1 de mar de 2015

Odebrecht, Janot, Dia 15, o que mais...

• Dono do BTG Pactual e um dos empresários mais ricos do País, o banqueiro André Esteves viu seu banco citado pelo doleiro Alberto Youssef em sua delação premiada; o motivo seria o pagamento de uma propina de R$ 6 milhões na venda de postos de combustíveis de uma distribuidora comprada pelo BTG Pactual para a BR Distribuidora; é a terceira vez que Esteves é envolvido em fatos que relacionados à Petrobras ou à Lava Jato; ele foi citado pela compra de poços de petróleo na África, durante a CPI da Petrobras, e é também um dos controladores da Sete Brasil, que teve Pedro Barusco como um dos seus principais executivos; agora, a acusação é mais grave e perigosa para o banqueiro prodígio. 
• A partir de amanhã , conta de luz vai subir 23,4% em média no País. 
• O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, terá que enfrentar, ao mesmo tempo, a gritaria de empresários, trabalhadores e da base social do governo Dilma, para convencer a todos de que seu ajuste fiscal poderá trazer de volta, a médio prazo, um quadro de crescimento; no entanto, a aposta é incerta, diz a colunista política do 247, Tereza Cruvinel; Muitos são os analistas que apontam o risco de o ajuste resultar numa combinação de recessão com inflação e desemprego. Enfrentado custos mais elevados, as empresas podem alimentar a inflação com o repasse dos encargos para os preços e já falam em demissões. A queda na renda das famílias inibirá o consumo e sobrevirá a recessão, afirma. 
• Ato marcado para o dia 15 de março ocorre sob a dinâmica de junho de 2013, que levou quase 2 milhões de brasileiros às ruas; O que talvez os dos dois lados não estejam entendendo é que, desta vez, não se trata de PT versus PSDB. As manifestações não são de partidos, de governo ou de oposição. São contra eles; segundo ela, o momento é grave, diante das revelações da operação Lava Jato e de uma oposição que desautoriza o Fora, Dilma e ironiza o Foi o FHC. (Eliane Cantanhêde) 
• O Índice de Confiança da Indústria (ICI) recuou 3,4% em fevereiro na base mensal, passando de 85,9 pontos para 83. Segundo a FGV, com o resultado, o índice continua em patamar extremamente baixo em termos históricos. Pior: a trajetória, ou tendência, continua sendo para baixo. 
• Impostos a mil - De acordo com a Medida Provisória 669, editada no Diário Oficial da União, a desoneração da folha de pagamentos foi reduzida. Dilma resolveu elevar as alíquotas cobradas sobre o faturamento das empresas de 1% e 2% para 2,5% e 4,5%. O intuito da medida é reduzir a renúncia fiscal com as desonerações aplicadas durante a crise, que chegaram a R$ 21,6 bilhões no ano passado. Em tese, o governo seduziu os empresários para um baile e agora tira a música. Pode? 
• Corte de gastos - Uma edição extra do Diário Oficial da União foi publicada ontem com o decreto 8.412, que define limites para os gastos não-obrigatórios do governo, também chamados de discricionários, nos quais estão inseridos investimentos e transferências para programas sociais. O decreto vale para o primeiro quadrimestre do ano. Segundo o texto, o valor máximo que poderá ser desembolsado até abril é de 75,15 bilhões de reais. Deste total, 59,98 bilhões de reais serão direcionados para despesas de custeio e 15,17 bilhões de reais para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Reformas? Nem pensar! 
• Vagas a menos - O Brasil fechou 81.774 vagas formais de trabalho em janeiro, o pior resultado para o mês desde 2009, quando haviam sido eliminados 101.748 postos, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado hoje pelo Ministério do Trabalho. Este foi o segundo mês consecutivo de redução de postos de trabalho formais no Brasil, após o fechamento em dezembro de 555.508 posições com carteira assinada, sem ajustes. 
• Thatcherismo ganha adeptos no Brasil. Partido Novo, prestes a se tornar oficial, promete ampliar o estreito espectro político brasileiro. 
• Cunha e a Frente Católica. Religiosos consolidam uma operação para blindar o presidente evangélico da Câmara, Eduardo Cunha. 
• Como assim, por conta da Câmara dos Deputados? Quem paga a conta do benefício das passagens aéreas compradas para esposas de deputados na cota parlamentar somos nós! 
• Pesquisadores investigam a procedência de lixo plástico nos oceanos. Das 275 milhões de toneladas de lixo plástico geradas em 2010, entre 4,8 milhões a 12,7 milhões de toneladas foram arrastadas ou jogadas no mar.

O poder de destruição dos petralhas. 
A roadmap to destroying value- petrobras (2015)

. Para análise profunda de todos. O Brasil está indo para o brejo e as pessoas não estão conseguindo enxergar isso. Pensem nisso! Vejam o poder de destruição dos petralhas.
. E a Petrobrás é só o começo. Ainda faltam inúmeros outros casos a serem desvendados (CEF, BB, BNDES, Eletrobrás, DNIT, Infraero, $$ Secreto pra Cuba-Venezuela-Bolívia-etc.). Ministro mentindo sobre reuniões na calada da noite com corruptores... Só podia dar nisso tudo aí. Botar sindicalistas incompetentes pra cuidar da nação brasileira. Brincadeira...
. Um dos nomes mais respeitados no mercado sobre avaliação de empresas e administrações é o de Aswath Damoradan. 
. Suas aulas e seus livros são muito precisos. Recentemente, ele publicou em seu blog o caminho para destruir uma companhia. O que chamou minha atenção foi que ele usou a Petrobras como exemplo do caminho.
. Citando o Autor. Caminho para destruir uma companhia:
. Passo 1 - Investir primeiro, preocupar-se com os retornos depois (talvez nunca). Investir quantidades enormes de dinheiro em novos investimentos, com pouca previsibilidade dos retornos e com nítida intenção de entregar retornos políticos. Entre 2009 e 2014, a Petrobras subiu seus custos de exploração em mais de 35% , muito acima dos 15-20% utilizados pelas outras companhias de petróleo do mundo, ao mesmo tempo observou seu retorno sobre o capital cair em 5% (mesmo com o petróleo a 100 dólares).
. Passo 2 - Cresça bebê, cresça e a rentabilidade que exploda-se. Petrobras cresceu seu faturamente de 17,4 bilhões de dólares em 97 para 135.8 bilhões de dólares em 2014, substituindo a Exxon mobil como a maior petrolífera do mundo, infelizmente observando uma queda dramática na sua margem de lucro. O governo, forçando a empresa a subsidiar combustível para os postos de gasolina, contribuiu fortemente para a queda na margem de lucro. ; 
. Passo 3 - Pague Dividendos como água. A Petrobrás tinha um histórico de pagar muitos dividendos, particularmente porque tinha um bom fluxo de caixa e para também obter apoio na estrutura de votos da empresa. As ações preferenciais que foram usadas para captar dinheiro, sem dar o controle da assembleia, vinham com direitos de mais dividendos, que pesaram na empresa. 
. Passo 4 - Pegue dinheiro emprestado para pagar déficits de caixa! Se você quer comer um enorme bolo (investindo quantidades absurdas de dinheiro para gerar crescimento) e ao mesmo tempo pagar enormes dividendos, a única forma para compensar o déficit é arranjar dinheiro fresquinho. Em 2010, a Petrobrás amealhou 79 bilhões de dólares em capital emprestado. Resultando em uma divida total de 135 bilhões de dólares no final de 2014, mais do que qualquer outra empresa de petróleo do mundo. 
. Passo 5 - Destruir o valor (Missão Cumprida). Expandir-se exageradamente, crescer sem manter sua rentabilidade, pagar dividendos que não tem como pagar e pegar mais dinheiro emprestado do que deveria terminam levando sua empresa a uma tempestade perfeita para a destruição completa de valor.
. Na verdade, a forma como a Petrobrás tem sido gerida desafia o senso comum e os princípios mais básicos de finanças corporativas. Se eu fosse um partidário de teorias de conspiração, diria que só pode ser parte de um plano muito bem feito por gênios do mal para destruir a empresa de dentro para fora. Mas eu aprendi, pelos caminhos mais duros, que não devemos atribuir a maldade o que pode ser explicado puramente pela ganancia, egoísmo e péssimos incentivos.
. Sim, esses só os 5 passos para destruir o valor de uma empresa, descritos em uma bela aula de Damodaran. 
. O que impressiona mesmo, é que todos eles foram feitos à risca pela gestão da Petrobras. 
. Nenhum dos conselheiros da Petrobras foi acusado de Gestão temerária.
. Algo surpreendente. O MP deveria sem duvida buscar consolidar provas de que a gestão da empresa foi muito além de temerária, foi mal intencionada.
. Mr. Damodaran não contou em seus passos para destruição de valor de uma empresa, outro aspecto crítico na situação da Petrobras. 
. Os desvios realizados de forma tão vultuosa, tão inacreditável em montantes tão brutais , na cifra dos bilhões, que simplesmente pessoas normais, em países sérios não conseguem dimensionar, nem sequer considerar possíveis.
. Explicar para um americano que 88 bilhões de dólares sumiram da empresa por desvios é algo que não consegue ser feito.
. Como assim? E ninguém foi preso? A gestão continua intacta? A diretoria não está na cadeia?
. Outro ponto chama a atenção para os passos do Mr. Damodaran. 
. São os mesmos passos realizados em escala maior para quebrar um país! Exatamente os mesmos.
. 1 - Investir pesado sem pensar nos retornos = Gastos públicos absurdos, pesados... simplesmente estádios imbecis e mal construídos, 
. 2 - Cresce , cresce e não importa-se com o PIB nem tampouco com rentabilidade.
. 3 - Dividendos - bolsas famílias para tudo e para todos, sem ter de onde tirar esse dinheiro.
. 4 - Endividar-se para pagar conta... a diferença aqui é que além de endividar-se, subimos os impostos pesadamente, comendo o fígado da população...
. 5 - Destruição completa de valor. Some superávit, some o valor do real, dispara o dólar, apodrece nossa economia. 
. Mr. Damodaran, seja bem vindo a vanguarda do atraso!
. Seja bem-vindo, ao país onde o inimaginável, a estupidez socialista em seu maior ponto quer aparecer. 
. Depois reclamam porque eu simplesmente abomino todo e qualquer político que use ou esteja em um partido com a sigla socialista e social democrata também...
. Essa tropa só sabe fazer uma coisa: destruir valor! Destroem valor econômico das empresas que geram empregos, geram bem estar, geram riqueza para as pessoas e para a população... destroem valores morais, destroem valores de honra, verdade, integridade e moral. Deturpam tudo, em pró de seu ideal socialista utópico. (Alexandre Wolwacz)

O que importa saber a Petrobrás é Patrimônio Nacional, vive entremeada de intrujões, sindicalistas e outros, que a deixaram nesse mar de lama e com potencial qualificado como lixo por empresa de avaliação estrangeira. Ela deve ser limpa, ponto a ponto. Da Justiça, se é que há, espera-se laudos técnicos e cadeia mesmo. Fora com a politicagem! Que ela fique somente com seus empregados, terceirizados e nada de maquinações governamentais. Chega de sujeira. (AAndrade)  

Nenhum comentário: