31 de out de 2015

Incompetências e más notícias.

• Após 3 meses de alta, dólar cai 2,59% em outubro. 
• Dilma Rousseff critica pessimistas e defende ajuste fiscal. 
• Hilário: Marcelo Odebrecht não explica movimentações na Suíça. Executivo se nega a responder a perguntas de Moro e encaminha autointerrogatório por escrito. 
• Para fazer caixa, Fazenda repassará créditos podres. Estatal ligada ao ministério faz pela 1ª vez leilão para recuperar R$ 3,3 bilhões em financiamento não pago a bancos públicos.
• Policial diz que foi por engano e polícia quer saber se morte dos dois mototaxistas na Pavuna foi execução. 
• Atrás de Chile e Argentina. Brasil fica entre piores países do mundo para jovens. País está entre os cinco piores colocados em ranking com outros 63. 
• O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou novos limites para as taxas do crédito consignado, com desconto em folha de pagamento para aposentados e pensionistas do INSS. Para empréstimo pessoal, o teto passa de 2,14% para 2,34% ao mês. Já para empréstimos feitos pelo cartão de crédito, vai de 3,06% para 3,36%. Assim, bancos e financeiras poderão ganhar, ainda mais, nas costas dos velhinhos endividados... (AlertaTotal) 
• Relatório do Coaf mostra movimentações milionárias nas contas de Lula, Palocci, Pimentel e Erenice. Aqui
• Importados típicos do fim de ano sobem até 30% no varejo. Bacalhau, frutas secas, azeites, vinhos e espumantes foram impactados. 
• Light pede reajuste de 22,83% para as contas de luz no Rio. Analistas preveem alta menor, de 20%. Tarifas vão subir em novembro. 
• Gripen: Erenice e APS podem ter atuado no caso. Investigadores ligados à Operação Zelotes apuram indícios de que Erenice Guerra, ex-ministra da Casa Civil do governo Lula, defendia os interesses dos caças suecos Gripen, na disputa pela compra bilionária dos aviões de combate pelo governo brasileiro. Seu parceiro nesses entendimentos seria o lobista Alexandre Paes dos Santos, conhecido pelas iniciais APS, preso na quarta etapa da Operação Zelotes. Indícios da parceria Erenice-APS teriam sido encontrados durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão. A presidente Dilma esteve na Suécia, este mês, para sacramentar o negócio de R$ 34 bilhões, na compra dos caças Gripen. Amigas do peito, Erenice era sub de Dilma na Casa Civil e a substituiu, nos últimos 9 meses do governo Lula, quando a amiga virou candidata a presidente. Negócio bilionário: O Brasil comprou 36 aviões de combate Gripen, fabricados pela Saab, ao custo de US$ 5,4 bilhões, correspondentes a R$ 21,5 bilhões. (Diário do Poder) 

• Incêndio mata pelo menos 27 pessoas e dezenas de feridos em casa noturna na Romênia. 
• Nasa: Sudeste perdeu 56 trilhões de litros de água. Novos dados de satélite mostram que a seca no Brasil é pior do que se pensava, com o Sudeste perdendo 56 trilhões de litros de água em cada um dos últimos três anos, disse cientista da agência espacial dos Estados Unidos; a pior seca do país nos últimos 35 anos também tem levado o Nordeste brasileiro a perder 49 trilhões de litros de água por ano. 
• Avião russo cai no Egito com 224 a bordo. Airbus A-321 da empresa Metrojet tinha como destino o aeroporto Pulkovo, da cidade russa de São Petersburgo; entre os integrantes da aerovane estavam 17 crianças e 7 tripulantes; muitos dos passageiros eram turistas do luxuosíssimo resort egípcio de Sharm el-Sheikh; mais de 100 corpos são resgatados e Putin declara luto; autoridades de segurança afastaram rumores de que o avião teria sido abatido por extremistas islâmicos; a província do Sinai, região da queda do avião, é conhecida por ser reduto do grupo egípcio filiado ao Estado Islâmico. 

Esbirro de Lula diz que tudo não passa de complô para impedir a candidatura do Apedeuta em 2018. Não tendo como se defender, PT ataca. 
. A vigarice intelectual e política de Gilberto Carvalho em entrevista é algo (sem paralelo na imprensa em muitos anos.
. Gilberto Carvalho concede uma entrevista à Folha deste sábado. A vigarice intelectual e política do secretário-geral da Presidência das duas gestões Lula e homem mais poderoso do PT depois do Babalorixá de Banânia é coisa sem par em muitos anos na imprensa. Não há uma só resposta que pare de pé, e dá para desmontar a cascata palavra a palavra. Mas é tempo demais para Carvalho. Sintetizemos, então, a contestação.
. Já está mais do que caracterizado que o PT resolveu tentar fazer a limonada com o limão. O samba de uma nota só do partido, agora, é o suposto complô contra Lula para impedi-lo de chagar à Presidência em 2018. Isso desobriga os petistas de responder às acusações que lhes são feitas e lhes permite atacar.
. Querem ver? Na entrevista, Carvalho nega que tenha relações especiais com o tal lobista Mauro Marcondes e que este tenha interferido na edição de uma MP em favor do setor automobilístico. Mas não explica como e por que o dito cujo pagou R$ 2,4 milhões a uma empresa de marketing político de Luís Cláudio, filho de Lula.
. Tudo, diz Carvalho, é complô para minar a credibilidade do chefão petista e impedi-lo de se candidatar em 2018. Mas e a Lava-Jato? Carvalho acha importante, claro!, e coisa e tal. Mas, de novo, acredita que só querem pegar o PT e pergunta por que não se investigam as doações à campanha de Aécio Neves…
. Entenderam? Carvalho tenta fingir que a Lava Jato se resume a um mero sistema de financiamento de campanha. Logo, se assim fosse, então todos poderiam ser investigados. É mesmo? Que poder tinha Aécio na Petrobras? De que modo ele podia interferir nos destinos da empresa? Quem, dentro da estatal, negociava em seu nome? Que ameaças Aécio podia fazer à empreiteiras, no que dizia respeito a obras públicas, caso não pagassem a propina?
. A entrevista de Carvalho chega a ser nojenta porque, em seguida, ele critica o ministro Gilmar Mendes, do STF, por não ser contra o financiamento privado de campanhas. Viram só? Eis a tese do partido de novo. Eis o petismo tentando impor goela abaixo da sociedade o financiamento público, fingindo que mensalão, petróleo e o escândalo investigado na Operação Acrônimo - que tem o petista Fernando Pimentel no centro - só existem por causa das campanhas eleitorais.
. Carvalho finge ignorar que tanto o mensalão como o petróleo eram parte de um sistema contínuo de assalto aos cofres públicos em benefício do grupo que está no poder - e que, claro!, serviu para enriquecer muito vagabundo.
. Segundo Carvalho, o que querem é prender Lula, embora não diga por quais caminhos isso seria feito e quem são as pessoas que têm essa pretensão. Tudo não passa, em suma, de uma tentativa de intimidar a Polícia Federal, o Ministério Público e, como sempre, a imprensa.
. Na entrevista, Carvalho, braços, olhos, boca e ouvidos de Lula, faz uma defesa meramente protocolar de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, e o entrega às cobras. Diz: Acho que ele [Cunha] não tem condição de deflagrar um impeachment porque não tem nenhum pedido sustentado em mínimas condições adequadas. Segundo que, politicamente, ele perdeu qualquer credibilidade para conduzir qualquer processo. Se eu fosse o presidente da Câmara, teria pedido afastamento do cargo porque ele sabe o que ele fez e os dados que estão aparecendo, muito concretos, a cada dia derrotam a tese dele.
. Insisto: Carvalho não existe como ser autônomo. Ele só fala o que combina com Lula. O ex-presidente, por sua vez, anda ensaiando um Claudinho & Buchecha com Cunha, na linha Só love, só love. Resta saber se a canelada foi previamente combinada com a dupla ou se Carvalho anda mesmo desconfiado de que o presidente da Câmara pode aceitar a denúncia.
. Ah, em tempo: enquanto estiver no cargo, Cunha tem a competência legal de conduzir qualquer processo que seja prerrogativa do cargo que ocupa.
. Sabem o que permite a Carvalho dar uma entrevista absurda como essa a que me refiro? O fato de que, para escândalo dos escândalos, Cunha se tornou a principal figura do petrolão, embora o PT comande a máquina do governo, e de não haver uma só figura do Executivo sob investigação. (Reinaldo Azevedo) 

Foco no abismo.  
Natal trágico - Faltando apenas 60 dias para o encerramento do ano, nem por isso o PT, com Lula e Dilma à frente, dá descanso. Como tal faz o máximo que pode e sabe para que o povo brasileiro tenha um Natal Trágico e um Ano Novo cheio de Desesperança.
Favelização do país - Deixando de lado o componente corrupção, que já seria suficiente para mostrar o quanto os eleitores de Lula e Dilma foram enganados, a proposta de governo, definida pela Matriz Econômica arquitetada pelo Foro de São Paulo (ou UNASUL) tem como objetivo maior (não o único) a favelização do país.
Constante - Os leitores que acompanham os editoriais do Ponto Critico, perceberam que todos os índices que medem o comportamento da economia brasileira, tanto semanais (Boletim Focus), quanto decenais (FGV) e mensais (IBGE), em nenhum momento algum deles apresentou melhora. Ou seja, todos mostram crescimento negativo.
Disposição do governo - Ora, não há nada de anormal quando algum índice mostra desempenho negativo de uma ou outra atividade. Afinal, nem tudo acontece sempre de acordo com o previsto. No entanto, quando todos os índices, em todos os momentos, se revelam negativos, aí fica muito clara a disposição de quem está no comando.
Provérbio - Há um provérbio português que diz: não há mal que sempre dure, nem bem que nunca se acabe. Pois, até esta máxima o PT, com Lula e Dilma à frente, consegue contrariar. Ou seja, enquanto o país for governado pelo PT, o mal só vai aumentar de tamanho
Garantidos - Em todas as fotos tiradas pelos mais diversos institutos de pesquisa revelam, sem exceção, que os próximos 60 dias que faltam para o encerramento de 2015, serão simplesmente tenebrosos. Alguns deles já estão garantidos, como:
1 - o PIB deve fechar o ano com quase superior a 3%;  
2 - a Inflação será superior a 10%;
3 - a taxa de Desemprego baterá em 10%.
Foco no abismo - É importante observar que o quadro só é desesperador para quem quer e gosta de desenvolvimento e emprego, que estabelecem aumento de consumo. O PT, no entanto, pela agenda que vem perseguindo, desde quando assumiu o governo, tem foco centrado no abismo. É para lá que nós vamos... (GSPires) 
Posso perdoar, mas esquecer é outra coisa. (Napoleão Bonaparte)

Nenhum comentário: