30 de dez de 2014

Todo a bordo, ou num avião...

 photo _aservicecomplet.jpg
Brasil tem pior resultado de novembro, com déficit primário de R$ 8,084. País caminha para fechar 2014 com o primeiro saldo negativo em mais de dez anos. Segundo o Tesouro, o governo central ainda teve déficit primário de R$ 6,711 bilhões em novembro.

O Impostômetro, painel instalado no centro de São Paulo e que apresenta o valor total de impostos pagos pelos brasileiros e destinados à União, aos estados e aos municípios, alcançou hoje R$ 1,8 trilhão; o total foi considerado um recorde, segundo a Associação Comercial de São Paulo, criadora do painel.

Rumo a Paridade com Executivo, Legislativo e Judiciário - Governo publica decreto que reajusta salário mínimo para 2015. Salário mínimo passará de R$ 724 para R$ 788 em 1º de janeiro.

Dilma anuncia mais sete ministros. Vargas cuidará da relação com o Congresso e Berzoini será o novo ministro das Comunicações. A presidente Dilma Rousseff oficializou nesta segunda-feira (27) a indicação de mais sete ministros que comporão o seu novo governo e que tomarão posse no próximo dia 1º de janeiro. 
• O ex-senador Antônio Carlos Rodrigues (PR-SP) será o novo ministro dos Transportes. 
• O atual ministro das Cidades, Gilberto Occhi (PP), passará a responder pelo Ministério da Integração Nacional, pasta que era disputada pelo PMDB. 
• Dilma ainda anunciou o petista Patrus Ananias (MG) para o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). 
 • O atual ministro do MDA, Miguel Rossetto, que também foi ministro de Lula, foi confirmado na Secretaria Geral da Presidência da República. 
• O deputado federal Pepe Vargas (PT-RS), que comandou o MDA durante o primeiro mandato de Dilma, passará a ocupar a Secretaria de Relações Institucionais (SRI). Esta pasta é responsável principalmente pela relação do governo com o Congresso, tarefa que tem sido considerada uma das mais difíceis no governo de Dilma. 
• O chefe da SRI, Ricardo Berzoini (PT-SP), passará a comandar o Ministério das Comunicações. Missão definida: a de promover, até onde for possível, a regulação do setor de mídia no Brasil; uma batalha institucional que atinge frontalmente os interesses de famílias bilionárias e poderosas como os Marinho, os Civita, os Mesquita, os Frias e outras; Ricardo Berzoini tem posição firmada contra superconcentração e propriedade cruzada no setor de comunicação; ele vai conseguir colocá-la em prática? 
• Carlos Eduardo Gabas (PT-SP), atual secretário executivo do Ministério da Previdência, passará a responder pela pasta. 
• Com os anúncios, Dilma oficializou 24 nomes. Faltam as indicações de mais 15 ministros. 
• Os primeiros oficializados formam a nova equipe econômica. Dilma escolheu para o Ministério da Fazenda, o economista Joaquim Levy, para o Planejamento, Nelson Machado, e manteve no comando do Banco Central, Alexandre Tombini. 
• A presidente transferiu o atual ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PCdoB-SP) para a pasta de Ciência, Tecnologia e Inovação. No lugar de Aldo, Dilma anunciou o nome do mineiro George Hilton (PRB). 
• Para o Desenvolvimento, a presidente confirmou o nome do senador Armando Monteiro (PTB-PE). A pasta da Educação está com o atual governador do Ceará, Cid Gomes, aliado importante no Nordeste durante a campanha. 
• A Secretaria dos Portos será comandada pelo peemedebista Edinho Araújo (SP). O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) também foi confirmado como novo ministro de Minas e Energia. O deputado federal Eliseu Padilha será o responsável pela Secretaria de Aviação Civil (SAC). 
• O PMDB também comandará a Secretaria de Aquicultura e Pesca, que será gerida pelo peemedebista Helder Barbalho. O PMDB também continuará à frente da Agricultura, com a senadora Kátia Abreu (TO). O maior partido aliado também ficará no comando do Ministério do Turismo, Vinicius Lages (AL). 
• O governador da Bahia, Jaques Wagner comandará o Ministério da Defesa. Dilma ainda trocou o comando da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Sephir), que será gerida por Nilma Lino Gomes. 
• Com a saída de Jorge Hage da Controladora Geral da União, Dilma indicou para o cargo Valdir Simão. Apostas para Mega da Virada terminam às 14h desta quarta.

No Rio, há duas semanas, os moradores do Morro do Juramento têm uma nova opção de lazer na região: uma piscina em formato de semicírculo, construída ao longo dos últimos dois meses na Praça Cotigi, nos pés da favela do bairro de Vicente de Carvalho, na Zona Norte. Entretanto, o crime pode estar por trás da diversão da população. Uma foto obtida pelo EXTRA mostra um traficante de fuzil fazendo a “segurança” do local. A imagem foi anexada a um inquérito da 27ª DP (Vicente de Carvalho) que investiga o tráfico na favela. A polícia quer saber se traficantes foram responsáveis pela construção da piscina. A mais nova atração da favela, contudo, também vem causando dor de cabeça aos moradores. Desde a inauguração, casas da localidade conhecida como Igrejinha, no entorno da piscina, sofrem com a falta d’água. 

Petrobras suspende negócios com 23 citadas na operação Lava Jato e credores podem declarar calote.

Indonésia encontra destroços de avião a cerca de 10 km do último contato da aeronave nesta manhã. O avião, que estava desaparecido desde domingo, levava 162 pessoas e 40 corpos são recuperados. Parentes entram em choque ao verem corpos ao vivo na TV. AirAsia expressa condolências a parentes das vítimas.

Militares, conheçam o seu novo chefe.

 photo _ajaqueswagner.jpg
O novo ministro da defesa, Jaques Wagner, escolhido por Dilma, reúne o que há de melhor no modo petista de ser... a começar que, em vez de currículo, o que ele tem é uma espécie de ficha policial, contendo penca de escândalos que não resistem a uma investigação de rotina, dessas de delegacia policial de subúrbio. Confiram abaixo.

Os militares, que terão que prestar continência a essa figura, que se virem com esse traste moral.

Escândalo nº 01: Governo Wagner contrata Ong de aliado para fornecer mão de obra à saúde - governo da Bahia firmou contratos sem licitação na área da saúde no valor de R$272 milhões com ONG ligada a aliado político de Wagner. Segundo o TCE, R$39 milhões desse montante foram superfaturados. Os contratos são para fornecimento de mão de obra médica, assinados após dispensa de licitação entre a Secretaria Estadual da Saúde e a Fundação José Silveira, no período de 2007 a 2011. A fundação teve como superintendente, de 1997 a 2008, o deputado federal Antônio Brito (PTB). Hoje, a mulher dele, Leila, ocupa o cargo. O PTB apoiou Wagner em sua eleição para governador, em 2006.

Na Secretaria de Saúde, o pagamento tinha o aval do diretor-geral Amauri Teixeira (PT), hoje também deputado. Dos R$272 milhões de 2007 a 2011, o relatório aponta que o governo da Bahia pagou indevidamente R$ 39,2 milhões, que correspondem aos encargos ao INSS que a fundação não precisa pagar.

Escândalo nº 02: Governador Wagner envolvido no lobby para trocar o sistema BRT pelo VLT - os governadores Wagner (PT-BA) e Silval Barbosa (PMDB-MT) capitanearam o lobby para que nas cidades de Salvador (BA) e Cuiabá (MT) pudesse ser trocado o BRT (ônibus em corredores exclusivos) por sistemas mais caros e demorados, como metrô e VLT, o Veículo Leve sobre Trilhos.

A assessoria do governador Jaques Wagner (BA) defendeu as mudanças, dizendo que eram tecnicamente adequadas e informou que um técnico entraria em contato com a imprensa para explicar as mudanças. Todavia o técnico jamais apareceu.

Essa mudança foi o que originou o escândalo envolvendo o ministro das Cidades, Mário Negromonte.

O círculo do peculato e da corrupção fecha-se quando se sabe que Negromonte seria afilhado político de Jacques Wagner, responsável por sua escolha.

Escândalo nº 03: Governo Wagner contrata Ong por 13 milhões para dar palestra sobre o Pré-sal - O governo de Jaques Wagner é um dos mais envolvidos com gastos escandalosos e obscuros. Só como exemplo, o governo chegou a gastar R$ 13 milhões para que uma ONG ministrasse palestras sobre o Pré-sal no interior do Estado, sem que se conheça em quais locais foram ministradas tais palestras.

Escândalo nª 04: Sedur faz convênio com Ong para construir unidades habitacionais nunca entregues. A ONG Instituto Brasil, firmou com a Sedur um convênio no valor de R$ 17,9 milhões para a construção de 1.120 unidades habitacionais em 18 municípios. O coordenador do Movimento Sem Teto da Bahia, João da Hora, pediu à Assembleia para investigar a não construção de 400 casas na região de Irecê.

Foram descobertas pelo Ministério Público da Bahia, por exemplo, a existência de 39 notas frias, num valor total de R$ 3,7 milhões, usadas para justificar serviços, compra de produtos e obras não realizadas. 

Escândalo nº 05: Sistema de licitação na Bahia, só ganha Odebrecht, OAS e Camargo Correia. O curioso sistema de licitação da Bahia em que sempre Odebrecht, OAS e Camargo Corrêa ganham. É mais uma do famoso Wagnerduto! E todos os projetos acabam (se acabam) com atrasos, erros técnicos e aumentos astronômicos no orçamento final, sem punições. 

Escândalo nº 06: Esposa de Wagner é funcionária fantasma do TJ-BA, com salário de quase 14 mil. Além de Maria de Fátima Carneiro de Mendonça, a primeira-dama do estado da Bahia, também aparece o nome de Maria das Mercês Carneiro de Mendonça. Diante do alto salário de Maria das Mercês, que tem o mesmo sobrenome da esposa do governador Jaques Wagner, a pergunta que precisa ser respondida pelo chefe do Executivo Estadual é se elas são irmãs ou não. Ou se existe algum grau de parentesco.

1. Maria de Fátima Carneiro de Mendonça (Esposa de Jaques Wagner):
Locação: Coordenação de Assistência Médica - Salvador./ Cargo: Assessora de Supervisão Geral./ Salário: R$ 14.632,88 (Bruto).
2. Maria das Mercês Carneiro de Mendonça
Locação: Coordenadoria da Infância e da Juventude - Salvador.
Cargo: Técnico nível superior
Salário R$23.702,72 (Bruto). Salário de um Desembargador R$ 23.995,40

Escândalo nº 07: Nome de Wagner é citado na Operação Porto Seguro - Alvo da ação, a chefe de gabinete da presidência, Rosemary Noronha, fez a ponte para uma reunião entre Wagner e o empresário Alípio Gusmão, conselheiro da Bracelpa, entidade que reúne os produtores de papel e celulose. Gusmão está preso.

Escândalo nº 08: Interesses de Wagner em criar pedágios. - Quando o PT assumiu o governo da Bahia pela primeira vez (2007), existia apenas uma praça de pedágio no estado. Quando o governo anterior anunciou a construção da praça, o então deputado federal Jaques Wagner fez um discurso na Câmara (10 de maio de 2001) com duras críticas à decisão. Dez anos depois, o governador mudou de opinião e, incentivado pelo prefeito Luiz Caetano, resolveu instalar mais 12 pedágios em nosso estado. Somente no sistema da BA-093, são cinco novas praças. É importante ressaltar que este sistema faz a ligação entre os principais polos industriais do estado.

Escândalo nº 09: Wagner cria cartão corporativo - A criação do Cartão Governo, o cartão corporativo do estado, para substituir às contas de suprimentos e para o pagamentos de pequenas despesas, cujo convênio foi firmado pelo governador Jaques Wagner com o Banco do Brasil, é mais uma fonte de desvio de recursos nunca explicados, a começar pela falta de transparência no uso destes cartões.

Sob o argumento de Segredo de Estado, o governo Wagner utiliza os mesmos métodos do governo federal governo que se diz republicano, democrático e transparente, usa um método pouco confiável e nada transparente para efetuar pagamentos do governo e cujos gastos não podem ser acompanhados pelo Legislativo. Além do pagamento de contas nada ortodoxas, os cartões corporativos ainda permitem saques em dinheiro, que não deixam rastro dos gastos. É isso que esse governo está fazendo na Bahia.

Escândalo nº 10: Acesso ao serviço público apenas pelo regime do REDA - Apesar de ter sido um dos temas de campanha a crítica que o PT e seu candidato faziam ao acesso ao serviço público pelo regime conhecido por REDA nos governos carlistas, após a ascensão de Wagner ao governo, ninguém ouve falar em concurso público. Só se entra no Estado pelo REDA. Interessante que inovaram, criaram uma seleção, fajuta, onde os indicados por bilhetes políticos não conseguem ser reprovados. E além do REDA ainda criaram os tais PST’s, contratos temporários utilizados em larga escala nos períodos eleitorais.. Todos dois regimes criados, precarizam as relações trabalhistas e servem com muro para as reivindicações dos servidores efetivos.

Escândalo nº 11: Entrega da saúde pública a exploração de Ong’s - Este é outro escândalo que precisa ser averiguado, quais interesses estão escondidos por trás deste jogo. Não se entende o Estado investir na construção de hospitais, equipá-los e depois num jogo de carta marcada entregar a sua exploração à ONG’s ou Instituições amigas, repassando fortunas a estas organizações que se bem administrada pelo Estado teria muito melhor resultado.

Escândalo nº 12: O jogo de abafa do rombo da EBAL - Quando assumiu o governo do Estado, os novos dirigentes descobriram um rombo escandaloso na EBAl, que à época acusaram ser comandada pelo então conselheiro do Tribunal de Contas, o ex-deputado e vice-governador Otto Alencar. Na Assembléia foi criada uma CPI que apurou os desmandos e chegou a conclusão de comprovação dos fatos. Mas, só foi Otto Alencar aderir ao governo Wagner, que tudo foi jogado pra debaixo do tapete dos escândalos sem satisfação à sociedade pelo PT. Ninguém foi punido, pelo contrário, alguns dos envolvidos hoje fazem parte do governo Wagner, inclusive Otto Alencar que novamente é vice-governador.

Escândalo nº 13: Caso das comissões da AGERBA - ainda tendo o PMDB como aliado, surgiu na AGERBA, órgão responsável pela concessão das linhas de transporte intermunicipal e pela sua fiscalização, o escândalo das propinas. Fizeram um drama, afirmaram que tudo seria apurado e que a sociedade seria informada das medidas tomadas. Passado alguns meses, mais um escândalo do governo Wagner foi para a lata do lixo. Alguém foi punido? Alguém sabe o que aconteceu com as apurações.

Eis um belo currículo para o indefensável ministro da Defesa... 




Segundo profetas, Papa Francisco será o último Papa antes do Juízo Final.

 photo _apapafrancisco.jpg
Desde o dia 03 de março de 2013, data em que foi eleito chefe de estado do Vaticano, Jorge Mario Bergoglio, ou Papa Francisco, tem revolucionado os ensinamentos da Igreja Católica com os seus pensamentos atuais sobre assuntos polêmicos para o catolicismo, como homossexualidade, tecnologia, aborto, drogas, entre muitos outros.

A religião se tornou mais popular e ganhou muitos mais adeptos depois que Papa Francisco começou a expor o seu modo de pensar e a mostrar toda a sua humildade diante do povo. É perceptível a diferença entre o atual pontífice e os seus antecessores, principalmente Bento XVI, que não ganhou a simpatia dos católicos, diferente do que aconteceu agora./ Mas, o que o torna tão diferente dos demais? É claro que algumas pessoas levaram essa pergunta bem a fundo e acharam aquela que pode ser a resposta para essa questão nas escrituras de Nostradamus e São Malaquias. Papa Francisco poderá ser o último Papa da Igreja Católica antes que aconteça o temido Apocalipse.

As profecias de Nostradamus e São Malaquias

O profeta francês Nostradamus previu que um papa negro assumiria o trono do Vaticano antes que o mundo finalmente chegasse ao fim. A princípio, haverá doenças letais como advertência. Depois, surgirão pragas, e morrerão muitos animais; catástrofes acontecerão, mudanças climáticas e, finalmente, começarão as guerras e invasões do rei negro.

Já São Malaquias disse que o 112º homem a assumir o trono do Vaticano depois de Celestine II, no século XII, seria denominado o Papa antes do fim dos tempos e, nessa época, a cidade das sete colinas será destruída. Em seus manuscritos, ele deu a entender que esse lugar é Roma. Logo, entendemos que seria o fim da Igreja Católica.

Mas o que leva a crer que estamos falando de Papa Francisco?

Apesar de toda a revolução que o atual Papa tem feito, ainda existe o fato de que ele é o 112º homem a assumir o trono do Vaticano, como São Malaquias previu, e esse fato não pode ser deixado de lado. Os numerólogos observaram a data da eleição: 03/03/13, terceiro dia, sendo Jorge Mario Bergoglio eleito na terceira votação do conclave.

Além disso, no dia da primeira votação do conclave, a luz que iluminava a Basílica de São Pedro se apagou repentinamente, cortando toda a claridade do lugar, o que leva a crer que Nostradamus não se referia a um papa de cor negra, mas sim recebido pela escuridão, representada pela falta de energia no local.

Aconteceram outros dois fatos bastante curiosos e que todas as pessoas puderam constatar. O primeiro foi que um raio atingiu a cúpula da Basílica logo depois que o Papa Bento XVI renunciou ao trono do Vaticano. O segundo foi que uma gaivota pousou na chaminé da Capela Sistina um pouco antes de a fumaça branca anunciar a eleição do novo Papa.

Para entender um pouco melhor

O canal History produziu uma matéria sobre o assunto e, no vídeo disponível, é possível entender um pouco melhor toda essa história que, de fato, é muito interessante. Caso você tenha essa curiosidade, pode conferir a produção no clipe abaixo. (Tatiane do Amaral Ribeiro)

Nenhum comentário: