11 de ago de 2014

Num dia, visitei obras federais, volto hoje....

 photo _acontadora.jpg
1. Hoje tem Aécio no Jornal Nacional. 

2. Focus corta projeção do PIB pela 11ª semana seguida, para alta de 0,81% em 2014. Focus corta projeção do PIB pela 11ª semana seguida, para alta de 0,81% em 2014. (InfoMoney) 

3. Itamaraty, não falem mal! Cartilha do Itamaraty a viajantes tem dicas polêmicas. Site do ministério ignora violência no México e Moçambique e é criticado por ativistas por dicas sobre comportamento de mulheres e gays. Veja as dicas curiosas do Itamaraty a viajantes aqui.

4. Então não existem maracutaias e peleguismo! - Dilma diz que Petrobras está sendo alvo de factoides políticos. Para a presidente, é perigoso misturar eleição e a gestão da empresa. Denúncias e provas da Lava Jato derrubam factóides políticos contra a Petrobras alegados por Dilma. 

5. Infraestrutura e logística dos (des)governos - Má gestão em hospitais leva à falta de medicamentos. Em 53% de 116 hospitais auditados, há falhas no controle de remédios, o que põe vidas em risco. Governo descobre fraudes com remédios em 23 capitais. 

6. Racionamento de água afeta 2,1 mi em SP. População atingida enfrenta interrupções diárias que duram de 4 horas a 2 dias seguidos. Cidades multam em até R$ 5.000 quem desperdiça água e dão rifa à poupadores de água. Ação de São Paulo já prejudica três usinas do Paraíba do Sul. Em documento, ONS alerta que medida levaria a esgotamento completo’em Paraibuna, Santa Branca e Funil. 

7. Gráfica fechada pelo TRE presta serviços para governo do RJ - High Level Signs foi fechada na última sexta-feira, por supostamente produzir material irregular para a campanha da coligação do candidato ao governo Luiz Fernando Pezão. 

8. Aloprados fazem o diabo – “...O hábito de enviar mensagens por meio de robôs com ataques a jornalistas independentes, e invadir sites ou usar os que são abertos, como o Wikipedia, para denegrir a imagem dos que consideram seus inimigos políticos, é um expediente comum dos militantes petistas aloprados..." (Merval Pereira)

9. Diretor da Petrobras, José Eduardo Dutra: Atiram em Graça para atingir Dilma

10. Contadora de Youssef, Meire Bomfim Poza, do doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato será convocada por CPI. Talvez na quarta-feira. Ela afirmou à Polícia Federal que o deputado federal Luiz Argôlo (SDD-BA) é sócio informal de Youssef na empreiteira Malga Engenharia, segundo revela o jornal Folha de S.Paulo. Empresas investigadas doam R$ 24,3 milhões a candidatos. Operação Lava Jato investiga construtoras. Deputado governista Marco Maia já é candidato a presidente da Câmara. 

11. Missão de Paz não é prioridade desde 2009. Brasil está inadimplente há 5 anos com parcelas. E não me venham com chorumelas! 

12. Blindagem e Segurança são mitos! - Os mais de 3 mil quilômetros entre o presídio federal de segurança máxima de Porto Velho, em Rondônia, e o Rio de Janeiro não foram suficientes para evitar que os dois principais chefes da maior milícia do Rio continuassem em contato com a quadrilha integrada por ambos. Cartas escritas pelos ex-PMs Ricardo Teixeira da Cruz, o Batman - número um da milícia - e Toni Ângelo de Souza Aguiar, o Toni ou Erótico, apontado como o segundo na hierarquia, foram apreendidas pela polícia com Marcos José de Lima Gomes, o Gão, preso na última terça-feira em Cosmos, na Zona Oeste do Rio, acusado de chefiar atualmente o bando. (Extra) 

13. Parcialidade, partidarismo e desequilíbrio editorial; tudo somado, o Jornal Nacional, principal veículo informativo da Rede Globo, exibiu de 1º de janeiro a 9 de agosto deste ano nada menos que 1 hora e 22 minutos de reportagens contrárias ao governo da presidente Dilma Rousseff; matérias consideradas favoráveis somaram, enquanto isso, 3 minutos; um placar, em minutos, de 82 a 3, goleada que faz fichinha da aplicada pela Alemanha sobre o Brasil na Copa; cálculo foi feito por pesquisadores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro; presidenciáveis Aécio Neves, com 7min42s de manchetes a favor e 5min35s contra, e Eduardo Campos, com 30min de noticiário considerado neutro, tiveram outro tratamento; manchetes desfavoráveis ao governo também foram esmagadora maioria na soma dos títulos de primeiras páginas dos jornais Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo. Mas Alerta minha gente, olhe aí o que veiculam.... Dilma capitaliza com insatisfação e cresce com aumento de brancos e nulos.


Butterfly GIF photo Qsgo0.gif

• Sobel: Netanyahu faz mal para Israel - Rabino Henry Sobel critica a posição do primeiro-ministro Binyamin Netanyahu no conflito em Gaza e diz não concordar em assistir passivamente a morte dos civis: É preciso negociar, negociar. Uma criança não é palestina ou israelense. Uma criança é uma criança; coordenador-geral da Rede Nossa São Paulo, Oded Grajew também cobra responsabilidade de Israel no massacre. 

• EUA confirmam que estão armando curdos no Iraque. Rebeldes decapitam e crucificam oponentes. Novo premiê pede união contra ofensiva. 

• OMS enfrenta dilema ético sobre quem vai receber novo tratamento para ebola Quadro mostra goleada do ebola no governo. Em encontro nesta segunda-feira, em Genebra, para discutir se é certo usar remédios que nunca foram testados em humanos - e, neste caso, quem deve receber o medicamento, já que a oferta é limitada. Profissionais discutem liberação de droga que está sendo usada em americanos. Hospital de Londres prepara unidade super-isolada para tratar pacientes de ebola. Sistema de saúde da Libéria está desmoronando, diz MSF. Descobridor do vírus critica OMS por resposta lenta. Governo da Nigéria confirma dez casos de ebola em sua maior cidade. OMS enfrenta dilema ético sobre tratamento. Londres prepara hospital com sala isolada para vítimas. 

• Grupo radical decapita e crucifica oponentes na Síria. Combatentes curdos em comboio com caixões de outros combatentes mortos em confrontos com o Estado Islâmico na cidade iraquiana de Rabia, na fronteira do Iraque. O Estado Islâmico esmagou um foco de resistência a seu controle no leste da Síria, crucificando duas pessoas e executando outras 23 nos últimos cinco dias; ala dissidente da Al Qaeda, o grupo, que também está fazendo rápidos avanços no Iraque, está apertando o cerco na Síria, país no qual agora controlam cerca de um terço do território.
No combate à corrupção, a chave da participação.
Sem necessariamente seguir a ordem apresentada a seguir, a indignação nacional diante dos sucessivos governos que nos vem assolando envolve a violência urbana e rural, a má prestação de serviços públicos de saúde, educação e transporte de massa, mais a corrupção generalizada que a todos envergonha. A grosso modo constituem os cinco dedos de uma mão.
Agora que na teoria iniciou-se a campanha eleitoral, a hora é de cobrar de cada um dos principais candidatos presidenciais o que fizeram e o que pretendem fazer em cada setor. Não vale dizer, como tem dito Dilma, Aécio e Eduardo, que dedicarão o máximo de seus esforços a desmantelar o crime organizado e o desorganizado, através da melhoria do aparelho policial e de serviços públicos eficientes. É preciso muito mais para devolver ao cidadão comum a garantia de transitar pela rua, a casa e o emprego sem ser assassinado, estuprado ou sequestrado. Construir muito mais cadeias é imperativo categórico, assim como aumentar o policiamento nas ruas, mas só isso não basta. Devem devolver à sociedade, através de plebiscito ou referendo a discussão sobre a pena de morte para autores de crimes hediondos, a prisão perpétua e o confinamento. A extinção de dezenas de recursos hoje em vigência no Direito Processual beneficiando animais. Discutir, também, em casos especiais, a inclusão de menores com mais de 14 anos.
Frente à falência dos serviços públicos, o começo passa inequivocamente pelo combate à corrupção, desde as altas esferas da administração pública e de seus parceiros na atividade privada. Por que não retomar a empreitada de décadas atrás, pela criação de empresas públicas de transporte de passageiros, a começar pela estatização dos trens metropolitanos, de modo a baratear as tarifas e até torná-las gratuitas para estudantes e demais necessitados? Além da imprescindível recuperação e ampliação das ferrovias, enquadrando a aviação civil por meio da livre competição? Mais médicos, cubanos ou não, enfermeiras, professores e auxiliares de ensino correriam aos montes aos chamados de um governo suficientemente corajoso para bancar concursos, bons salários e acima de tudo imaginação e coragem para encontrar recursos onde eles existem, ou seja, no pantanal da corrupção desenfreada que faz a glória da parte podre do empresariado nacional e estrangeiro aqui estabelecidos. Não se cometerá a injustiça de condenar toda a atividade comercial, industrial e de serviços como empenhados na sanha de enriquecer as custa dos cofres públicos e do interesse nacional, mas a promessa de algumas pauladas no lombo dos já conhecidos amigos do Ali Babá teria o condão de despertar o país para o candidato que melhor apontasse os rumos para essa revisão profunda. Numa palavra, vale repetir, o combate à corrupção constitui-se na chave para a participação.
Dilma começou bem, demitiu ministros e puniu partidos declaradamente empenhados na patifaria. Só que duraram pouco suas intenções de limpar o país, cada dia mais sujo do que véspera. Aécio e Eduardo, da mesma forma, ficaram a dever nesse quesito. Por isso, até agora, não desamarraram. Conseguirão? (Carlos Chagas)
Cópia da cópia multiplica o erro! 

Um jovem noviço chegou ao mosteiro e logo lhe deram a tarefa de ajudar os outros monges a transcrever os antigos cânones e regras da Igreja.
Ele se surpreendeu ao ver que os monges faziam o seu trabalho, copiando a partir de cópias e não dos manuscritos originais.
Foi falar com o velho Abade e comentou que, se alguém cometesse um erro na primeira cópia, esse erro se propagaria em todas as cópias posteriores.
O Abade lhe respondeu que sempre fizeram assim, há séculos copiavam da cópia anterior, na verdade desde o início da Igreja para poupar os originais. Mas admitiu que achava interessante a observação do noviço.
Na manhã seguinte, o Abade desceu até às profundezas do porão do mosteiro, onde eram conservados os manuscritos e pergaminhos originais, intactos e com a poeira de muitos séculos...
Pois passou-se a manhã, a tarde e a noite, e ninguém mais vira o Abade. O último que o vira informou que ele estava indo em direção ao porão. Preocupados, o jovem noviço e mais alguns monges decidiram procurá-lo.
Nos labirintos do mais profundo e frio compartimento do porão, encontraram o velho Abade completamente descontrolado, tresloucado, olhos esbugalhados, espumando e com as vestes rasgadas, batendo com a cabeça já ensanguentada nos veneráveis muros do mosteiro.
Apavorado, o monge mais velho da turma de busca perguntou: - Mas, Abade, pelo amor de Deus, o que aconteceu? 
- Imbecil! Imbecil! Imbecil o primeiro copista! Desgraçado, que arda no Inferno! Caridade!...
Eram votos de Caridade que tínhamos que fazer... e não de Castidade!...

Nenhum comentário: