28 de mai de 2015

E Blatter...

• Morre o alemão morador de imóvel que explodiu em São Conrado. Markus teve mais da metade do corpo queimado e estava internado. 
• Polícia suíça detém dirigentes da Fifa investigados por corrupção. Oficiais realizam operação em hotel em Zurique, onde cartolas estão reunidos para congresso; acusações envolvem fraude, extorsão e lavagem de dinheiro. Seis dirigentes da Fifa são presos e oito indiciados por corrupção. Entre os presos está o brasileiro José Maria Marin, ex-presidente da CBF. Segundo a acusação, nos últimos 24 anos, há na Fifa um grande esquema de corrupção. Dono do futebol, brasileiro, réu confesso, J. Hawilla terá de devolver US$ 151 mi. Empresário J. Hawilla teria confessado culpa por extorsão, fraude, lavagem de dinheiro e obstrução da justiça. Outros dois brasileiros - José Hawilla e José Margulies - estão implicados em investigações sobre corrupção na organização que resultaram na prisão de sete dirigentes nesta quarta-feira. Acusados de corrupção na Fifa podem pegar até 20 anos de prisão. Patrocinadores pressionam Fifa após escândalo de corrupção. Visa diz que pode rever contrato e Coca-Cola e Adidasse dizem preocupados; apesar de não ser citada em denúncias nos EUA, Nike diz que coopera com investigações. Fifa é alvo de denúncias há mais de duas décadas. Aumenta pressão para rever escolha de sedes das Copas de 2018 e 2022. Putin critica EUA por prisões de dirigentes da Fifa. Rússia vai receber a Copa de 2018. 
• STF exige que BNDES detalhe empréstimos feitos ao Grupo JBS/Friboi. Por três votos a um, tribunal pediu que o banco repasse informações ao TCU para a abertura de uma auditoria. 
 • Câmara dos Deputados aprova fim da reeleição para o Poder Executivo - presidente, governador e prefeito. 
• Câmara rejeita incluir doação privada na Constituição. Deputados rejeitam acrescentar na proposta de emenda à Constituição da reforma política o financiamento de campanha por pessoas físicas e jurídicas. Foi a segunda derrota do presidente da Casa na mesma sessão de votações. 
• Câmara rejeita distritão de Eduardo Cunha. Mesmo com articulação intensa do presidente da Câmara, modelo adotado apenas em países como o Afeganistão é barrado pelos parlamentares. Proposta do distritão teve 267 votos contrários e apenas 210 a favor. 
• Senado aprova primeira medida do ajuste fiscal. Em votação apertada (por cinco votos), governo consegue emplacar e enviar a sanção mudança nas regras de concessão de benefícios como seguro-desemprego. Protestos de sindicalistas e dissidências na base marcaram discussão sobre ajuste, que ainda terá duas etapas na Casa. A votação teve alterações em benefícios como seguro-desemprego, matéria seguiu para sanção presidencial, mas deixou (ainda mais) cicatrizes na base aliada. E no próprio PT, em que três dos 13 senadores se rebelaram contra a orientação partidária. 
• Na emenda das doações eleitorais privadas, 63 petistas que registraram presença em plenário, 62 rejeitaram a emenda. Um deles se absteve. No PMDB, 13 parlamentares não aderiram à articulação de Eduardo Cunha e votaram com o PT. 
 • Novo fundo para trabalhador pode render 188% a mais que o FGTS. 
• Esquema de corrupção na Petrobras começou em 2002, diz executivo da Camargo Corrêa. Eduardo afirmou que os pagamentos de propina pela Camargo Corrêa a funcionários da Petrobras e agentes políticos começou em 2002, último ano do governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB). 
• Levy barrou taxação de fortunas, que arrecadaria R$ 6 bi por ano. Imposto sobre Grandes Fortunas (IGF) estava previsto pela equipe do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega para depois das eleições de 2014. 
• Brasileiros tinham US$ 5,4 bilhões depositados no HSBC suíço em 2006. A Receita apontou 5.581 contas de brasileiros e, agora, está tentando identificar os contribuintes com indícios de evasão fiscal entre 2011 e 2014. 
• Desmatamento da Mata Atlântica teve queda de 24%. O Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica revela que Piauí, Minas Gerais e Bahia foram os Estados que mais desmataram a região. 
• Senado aprova MP que muda regras para abono salarial e seguro-desemprego. Medida é um dos pilares do ajuste fiscal e seguirá para sanção da presidente Dilma Rousseff. Governo estima uma economia de R$ 5 bilhões com as novas regras. 
• Alckmin não atinge objetivos para água e saneamento. De 30 medidas traçadas pelo governo, 17 deixaram de ser feitas durante crise. 
• Em 25 anos, 200 milhões de pessoas deixaram de passar fome, diz ONU. De acordo com o relatório anual sobre a fome no mundo, 795 milhões de pessoas passam fome atualmente, ou uma em cada nove. 
• Mais da metade dos holandeses trabalha em regime de tempo parcial. Alguns atribuem a alta qualidade de vida e do bom humor dos holandeses a uma abordagem mais descontraída e tranquila em relação ao trabalho. 

Agora o Detran foi pego no flagra. 
1) Motoristas cariocas e fluminenses têm a obrigação de participar desta campanha. Detran: a raposa cuidando do galinheiro. O Detran arrecadou R$ 5 milhões em multas em julgamentos onde o próprio órgão ocupava a vaga destinada à sociedade civil. Ajude a acabar com esta injustiça e contribua na garantia de direitos básicos do motorista carioca! Não é difícil encontrar algum cidadão falando sobre a existência de uma indústria das multas de trânsito no Rio de Janeiro. As autoridades sempre negam, é claro. Mas, na semana passada, a suspeita voltou à tona. Matéria do jornal O Dia mostrou que funcionários do Detran foram nomeados pelo governador Pezão para vagas de membros da sociedade civil que julga recursos dos motoristas.
2) As 8 Jaris (Juntas Administrativas de Recursos de Infrações) deveriam ser formadas por 1 membro do Detran, 1 membro da sociedade civil e 1 representante dos condutores. Entretanto, em várias dessas Juntas, a vaga da sociedade está sendo ocupada irregularmente por funcionários do Detran! Só em abril, o órgão arrecadou R$ 5 milhões em multas.
3) Além de ferir diretamente o próprio regulamento, a atitude do Detran coloca em suspeição todos os recursos negados. Por isso, é fundamental que os funcionários que estão ocupando irregularmente vagas sejam imediatamente exonerados! 
4) Vamos entupir a caixa de e-mails do governador Pezão e do presidente do Detran, José Carlos Araujo, exigindo o fim desse abuso: Aqui
5) Segundo levantamento do jornal O Dia, mais da metade dos conselheiros que deveriam representar a sociedade são funcionários do Detran. As últimas nomeações aconteceram na há 15 dias, quando Pezão assinou a nomeação de Luiz Sérgio de Paiva Amorim e Ana Beatriz da Costa Martins. Representantes do Detran, ambos viraram, com uma canetada, representantes da sociedade. As irregularidades são flagrantes, e o motorista fluminense tem direito a um julgamento justo dos recursos de multas! O Detran não pode usurpar as vagas da sociedade civil.
6) Envie agora seu e-mail a Pezão e José Carlos Araujo exigindo o imediato afastamento dos servidores: Aqui
Fontes: Leia
Dança das cadeiras nas nomeações: Leia

 

Propaganda pra lá de enganosa. 
Conar? - Às vezes fico me perguntando para que serve o tal de Conar - Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária. Cultivo essa curiosidade porque o Conar, sociedade civil (não é governamental, portanto), que foi fundado em 1950, tendo como foco principal a ética na publicidade, está falhando muito nesse importante propósito. 
Voluntários - Vale lembrar que o Conar, segundo apurei, é mantido pelas contribuições financeiras das entidades fundadoras e de empresas anunciantes, agências de publicidade e veículos de comunicação. Ou seja, não aceita verbas do erário público nem goza de incentivos fiscais. Mais: os membros do Conselho Superior e do Conselho de Ética são voluntários e nenhum deles é servidor público ou exerce cargo eletivo.
Falha imperdoável - Ora, como se declara totalmente dedicado à autodisciplina, e tem como propósito evitar a veiculação de anúncios e campanhas de conteúdo enganoso, ofensivo e abusivo, no meu entender o Conar não está cumprindo com o seu dever ao não se pronunciar sobre as grossas mentiras propagadas, a todo instante, desde o início do mandato de Lula, persistindo com mais vigor ainda desde a posse deste péssimo governo Dilma-Neocomunista-Petista.
Entidades - Só para esclarecer:
1 - as entidades que fundaram o Conar:
ABAP - Associação Brasileira de Agências de Publicidade,
ABA - Associação Brasileira de Anunciantes,
ANJ - Associação Nacional de Jornais,
ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão,
ANER - Associação Nacional de Editores de Revistas,
CENTRAL DE OUTDOOR; e, 
2 - as Entidades que aderiram:
ABTA - Associação Brasileira de TV por Assinatura,
FENEEC - Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas e da
IAB BRASIL - Interactive Advertising Bureau (internet) 
Isto é ético? - A minha indagação, sobre as razões, tanto da existência quanto da real função do Conar, se tornou ainda mais preocupante depois de ler o livro O Estado Narciso, de autoria de Eugênio Bucci, o qual, como bem diz J.R. Guzzo (que faz parte do Conselho Editorial da revista Veja), desmonta o conceito de comunicação pública e revela que os governos gastam o nosso dinheiro com propaganda. Pergunto: - Isto é ético?
Comunicação pública - Aliás, quem não quiser ler o livro basta ver a Veja desta semana. Lá está escrito, com toda clareza, que o brasileiro que não for cego ou surdo sabe muito bem que comunicação pública são todos esses anúncios que se lê nas páginas de revistas ou jornais, vê em comerciais na tv e ouve no rádio, dizendo que ele vive no país que tem os melhores governantes do mundo.
Máquina de elogiar governos - Como o cidadão não sabe disso, o governo usa a publicidade para informá-lo. Só que todas as mentiras são pagas pelo próprio cidadão. Essa fantástica máquina de elogiar os governos, diz o autor, sustenta não só os 10 mil veículos de comunicação que divulgam a publicidade oficial, mas também as agências de propaganda, empresas de marketing político, produtores de comerciais, consultorias de relações públicas e assessorias de imprensa.
. O que mais revolta é que os governos, depois de gastarem fortunas em propaganda, fazem exatamente o contrário de tudo que anunciam na mídia. Não querem informar, mas esconder as informações, conclui Bucci, com total razão. Que tal? Fala aí, Conar... (GSPIres) 
Não é preciso luz para ver a escuridão.

Nenhum comentário: