21 de nov de 2014

Aumentam rumores de pizzas a caminho...

Os culpados pela derrocada da Petrobrás!...
 photo _abrvexame.jpg
No noticiário que vem dando conta desse desastre nacional, chamado Petrobrás atolada no crime, tem se falado muito pouco sobre quem são os verdadeiros e maiores culpados por todo esse cenário de degradação e de crimes!

Em verdade, nessa imensa cadeia criminosa que tomou conta da maior Empresa-Símbolo Brasileira, os grandes culpados e responsáveis, são, essencialmente, o sr. Luiz Inácio Lulla da Silva e a sra. DIImáh Roussef.

Quando Lulla assumiu o governo, a Petrobrás, apesar das várias tentativas feitas para seu desmonte, pelos antigos tucanos, era ainda uma Empresa sólida, possuidora de alta tecnologia e excelência, com estrutura gerencial de qualidade, com inquestionável credibilidade pelo mundo afora, inclusive servindo de fiadora e de suporte para obtenção de recursos e empréstimos, no Exterior.

Naquele momento, a Empresa tinha elaborado, fixado e considerado como norte a ser perseguido, seu Programa de Investimentos e de Trabalho para os próximos anos. Baseado nas necessidades do País, em parâmetros realistas e adequadamente aceitáveis, em sua capacidade de gestão e de operacionalização, como sempre foi feito e brilhantemente cumprido, em toda a sua existência.

Quando o capo Lulla assumiu, o primeiro ato de sua gestão, em relação à Petrobrás, foi colocar em sua presidência, um sindicalista-PTista reconhecidamente medíocre, que nem fazia parte da Empresa mãe, mas de uma sua subsidiária de mineração e, cuja qualidade, era ostentar a experiência-vivência de político-senador, representando Sergipe!

Começou aí, o debacle da Petrobrás! Esse senhor, praticando uma clara e indiscutível Gestão temerária como fez o seu chefe, colocou no dia seguinte, como seu chefe de Gabinete (!!!!!), um experiente e competente sindicalista-PTista, classificado como desenhista na Empresa, mas que nunca pegou em uma régua T, por ser sindicalista liberado do trabalho, à disposição do sindicato!...

E, aberta a porta, o novo presidente da maior Empresa da América Latina, no rastro do capo-maior, entupiu a mesma, em vários de seus altos postos gerenciais, com experientes e competentes sindicalistas-PTistas, exatamente à imagem e semelhança de seu chefe de gabinete!...

E, seguindo o roteiro do loteamento político por interesses escusos e hoje claramente conhecidos por toda a Nação brasileira, vieram as nomeações de alguns Diretores e Altos Executivos, minuciosamente escolhidos e indicados pelos políticos-caciques de plantão, também à imagem e semelhança de conhecidos criminosos contra a coisa pública! Todos eles, dóceis, submissos e fiéis escudeiros dos desejos de seus chefes!

(Lembram-se que o ex-diretor Ildo Sauer - parece que gente do Bem! - quanto perguntou a alguém em Brasília, o motivo de sua dispensa da Diretoria, recebeu a seguinte resposta: ...oh Ildo: você não colabora em nada!....)

Nesse mar de colaborações, as mais diversas e as mais criminosas possíveis, estava aí, ferida de morte, a excelência e a competência tecnológica e financeira da Empresa! Sob os aplausos e o incentivo do capo maior, sr. Lulla e de sua Ministra das Minas e Energia, sra. DIImáh Roussef!

Como se não bastasse, desmontada a Gestão da Empresa, pela nomeação desses novos Gestores de alta competência (sic!!!), baixou no terreiro a megalomania do sr. Lulla e, na contramão do Programa de Investimentos e de Trabalho que estava em vigor na Empresa, ele, exclusivamente sob seus impulsos de Luiz XIV e de benemérito da corte de políticos que o rodeavam, começou a implantar por esse Brasil afora, Refinarias e mais Refinarias, premium e extra premium, Empreendimentos e mais Empreeendimentos, sem qualquer base em necessidades efetivas do País, como um todo, e sem qualquer estudo sério sobre a capacidade da Empresa e do próprio País, em bancar esses elefantes brancos! E ninguém na Empresa contestou nada!...

Mais uma vez: sr. Lulla e sra. DIImáh, em explícita prática de gestão temerária e irresponsável e os demais Gestores, no mínimo, omissos!

Inclusive, no caso específico da Refinaria Abreu e Lima de Pernambuco, que todos nós sempre denunciamos como claramente superfaturada e com seus custos absurdamente fora da realidade, o próprio Tribunal de Contas da União, constatando essas visíveis irregularidades, ordenou a paralisação das Obras!

Mas, e daí? O sr. Lulla, simplesmente ignorou as ordens do Tribunal de Contas e determinou que as referidas Obras tivessem continuidade! Hoje, a Nação brasileira está sabendo o porquê: iria o sr, Lulla e seu PT interromper ou matar uma de suas mais produtivas galinhas dos ovos de ouro?

Nessa altura, surge um novo presidente na Petrobrás, o também sindicalista-PTista, sr. José S. Gabrielli que, de tantas coisas boas que fez, está agora com um pedido de investigação formal, proposto pela própria Direção da Empresa! E reconhecendo o próprio sr. Gabrielli que, talvez, foi nomeado sem ter tanta experiência gerencial! (sic!). E, paradoxalmente, sendo indicado pela Direção da Petros, por sua larga experiência gerencial, para ser o representante do nosso Fundo de Pensão, no Conselho de Administração do Itausa! Onde continua até hoje, recebendo suas gratificações de milhão como Conselheiro, mesmo depois de ter saído da Empresa e se enfiado nas políticas baianas! Onde, como todos sabem, ocorreram imensos escândalos noticiados por toda a imprensa, envolvendo somas fabulosas de publicidade e patrocínios de shows e festas, principalmente nas cidades governadas por prefeitos PTistas!..

Só mesmo em terras PTistas-sindicais, acontece esse tipo de excrescência!...

Além de negócios mais do que escusos, como a compra da Refinaria de Pasadena!...

Não há, pois, como negar ou não imputar responsabilidades direta, ao sr. Lulla e à sra. DIImáh, nessa hecatombe que hoje tomou conta da Petrobrás! E, em cadeia, seus duvidosos escudeiros colocados à frente da Petrobrás!

Essa rede de irresponsabilidades, de gestão temerária, de conivência com o crime, de incompetência ou, no mínimo, de descuido em relação a gestão de recursos que pertencem ao povo brasileiro e são geridos pela Petrobrás, certamente teve seu nascedouro no capo maior, sr. Lulla, e em sua lugar-tenente, sra. DIImáh. E essa cadeia disseminou-se na Empresa, em todos os seus escalões, lançando seus tentáculos nas mais variadas atividades...

Não se admite, nem pode haver explicações para que esse nível de desvios e de crimes, com bilhões e bilhões que são desviados da Empresa, não tenha sido detectado, percebido ou farejado, pela fabulosa estrutura da Companhia, em suas funções de auditoria, de contabilidade, de contratos, de engenharia, de área jurídica, etc... inclusive, pela Empresa externa responsável pela auditoria e pela aprovação dos Balanços, a PWC que, em todos esses anos em que essa hidra multiplicou suas cabeças, aprovou tudo como estando na mais perfeita ordem! E que agora, está tentando se safar, não querendo aprovar esses Balanços viciados que ela sempre aprovou nos anos anteriores!

Conforme noticiado, foram demitidos 19 altos gerentes da área de Engenharia. É pouco! A presidente, os Diretores, os gerentes das áreas de controle, que não sabiam de nada, não viram nada e não ouviram nada, todos eles, se estivéssemos em um país sério, seriam sumariamente colocados na rua, no mínimo, acusados de omissão.

E, por cima de tudo, vem a sra. presidente Graça Foster, informar ao País que ..irá criar um nova Diretoria de Controle e Auditoria na Empresa, para que se evitem casos como esses de agora..!

Realmente, não somos sérios!!!!! Mais uma Diretoria para os cumpañeros sindicalistas-PTistas, ou para satisfazer a cota de algum político figurão!

O Jornal Valor Econômico numa quarta feira última, estampou uma notícia de arrepiar! Um dia antes da deflagração dessa última etapa da Operação Lava-Jato, onde vários Executivos foram presos, advogados de cinco grandes Empreiteiras envolvidas nessas maracutaias, procuraram a Justiça em Curitiba, com a seguinte proposta: Em troca do esquecimento e da paralisação de tudo, as Empreiteiras entregariam às Autoridades, 1 bilhão e 200 milhões. Seria feito um protocolo de conduta, as Empresas, de agora para frente, só agiriam dentro da Lei e tudo ficava como está!

Certamente, essa foi a maior bola já oferecida por criminosos às autoridades, em troca do esquecimento de seus crimes! Ainda bem ainda que existem homens nesse País! Que puseram os causídicos para correr!...(Deviam tê-los trancafiados, também!).

Hoje, estamos sabendo que existem contratos de bilhões e bilhões, firmados sem qualquer concorrência prévia! Imaginem se isso ocorria no passado, antes da era PTista, antes do sr. Lulla e da sra. DIImáh!

A corrupção e as não-conformidades hoje existentes na Petrobrás, só serão debeladas se houver o afastamento desses gestores que aí estão, começando pela sra. presidente e sua atual Diretoria. A contaminação iniciada pelo sr. Lulla e pela sra. DIImáh, se infiltrou de tal modo, que não serão medidas paliativas ou de enganação, que irão afastar esse vírus ebólico que foi nela injetado! Muito menos uma nova Diretoria!

Há ainda Diretores em exercício, que foram denunciados pelos delatores e que estão sendo investigados pela Justiça, como beneficiários de todo esse esquema de corrupção...

Todos têm o direito à sua defesa. Mas quando vemos esse tipo de Diretor, quando questionado na CPI, dizer que ...nunca se encontrou com o sr. Paulo Costa... e, meia hora depois, dizer que ...teve, sim, 5 reuniões com o mesmo..., somos autorizados a duvidar de qualquer afirmativas dessa turma...

Os grandes feitos de corrupção, sempre começam com os pequeninos deslizes e parcerias indevidas de Gestão! P.ex., o que dizer de Diretores que, por envolvimento, por conivência, por desleixo, por ignorância ou por incompetência, permitem nas Unidades Industriais de sua área, que a designação local de Gestores só seja aprovada depois de passar pelo crivo e pela concordância do Sindicato local? Isso é coisa de uma Gestão Profissional de uma Empresa do tamanho da Petrobrás?

Ou o que dizer de Diretores que, pelos mesmos motivos acima, permitem nas Unidades Industriais de sua área, que Gerentes locais tenham para seu uso pessoal, até quatro viaturas pagas e bancadas pela Empresa? Lembram-se daquele conhecido episódio, lá atrás, protagonizado pelo então Diretor General Barroso que exigia mais um carro com motorista, para uso de sua família e que não foi atendido pela Empresa? E lembram-se que Superintendentes de Órgãos e de Unidades, usavam seu próprio carro para virem trabalhar, ganhado uma pequena gratificação de transporte, que não dava nem para pagar a gasolina?

Que diferença de padrões!... A noção da coisa pública e da coisa privada, nesse emaranhado de exemplos e de sistemas criados e incentivados pelo capo Lulla e pela sra. DIImáh, estão totalmente distorcidos! Perdeu-se a noção do correto e do não-correto, do público e do privado!

Enfim: Lulla, DIImáh e o PT conseguiram finalmente, por sua responsabilidade exclusiva, fazer o que ninguém até hoje tinha conseguido aqui no Brasil, inclusive os tucanos de FHC: destruir a Petrobras, transformando-a em uma triste página policial! (Márcio Dayrell Batitucci)

Nenhum comentário: