22 de out de 2014

Continuam os mesmos…

Razões para votar no 45…. 

Dilma limitou a PF esta semana. 

Assumindo o poder de indicar o Diretor-Geral da Polícia Federal, Dilma transforma o órgão de Estado em órgão do governo. Assim, basta mudar o Diretor, caso este esteja se aproximando da quadrilha, removendo o delegado honesto e pondo, em seu lugar, um corrupto, e a corja permanece livre para dar continuidade ao saque monumental que vem sendo praticado há anos, levando o Brasil a um abismo do qual dificilmente poderá sair.

O Congresso não pode deixar passar esse golpe, e, quanto a nós, cabe manifestarmo-nos contra, votando no site do Senado. 

Peço que todos tomem conhecimento deste fato ocorrido em Brasília, esta semana, coisa que pouquíssimos brasileiros sabem, porque a maioria do povo tem preguiça de se informar. Esta semana, dia 13 de outubro de 2014, na calada da noite, a Presidente Dilma emitiu uma Medica Provisória, a MP 657/14, que determina que a partir de agora o delegado da Polícia Federal deve ser indicado pelo Presidente da República. Isto quer dizer que ele ficará totalmente sob o controle do Palácio do Planalto. Certamente esta medida de urgência, em véspera de eleição, tem o objetivo de controlar as investigações sobre a corrupção.

Detalhe: Isto não é mais um dos boatos da internet, já que tem muita gente inventando coisas para denegrir a imagem tanto de um candidato como do outro. É verdade e qualquer um pode entrar agora mesmo no site do Senado e vai ver que esta medida está lá para aprovação. Espero que o Senado não aprove, embora o governo tenha maioria lá.

Você deve entrar lá no site e dar o seu voto contra este absurdo. 

Só para que você tenha uma ideia do quanto quase ninguém está sabendo disto, até agora, a hora que eu votei, dia 16/10/2014, às 21:40h, apenas 6758 pessoas votaram, o que não significa nada para um país de quase 200 milhões de habitantes.

Destes votos, 1.974 a favor (com certeza gente do PT) e 4.784 contra. A maioria está contra./ Peço para que você entre lá agora e veja na íntegra, com seus próprios olhos, o absurdo da MP que está lá, assinado por ela. Ninguém está inventando nada.

Peço também que compartilhe e passe isto em frente porque todo o Brasil precisa tomar conhecimento.

Detalhe: Para votar você precisa se cadastrar no Senado, mas é um cadastro simples e rapidinho. Eu já sou cadastrado lá há muito tempo, assim como na Câmara, porque tenho o hábito de visitar, sempre, os sites de ambos para investigar, acompanhar, estudar e verificar o que faz cada deputado e senador, exercendo a minha cidadania com responsabilidade, ao contrário de muito babaca que se acha bem informado, não sabe de nada, mas se acha no direito de dizer que os outros é que são desinformados.

Opine clicando no site site

Uma tremenda molecagem! 

Em sua coluna de hoje (20-10-2014), o jornalista Ricardo Noblat definiu Lula como um moleque de rua. Na verdade, um sujeito com duas caras, dependendo da conveniência. Mas a cara mais verdadeira é mesmo a do moleque. 

Qual Lula é o verdadeiro? O bem educado que aparece no programa de propaganda eleitoral de Dilma na televisão, defende os 12 anos de governos do PT e, ao cabo, sorridente, pede votos para reeleger sua sucessora?

Ou o moleque de rua que pontifica em comícios país a fora, sugerindo, sem ter coragem de afirmar diretamente, que Aécio é capaz, sim, de dirigir embriagado, agredir mulheres e se drogar?

O segundo é o mais próximo do verdadeiro Lula. Digo por que o conheço desde quando era líder sindical. Lula é uma metamorfose ambulante. Não foi ninguém quem o disse, foi ele quem se rotulou assim. 

A esquerda tudo perdoaria a Lula desde que chegasse ao poder. Chegou, cavalgando-o. Uma vez lá, se corrompeu. Quanto a ele… Não sabia de nada. Nunca soube. 

Justiça seja feita a Lula: por desconhecimento de causa e preguiça, ele jamais compartilhou as ideias da esquerda. Assim como ela se aproveitou dele, Lula se aproveitou dela. Um casamento não por amor, mas por interesse. 

E Lula é uma pessoa movida apenas por interesses, jamais por princípios e valores. Mente de forma compulsiva, por hábito, por prazer, por falta de escrúpulos. E como Noblat diz, não vamos colocar a culpa em sua infância pobre, pois não há essa ligação direta. Muita gente que veio da pobreza tem caráter, aquilo que falta ao ex-presidente.

Noblat aponta, ainda, o cinismo de alguém que chora no velório de D. Ruth Cardoso enquanto sua ministra Dilma preparava um dossiê contra ela para atingir o adversário tucano. Ou de alguém que diz não tolerar a agressividade, enquanto já xingou presidentes antecessores de tudo que é coisa. 

Como Lula, existem vários Brasil afora. Gente que só pensa em se dar bem, custe o que custar. Gente preguiçosa, que não gosta de trabalhar, de se instruir, mas que quer moleza com muita malandragem. Gente disposta a tudo para ter riqueza e poder. Gente manipuladora e mentirosa, capaz de inventar as maiores baixarias contra o adversário político para se perpetuar no poder.

O grande problema não é existir alguém como Lula. Isso, infelizmente, é inevitável. O maior problema é alguém como ele ter chegado ao Planalto, tido dois mandatos seguidos, e ainda colocado seu poste lá depois. O maior problema é alguém com esse perfil de moleque de rua ser visto como um herói por muitos ignorantes, e ser bajulado por muitos da elite também. 

Isso diz muito sobre nossos valores coletivos, sobre a moral - ou falta dela - disseminada em nosso país. Praticamente metade do povo adora um Macunaíma, um herói sem caráter. Os artistas e intelectuais, como Marilena Chaui e Chico Buarque, sempre lutaram para colocar um crápula no panteão dos deuses. Enaltecem o que há de pior, pois não suportam as virtudes dos virtuosos.

Mas, para desespero dessa gente, eles existem. E em quantidade cada vez maior. Gente honesta e trabalhadora da classe média, acusada de fascista por Marilena Chaui, que não aguenta mais ver tanta mentira, tanta podridão, tanta baixaria. Gente que vai, no domingo que vem, dar um basta a essa porcaria toda espalhada pelo PT de Lula e Dilma.

Mais uma da corja petista. 

É assim que funciona o governo quando nas mãos de uma quadrilha organizada: transformam as instituições públicas, como Banco do Brasil e o BNDES, em quintal para exercitarem ações entre amigos (comparsas).

Vá ao banco estatal para pedir uma merreca emprestada, estando com o nome no SPC, e veja o que acontece. 

Dia 26, domingo próximo, é o dia da libertação. Fora PT!! Fora Corja Maldita! (AC) 

BB dribla regra ao emprestar para amiga de chefe do banco.

O Banco do Brasil concedeu empréstimo de R$ 2,7 milhões à apresentadora de TV Val Marchiori, a partir de uma linha subsidiada pelo BNDES, contrariando normas internas das duas instituições.

Marchiori tinha restrição de crédito por não ter pago empréstimo anterior ao BB e também não apresentava capacidade financeira para obter o financiamento, segundo documentos internos do BB obtidos pela Folha.

A empresa pela qual Marchiori tomou o crédito, a Torke Empreendimentos, apresentou como comprovação de receita a pensão alimentícia de seus dois filhos menores de idade. O financiamento, repassado pelo BB a partir de uma linha do BNDES com juros de 4% ao ano - mais baixos que a inflação -, foi usado na compra de caminhões.
   photo _aaldemirbendine_valmarchiori.jpg 
O presidente do Banco do Brasil Aldemir Bendine e a socialite Val Marchiori

A Torke não tinha experiência na área de transportes e a atuação da empresa até então estava relacionada à carreira de Marchiori na TV.

Na condição de administradora com poderes plenos na empresa, Marchiori tinha dívidas antigas com o BB que representavam impedimento para o novo empréstimo. Por isso, foi feita uma operação customizada, ou seja, sob medida para Marchiori, para liberar os recursos.

Val Marchiori é amiga do presidente do BB, Aldemir Bendine. A apresentadora esteve com ele em duas missões oficiais do banco, uma na Argentina e outra no Rio. Em entrevista à Folha, o ex-motorista do BB Sebastião Ferreira da Silva disse que a buscava em diversos locais de São Paulo a pedido de Bendine. Fui buscar muitas vezes a Val Marchiori, disse ele.

Segue mais abaixo...

   photo _aopertaccedilaocomum.jpg 
Bendine nega qualquer participação na concessão do empréstimo. Ele reconhece que ficou hospedado no mesmo hotel que Marchiori nas duas ocasiões, mas diz que a estadia dela não tinha relação com as missões do banco, que foram coincidências.

Oito dias antes de o BB começar a analisar a operação para a Torke, Marchiori enviou e-mail a Bendine, ao qual a Folha teve acesso, com perguntas sobre outro financiamento do banco, para empresa do marido da apresentadora, Evaldo Ulinski.

O papel dos bancos públicos virou tema de debate entre os candidatos a presidente Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). Aécio acusa o governo do PT de usar o BNDES para financiar empresas aliadas. Dilma defende o banco, dizendo que 84% dos investimentos da indústria passam pelo BNDES.

A Torke tomou o empréstimo para, imediatamente, sublocar os caminhões para a Veloz Empreendimentos, que é do irmão da apresentadora, Adelino Marchiori.

Uma cláusula da linha Finame/BNDES, de onde saíram os recursos, impede cessão ou transferência dos direitos e obrigações do crédito sem a autorização do BNDES. A praxe do banco é financiar a atividade-fim do tomador do crédito.

Na análise de risco, o BB apontou que Marchiori não tinha como comprovar receita compatível com o empréstimo, que tem prazo de pagamento de cinco anos. No item garantias mínimas para o financiamento, o banco diz: Coobrigação obrigatória da administradora Valdirene Aparecida Marchiori, ainda que sem recursos computáveis compatíveis.

Segundo a análise de crédito, os fiadores da operação, o irmão e a cunhada de Marchiori, donos da Veloz, também não apresentavam recursos para garantir a operação. Assim, o BB dispensou a comprovação de capacidade de pagamento da tomadora do crédito e dos fiadores. (Leonardo Souza, Folha)

Nenhum comentário: