26 de dez de 2014

2015 a vista, se segurem...

 photo _aditotudo.jpg
Correios contra o povo - Uma vergonha pela não entrega de encomendas no Rio.

Como franco atirador, o brasileiro vai em busca da paridade com salários de políticos estaduais, municipais e federais - O salário mínimo do ano que vem será de R$ 790 a partir de janeiro. A Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso aprovou novo valor para 2015, que beneficiará 48 milhões de pessoas que têm renda vinculada ao piso nacional, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Entre eles, mais de 21 milhões de aposentados e pensionistas do INSS que ganham o mínimo. O aumento será de 9,11% sobre R$ 740.

Aí o pobre miserável de labuta diária, ganhando pouco, lê isso: Ministra do STJ recebeu R$ 420 mil líquidos em novembro. Segundo o tribunal, Nancy Andrighi recebeu benefício acumulado entre 1994 e 1997. Remuneração bruta da magistrada, que também é corregedora do CNJ, chegou a R$ 674,9 mil no mês passado. É de dar uma revolta!

Alegrem-se cariocas, estamos conseguindo - Destruição da Mata Atlântica no Rio caiu e está mais perto de zero. Segundo atlas, área protegida por municípios passou de 105 mil hectares para 220 mil. Recursos do ICMS Verde seriam incentivo.

Atestado publico - Quando Dilma avisa que manterá Graça Foster na presidência da Petrobras, mas mudará todo o Conselho de Administração da estatal, passa um atestado publico que os atuais ocupantes não são os ideais. Formam nele a própria Graça, Luciano Coutinho (BNDES), Marcio Zimmermann, Sérgio Franklin Quintella, Miriam Belchior, Jorge Gerdau entre outros. Gerdau já formava no Conselho nos tempos da compra da Pasadena, ao lado de Arthur Sendas, Roger Agnelli e Fábio Barbosa (Abril), só para começo de conversa.

O município de Providence, capital do Estado americano de Rhode Island, entrou na véspera de Natal com um processo contra a Petrobras, sua administração, duas subsidiárias internacionais e 15 bancos envolvidos na emissão e venda de papéis da companhia. A presidente da empresa, Graça Foster, e o diretor financeiro, Almir Barbassa, aparecem como réus, além de outros 11 executivos, de acordo com cópia do processo obtida pelo Estado, que tem 70 páginas e foi elaborado pelo escritório Labaton Sucharow, com sede em Nova York.

Vão lendo...

Beijos, Eu te amo, emoticons e palavrões caíram nos grampos da Lava Jato. Mensagem de texto e ligações telefônicas interceptadas em investigação pela Polícia Federal mostram que o doleiro Alberto Youssef tinha relação próxima com outros suspeitos.

As interceptações telefônicas e de mensagens de celular da Operação Lava Jato deixam evidente o grau de intimidade entre empresários e executivos envolvidos no escândalo de corrupção da Petrobras e o doleiro Alberto Youssef. Os grampos da PF mostram mensagens de carinho, emoticons, felicitações entre os executivos e Youssef. Os diálogos inusitados que aparecem nas escutas mostram ainda xingamentos e palavrões, como os que marcaram uma discussão protagonizada pela contadora Meire Poza e representantes da empresa UTC engenharia.

Em mensagens trocadas em fevereiro deste ano, Alberto Youssef combina com José Ricardo Nogueira Breghirolli, funcionário da OAS, a entrega de R$ 66 mil frutos de pagamento de propina, em Porto Alegre. Segundo as investigações o funcionário era uma espécie de coordenador do pagamento de propina do doleiro. E aí novidades de POA?? (Porto Alegre), escreve Ricardo para Youssef. Calma aí que vamos resolver. Te dou horário mais tarde, responde o doleiro. Ok. É que sou ansioso, mesmo!! kkkk, complementa José Ricardo. Kkkkk, encerra Youssef.

Mensagens interceptadas no dia 6 de março deste ano, também com o doleiro e José Ricardo, mostra os dois coordenando a entrega de R$ 500 mil, também em Porto Alegre, para pessoas envolvidas no esquema. São mensagens carinhosas e até com um toque adolescente. Te confirmo horario correto amanhã, escreveu Youssef. Obrigado, aí te passo os dados, responde Ricardo. Blz. Boa noite bjus, diz Youssef. Bjs, escreve Ricardo.

Em 28 de fevereiro deste ano, uma conversa entre Youssef e o deputado federal Luiz Argôlo (SDD-BA) teve até declaração de amor. Argôlo é apontado como homem que se beneficiou do esquema de Youssef e que recebeu presentes do doleiro como um helicóptero. Você sabe que tenho um carinho por vc e é muito especial, escreveu Argôlo a Youssef. Eu idem, disse o doleiro. Queria ter falado isso ontem. Acabei não falando. Te amo, apontou o deputado federal. Eu amo você também. Muitoooooooooo.

 photo _achaves.jpg


Dize-me com quem andas, e dir-te-ei quem ésNovo ministro de Dilma, filho de Jader Barbalho responde por fraudes. Helder barbalho, novo ministro da pesca: fisgado por improbidade.Convidado para comandar o Ministério da Pesca e Agricultura no governo Dilma II, Hélder Barbalho (PMDB-PA), 35, responde a dois processos na Justiça Federal por improbidade administrativa quando foi prefeito de Ananindeua, perto de Belém. Em uma das ações, o Ministério Público pediu o bloqueio dos seus bens por comprar remédios e contratar serviços para Saúde de empresas fantasmas. A gestão de Hélder Barbalho sumiu com R$ 1,8 milhão destinados a programas de Saúde, diz o MPF. Despesas nunca foram comprovadas.Auditoria do Ministério da Saúde achou fraudes na compra de ambulância. A vencedora, a Planan, é pivô da Operação Sanguessuga.O ex-prefeito é investigado ainda pelo MPF por suposto desvio de R$1 milhão em convênio com Funasa para construir estação de esgoto.Filho de Jader Barbalho, um dos poucos políticos brasileiros algemados pela Polícia Federal, Hélder também é acusado de não recolher INSS. (Claudio Humberto)

 photo animated_photography_15.gif
Dilma: uma presidente que é uma piada de humor negro! Dilma é aquela presidente que não vê o que todos ou quase todos estão vendo.
Uma presidente que pede ajuda aos universitários, no caso o Ministério Público, para nomear ou não um ministro não pode estar falando sério. Fala sério, né?
Os defensores de plantão vão dizer que ela está certíssima, que assim não poderão acusá-la num futuro próximo de ser conivente, ou desleixada, ou omissa em nomear um ministro
sujo. Abre parênteses aqui. Na verdade ela é isso tudo e muito mais. Vão ainda falar que ela nem escolheu no uni-du-ni-tê seus ministros. Mas acho que passou perto.
Com esse ato, Dilma fica transparente como deveria ter sido e como deveria ser o seu governo em seu novo mandato. Transparente para tirar de si uma culpa que cairia sobre a sua cabeça caso o sujeito aparecesse logo ali como mais um envolvido na petrorroubalheira que parece não ter fundo. O MP, por questões de segredo de Justiça, não pode abrir a caixa de Pandora para Dilma. O MP não é conselheiro de presidente. Nunca foi. Se fosse, talvez grande parte dessa roubalheira nem tivesse acontecido. Pode ser que sim, pode ser que não. Não temos como saber. Vai então perguntar pro Lula, vai consultar um pai de santo, vai numa cartomante.E mais grave ainda foi Dilma dizer que só ia perguntar ao MP se existia alguma coisa contra fulano que a impedia de nomeá-lo, mas que ela não ia querer saber mais nada.E também não sei o porquê de tanta preocupação da presidente Dilma com mais esse detalhe de quem ela vai nomear. Até parece né, Dilma, que você se preocupa com alguma coisa. Você nunca sabe, nunca viu e fica cantando de galo (somente para não falar galinha) que vai no seu governo acabar com a corrupção, que vai punir a todos exemplarmente, que vai acontecer. Você já não aconteceu. Fim. Acabou.Você é isso que alguns viram. E você consegue ser também tudo isso que muitos viram. Só que os poucos que viram algo de bom foram suficientes para preservar você no lugar para onde você nunca deveria ter ido. Tudo bem que alguma coisa aqui e ali podemos aproveitar e dizer, tá legal, mas e o resto? O resto que é quase tudo é a fotografia que temos do Brasil. Um país sem rumo certo, uma inflação querendo fugir de qualquer promessa de vocês, a Saúde com uma pneumonia grave, a Educação que parece estar com um ponto final do tipo é isso e podem lamber os beiços, saneamento para os mais pobres melhor nem falar, e uma corrupção sem precedentes, nunca antes vista na história deste país e que a cada dia ganha contornos dramáticos, ganha mais vida ainda tirando vidas ao mesmo tempo em que o dinheiro desviado aqui, ali, acolá, poderia estar sendo investido em benefício do povo.Dilma é aquela presidente que não vê o que todos ou quase todos estão vendo. Dilma não vê, por exemplo, nenhum indício de irregularidades na conduta da atual diretoria da Petrobras. Dilma não vê que já deu. Dilma não enxerga um palmo do seu nariz.Mas é claro, Dilma não acha nada disso. Dilma vai dizer que o país cresceu e que a fome acabou e que ela construiu escolas, creches, inaugurou rodovias, fez hospitais. Dilma é f****. Dilma é dez. (aliás, o Crivella era dez). Então tá, Dilma é mil.Sinceramente, eu só posso lamentar. E é o que infelizmente temos para os próximos quatro anos.Graça Foster: a entrevista do ano.Não cheguei a ver toda a entrevista da presidente Graça Foster, mas o pouco que vi me deixou enjoado, perplexo, enojado de novo, irritado e consciente de que nada vai mudar.É engraçado esse fenômeno que acontece com os presidentes. Lula diz até hoje que o mensalão foi obra do demônio e da oposição. E que nunca existiu, e se existiu ele não sabia. Mas existiu e ele continuou não sabendo. Graça Foster, presidente da Petrobras disse também a mesma coisa. Disse que não foi comunicada de absolutamente nada. É tão engraçado que um presidente não saiba o que está acontecendo sob seus olhos, pés e comando. É surreal acreditar.O que me intriga, contudo é a convicção com que eles falam isso. Ao mesmo tempo em que pode ser para que eles próprios acreditem na mentira e continuem vivendo num conto de fadas, ou se é porque a blindagem deles é tamanha que nunca nenhuma investigação chegará até eles. Como foi com o mensalão, que pelo menos chegou até o Zé Dirceu.Não entendo como a presidente Graça Foster pode ser tão dissimulada de dizer que nunca foi avisada de nada. Que se falou de irregularidades através da troca de e-mails entre Venina Velosa da Fonseca, ex-gerente executiva, e Graça Foster, mas que em nenhum momento Venina foi explícita. Fica tudo muito claro para mim. É só ler de verdade. Mas será que se um presidente recebe informações de que existem irregularidades, ele deduz que não deve ser nada demais? Não existe isso de deduzir. É preciso investigar, querer saber. E acho que Graça não quis nem saber. Uma graça ela, né?E quando Graça engrossa a voz e diz que tem que ser investigada também, isso me causa calafrios. A blindagem dela está totalmente explícita para quem quiser ver. É um podem me investigar que eu não tenho nada a esconder. E talvez não tenha mesmo, mas isso não quer dizer que ela não seja culpada.Não acredito em contos de fada a esta altura da minha vida. E isso que estamos vivendo é uma realidade turva, sombria e detestável.Dentro do possível, Feliz Natal!Salvem as baleias. Não jogue lixo no chão. Não fume em ambientes fechados. (Claudio Schamis)

Nenhum comentário: