15 de ago de 2015

Quem é quem? Amanhã você saberá.

• Obras da Olimpíada têm operários trabalhando em condições precárias. Trabalhadores resgatados estavam instalados em favela e alojamentos apresentavam más condições de higiene. Federação pede teste diário na baía de Guanabara.
• Polícia combate milícia em 39 condomínios do Minha Casa. Cestas básicas e botijões de gás eram vendidos a preços abusivos aos moradores; 4 foram presos. Segundo o delegado da Draco, objetivo foi recolher dados para quebrar o braço financeiro da milícia que atua nos conjuntos. 
• Quando se irá cobrar impostos deles? Bancos têm lucros recordes mesmo em ano de crise. Somados, ganhos dos 4 maiores bancos cresceram mais de 40% no 1º semestre. 
• Falou bobagem! Tortura em presídios brasileiros é endêmica, diz relator da ONU. Tortura em presídios do Brasil é herança da ditadura. Juan Méndez, relator das Nações Unidas, afirmou que policiais e agentes do Estados ficam impunes e criticou redução da maioridade penal. • Tesouro suspende novos empréstimos para os estados. Cenário desfavorável na economia e rebaixamento da nota do Brasil estão entre as justificativas para a medida. 
• Você vota e eles se locupletam. De janeiro a julho do ano passado, os partidos políticos receberam R$ 179,8 milhões para financiamento das atividades de 32 agremiações. No mesmo período deste ano, já receberam R$ 473,3 milhões, ou seja, quase R$ 300 milhões a mais que em 2014. O PT já recebeu, no período, R$ 34 milhões a mais: PSDB, R$ 32 milhões; e PMDB, outros R$ 29,6 milhões. 
• PF mira a campanha da presidente. Leia 
• PF grava conversa de Lula com Odebrecht. Leia 
• O que vai sair daí: Haddad coloca Alexandre Padilha na Saúde de SP.
• Vacinação contra a poliomielite começa neste sábado com meta de imunizar 12 milhões de crianças. A campanha vai até dia 31 de agosto.
• Não entendo, suspende e depois reaparecem sob novas capas. ANS suspende a venda de 73 planos de saúde de 15 operadoras. 
• Operação da PF investiga desvios na construção de estádio da Copa. 
• Desmatamento na Amazônia Legal diminuiu 82% na última década. 
• Cuba e EUA criam comissão para discutir direitos humanos e democracia.
Lula, o homem dos R$ 13 mil por minuto! Um fenômeno! 
. Para um presidente da República de qualquer país, é enaltecedor poder contar que teve origem humilde. O americano Lyndon Johnson mostrava a jornalistas um casebre no Texas onde, falsamente, dizia ter nascido. A ideia era forçar um paralelo com a história, verdadeira, de Abraham Lincoln, que ganhou a vida como lenhador no Kentucky. Lula teve origem humilde em Garanhuns, no interior de Pernambuco, e se enalteceu com isso. Como Johnson e Lincoln, Lula veio do povo e nunca mais voltou. É natural que seja assim. Como é natural que ex-presidentes reforcem seu orçamento com dinheiro ganho dando palestras pagas pelo mundo. Fernando Henrique Cardoso faz isso com frequência. O ex-presidente americano Bill Clinton, um campeão da modalidade, ganhou centenas de milhões de dólares desde que deixou a Casa Branca, em 2001. Lula, por seu turno, abriu uma empresa para gerenciar suas palestras, a LILS, iniciais de Luiz Inácio Lula da Silva, que arrecadou em quatro anos 27 milhões de reais. Isso se tornou relevante apenas porque 10 milhões dos 27 milhões arrecadados pela LILS tiveram como origem empresas que estão sendo investigadas por corrupção na Operação Lava-Jato.
. Na semana passada, a relação íntima de Lula com uma dessas empresas, a empreiteira Odebrecht, ficou novamente em evidência pela divulgação de um diálogo entre ele e um executivo gravado legalmente por investigadores da Lava-Jato. O alvo do grampo feito em 15 de junho deste ano era Alexandrino Alencar, da Odebrecht, que está preso em Curitiba. Alexandrino e Lula falam ao telefone sobre as repercussões da defesa que o herdeiro e presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, também preso, havia feito das obras no exterior tocadas com dinheiro do BNDES. Os investigadores da Polícia Federal reproduzem os diálogos e anotam que o interesse deles está em constituir mais uma evidência da considerável relação de Alexandrino com o Instituto Lula.
. Fora do contexto da Lava-Jato, esse diálogo não teria nenhuma relevância especial. Como também não teria a movimentação financeira da LILS. De abril de 2011 até maio deste ano, a empresa de palestras de Lula, entre créditos e débitos, teve uma movimentação de 52 milhões de reais. Na conta corrente que começa com o número 13 (referência ao número do PT), a empresa recebeu 27 milhões, provenientes de companhias de diferentes ramos de atividade. Encabeçam a lista a Odebrecht, a Andrade Gutierrez, a OAS e a Camargo Corrêa, todas elas empreiteiras investigadas por participação no esquema de corrupção da Petrobras. Essas transações foram compiladas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda. O Coaf trabalha com informações do sistema financeiro e seus técnicos conseguem identificar movimentações bancárias atípicas, entre elas saques e depósitos vultosos que podem vir a ser do interesse dos órgãos de investigação. Neste ano, os analistas do Coaf fizeram cerca de 2300 relatórios que foram encaminhados à Polícia Federal, à Receita Federal e ao Ministério Público. O relatório sobre a LILS classifica a movimentação financeira da empresa de Lula como incompatível com o faturamento. Os analistas afirmam no documento que aproximadamente 30% dos valores recebidos pela empresa de palestras do ex-presidente foram provenientes das empreiteiras envolvidas no escândalo do petrolão.
. O documento, ao qual VEJA teve acesso, está em poder dos investigadores da Operação Lava-Jato. Da mesma forma que a conversa do ex-presidente com Alexandrino Alencar foi parar em um grampo da Polícia Federal, as movimentações bancárias da LILS entraram no radar das autoridades porque parte dos créditos teve origem em empresas investigadas por corrupção. Diz o relatório do Coaf: Dos créditos recebidos na citada conta, R$ 9. 851.582,93 foram depositados por empreiteiras envolvidas no esquema criminoso investigado pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava-­Jato. Seis das maiores empreiteiras do petrolão aparecem como depositantes na conta da empresa de Lula.
. O ex-presidente tem uma longa folha de serviços prestados às empreiteiras que agora aparecem como contratantes de seus serviços privados. Com a Odebrecht e a Camargo Corrêa, por exemplo, ele viajava pela América Latina e pela África em busca de novas frentes de negócios junto aos governos locais. Outro ponto em comum que sobressai da lista de pagadores da empresa do petista é o fato de que muitas das empresas que recorreram a seus serviços foram aquinhoadas durante seu governo com contratos e financiamentos concedidos por bancos públicos. Uma delas, o estaleiro Quip, pagou a Lula 378.209 reais por uma palestra motivacional. Criada com o objetivo de construir plataformas de petróleo para a Petrobras, a empresa nasceu de uma sociedade entre Queiroz Galvão, UTC, Iesa e Camargo Corrêa - todas elas investigadas na Lava-­Jato. No poder, Lula foi o principal patrocinador do projeto, que recebeu incentivos do governo. Em maio de 2013, ele falou para 5?000 operários durante 29 minutos. Ganhou 13?000 reais por minuto. (Rodrigo Rangel, na VEJA. Leia a íntegra na revista. (Reinaldo Azevedo))

Não vai ter golpe! 
Dialoga Brasil (????) - Ontem, pouco antes de chegar ao evento Dialoga Brasil, no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff foi saudada por representantes de mais de 30 movimentos sociais, todos identificados com o comunismo, que aos gritos diziam não vai ter golpe
Com o meu apoio - Pois, antes de tecer comentários sobre a declaração firme, consciente e objetiva do presidente da CUT, Vagner Freitas, que pediu aos movimentos sociais para irem às ruas entrincheirados, com armas na mão, se tentarem derrubar a presidente, devo esclarecer que apoio irrestritamente o não vai ter golpe
Cumprimento da Constituição - Aliás, a bem da verdade devo admitir que até agora não vi uma só alma dizer, em qualquer tom de voz, que apoia o necessário e urgente afastamento da presidente Dilma pela via do golpe. O que os brasileiros exigem é tão somente o cumprimento da Constituição. Nada mais. 
Penalidade - Portanto, se a lei é infringida e a penalidade determina que o faltoso deve ser punido com a perda do cargo, que se respeite a lei. E como a presidente Dilma sabidamente cometeu crimes de responsabilidade fiscal, além de outros, o que tem tudo para ser considerado golpe é tão somente o não cumprimento da lei. 
Silêncio total - No Brasil, infelizmente, quem defende o estrito cumprimento da lei, por incrível que possa parecer, vem sendo chamado de golpista pelos comunistas baderneiros. Pois, ontem, para coroar a estupidez, o presidente da CUT, Vagner Freitas, contando com aprovação da presidente Dilma, que se manteve silenciosa, disse, alto e bom som, que os movimentos sociais irão às ruas entrincheirados, com armas na mão, se tentarem derrubar a presidente. Pode?
Estou pronto - Embora não possa ser visto com surpresa ou novidade este tipo de comportamento e/ou ameaças, o fato é que todos aqueles que exigem apenas o cumprimento da lei são vistos pelos comunistas como bandidos, maus caráteres e, principalmente, golpistas.
. Pois, se assim for, desde já informo que gente desse tipo não me acovarda. Ao contrário, não tenho qualquer receio de responder na mesma moeda. Isto significa que se precisar fazer alguma coisa pra defender o que é justo e correto, estou pronto. (GSPires)
Que vantagem têm os mentirosos? A de não serem acreditados quando dizem a verdade. (Aristóteles)

Nenhum comentário: