como chegar e onde chegar? O grave é que esses impasses estão eliminando os instrumentos institucionais da democracia.
. O Congresso brasileiro é chefiado por dois sujeitos investigados com provas e recibos por crimes na Lava-Jato, e também o Renan quando fugiu para não ser cassado pela evidência de suas jogadas. E hoje preside o Senado. Conta isso para um alemão, um inglês, e eles não acreditarão.
. O Brasil está se esvaindo em sangue por causa de um cabo de guerra entre Dilma e Cunha, em amor e ódio, em busca de proteção mútua: Você me salva do impeachment e eu tento evitar sua cassação. O Brasil está paralisado porque o Cunha está mandando no país, porque detém o poder de chantagear todo mundo, mesmo denunciado até pela Suíça (que chic!). Como pode o Legislativo estar nas mãos desses caras? Parece não haver um só lugar onde não haja roubo. Na saúde, na merenda escolar, na educação.
. O Brasil está encurralado entre uma flébil tentativa de ajustar as contas públicas e o ajuste sendo usado como moeda de troca. O Congresso está bloqueando nossa recuperação. O Brasil está sendo chantageado. Se o Brasil não me atender, eu destruo o Brasil.
. Antigamente o segredo era a alma dos negócios espúrios. Hoje os mais sujos interesses são expostos à luz fria de um bordel. Está tudo em nossa cara.
. Sempre houve roubalheira, considerada apenas um pecado e era uma roubalheira setorial, descentralizada, e não esta coisa sólida, extensa, onipresente. Tudo o que já apareceu nessa extraordinária ressurreição do Judiciário, por conta dos competentes juízes e procuradores, será um troco, uma mixaria quando chegarem ao fundos de pensão, ao BNDES e a outras empresas públicas.
. A política está impedindo a política. Mentem e negam o tempo todo e não desmoralizam a verdade apenas; estão desmoralizando a mentira. São patranhas tão explícitas, tão cínicas que desmoralizam a mentira. O óbvio está escondido debaixo da mesa. O óbvio está no escuro, o óbvio está na privada. Quanto à verdade, é fácil descobri-la: ela é o contrário, o avesso de tudo que políticos investigados afirmam.
. Ninguém acredita mais no que o Lula fala (só pobres analfabetos e intelectuais imbecis), ninguém acredita mais no que a Dilma gagueja sob o som dos panelaços, nem no Renan, no Cunha, mas o show continua. Há um complô de enganação da sociedade. Por quê? Porque a sociedade para eles é um bando de idiotas que precisam ser tutelados pelo Estado de esquerda ou enrolados pelos oligarcas privados. Esse foi nosso pior destino: a união entre a chamada esquerda e a velha direita.
. Dilma não sai nem morta, ela disse. Cunha não sai nem morto. E os dois em confronto encurralam o país numa briga de foice. São demitidos 3 mil por dia e o total geral de desempregados já está em 1 milhão e 200 mil de pobres vítimas desse prélio de arrogância e narcisismo. Teremos um déficit fiscal de R$ 70 bilhões. E tudo bem? No Congresso ninguém liga. Dane-se o país, quero o meu...
. Faltam-me palavras. Que nome dar por exemplo a esse melaço de gente que odeia reformas e o novo? Que medula, que linfa ancestral os energiza, que visgo é esse que gruda em tudo? É uma pasta feita de egoísmo, preguiça, herança colonial, estupidez e voracidade pura. Que nome dar? A gosma do Mesmo?
. O dicionário não basta para descrever uma figura como o Cunha, cuja aparência não engana. Ele é o que parece, nunca vi um desenho tão perfeito de uma personalidade. O povo vê horrorizado sua carantonha e seu bico voraz e percebe que está diante do mal. O povão não entende muito, mas tem sensibilidade. Cunha é a cara do pesadelo brasileiro. E tantos outros, escondidos por sorrisos, cabelinhos de acaju ou de asas da graúna.
. Nós jornalistas e comentaristas tentamos ver algum ângulo novo na crise atual, mas já estamos nos repetindo, martelando o óbvio. Todos os artigos parecem um só. Eu busco novas ideias, novas ironias para esculachar essa vergonha, mas ela é maior que as palavras.
. Falamos, falamos e não descobrimos o essencial: como é que essa porra vai acabar?
. O Brasil estava entrando no mundo contemporâneo com uma nova visão de economia e gestão e vieram esses caras e comeram tudo, como as porcadas magras quando invadem o batatal. Essa crise é terrível porque é uma caricatura. É crise do superficial, do inerte, da anestesia sem cirurgia. A crise é um pesadelo humorístico. A crise não merece respeito. Sei lá, a depressão de 29 foi uma tragédia real. Esta nossa é uma anedota. Ela foi criada artificialmente por essa gentalha que tomou o poder e resolveu ser contra tudo isso que está ai. Quem estava aí era o Brasil. Eram as conquistas da democracia, essa palavra que eles usam com boquinha de nojo, apenas como pretexto, como estratégia para a tal linha justa. Como dizia o Bobbio: O que mais une o fascismo e o comunismo é seu ódio à democracia. O que provocou tudo isso? Foi o populismo endêmico, o patrimonialismo secular, a ignorância histórica. E esse sarapatel pariu um sujeito despreparado e deslumbrado consigo mesmo, cujo carisma de operário fascinou intelectuais babacas e comunas desempregados desde 1968, que resolveram fazer uma revolução endógena, um gramscianismo de galinheiro.
. O PT está arrasando o país. Essa é a verdade. Temos que dar nome aos bois, ou melhor, ao boi. O causador disso tudo que nos acontece e que poderá durar muito tempo foi o Lula. Sim. Esse homem que nunca viu nada, que não sabia de nada é o grande culpado da transformação. Mas, o MPF e a Polícia Federal estão chegando perto dele e de suas ocultações. Ele é o boi. (Arnaldo Jabor) 

Liberdade! Sem moderação.  
Fugindo do assunto - Tem muita gente que, além de não querer falar nesta portentosa crise que assola o nosso pobre país também prefere ficar longe de quem toca no assunto. Entendo. Pessoas assim acreditam que o simples fato de falar de (ou em) coisas ruins significa uma atração para que mais desgraças aconteçam.
Sem superstições - Mesmo respeitando o ponto de vista de quem quer que seja, insisto: em economia, qualquer expectativa de melhora e/ou cura dos males que atingem o País, Estados e Municípios depende, exclusivamente, de atitudes ousadas e certeiras, que não combinam nem um pouco com superstições.
Doses de liberdade - A hora, portanto, ainda que com enorme atraso, é de aplicar potentes e efetivas doses de liberdade em todos os níveis de governo. Basta tirar a economia brasileira das amarras intervencionistas para que espetaculares resultados apareçam, imediatamente.
Remédio - Este remédio (velho), já testado em vários países, infelizmente ainda não foi testado no nosso país. Fala-se muito em capitalismo e democracia, mas o fato é que o povo brasileiro sequer provou as delícias de uma real democracia, que só pode ser vista, e sentida, através do capitalismo, sem adjetivos. 
Democracia - Vejam, que se houvesse democracia no Brasil, certamente não haveria espaço para privilégios e vantagens impossíveis de serem concedidas a todos. Muito menos direitos adquiridos absurdos, que só atendem a funcionários públicos, que, além de não poderem ser despedidos de seus empregos são beneficiados com aposentadorias que não podem ser pagas a todos. 
Desemprego na iniciativa privada - Querem números para evidenciar a realidade? Então vejam: - Em 2015, na iniciativa privada, o número de postos fechados soma 657.761 e, em doze meses, já são 1,23 milhão, ou seja, algo em torno de 1% da população economicamente ativa do país.
. Só em setembro, o Brasil fechou 95.602 vagas formais de trabalho, segundo o balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado na semana passada pelo Ministério do Trabalho. 
Inativos - Pois, para quem ainda não sabe, no setor público não houve uma única demissão. Ao contrário: os governos, em todos os seus níveis, ainda criaram novas vagas.
. Detalhe: com custo mais do que dobrado, pois além de pagar os salários dos novos servidores, o governo banca, com o dinheiro dos pagadores de impostos, as aposentadorias exorbitantes, marcadas pela integralidade salarial, dos felizardos que com pouca idade se tornam inativos
Sem moderação - Como se vê, o Brasil tem jeito e o jeito precisa ser discutido em todas as rodas. O remédio? Reformas, Reformas, Reformas!!!. Sem qualquer moderação. Todas visando apenas Liberdade, Liberdade, Liberdade. Que tal? (GSPires) 
Para ver muita coisa é preciso despregar os olhos de si mesmo. (Friedrich Nietzsche)

Um comentário:

Ivone disse...

É A NATUREZA LAPIDANDO COM DIFICULDADES, MAS TUDO VAI SERENAR QUANDO TODOS BUSCAREM AS CAUSAS E SE EQUILIBRAREM,SE PROTEGEREM http://mundoracional.com.br