17 de abr de 2015

O povo está farto dos rombos....

• Preocupado com avanço das acusações, PT dispara contra juiz da Lava Jato. A cúpula petista afirma enxergar ação para enquadrar o partido e se refere a Sérgio Moro como magistrado sem limites
• Esquema montado por André Vargas na Caixa teria rendido R$ 1 milhão por mês ao ex-petista. 
• Petrobras reitera que balanço será divulgado no dia 22. Informações antecipadas pela agência Reuters diz que o plano atual 2014-2018 prevê investimentos de US$ 220,6 bilhões com o corte da ordem de 20%. Representaria um novo plano plurianual de negócios da Petrobras, comandada por Aldemir Bendine, de pouco mais de US$ 176 bilhões. Conselho pede acesso a balanço e alarma chefia da Petrobras. 
• Prévia da inflação desacelera em abril; taxa é a maior desde 2003. Emprego na indústria cai 4,5% em 1 ano. Inflação medida pelo IPCA-15 é a maior para abril em 12 anos. No ano, taxa que usa os mesmos parâmetros do índice usado nas metas de inflação acumula alta de 4,61%. Em 12 meses, 8,22%. Maior variação de preço foi registrada com habitação. 
• Desmatamento na Amazônia caiu 80% em oito anos. Pesquisa analisou 15 mil violações às leis ambientais entre 2004 e 2012 e o modo como a fiscalização atingiu criminosos. 
É dever da Igreja cooperar com a sociedade para construir o bem comum e cobra do Senado, presidido por Renan Calheiros (PMDB), urgência na aprovação da reforma política: estamos realizando a coleta de 1,5 milhão de assinaturas de eleitores, providência fundamental para pressionar o Congresso Nacional a votar mais essa proposta de iniciativa popular. (Dom Raymundo Damasceno Assis, arcebispo da cidade de Aparecida (SP), presidente da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) 
• Em nota, a Oi informa que tenta há meses negociar com o governo de Luiz Pezão a quitação da dívida, que chega a R$ 170 milhões, mas, após negociações sem resultado, a companhia optou por cortar algumas linhas telefônicas e links de dados que atendem áreas administrativas do governo, sem afetar o funcionamento de telefones de serviços essenciais
• Prefeito de Mangaratiba, Evandro Bertino Jorge (PSD), conhecido como Evandro Capixaba, é preso no Rio acusado de fraude milionária de R$ 60 milhões. Também é acusado de falsificar documentos e coagir testemunhas. 
• Uso político agrava rombo de fundos de pensão. Petros, da Petrobras, teve prejuízo de R$ 6,2 bilhões em 2014. Perdas também atingem Funcef e Postalis, todos controlados por políticos. 
• O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, acabou nesta quarta-feira com a guerra provocada pela PEC da Bengala, no Tribunal de Justiça. O magistrado suspendeu os efeitos da emenda que passava de 70 para 75 anos a aposentadoria de desembargadores, membros do Ministério Público e da Defensoria Pública e conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. O pedido foi feito pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp). As instituições alegam que a Proposta de Emenda à Constituição estadual é ilegal. Isso porque, o texto constitucional federal estabelece limite de 70 anos de idade, a chamada expulsória. Agora, caberá ao Supremo manter a liminar do ministro Luiz Fux ou revogá-la.
• Lava-Jato - Cunhada de Vaccari estava no Panamá e se entregará hoje. Informação é do advogado de Marice Corrêa de Lima, cuja prisão foi decretada junto com a do ex-tesoureiro do PT. Gestão de Vaccari garantiu R$ 31 milhões à campanha de Dilma. Valor repassado pelo PT veio da doação de 21 empresas, 3 sob investigação. 
• Laboratório sob suspeita pagou por consultoria de José Dirceu. Investigada por parceria com Labogen, EMS pagou R$ 7,8 milhões entre 2009 e 2014 para empresa do ex-ministro da Casa Civil de Lula. 
Falta de investimento transformou Baía da Guanabara num grande receptor de esgotos domésticos, diz professor de biologia Sebastião Raulino. Pescadores artesanais, marisqueiros e catadores de caranguejos são alguns dos grupos mais atingidos.
• Manobras fiscais criam risco de TCU rejeitar das contas de Dilma. A Executiva do PSDB vai protocolar em duas semanas na Mesa da Câmara dos Deputados o pedido de impeachment da presidente Dilma, dizem líderes da legenda. O partido encomendou parecer ao jurista Miguel Reale Junior. Confiaram a missão ao ex-ministro da Justiça de Fernando Henrique, com aval do ex-presidente, por ser um dos seus e um dos mais conceituados juristas do País.
• Preço da carne bovina sobe 17% em um ano, segundo a FGV.
A Petros também foi arrombada. 
. .Depois de arrombar os fundos de pensão dos Correios e da Caixa Econômica Federal, o PT arromba também o da Petrobras.
. Um relatório elaborado por dois conselheiros independentes com base nos números de 2014, obtido por O Globo, mostra que a Petros fechou o ano com o seu principal plano de previdência no vermelho pelo segundo ano consecutivo, com um déficit técnico de 6,2 bilhões de reais. Se isso se confirmar, a Petros será obrigada a cobrar dos participantes uma contribuição extra para cobrir o rombo.
. Como lembrou O Globo, a Petros entrou na mira da Lava-Jato depois que o advogado Carlos Alberto Pereira Costa, um dos auxiliares do doleiro Alberto Youssef, disse em delação premiada que João Vaccari Neto intermediava negócios na Petros e em outros fundos de pensão. O negócio envolvendo Vaccari teria rendido, segundo o advogado, 500 mil reais em propinas a ex-gerentes da Petros. (O Antagonista) 
000000 
Confronto entre PF e Ministério Público paralisa Lava Jato. A quem interessa a briga entre corporações?
. Sabe, leitor, quem sai ganhando, numa sociedade, com a luta entre as corporações? As corporações. A sociedade só perde. É o caso da disputa entre o Ministério Público e a Polícia Federal para saber quem é mais protagonista na Operação Lava Jato. É preciso que a gente se pergunte se esses dois entes estão ocupados em fazer o seu trabalho em benefício da população ou em ganhar mais espaço, dedicados, então, mais a fortalecer a posição do próprio grupo do que a chegar à verdade. Os crimes e os réus não são presas disputadas por carnívoros famintos. Resultado, até agora, do quiproquó entre o MP e a PF: o Supremo cancelou diligências em inquéritos que ouviriam políticos.
. O que se deu nos bastidores? Procuradores telefonaram a parlamentares para informar que eles não precisariam depor na sede da Polícia Federal. Tudo poderia se resolver com uma oitiva na própria Procuradoria-Geral. Ao tomar ciência do fato, o comando da PF foi apurar o que tinha acontecido e descobriu que os próprios procuradores estavam passando aos investigados essa orientação. Rodrigo Janot, procurador-geral, e Leandro Daiello, superintendente da PF, falaram-se ao telefone. A conversa não foi proveitosa.
. O MP, por sua vez, se abespinhou porque a PF pediu ao STF novas diligências, com base em documentos até então inéditos, sem consulta prévia aos procuradores, que lembram que o ministro Teori Zavascki, relator do mensalão no Supremo, decidiu que é o MP o autor da investigação. Os delegados sugerem que os procuradores estão tentando estreitar o campo de apuração.
. Para o MP, na base da divergência, está a PEC 412, que transforma a PF numa agência autônoma, e os policias estariam agindo como se ela já estivesse em vigor. O ministro José Eduardo Cardozo, da Justiça, entrou em cena e conseguiu evitar ao menos que a polícia emitisse uma nota, o que poderia elevar a tensão. Mas a Associação dos Delegados da Polícia Federal, redigiu a sua. Escreveu: O que a entidade rejeita é a intenção de um controle exclusivo do Ministério Público Federal sobre a PF. Tendência essa cada vez mais evidenciada na postura institucional do Ministério Público Federal de promover o esvaziamento e o enfraquecimento da Polícia Federal com o nítido objetivo de transformá-la de uma polícia judiciária da União em uma verdadeira polícia ministerial, sob o comando de [Rodrigo] Janot.
. Muito bem, leitores! Quem está certo? Os dois! Quem está errado? Os dois. A titularidade da investigação está mesmo com o Ministério Público, mas isso não implica que a PF - que é uma polícia judiciária - seja sua subordinada. Ela não atua como mero contínuo do MP, que faz o controle externo da atividade policial, sem que isso implique relação de subordinação.
. Esse confronto é uma desnecessidade e um desserviço ao país. Nessa história, Polícia Federal, Ministério Público e, sim, Justiça não podem e não devem se engalfinhar para ver quem fica com o maior naco dos despojos. Basta que sirvam ao país. Todos ganhariam se essa gente trabalhasse com mais afinco, mais discrição e mais apego às regras. (Reinaldo Azevedo) 
00000
Se o povo quer... 
O que o povo quer? - Pelo que revelam as pesquisas de opinião pública, ainda que muitos consideram muito difícil o que o povo está querendo, o fato é que mais de 70% dos brasileiros querem não só o afastamento da presidente Dilma como também exigem, com a mesma intensidade, a saída do PT do governo.
Sem fraude - Pois, além de me colocar de corpo inteiro no rol daqueles que querem a saída imediata do PT do governo, que deve levar junto o seu estúpido projeto bolivariano, não posso deixar de lembrar que tanto as ruas quanto as redes sociais confirmam, ipisis litteris, o que dizem as pesquisas.
. Ou seja, essa explícita vontade popular anula por completo qualquer especulação de que possamos estar diante de uma fraude. Diferente, portanto, do que se fala a respeito do resultado das urnas na última eleição. 
Sair do armário - Independente dos números levantados pelas pesquisas, o que está cada dia mais evidente é que, através de declarações prestadas a todo momento, muitos eleitores petistas, que até pouco tempo estavam mudos, mas diante da incontestável corrupção que tomou conta do país, resolveram sair do armário se dizendo frustrados e brutalmente enganados pelo PT.
Moralidade - Todos esses afirmam que, anos atrás, ao se decidirem por eleger candidatos do PT para governar seus municípios, Estados e o país, suas escolhas tinham como base a certeza de que seus eleitos fariam administrações sérias e decentes, sob o ponto de vista da moralidade
Marcas petistas - Pois, ao longo do tempo, antes mesmo de virem à tona os escabrosos casos de corrupção que não param de ser descobertos em todos os lugares onde o PT governa e/ou desgoverna, além da safadeza, que passou a ser uma forte característica do PT, uma outra marca, a da incompetência, também está estampada com todas as tintas. 
Prejuízo incomensurável - Hoje, além de confessadamente estarem se declarando muito tristes, frustrados e cheios de revolta por terem acreditado no discurso da moralidade, esses eleitores do PT já estão percebendo que o prejuízo que seus eleitos petistas deixaram e/ou estão deixando por todos os cantos do país, é incomensurável
Exponencial - Se a roubalheira, só pelo números de casos até agora descobertos, está muito difícil de ser conhecida na sua totalidade, a incompetência, imprimida nas mais diversas decisões administrativas que foram e continuam sendo tomadas pelos petistas, em todos os níveis em que operam, produz prejuízo exponencial nas contas públicas. 
O povo quer - Não se trata, portanto, de um prejuízo duplo, representado apenas pela simples soma de muito roubo com excessiva incompetência. O furo é bem mais embaixo, como já está sendo percebido pelos convencidos tardios.
. Atitudes, tomadas a toda hora, com elevado grau de soberba e arrogância, combinadas com excessiva intervenção econômica, escolhas de ministros simpáticos à causa bolivariana para o STF, fartas doses de populismo e assistencialismo, etc., servem para justificar a péssima situação econômica que estamos vivendo, com viés de piora a cada dia.
. Isto por si só explica a onda de revolta do povo contra os enganadores. Pouco importa se alguns constitucionalistas digam que não cabe o Fora Dilma! e o Fora PT!. O fato é que O povo quer. (GSPires)

Nenhum comentário: