18 de out de 2015

O país caminha por esperanças...

• Ao contrário do que alardeia a presidente Dilma, o total das receitas realizadas pelo governo federal este ano já supera o recorde histórico de R$ 2,2 trilhões, estabelecido em 2014. O valor equivale a tudo que o governo Dilma conseguiu embolsar desde janeiro com impostos, taxas, ações na justiça, multas, etc e é ainda mais expressivo por ser 50% maior que os R$ 1,4 trilhão arrecadados em 2010, último ano de Lula. 
• Vice-presidente está afastado do centro do poder, evita falar do governo e tocar no tema impeachment; em uma linha, ele passou a ouvir conselhos de aliados para se reservar, uma vez que era a alternativa direta de poder em caso de queda da presidente Dilma Rousseff; com o tema do impeachment mais frio, Michel Temer percebeu que sua presença virou um incômodo entre ministros petistas; na avaliação de ministros próximos, ele estaria conspirando contra o governo; distanciamento tende a não ser passageiro. 
• Filha de Cunha tem contrato com presidente de CPI. Investigada na Lava Jato por ser beneficiária de uma das contas secretas do pai no exterior, por onde teriam passado milhões em propina, Danielle Cunha presta serviços ao deputado Hugo Motta (PMDB-PB), que preside a CPI da Petrobras; comissão apura os desvios na estatal e, em tese, o que ela própria e seu pai estão envolvidos. 
• Segundo o colunista Lauro Jardim, o delator Fernando Baiano revelou aos investigadores que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa conseguiu enviar para Campos, de helicóptero, a quantia de R$ 3 milhões em dinheiro vivo, entregue para o sobrinho de sua mulher, Felipe; montante foi retirado pelas filhas de Costa em seu escritório. 
• Sem falar com jornalistas, Dilma inicia viagem a Estocolmo. Presidente tem encontro oficial com os soberanos da Suécia, o rei Carlos XVI e a rainha Silvia, e reunião com empresários brasileiros. A presidente Dilma Rousseff chegou no início da noite deste sábado, 17, a Estocolmo, na Suécia, primeira etapa de uma turnê que incluirá ainda a Finlândia. Na chegada, a presidente não falou aos jornalistas, e se limitou a acenar quando foi questionada sobre se o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, de fato permanecerá no cargo. Dilma está na Suécia acompanhada de seis ministros: o das Relações Exteriores, Mauro Vieira, o da Defesa, Aldo Rebelo, e o do Desenvolvimento, Armando Monteiro Neto, o da Ciência e Tecnologia, Celso Pansera, o das Comunicações, André Figueiredo, e o secretário de Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia. 
• Numa palestra em Porto Alegre, o general Antônio Mourão disse ver três opções para crise política: Dilma fica, sangrando; sai na boa e assume o vice ou não sai e vem o caos. Faltou a opção Teori Zavascki. 
• Eliane Cantanhêde: Lula deveria guardar energia para se defender. Anuncia-se nos bastidores que Lula já está em campanha para voltar ao Planalto em 2018 e dizem que, quando o leão passa, mesmo ferido, os outros bichos se escondem. Lula é sem dúvida um leão da política, mas, para passar, precisa estar livre, leve, solto e sem ter de explicar o tempo todo mil e uma histórias mal contadas, escreve a jornalista. 
• Meio milhão de pessoas fica sem plano de saúde no país. Com desemprego, usuários abandonaram proteção nos primeiros sete meses deste ano. 
• Lava Jato: Agências devolverão R$ 50 mi. Suspeitas de pagar propina, empresas publicitárias firmaram acordo de leniência. Empreiteiros apostam em tribunais superiores contra prisões preventivas. 
• Levy deve sair caso resista a mudanças, diz presidente do PT. Rui Falcão defende queda de juros e maior oferta de crédito e afirma que é a oposição quem tem acordo com Cunha. Planalto quer reorganizar sua base no Congresso. Aliados disputam cargos no 2º escalão do governo. 
• Pátria Educadora: Dilma atrasa R$ 2,9 bilhões em repasses para escolas. Gestores relatam que demora prejudica atividades; governo informa que dinheiro será pago até novembro. Governo corta verbas de sete programas sociais. Vitrine de Dilma, ações como Farmácia Popular e Ciência sem Fronteiras sofreram cortes. 
• Lava Jato fecha cerco e preocupa Lula. Leia
• Empresas do Brasil fecham US$ 1,4 bilhão em negócios em feira na Alemanha.  

• Tufão Koppu chega às Filipinas e desabriga 10 mil pessoas. Fortes ventos devem durar três dias, trazendo deslizamentos e inundações. 
• Israel reforça segurança contra palestinos. Onda de violência matou dezenas. 
• Turquia prende 50 estrangeiros em operação contra grupos jihadistas. Imprensa local diz que eles se uniriam ao EI. 
• Refugiados chegam à Eslovênia, após recusa da Hungria. Fronteira que permitia migrantes chegarem ao solo húngaro foi fechada na noite de sexta.
Democracia medíocre.  
Grau de conhecimento - É importante ter em mente que quando vai às urnas para eleger seus representantes e sistemas de governo, o povo brasileiro age como se estivesse prestando um exame que identifica o grau de conhecimento adquirido, na vida e, principalmente, nas escolas que frequenta ou já frequentou.
Ingenuidade - Vejam que não é preciso olhar com demasiada atenção os resultados dos pleitos, para perceber o que a nossa democracia-eleitoral revela: além de ser muito baixo o nível de educação e compreensão do nosso povo, a maioria é dotada de enorme ingenuidade. O que explica a facilidade que o povo tem para ser enganado. Principalmente, por governantes populistas, sempre atentos e muito bem treinados.
Democracia - A democracia, como bem diz o pensador (Pensar+) Percival Puggina, é um regime medíocre, que só conseguiria deixar de ser medíocre numa sociedade de homens bons e sábios. Fora isso ela será tão medíocre quanto a sociedade onde for adotada
. O problema é que todos os outros regimes são piores, embora possam apresentar, pontualmente, indicadores de resultados positivos (caso Pinochet e China atual, por exemplos), em meio a condutas perversas e moralmente inaceitáveis.
Trajetória - Este baixo grau de educação do povo, que muita gente já vê como política estratégica-governamental, explica muito bem a trajetória do nosso pobre país. Vejam, por exemplo, que depois de se manter, com muito orgulho, como país de terceiro mundo por mais de 450 anos, o povo, sem ser consultado, viu o Brasil passar para a categoria de emergente, com chances de chegar ao primeiro mundo.
Viagem de retorno - Pois, para provar o quanto a educação dos brasileiros está caminhando, celeremente, no sentido da imbecilização, que o Brasil, com o comando do PT, carimbou o passaporte e decidiu que fazer uma viagem de retorno, sem escala, para que possamos conviver novamente com países de terceiro e quarto mundo
Democracia medíocre - Pelo que se vê, lê e ouve, o Brasil não tem nada de supreendente ou emergente. Afinal, quando a maioria dos eleitores fazem questão de manter o PT por tantos anos no Poder, sem dar a devida importância para a incompetência, corrupção e má administração, é porque sabe muito bem o que quer e o que está fazendo.
. O Brasil, portanto, aos olhos dos que ainda raciocinam com lógica, nada mais é do que uma democracia medíocre. (GSPires) 
A felicidade é aquele estado de consciência que procede da realização de nossos valores. (Ayn Rand)

Nenhum comentário: