31 de out de 2014

Dia das Bruxas, você conhece alguma?....

 photo _ahaloween.jpg
Com dívidas milionárias, candidatos aliados pedem socorro à equipe de Dilma. PSDB pede auditoria de apuração dos votos da eleição presidencial no TSE.

Beltrame permanecerá na Segurança do Rio.

Suíça deve entregar ao juiz da Lava Jato as contas de 25 políticos que levaram milhões de Costa e Youssef.

Amazônia já está entrando em pane, afirma cientista. Floresta afeta clima em todo o continente Internacional. Um levantamento de mais de 200 estudos já publicados sobre o clima na Amazônia realizado a pedido da ONG Articulación Regional Amazónica (ARA) foi apresentado nesta quinta-feira em São Paulo com um diagnóstico trágico: as mudanças climáticas já estão operando na Amazônia. Em 40 anos, Amazônia acumula 762 mil km² de desmatamento. Com isso, aumenta problemas com a falta d'água e mais de oito estados pela estiagem.

O nosso Rio continua lindo no foguetório e mortos.

A PRE-RJ (Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro) processou dois bispos da Iurd (Igreja Universal do Reino de Deus) e um pastor da Igreja Mundial do Poder de Deus por pedirem votos em cultos. As ações da procuradoria, motivadas por suposto abuso de poder econômico, também envolvem um deputado federal reeleito e um deputado estadual eleito nestas eleições. Os cinco são suspeitos de desvirtuarem o uso de templos, locais onde a legislação veda atividades de campanha eleitoral. Os reús das ações são o deputado federal reeleito Francisco Floriano (PR), o deputado estadual eleito Milton Rangel (PSD), os bispos Daniel Santos e Junior Reis, da Iurd, e o pastor Leonardo Carlos Machado, da Mundial.

Grande alarde e um retorno tão pouco? Réus da operação Lava-Jato devem devolver R$ 175 milhões. Doleiro Alberto Youssef devolverá R$ 55 milhões até o fim dos processos abertos contra ele. Fornecedores da Petrobras deram R$ 206 milhões a firmas de doleiro. Dinheiro teria sido distribuído a integrantes do esquema de corrupção.

Israel fecha Esplanada das Mesquitas pela 1ª vez em 40 anos. Medida foi adotada após a tentativa de assassinato do líder de uma organização ultranacionalista que promove a colonização de Jerusalém.
Começou a temporada de derrotas.
Em quatro dias de comemorações pela reeleição, quantas derrotas sofreu a presidente Dilma? Não vai haver plebiscito a respeito da reforma política, como ela propôs. Talvez nem reforma política, ao menos pelo atual Congresso. Com o futuro será pior, dado o aumento numérico e potencial dos que a ela se opõem. Enquanto isso a Câmara derrotou o projeto dos conselhos populares, enquanto as bancadas do PMDB, atuais e futuras, trabalham para fazer de Eduardo Cunha o novo presidente da casa. Ele e Dilma são mais do que antagonistas, pois inimigos.
Vai ficando claro o preço da diminuta vantagem eleitoral que a presidente alcançou sobre Aécio Neves. No Senado, Renan Calheiros liderou a rejeição ao plebiscito e o candidato derrotado à vice-presidência da República, Aloísio Nunes Ferreira, demonstrou que a luta contra o governo será sem quartel. A contundência de seu pronunciamento contra a presidente evidencia o que acontecerá na próxima Legislatura, com o PSDB reforçado.
Em suma, Dilma prometeu mudanças no segundo mandato, que começam contra ela. No palácio do Planalto imagina-se a réplica começando com a composição do novo governo, em novembro. Não é o caso de a presidente não deixar pedra sobre pedra no ministério atual, mas passa perto. Poucos ministros continuarão, ainda que se admita a mesma distribuição fisiológica de algumas pastas pelos partidos de aluguel que integram a base oficial.
Quanto ao PMDB, parece difícil vingar a proposta do vice-presidente Michel Temer em favor de o novo presidente da Câmara ser do PT. Seria um artifício para evitar a eleição de Eduardo Cunha, só que as oposições mostram-se dispostas a apoiá-lo, se for para infringir mais uma derrota a Dilma.
Em suma, o período posterior à eleição presidencial começa mal para o governo. Ignora-se a postura do ex-presidente Lula.Se ficar recolhido em São Paulo, estará alforriando o novo período da sucessora, deixando-a livre, mas as consequências da independência ainda surgem nebulosas. (Carlos Chagas) 

Dilma discursando na inauguração do porto de Mariel, em Cuba.
Observe, no seu curto discurso, o quanto do dinheiro que pagamos de impostos foi usado nas diversas obras do porto cubano, tais como acesso rodoviário e ferroviário, dragagem para receber navios de até 18 metros de calado, e por aí vai, tudo bem explicadinho pela presidAnta.

O Fim da Propriedade Privada - E só ir lá no TSE e conferir! Agora é oficial: Dilma planeja o fim da propriedade privada e registra no TSE. Não podemos deixar isso acontecer! Consta do Plano de Governo de Dilma Rousseff (PT), registrado hoje no TSE, uma meta que, na prática, acaba com a propriedade urbana ou rural. O dono do imóvel não poderá pedir reintegração de posse, caso ela seja invadida. Pelo Plano de Governo de Dilma Rousseff o proprietário terá que enfrentar uma audiência pública, da qual participarão os movimentos sociais para analisar os direitos humanos envolvidos. O juiz ficará sujeito à decisão dessa audiência. É fácil imaginar como crescerão o número de invasões e a desordem no campo e nas cidades! Por exemplo: Se você tem um apartamento e ele estiver desocupado, pois está em processo de aluguel, e o mesmo sendo invadido, você não terá mais direito a ele, se os movimentos sociais assim decidirem. É o fim da propriedade privada no Brasil. E a coletivização do País. 

A mídia está proibida de divulgar o que o Foro SP, fundado por Lula e Fidel, vem implantando na América Latina. PNDH-3 - O golpe comunista em prática - No momento em que se elimina a liberdade de imprensa estaremos efetivamente no início de uma ditadura. É um decreto preparatório para um regime ditatorial, Ives Gandra Martins.

Vale a pena ver esta tabela - O quadro a seguir ajuda a explicar não apenas os baixos índices de desemprego no Nordeste ( pois os beneficiários se eximem de procurar emprego oficialmente e não se contabilizam, portanto, como desempregados), mas também, por extensão, a esmagadora preferência pelo PT na região...

Percentual da população de Estados do Nordeste que recebe Bolsa Família: Maranhão: 50% (metade das famílias, quase toda a população!), Piaui, Alagoas, Ceará, Paraíba entre 48 e 43% e assim por diante.
 photo _atabelabfamilia.jpg 

Nenhum comentário: