10 de jul de 2015

O Papa e o estranho presente na Bolívia...

• A política no país é uma mar de incongruências, vícios e retrocessos. O cuidado com a Federação e sua população ficam pras calendas. O que importa são eles, políticos, suas instâncias e perpetuidades. (AA) 
• Pacotaço a vista: Dilma estuda taxar grandes fortunas para aumentar aposentados. 
• Desconto salarial em dias de greve no transporte pode ser proibido. O autor do projeto, senador Jorge Viana (PT-AC), argumenta que o trabalhador não pode ser penalizado pela ausência ao posto de trabalho quando não é ele o responsável pela causa que ensejou a falta, como em greves de ônibus.
• CPI aprova convocação de Cardozo e de delegados da Operação Lava Jato. Para poupar Dilma e o partido, Cardozo vai para sacrifício em CPI. Planalto articulou ida de ministro; PMDB e PSDB miravam Mercadante, Edinho Silva e José Dirceu. 
• O pato da vez no imbróglio: o empresário Marcos Valério foi condenado a quatro anos e oito meses de prisão por omitir informações à Receita Federal sobre valores auferidos em 2003 e 2004. 
• Taxa de desemprego sobe para 8,1% no trimestre encerrado em maio, diz IBGE. Corte de postos de trabalho no país já atinge micro e pequenas empresas. Principais geradores de vagas formais desde 2012, pequenos negócios perdem o fôlego. 
• R$ 851 milhões deixam de entrar no FGTS. Desemprego eleva saques, e queda na renda do trabalhador reduz arrecadação. 
• Grupo vai ao STF contra redução da maioridade. Ao todo, 102 deputados assinam a ação que chama de atropelo a votação que aprovou a medida. 
• Renan quer barrar acordo da Câmara sobre desoneração. Presidente do Senado avisou a líderes que pretende colocar em votação só após setembro o projeto de lei que reduz os benefícios de desoneração na folha de pagamento, aprovado na Câmara. Senado só deve votar último projeto do pacote fiscal do governo após recesso. Proposta eleva tributação de 56 setores antes beneficiados com desonerações. 
• Quando o projeto fixa o limite de gastos das campanhas de deputados em 70% do custo da campanha mais cara havida na eleição passada, isso nivela os gastos por cima; limitação do tempo de campanha reduzida de 90 dias para 60 dias; redução de custos e despolitiza o eleitorado. (Tereza Cruvinel) 
• Moro autoriza dono da UTC, Ricardo Pessoa, a assumir as atividades executivas na construtora UTC/Constran, em São Paulo. Retorno estava entre as condições de acordo com a PGR. 
• Papa pede perdão a índios por crimes da Igreja. Declaração foi feita no 2º dia de sua viagem à Bolívia, uma das maiores nações indígenas da América do Sul. 
• Grécia propõe aumento de impostos, cortes em pensões e privatização. 
• FMI prevê retração de 1,5% da economia brasileira em 2015.

Dilma, a vítima! 
. Quem não conhece, pode acabar tendo compaixão de ver uma presidente sendo achincalhada e fazendo com que algumas pessoas a coloquem no papel de vítima.
. Quem não conhece, pode acabar tendo compaixão de ver uma presidente sendo achincalhada diariamente quase que em praça pública e fazendo com que algumas pessoas a coloquem no papel de vítima. Uma pobre coitada, injustiçada, perseguida, mal falada.
. Dilma é vítima? Sim, mas não dentro do conceito que todos acham que conhecem. Dilma é algoz? Sim, com certeza. E entre a vítima e o algoz nesse caso existe uma linha muito tênue fazendo com que alguns até tenham dúvida de seu real papel nesse emaranhado de acontecimentos e fatos que não param de revelar mais e mais coisas escabrosas no episódio Petrolão, e que está longe de aparecer mais grana e personagens.
. Mas não tem problema. Explico para os menos abastados de massa cinzenta. Mas não se sintam vítimas. Acontece nas melhores e piores famílias. Vai saber?
. Dilma é algoz quando comete, como definiu muito bem Miriam Leitão, estelionato eleitoral. Ou seja, durante a venda de mais um mandato com ela a frente, ela vem e diz que pintaria um quadro cor de rosa, que o trabalhador, que a economia, que a educação, que a saúde, que o Bolsa Família - que o raio que não a partiu - iriam ser cor de sonho, de Alice no País das Maravilhas e quando a obra foi ficando pronta e ela (Dilma) começou a mostrar partes da grande obra prima - leia-se seu governo - muitos começaram a ver cor de lama. Ou cor de estelionato. Ou de burro quando foge.
. Dilma é vítima - e esperamos que seja mesmo - no sentido de que tudo isso que a levou ser reeleita, passando pelo dinheiro arrecadado segundo ela sempre legalmente para a sua campanha, mas que segundo os envolvidos (empreiteiros) na Operação Lava-Jato têm falado em delações premiadas não seria tudo bem assim legal e que esse dinheiro teria uma ligação direta na obtenção de vantagens em contratos com a Petrobras e, por conseguinte com a corrupção na Petrobras cabendo à Justiça a leitura disso como sendo fato ilícito e se isso já seria objeto da perda de mandato. Ou (também) pela aprovação ou não das contas de Dilma em 2014 pelo TCU, onde existem pedaladas fiscais que chegam a R$ 40 bilhões - um troco -, e também maquiagens e as ofensas contábeis em grande número passando pela Lei de Responsabilidade Fiscal e que poderia levar também a perda de mandato. Mas como passa pelo Congresso…
. O fato é que a vítima literalmente falando e no sentido que conhecemos não é uma, duas ou meia dúzia de pessoas, não é você, nem eu. É praticamente o país todo - excluindo-se os que ainda acham tudo lindo - que vem assistindo a tudo isso temeroso do que poderá ser o amanhã se tudo continuar como está, ou seja, com a Dilma ainda no comando até quando 2018 chegar.
. Quando Dilma fala que tudo isso é golpe, eu rebato que isso sim é que é golpe. Não existe golpismo. Existem fatos, a Justiça, os acuados, os delatores. E é essa engrenagem que Dilma e os seus chamam de golpismo.
. Quem não for grego verá!
. Ação e Reação! A terceira Lei de Newton com certeza não se aplica ao governo Dilma. Até porque eles não são muito chegados a essa coisa de lei. Essa é uma palavra que pouco transita dentro desse governo. Só se for uma lei muito boa que possa justificar algo que os favoreça e ajude a justificar algum malfeito. Uma lei de conveniência.
. Segundo Newton a toda ação corresponde uma reação de mesma intensidade, mesma direção e em sentido contrário. E não é o que vemos.
. O governo desvirtuou a lei. Ao invés de Dilma parar tudo e tentar uma manobra de recomeçar, de alguma coisa, ela fica ladrando como se estivesse com raiva, articulando manobras para se defender ao invés de sentar para encontrar alguma solução que mostre a todos que ela enxerga que seu governo não anda bem, que o país não nada bem e que ela está disposta a mudar e fazer com que entremos nos eixos novamente. Mas será que tivermos nos eixos nos últimos doze anos?
. Olhando essa foto e para corroborar o que disse, poderíamos dizer que o governo Dilma é retratado na primeira Lei de Newton que justifica o que vivemos. A Lei da Inércia que baseada nas conclusões de Galileu diz que: Por inércia, um corpo em repouso tende a continuar em repouso.
. Ou seja, enquanto o governo Dilma não fizer realmente o seu dever de casa…
. Quem não for grego (também) verá! (Claudio Schamis)

Dilma cai ou não cai? 
Risco baixo - Se dependesse apenas de provas, Dilma Neocomunista Rousseff já teria sido catapultada da cadeira de presidente do país. No entanto, como vivemos no país onde infelizmente impera a impunidade, não será por muitas mentiras, pedaladas fiscais e por fartas provas de corrupção que ela sofrerá o impeachment.
A vontade do povo e do vice - Aliás, se prevalecesse apenas a vontade do povo, e do que diz a lei, o Impeachment de Dilma já deveria ter ocorrido. Entretanto, se prevalecer a vontade do vice, Michel Temer, a presidente concluirá o seu mandato. - Dilma não precisa se segurar, ela simplesmente não cai, afirmou de forma enfática. Que tal?
Outra história... - O curioso é que com relação ao presidente do Senado, Renan Calheiros, que é acusado de ter recebido dinheiro da Construtora Mendes Júnior para pagar pensão alimentícia de sua filha, aí o vice Michel Temer não diz a mesma coisa. - Esse é um processo que está se seguindo e as causas serão examinadas. Quando se tem aquilo julgado e condenado é outra história, afirmou.
Justiça - Como o dinheiro que entrou para a campanha do PT é tão sujo quanto o que foi usado para o pagamento da pensão da filha do Renan, a resposta de Temer, para ambas as situações, deveria ser idêntica, ou seja, depois de analisados os crimes (corrupção e pedaladas), a Justiça deve ser feita. Ou não?
Investigação - Bom seria se Temer levasse a sério o fato de que o ministro Celso de Mello, do STF, autorizou que o empreiteiro Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia, seja levado para depor como testemunha na ação de investigação judicial eleitoral que apura irregularidades na arrecadação da campanha de Dilma Rousseff à Presidência da República no ano passado.
Relebrando - Só para relembrar: o empreiteiro afirmou, em um acordo de delação premiada, que 7,5 milhões de reais foram repassados à campanha de Dilma, depois de desviados de contratos com a Petrobras, após pedido do então tesoureiro do PT, o atual ministro da Secretaria de Comunicação Edinho Silva. 
Presente de estúpido - Em sua passagem pela Bolívia, o papa Francisco ganhou do presidente Evo Morales um presente inusitado: um horroroso crucifixo em forma de foice e martelo - o símbolo do comunismo. O presente de grego, ou melhor, de bolivariano, foi recebido com alguma surpresa pelo sumo pontífice, que mesmo com alguns sorrisos amarelos não conseguiu se livrar de seu ar de estupefação. Educado, Francisco agradeceu e com uma pitada de ironia ofereceu a Morales algo mais simples: uma reprodução em mosaico da obra Salus Populi Romani (Protetora do Povo Romano), que se encontra na Basílica de Santa Maria Maior, em Roma. (Veja).
País de desempregados - A taxa de desemprego no país subiu para 8,1% no trimestre encerrado em maio, segundo divulgou hoje o IBGE. Este é o maior índice verificado na série histórica iniciada em 2012. O porcentual também ficou acima do registrado no mesmo trimestre do ano passado (7%) e supera ainda o do trimestre encerrado em março (7,9%) e em abril (8%). Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, que substitui a tradicional Pnad anual e a Pesquisa Mensal de Emprego (PME). Nela, são averiguados 3.464 municípios e cerca de 210.000 domicílios em um trimestre.
O PT e a Grécia - Como foi divulgado, o PT emitiu uma nota parabenizando a Grécia pela vitória do não no plebiscito sobre o acordo com o Banco Central Europeu. A vitória do povo grego (???) pode ser considerada também como um triunfo dos povos valentes da América Latina e uma viva demonstração de que é possível resistir às pressões das políticas neoliberais e negociar em condições mais vantajosas aos trabalhadores e camadas populares de seus países, afirmou Rui Falcão, presidente do PT. Que tal? (GSPires) 
Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta. (Albert Einstein)

Nenhum comentário: