30 de out de 2014

Êta lasquêra esse nosso país…

 photo _achega.jpg
Senado vai derrubar decreto dos conselhos, diz Renan. Ele antecipa destino de decreto presidencial que cria conselhos populares: Será derrubado! Essa história da criação dos conselhos é uma coisa conflituosa, não prospera consensualmente no Parlamento, disse o presidente do Senado. PSDB já solicitou urgência de votação para derrubar a matéria.




Ainda bem que ela sabe gerenciar - Inflação descontrolada, juros mais altos do mundo, PIB praticamente zerado, recessão técnica e explosão dos gastos públicos... E Dilma pegando uma praia na Bahia. A inflação está estourando o teto da meta. Ontem a Selic passou para 11,25% mantendo o Brasil como o país com os juros mais altos do mundo. O PIB deve crescer muito perto de zero. E agora mais uma péssima notícia: o Brasil é o país do G-20 com maior gasto público e o que mais vai aumentar suas despesas em 2014.

BC decide aumentar a taxa de juro e prova que Dilma mente de forma acintosa e sem pudor. Sem saída: Durante a campanha eleitoral, Dilma Rousseff, a reeleita, mentiu o tempo todo ao dizer que a inflação está sob controle e que pessimistas são os que falam em crise econômica. Como se os brasileiros já não tivessem sentido no bolso a incompetência de um governo paralisado e corrupto.

Impeachment de Dilma - Cresce nas redes sociais o abaixo assinado coordenado pela ONG Avaaz (opera em 16 línguas e tem mais de 30 milhões de membros espalhados por 194 países) pedindo o impeachment de Dilma Rousseff por conta da delação de Alberto Youssef em Veja: está chegando a dois milhões de adesões. Há 14 pedidos de impeachment de Dilma protocolados na Câmara: no geral, a maioria governista na Casa arquiva todos.

A Luz chegando -  Clique

Acho os preços pouco corretos! - Multas de trânsito vão subir até 900% a partir de sábado. Arriscar-se em ultrapassagens perigosas vai custar mais caro para motoristas que forem flagrados pela fiscalização. Nesta data entra em vigor a lei federal que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Entre as onze mudanças no código, estão as que aumentam a multa para esse tipo de infração e ainda as que endurecem o valor imposto a motoristas que praticam rachas. No caso de ultrapassagens em que se força uma manobra perigosa com veículo vindo em sentido contrário, o valor da penalidade aumenta mil por cento, de R$ 191,54 para R$ 1.915,40. A multa para quem ultrapassar pelo acostamento, hoje de R$ 127,69, passará a R$ 957,70, uma alta de 650%. E as ultrapassagens em local proibido sofrerão reajuste de 500%, indo dos atuais R$ 191,54 para R$ 957,70. A percentagem valerá ainda para infrações como ultrapassagem em subidas, curvas e locais sem visibilidade. Os rachas, se terminarem em acidente com morte, poderão levar o culpado a passar de cinco a dez anos na prisão. Sem vítimas, se a prática for flagrada, pode terminar em pena de três anos de prisão para os motoristas, e em multa mais cara: dos R$ 574,62 atuais, passará para R$ 1.915,40. Caso haja vítimas não fatais, a pena prevista no código modificado é de seis anos de prisão. 

Pato manco - Diz a Folha que Lula quer ter voz ativa no 2º mandato de Dilma e disputará o cargo em 2018. A novidade não é a volta, mas o momento em que ela é vazada. Na hora em que a presidente sofreu uma dura derrota na Câmara com a recusa do projeto dos conselhos populares e no recuo do plebiscito da reforma política. Lula em 2018 agora soa como um freio aos que querem contestar a autoridade de Dilma. E Lula acabou fazendo com Dilma o que ela fez com Mantega. É bom que seja Lula, porque ele será desconstruído. Pode saber, Lula, você vai apanhar como bate. (Equipe do Blog de R.Jefferson)
Crime organizado: o Brasil perdeu essa guerra (?)
O PT venceu, mas agora será naturalmente muito mais fiscalizado e cobrado que antes. Será que vai convencer? Dentre tantos outros desafios (crescimento econômico, redução da desigualdade, diminuição da inflação etc.), o controle do crime organizado (com respeito ao Estado de Direito) deve ser uma prioridade absoluta. Para que o estimado leitor se situe, as organizações criminosas no Brasil se dividiram em três grupos:
1º) o comandado pelos poderes criminais privados(organizações criminosas privadas do tipo PCC, CV, narcotráfico no Rio de Janeiro) ou paraestatais, como são as milícias;
2º) o comandado por políticos ou outros agentes públicos (essa é a criminalidade organizada estatal: os mensalões do PT e do PSDB bem como o caso Rosamary constituem exemplos paradigmáticos) e
3º) o comandado pelos poderes financeiros e econômicos (criminalidade organizada das empresas e dos bancos, sempre atrelados aos políticos - como é o caso, por exemplo, do escândalo da Petrobrás e do cartel do metrô em SP). Não temos aqui a sofisticação do crime organizado mafioso (a máfia siciliana disso constitui um exemplo), que constitui um estado paralelo.
02. Vamos cuidar desde logo do crime organizado privado comandado pelo narcotráfico no RJ. Nos próximos artigos abordarei o crime organizado público (comandado pelos políticos ou pelos agentes econômicos/financeiros). A chocante indagação do título deste artigo foi sugerida no dia 26/9/14, no Rio de Janeiro, na II Conferência Internacional sobre o Crime Organizado (coordenação de Ubirajara Chagas Favilla e Rafael Andreata), por um dos maiores especialistas do país, o juiz Alexandre Abrahão Dias Teixeira.
03. O crime organizado privado corresponde ao que a Polícia Federal (consoante entrevista de Oslain Santana, para oEstadão) chama de grupos agressivos, visto que apelam para ações armadas, como ocorre no Rio [Comando Vermelho] e São Paulo [Primeiro Comando da Capital]. Eles são violentos (possuem inclusive Tribunais internos, que aplicam frequentemente a pena de execução sumária) e contam com apreciável poder econômico. Sua infiltração no aparelho estatal não é tão profunda (O Estado de S. Paulo de 30.12.12, p. A3). O que caracteriza esse primeiro grupo é o comando privado ou paraestatal. Agentes públicos participam (agentes policiais, por exemplo), mas o comando da organização não está nas mãos deles. Estamos nos referindo aqui, portanto, a um tipo de crime organizado sem grandes infiltrações nas fileiras do Estado.
04. O diagnóstico flamante do juiz Alexandre Abrahão Dias Teixeira, sobre o crime organizado privado no Rio de Janeiro (que ele conhece como ninguém), é o seguinte:
(a) trata-se de uma guerra perdida; o poder público fracassou; a repressão, por si só, perdeu a batalha. O traficante vende cocaína e nós (sociedade civil e política) vendemos para o povo o entorpecente legislativo [populista]; acreditamos ingenuamente que a lei resolve o problema [de 1940 a 2014 foram 155 reformas na legislação penal brasileira; nenhum crime jamais diminuiu, em médio prazo]; a lei está distante da realidade (o promotor Marcos Kac, outro conferencista, ratificou essa linha de raciocínio); as pessoas não acreditam no sistema jurídico; ninguém se entende no momento de prevenir e reprimir o crime; o agente público está desmoralizado; o crime organizado é o nosso EI (Estado Islâmico radical);
(b) na sua exposição o juiz invocou a emblemática frase do famoso criminoso William Silva Lima, O professor, que no livro Comando Vermelho, de Carlos Amorim, declarou: Conseguimos [nós do crime organizado privado] aquilo que a guerrilha não conseguiu: o apoio da população carente. Vou aos morros e vejo crianças com disposição, fumando e vendendo baseado. Futuramente, elas serão três milhões de adolescentes que matarão vocês - a polícia - nas esquinas. Já pensou o que serão três milhões de adolescentes e dez milhões de desempregados com armas na mão? [O Brasil realmente tem hoje mais de 3,5 milhões de crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos fora da escola. Destes, metade corresponde a jovens de 15 a 17 anos. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2011 e mostram uma queda em relação à pesquisa anterior, de 2009, quando foram registrados 3,7 milhões de crianças e adolescentes fora da escola].
(c) no Rio de Janeiro o Bope troca tiros todos os dias; cada PM carrega 28k em equipamentos (é nítida a dificuldade operacional); os criminosos, por seu turno, navegam sobre a leveza; são madeireiros: pulam de uma casa para outra, porque centenas delas estão ligadas por madeiras; quando correm sobre as tábuas vão derrubando algumas delas (tirando a possibilidade de uma perseguição por esses inusitados caminhos); cada arma especial da PM custa de 30 a 60 mil reais (esse dinheiro poderia ser utilizado de forma melhor em educação); estamos perdendo tempo com nossas vaidades;
(d) várias casas nas favelas estão unidas por túneis (como na Faixa de Gaza); servem de esconderijo e também para as fugas (são centenas de buracos por debaixo das casas); é impossível expedir um mandado de busca e apreensão com um só endereço (mirando uma só casa); as casas estão interligadas por meio dos túneis; toda estrutura de guerrilha está presente nesses locais;
(e) nos livros e nas faculdades fala-se em Caio, Mévio e Tício. Isso não tem nada a ver com a realidade; várias comunidades hoje vivem da criminalidade ou sob o império dela; os caminhões de gás, cerveja, ar condicionado etc. Não entram em alguns lugares, salvo se pagarem pedágio; muitas comunidades fazem gato (subtração de sinal) na internet, na telefonia, na luz etc.; são estados paralelos;
(f) o tráfico é glamour (muitos jovens e também moças se exibem em fotos portando fuzis); as armas e o dinheiro empoderam essas pessoas;
(g) são incontáveis as mortes de PMs; outros são presos e muitos ficam paraplégicos; 70% saem estressados para a rua; vários se suicidam e centenas são dependentes de drogas;
(h) os agentes infiltrados não possuem garantias; ninguém vai querer ser agente infiltrado. Com a atual estrutura, a chance de a lei nova sobre o crime organizado deter a criminalidade é bastante reduzida.
05. Conhecer a realidade, sobretudo quando totalmente preocupante, faz com que despertemos nossa consciência. Só a partir disso é que tomamos conhecimento de algo bem diferente do que sonhávamos ou imaginávamos. Muitos ainda sonham que o controle do crime organizado deve ser feito por meio da violência. Nada mais equivocado. É pela inteligência e pela prevenção que isso se torna possível (aniquilando-se o poder econômico do grupo). Quando dormimos não controlamos nossos sonhos. Quando estamos acordados o normal é pensarmos que somos livres para eleger os caminhos adequados. Ocorre que também esses caminhos podem ser equivocados. Demoramos, muitas vezes, para perceber que, na verdade, não estávamos acordados, sim, continuávamos dormindo, ainda que de maneira diferente, por força de uma ilusão. (Luiz Flávio Gomes, jurista e professor)

TCU investiga Petrobras - Aroldo Cedraz assumirá TCU com colegas preocupados. Negócios da Petrobras, sob investigação do Tribunal de Contas da União, serão analisados durante a gestão do futuro presidente do TCU, ministro Aroldo Cedraz, a partir de dezembro. Vários ministros do TCU andam preocupados com as atividades de um filho advogado de Cedraz, Tiago, que atuou na venda de uma refinaria da Petrobras para empresário argentino por uma taxa de sucesso de US$ 10 milhões. Tiago Cedraz admitiu ao jornal O Globo, há um ano, defender cerca de 150 processos no TCU, e garantiu que seu pai se daria por impedido. Aroldo Cedraz entregou ao TCU uma lista de advogados, incluindo o filho Tiago, cujos processos se considera impedido de examinar. A atuação do filho, apesar do impedimento de Cedraz, constrange até os ministros que têm o futuro presidente no TCU em alta conta. (Cláudio Humberto)

Pouco importa à quadrilha palaciana que a Câmara de Deputados tenha rechaçado o projeto da presidAnta, aquele de criar os tais conselhos populares que tirariam do Legislativo o seu poder de legislar. Se, por um lado, não progride o plano de transformar o Brasil numa Cuba continental, a bandidagem política tenta por outro caminho, que é o atual passo em que estão: trazer políticos venezuelanos, sabujos do ditador, para ensinar práticas socialistas aos enganados do MST. Após texto, veja o vídeo que comprova o que segue escrito acima. Não é necessário dizer para onde este País está caminhando, e a comprovação está aí. (AC) 

Grupo enviado por Maduro ao Brasil dá aulas de socialismo ao MST: foram primeiro a SP e PR. 

Veja o que este blog encontrou num dos sites do governo da Venezuela. É o site do Ministério do Poder Popular Para as Comunas e Movimentos Sociais. Aqui

Vamos traduzir: enviaram para o Brasil um grupo socialista-bolivariano, um dos orgulhos do presidente Maduro, que vai firmar acordos com os nossos Sem Terra. Os bolivarianos estão percorrendo o Brasil e em dois dias terão estado em São Paulo e Paraná.

Para Dilma tudo bem que tenha perdido no Congresso da lorota dos conselhos populares. Quem precisa deles oficialmente? Já acontecem diariamente, com passagens pagas por Maduro. Veja o que o site venezuelano diz: No âmbito da visita ao Brasil do vice-presidente de Desenvolvimento de Socialismo Territorial, Elias Jaua, foram assinados uma série de acordos na terça-feira, nas áreas de treinamento e desenvolvimento de comunidade, entre a produtividade do governo bolivariano e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra Terra do Brasil (MST), em Guararema, estado de São Paulo.

O Ministro de Comunidades e Movimentos Sociais disse que os acordos visam aumentar a capacidade de compartilhamento de experiências de formação para fortalecer o que é essencial para uma revolução socialista, o que é treinamento, conscientização e organização do povo para defender o que foi alcançado e avançar na construção de uma sociedade socialista.

O MST é uma organização fundada em meados dos anos 80 que surgiu entre os setores rurais do Brasil para lutar pela reforma agrária e promover o desenvolvimento sustentável e coletivo no campo brasileiro.

Espera-se também que nesta quarta-feira (29) visita à cidade de Curitiba seja realizado acordo para uma consultoria com o prefeito, pois, segundo Elias Jaua a cidade é modelo na gestão local.

Conheça os atributos do ministério aqui. (Claudio Tognolli) 

Firman Brasil y Venezuela acuerdos en economía comunal

Laurel and Hardy (br: O Gordo e o Magro; pt: O Bucha e Estica) foi uma famosa dupla de comediantes e uma das equipes cômicas mais populares do cinema dos Estados Unidos, em atividade desde o cinema mudo até meados da Era de Ouro de Hollywood. Composta por um magro, o inglês Stan Laurel (1890-1965) e um gordo, o americano Oliver Hardy (1892-1957), a dupla tornou-se conhecida durante as décadas de 1920 e 1930 pelo seu trabalho em filmes de comédia e também apareceram em apresentações teatrais na América e na Europa.

Nenhum comentário: