17 de ago de 2014

Candidatos políticos venceriam Bolt….

Pernambuco chora e canta

a) Velório de Eduardo Campos deve reunir mais de 100 mil no Recife. Mulher e filhos de Campos e Marina Silva. Está morto um homem que tem as suas convicções vivas, disse dom Fernando Saburido durante missa; enterro está previsto para as 17h. 

b) Milhares de pessoas desfilaram neste domingo, em Recife, em frente ao caixão do candidato à Presidência pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), Eduardo Campos, no Palácio das Princesas, sede do governo de Pernambuco,constataram jornalistas da AFP, antes de uma missa campal, que teve entre os presentes a presidente Dilma Rousseff, que foi vaiada. Duzentos e cinquenta policiais foram mobilizados para garantir a segurança da cerimônia religiosa, iniciada às 10h30 e celebrada pelo arcebispo de Olinda e Recife e por outros 10 bispos da região.

c) Lendas urbanas do Recife reforçam tese de atentado a ex-governador Leia

Novos problemas sociais no Brasil Leia 

Marina Silva, a viúva enlutada e indevida do Brasil Marina Silva já é a candidata do PSB à Presidência.
E, como é evidente, existe uma onda a seu favor, ainda que nascida da tragédia. De resto, não dá para ignorar: os deuses da floresta a premiaram com um impressionante senso de marketing - chega perto de rivalizar com o do próprio Lula. Em alguns aspectos, pode-se dizer que ela leva certa vantagem: é mais, como direi?, sensível do que seu antigo chefe e diz coisas bem mais abstratas e incompreensíveis, o que sempre desperta no ouvinte a suspeita de que pode estar enxergando o que ninguém ainda vê. Renata, a mulher de Eduardo Campos, recolheu-se num decoroso silêncio. Marina ficou com o papel de viúva. Li na Folha, de novo, neste domingo, que foi a outra, com uma roupa floral, quem consolou uma Marina vestida de preto neste sábado. Que coisa! A minha origem é ainda mais pobrezinha do que a da ex-senadora, sabem? Meu sensor antidemagogia dispara nessas horas.
Não tenho paciência, desculpem os encantados, com Marina! O reino que me interessa é deste mundo. E o que não é requer a intervenção de um Ser superior à líder da Rede, a quem não reconheço o papel de intercessora. Repudio o seu comportamento e o seu ar de vestal, como se ela fosse feita de um barro diferente daquele que faz os outros políticos. Não é.
Eu não sei, por exemplo, e ninguém sabe, do que ela vive e quem sustenta o aparato - que não é pequeno! - que a acompanha. Há tanto tempo sem legenda, flanando por aí, a questão é pertinente. Fosse outro, o jornalismo investigativo já teria se ocupado de apurar. Como é Marina, não se toca no assunto. Imaginem se algum outro candidato à Presidência da República tivesse um banqueiro - ou uma banqueira… - pra chamar de seu. Ela tem. O que nos outros seria pecado é, em Marina, tratado como virtude.
A líder do tal Rede, já apontei aqui num post de maio de 2011, é a nossa vestal. Logo será carregada numa liteira. Constituiu-se, com o beneplácito de boa parte da imprensa babona, numa figura notavelmente autoritária da política. Como esquecer o seu comportamento durante a votação do Código Florestal? A nossa Entidade da Floresta - que só não faz milagre no Acre - sempre se negou a confrontar suas ideias com as de seus oponentes - preferindo ameaçar a Terra e o país com o apocalipse. Contou, para isso, com o apoio de ONGs fartamente financiadas por dinheiro vindo do exterior e de colunistas que não distinguiam e não distinguem um pé de feijão de erva daninha. Caso se dissesse a alguns deles que o povo pede alho, eles o mandariam comer bugalho…
Certa de que a mídia amiga seria eficiente em matar o novo Código Florestal, relatado então pelo agora ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), Marina se limitou a dizer não ao texto. Como o debate avançou, apelou aos universitários. Aí, a até então omissa SBPC resolveu fazer o seu relatório recheado de elogios à agricultura brasileira (que remédio?), mas alertando para o apocalipse que viria se a proposta fosse aprovada. A iniciativa não vingou.
Como sabe ou pode saber o leitor, as vestais romanas, virgens sem mácula, eram encarregadas de manter aceso o fogo sagrado. Gozavam de grande prestígio. Os altos dignitários de Roma lhes confiavam segredos, e elas costumavam ser chamadas para dirimir conflitos e apaziguar dissensões. Excepcionalmente, podiam abandonar seu templo e desfilar pela cidade em sinal de protesto se considerassem que uma grave ameaça pesava sobre o Estado romano.
Foi o que fez Marina naquele 2011. As ONGs resolveram carregar a nossa vestal até o Palácio do Planalto para um encontro com o então ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. Ela reivindicava no tapetão o que não conseguira no debate político: o adiamento da votação do relatório. Aldo havia debatido o seu texto país afora. Marina preferiu fazer a cabeça dos ditos formadores de opinião. A democracia brasileira tem uma instância chamada Congresso. Ela preferiu os carregadores de liteira das ONGs ao Parlamento. É parte do que chama nova política. Não me serve.
O problema é que Marina, eu já escrevi umas 800 vezes, é a outra personagem inimputável da política brasileira. Só perde para Lula. Ambos são beneficiados pelo preconceito de origem às avessas. Como vieram do povo, não se questionam seus propósitos. Seriam depositários de uma espécie de verdade ancestral. Note-se, a título de ilustração, que, quando ela deixou o governo, falou-se de seu conflito com Dilma, não com Lula…
A ex-senadora tem um método: se perde o debate nas instâncias consagradas para decidir um embate, apela, então, à galera. Fez isso no PV, onde aonde chegou, de mala e cuia, para ser candidata em 2010, conhecendo as regras. Disputou a eleição deixando claro, sempre!, que era maior do que o partido. Terminada a peleja, deu início ao esforço para depor a direção da legenda. Como foi derrotada nas instâncias internas - cujas regras ela prometeu acatar quando se filiou -, foi para o debate público, certa de que não precisaria ter razão para conquistar adesões. Não tinha e as conquistou. A direção do PV foi tratada como vilã, mas ela não conseguiu o que queria. Caiu fora. Começou, então, a criar a Rede.
Quer o quê?
O cerne da postulação de Eduardo Campos, convenham, era um tanto confuso. O então candidato insistia na tese de que nada havia de errado no lulismo e que Dilma é que havia se distanciado do bom caminho. Como acertava em alguns diagnósticos parciais que fazia, sua candidatura foi bem recebida. Se não dava para entender o conjunto, havia partes que faziam sentido.
E Marina Silva? Por quanto tempo mais não se vai perguntar, afinal de contas, o que pretende para o Brasil a viúva enlutada e indevida? (Reinaldo Azevedo) 

Política comercial agrava crise da indústria. Começam a ficar nítidos os prejuízos de uma política externa de alianças com latino-americanos populistas e terceiro-mundistas, ideologias vindas do lixo da História. Aqui

A Toga Vermelha 
As declarações do ex-Ministro Joaquim Barbosa são por demais conhecidas. Mas as observações do comentarista, merecem profunda reflexão!... Principalmente se o PT apóstata continuar no Poder!...
Considerando as lições aprendidas no julgamento do mensalão, onde a maioria dos Ministros presentes e mesmo indicados pelo PT, tinham comprovado lastro jurídico e moral, acima de interesses partidários, os próximos indicados para o STF pelo PT apóstata (e serão pelo menos mais cinco!!!!), certamente terão o padrão Tofoli, istó é: estagiários de direito, com larga experiência em lides jurídicas sindicais!.... E só!
Essa turma não vai correr novamente o risco de ter suas falcatruas julgadas e criminalizadas por juízes isentos!...
(Márcio Dayrell Batitucci)

O infausto impediu...
 photo _ajn.jpg
"Encaminhei ao Sr. William Bonner, Editor-Chefe do Jornal Nacional, via e-mail, minhas sugestões de perguntas a serem feitas à candidata Dillma Rousseff, durante a sabatina do Jornal Nacional na quarta-feira: 
1) Onde foi parar o dinheiro do assalto que seu grupo terrorista Var-Palmares praticou no cofre da residência da amante do Adhemar de Barros? 
2) A senhora confirma que lutou e pegou em arm...as para implantar no Brasil uma ditadura comunista neocubana? Ainda pretende fazê-lo? 
3) Quem matou o soldado do exército Mário Kozel Filho durante a ditadura? 3) Quem matou Celso Daniel e as 7 testemunhas-chave do caso? 
4) Em que circunstâncias Rosimery Noronha foi nomeada secretária do gabinete da presidência da República em SP? Por que ela transitava com tanta facilidade nas esferas superiores de poder? 
5) Como a senhora explica, como Presidente do Conselho de Administracão da Petrobrás e Ministra-Chefe da Casa Civil e Minas e Energia, as desastrosas e criminosas compra bilionária da sucata da Refinaria de Pasadena e construção hiperfaturada da de Abreu e Lima? 
6) A senhora é a favor do aborto? E da liberação do consumo de maconha?
7) Como a senhora explica a elevação monstruosa da dívida pública em seu governo (e o do presidente Lulla) que saltou de 800 bilhões no fim do governo FHC para 2,4 trilhões no seu governo? 
8) Como a senhora explica as falências da Petrobrás e da Eletrobrás? E a necessidade de 39 ministérios e 55.000 aspones e apaniguados espalhados pelo governo federal? 
9) A senhora admite que lançou o país numa crise sem precedentes de Estagflação? 
10) Por que enviar bilhões de dólares dos cofres públicos brasileiros para países vermelhos governados por déspotas comunistas sanguinários e assassinos? 
11) Para onde ou para quem vai a diferença de salário pago aos profissionais de saúde cubanos de quase 7.000,00 todos os meses? Para o governo de Cuba? A senhora considera esses profissionais como médicos? Sem fazerem o revalida? Tendo feito um curso de menos de 4 anos de duração? 
12) Com sinceridade, a senhora realmente acredita que apresente preparo intelectual, cognitivo e técnico para ser presidente de um país complexo como o Brasil?" (Andre Marcio Murad) 


• O suposto mentor de uma vasta rede cibercriminosa, acusada de roubar mais de 40 bilhões de dólares de vários bancos internacionais, foi preso em dezembro, em Frankfurt, informou o Ministério Público de Dusseldorf à agência de notícias alemã dpa. De nacionalidade turca, o estelionatário é apresentado em um longo artigo do Der Spiegel como um dos hackers mais habilidosos do mundo. A promotoria confirmou tais informações dizendo que os ataques aos bancos foram um dos assaltos mais bem planejados e executados de todos os tempos

• Um grupo de homens armados invadiu o centro de tratamento contra o vírus ebola em Monróvia, capital da Libéria. Os assaltantes roubaram diversos itens de saúde e os 29 pacientes do local fugiram. Segundo a mídia local, o ataque ocorreu entre a noite de ontem (16) e a madrugada de hoje (17). 

• O primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, disse neste domingo que qualquer acordo em relação ao futuro de Gaza terá que atender às necessidades de segurança de Israel, alertando o Hamas que ele enfrentará ataques duros se recomeçar a disparar contra Israel. Com o cessar-fogo de cinco dias prestes a acabar no fim da segunda-feira, os negociadores voltaram ao Cairo, após conversações, para buscar o fim para as cinco semanas de hostilidades que mataram mais de duas mil pessoas. 

 Petroleira russa pede ajuda ao governo. Afetado pelas sanções dos Estados Unidos, o grupo Rosneft, que representa mais de 40% da produção de petróleo na Rússia, pediu ao governo uma ajuda financeira que pode chegar a 30 bilhões de euros. Uma das formas de ajuda seria utilizar 1,5 trilhão de rublos (31 bilhões de euros) do fundo criado para eventuais crises. 

######

Pesquisadores da Universidade de Southampton, na Inglaterra, criaram uma técnica que pode fazer as células cancerosas se autodestruírem, através de uma injeção de sal. O processo teria como base a inserção de íons de sódio e de cloreto nas células infectadas.

Transportadores de íons sintéticos foram criados antes, mas esta é a primeira vez que os investigadores demonstraram como um influxo de sal em uma célula provoca a sua destruição.

Estes transportadores de íons sintéticos, descritos na revista Nature Chemistry essa semana, podem apontar o caminho para novos medicamentos contra o câncer, também beneficiando pacientes com fibrose cística.

O autor do estudo, Philip Gale, da Universidade de Southampton, disse: Este trabalho mostra como o transportadores de cloreto pode trabalhar com canais de sódio nas membranas celulares para causar um fluxo de sal em uma célula. Descobrimos que o sal pode desencadear a morte celular.

O feito pode se explicar, porque as células do corpo humano trabalham em equilíbrio constante para manter uma concentração estável de íons dentro de suas membranas celulares.

O rompimento desse delicado equilíbrio pode desencadear células a passarem por uma apoptose, conhecida como morte celular programada, um mecanismo que o corpo usa para livrar-se de células danificadas ou perigosas.

Uma maneira de destruir as células cancerosas é acionar essa sequência de autodestruição, alterando o equilíbrio de íons nas células.

Infelizmente, quando a célula se torna cancerosa, ela altera o modo de transporte desses íons através da membrana celular, bloqueando a apoptose.

Os pesquisadores tentaram romper essa barreira desenvolvendo a forma sintética para o transporte de íons, mas infelizmente, o processo também destrói as células saudáveis que teriam de ser substituídas no tratamento do câncer.

O Prof. Jonathan Sessler, do Austin's College of Natural Sciences da Universidade do Texas, disse: Agora, nosso mecanismo de influxo de cloreto para dentro da célula por um transportador sintético, de fato, desencadeia a apoptose. Isso é emocionante, porque aponta o caminho para uma nova abordagem no desenvolvimento de drogas contra o câncerFonte: DailyMail

Um comentário:

BLOG VIDA disse...

como eu disse, ja perdi as esperanças nesses partidos..