19 de jun de 2015

Ei, quem vai à Venezuela?...

• Dilma veta mudança em fator previdenciário. Em contrapartida, governo edita medida para garantir Fórmula 85/95 para aposentadoria, considerada mais justa por trabalhadores por flexibilizar aplicação do fator previdenciário. Regra da progressividade vai levar em conta a expectativa de vida dos beneficiários da Previdência. Governo mantém o cálculo 85/95 até 2017. A partir de então, o tempo mínimo de idade e contribuição aumentará gradativamente até 2022, quando será fixado em 90/100. 
 Ou se faz uma ampla negociação, alterando a progressividade, porque ela é contra os trabalhadores; ou nós temos que ir para a derrubada do veto, diz o senador Paulo Paim (PT-RS) sobre a medida provisória que muda as regras da aposentadoria; em parceria com o também petista Walter Pinheiro, ele iniciou campanhas nas redes sociais para derrubar o veto do fim do fator previdenciário. 
• Décima-quarta etapa da operação conduzida pelo juiz Sergio Moro agora atinge as duas maiores empreiteiras do País, que haviam sido poupadas nas fases iniciais; alvos são a Odebrecht, de Marcelo Odebrecht, e a Andrade Gutierrez, presidida por Otávio Azevedo - os dois foram presos em suas casas nesta sexta-feira; a nova fase cumpre no total 59 mandados em quatro Estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul; segundo o comunicado da PF, são 38 mandados de busca e apreensão, nove mandados de condução coercitiva, oito mandados de prisão preventiva e quatro mandados de prisão temporária; também foram detidos Márcio Farias e Rogério Araújo, dois dos principais executivos da Odebrecht; esta fase da operação foi batizada de erga omnes (o que é válido para todos); para Odebrecht, prisões são desnecessárias; Andrade Gutierrez diz que colabora com a PF. 
• A se engolir a palhaçada da Oposição: Vice venezuelano debocha de missão brasileira. Se os senadores estão aqui é porque não têm muito trabalho por lá, disse. 
• Mesmo tendo determinado ao Itamaraty exigir esclarecimentos da Venezuela sobre atos hostis à comitiva de senadores brasileiros, a presidente Dilma Rousseff ficou irritada com a iniciativa da oposição, liderada pelo tucano Aécio Neves (PSDB-MG); diz que parlamentares colocaram o governo em uma armadilha, criando um constrangimento para o Brasil; o governo considera que a viagem foi uma intromissão em assuntos internos do país de Nicolas Maduro; mesmo antes do embarque, senadores tucanos chegaram a acusar o governo da Venezuela de vetar a entrada do avião da FAB que os levaria a Caracas; a informação foi negada pelo Ministério da Defesa. 
• Olha, é coisa dos três patetas. Que aliás não eram três, eram quatro patetas. Agora, uma coisa que é importante saber é o seguinte. Esse factoide, essa bobagem, feita por eles, custou quanto aos cofres brasileiros? Quanto é que custou o combustível do jato, quanto é o salário da tripulação, e quanto custaria se eles tivessem que fretar um Legacy? (Fernando Morais, escritor) 

Maravilha. Não é mesmo Dona Dilma?
1. A comitiva de senadores brasileiros que chegaram ontem a Caracas, Venezuela, foi cercada por manifestantes. Segundo disse o senador Ronaldo Caiado, o ônibus foi apedrejado. A comitiva estava a caminho do presídio onde tentariam visitar Leopoldo López, preso político do governo venezuelano comandado por Nicolás Maduro. 
2. Os manifestantes aproveitaram o trânsito engarrafado para cercar o ônibus em que estavam os senadores com os gritos de guerra Chávez não morreu, se multiplicou e Fora, fora. Em seu Twitter oficial, o senador Aécio Neves (PSDB) escreveu: Estamos em Caracas, sitiados em uma via pública. Nossa van foi atacada por manifestantes. A comitiva estava acompanhada de batedores da Polícia Militar da Venezuela segundo a Veja. (GSPires) 
• PF prende executivo da Odebrecht em nova fase da operação Lava Jato. 
• Petrobras monta ofensiva para renegociar contratos. Estatal convoca fornecedores de exploração e produção para cortar custos. 
• TCU cobra explicações de Dilma sobre contas de 2014. Tribunal dá prazo de 30 dias para presidente esclarecer indícios de irregularidades na prestação de contas do governo de 2014, o que inclui as manobras fiscais conhecidas como pedaladas. Rejeição das contas do governo pode levar a abertura de processo de impeachment. Os ministros do TCU vão decidir se aprovam com ressalvas ou se rejeitam as contas do governo. Em seguida, no Congresso Nacional, os parlamentares podem aprovar ou não o parecer do TCU. 
• Comissão aprova redução da maioridade penal. Proposta de responsabilização penal de jovens de 16 e 17 anos abrangerá crimes hediondos, lesão corporal grave, tráfico de drogas, terrorismo, lesão corporal grave e roubo qualificado. Texto será votado pelo plenário. 
• STF nega pedido para suspender emenda sobre financiamento de campanha. Parlamentares tentavam anular votação da Câmara que inclui na Constituição o financiamento empresarial a partidos políticos. Para a ministra Rosa Weber, Supremo não pode interferir no processo legislativo. 
• Plenário aprova criação de prazo para políticos mudarem de partido. Essa janela será nos 30 dias seguintes à promulgação da PEC. Segundo o texto aprovado, a desfiliação não prejudicará o partido que perdeu o filiado quanto à distribuição de recursos do Fundo Partidário e ao acesso gratuito ao tempo de rádio e televisão. 
• A Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) realizará neste sábado, dia 20 de junho, às 14h, uma plenária de lançamento da Campanha Nacional Contra a Venda de Ativos da Petrobrás. A atividade acontece no auditório do Sindipetro-RJ (Av. Passos, 34, Centro, Rio de Janeiro-RJ). Petroleiros, militantes de movimentos sociais e todos os interessados na luta por uma Petrobrás 100% estatal e pública estão convidados a participar. 
• Dilma sanciona com vetos lei que altera regras do seguro-desemprego. Dois pontos do texto aprovado pelo Congresso foram vetados. Um trata do seguro-desemprego para o trabalhador rural e o outro diz respeito à concessão do abono salarial. 
• De acordo com a pesquisa mensal de serviços (PMS) do IBGE, o setor voltou a registrar piora em abril. A receita bruta nominal teve crescimento de 1,7% na comparação com igual mês do ano anterior, bastante abaixo do crescimento de 6,1% observado em março. Deflacionando o indicador pelo IPCA (cálculo próprio), a receita do setor de serviços recuou 6,0% em abril (também na comparação interanual), marcando o décimo primeiro mês de contração. Dessa forma, a projeção, atualmente em -0,9% (na comparação dessazonalizada com o trimestre anterior) apresenta viés de baixa. 
• Senadores aprovam aumento de até 78% para servidores do MP. Projeto também promove plano da carreira e cria três cargos com remuneração de R$ 16.272 na estrutura do Ministério Público. Texto recebe urgência para votação em plenário. 
• Mulheres poderão participar do serviço militar. Comissão aprova projeto de lei que garante às mulheres a prestação voluntária do serviço aos 18 anos. Modelo vigora em países como Moçambique e Israel.
Por que só vem homens?
. As perguntas do Brasil , para a presidente Dilma: 
1. Como os senegaleses entram pelo Acre, se vem pelo oceano atlântico , da África? 
2. E os haitianos por que não vão para Cuba que fica bem mais perto que o Brasil? 
3. Todos estão vindo de Cuba? 
4. Por que só vem homens nessa imigração forjada
. Algo de muito sério está para acontecer? 
1. Onde estão as famílias destes milhares de invasores haitianos, senegaleses e congoleses? 
2. Só entra homem em idade militar com físico de militar,corte de cabelo militar? 
3. Não entram velhos e nem crianças! 
4. Onde estão suas famílias, seus filhos, suas mães e pais, suas namoradas, suas esposas, sobrinhos etc etc. 
5. Estão vindo fazer turismo aqui no Brasil? 
6. Ou estão aqui para integrar forças militares ao lado das FARC, militares Cubanos, Venezuelanos, Bolivianos, Colombianos, MST, MTST, Força Nacional, Comando Vermelho (CV) Comando da Capital (CCP)e outros do mesmo nível de bandidagem,criminalidade e terrorismo?
. Nunca foi tão fácil entrar em Território Brasileiro pois as fronteiras estão escancaradas para o narcotráfico, tráfico de armas de guerra,criminosos de todos os tipos e nacionalidades.
. O Brasil virou terra de ninguém ainda mais agora que pelo UNASUL todas as Nações Sul Americanas foram unificadas na Pátria Grande comunista e para tal deixam de existir fronteiras e espaço aéreo, com o Governo Federal dando todo tipo de apoio (passaporte, cidadania, salário, bolsa família, bolsa invasor, bolsa moradia, etc. etc..) a todos os invasores do nosso Território que virou a Casa da Mãe Joana. (E-mail)

Dilma, a ciclista petista. 
Ciclismo fiscal - Se, por um lado, o Tribunal de Contas da União mostrou ser eficiente e correto ao constatar que a presidente Dilma, além de expert em promover caos econômicos, pratica com rara maestria o ciclismo fiscal, por outro se mostrou fraco e extremamente condescendente por conceder um inexplicável prazo de 30 dias (com direito a prorrogação) para que a presidente explique as manobras que fez em cima das combalidas contas públicas, até o ano de 2014. 
Brincadeira?? - Como já se passaram muitos meses desde que essas fraudes, conhecidas popularmente como pedaladas fiscais, que atentam severamente contra a Lei de Responsabilidade Fiscal, foram comprovadamente cometidas, não é possível entender a razão para concessão de prazo para Dilma explicar algo que não tem explicação, mas tão somente punição. Aliás, punição séria e de acordo com o que manda a lei. A não ser que o TCU esteja brincando... 
Apenas 4 itens bastam - Ora, considerando apenas 4 itens comprovadamente fraudados, entre os 13 apontados pelo TCU, já é o bastante para condenar e punir o governo Dilma-Petista de acordo como manda a lei. Eis aí os pontos que me refiro como mais relevantes:
Pontos suficentes para condenação
1. não houve contabilização de dívidas do governo junto ao Banco do Brasil, BNDES e FGTS, no total de R$ 40,2 bilhões acumulados até 2014; 
2 a Caixa Econômica Federal adiantou mais de R$ 7 bilhões à União, para despesas dos programas Bolsa Família, Seguro-Desemprego e Abono Salarial, nos exercícios de 2013 e 2014; 
3. o FGTS adiantou mais de R$ 1,4 bilhão à União para cobertura de despesas do Programa Minha Casa Minha Vida; 
4. o BNDES fez pagamentos para o PSI, que é um programa para estimular a produção, aquisição e exportação de bens de capital e a inovação e não recebeu repasses do governo no tempo certo;
Tolerância infinita - Como se vê, embora sabendo que as leis não são feitas para serem cumpridas, pois a impunidade é geral e irrestrita, quando os crimes cometidos envolvem governantes, o cumprimento da lei é ainda mais brando. Nesse caso a tolerância parece ser ilimitada ou mesmo infinita. Sempre há espaço para uma explicação, mesmo que pífia e incapaz de reverter o que dizem as provas mais consistentes e evidentes.
MP 664 para a 2ª classe - Mudando de assunto: Hoje pela manhã, a presidente Dilma assinou a Medida Provisória 664, que propõe nova engambelação para a já complicada Previdência Social, notadamente aquela que diz respeito apenas à turma que pertence a 2ª Classe de brasileiros, ou seja, aqueles que se aposentam pelo RGPS, ou INSS.
. Ficam fora do alcance da referida MP, portanto, os Servidores Públicos da União, por exemplo, que fazem parte da 1ª Classe, ou Classe privilegiada. 
Fórmulas mágicas - Anotem aí: fórmulas mágicas não resolvem o sério problema das nossas Previdências Sociais, tanto daquela que cuida dos pouco mais de 1,1 milhão de privilegiados, que pertencem à 1ª Classe, quanto dos mais de 28 milhões de miseráveis, que perfazem a 2ª Classe.
. O que o país realmente precisa é de uma Reforma da Previdência. Algo, enfim, que consiga acabar com os repetidos e continuados rombos que aumentam as despesas públicas (por conta dos pagadores de impostos) em mais de R$ 146 bilhões, como chegou apenas em 2104. De novo: Rombo!!!!, ou seja a diferença entre a arrecadação em forma de contribuições e o real pagamentos de aposentadorias. Que tal? (GSPires) 
Quando todo o mundo é corcunda, o belo porte torna-se a monstruosidade. 
(Honoré Balzac)

Nenhum comentário: