10 de jul de 2014

A pane dos seis minutos...

A Fênix e a tsunami alemão
Depois do que aconteceu ontem com nossa seleção, não posso deixar de fazer alguns comentários sobre esse momento vivido por nosso País: Inicialmente, duas observações iniciais:
A - Em primeiro lugar, em respeito aos atletas da seleção - vítimas casuais de um sistema podre que nos rodeia - e em respeito ao povo humilde que faz do futebol umas de suas poucas alegrias, em seu dia-a-dia, deixo de me ater às observações que aqui postei, em 28/04/2014, sob o título Deus é Brasileiro! Que cada um tire suas próprias conclusões, sobre esse viés da Copa 2014, realizada aqui no Brasil...
B - Em segundo lugar, conforme a Mitologia grega, Fênix (ϕοῖνιξ) era um pássaro que, ao morrer, entrava em autocombustão e, logo depois, renascia das próprias cinzas, transformando-se em uma ave de fogo, com poderes extraordinários!...Pinçando esse exemplo mitológico, só posso torcer e desejar que o futebol brasileiro e todo o País, consigam efetivamente renascer em cima de suas próprias cinzas e que, finalmente, comecem a trilhar um novo caminho de esperança e de grandeza, neste paraíso de oportunidades naturais, de riquezas e de positivas características demográficas, com que fomos aquinhoados!...
Especificamente sobre o futebol brasileiro:
1 - Não é de hoje que esse segmento tão importante e tão querido de nossa vida brasileira está chafurdado no mais explícito lamaçal de impropriedades e de desvios! Como todo o País e todo o mundo sabe, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é uma das instituições mais corruptas e mais criminosas de nosso País. Seus dirigentes, de longo e de breve passado, foram explicitamente indiciados em crimes e desvios pelas Entidades mundiais. Mas a CBF e seus dirigentes, como Entidades privadas que são, estão acima e ao largo das Leis brasileiras, tendo o seu caminho totalmente livre de qualquer fiscalização ou monitoramento, por parte dos Órgãos responsáveis.
2 - E no rastro da CBF, os clubes e o futebol brasileiro, seguem o mesmo roteiro de impunidade e de livre trânsito nos desvios e na ilegalidade! Vejam a interessante coincidência que existe em nosso meio: a chamada Bancada da Bola - numerosa e poderosa! - é composta, em sua grande maioria, por ex ou atuais dirigentes de Clubes! Não é preciso dizer mais nada: existe uma verdadeira relação incestuosa entre políticos e dirigentes de Entidades Esportivas! O resultado óbvio só pode ser um: a podridão e o atraso do futebol brasileiro!
3 - Nesse mundo de altos interesses financeiros e pessoais, nada consegue penetrar ou subverter esse ciclo! Lembram-se da CPI da CBF/Nike, na Câmara dos Deputados e da CPI do Futebol, no Senado? A Bancada da Bola simplesmente inviabilizou qualquer possibilidade de real apuração dos desvios e, inclusive conseguiu impedir, por exemplo, a votação do relatório final da CPI da CBF/Nike, presidida pelo então deputado e hoje ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PCdoB/SP). O relatório foi redigido por Silvio Torres (PSDB/SP). E qual Governo vai contrariar a Bancada da Bola e perder esse mundaréu de votos a seu favor?
4 - E assim, nesse mundo de impropriedades e de atraso, o futebol brasileiro vai igualmente se deteriorando e se desatualizando, culminando com vexames desse tipo que ocorreu ontem, sendo absolutamente necessária uma radical reformulação de todo esse modelo falido e podre que aí está! Onde, certamente, terá que entrar o governo, com novas políticas e novos sistemas de fiscalização e controle!
5 - Para começar: um País com 200 milhões de habitantes, quantos meninos promissores ou craques em potencial, ele produz nos dias de hoje? Certamente, muito poucos! Onde estão as escolinhas de futebol, quais clubes brasileiros das várias divisões, investem ou se preocupam com a manutenção e formação de suas equipes de base?
6 - Pouquíssimos e, nesse caso, com toda razão! O Sistema já é podre em seu nascedouro: o menino, craque em potencial, que chega ao clube, já vem todo fragmentado em múltiplas reservas financeiras atuais e futuras! 20% do menino, 10% do pai, 10% da sogra, 10% do cunhado que descobriu o menino, 10% da escola onde o menino começou a jogar, 10% do vereador que indicou um empresário para o menino, 10% do empresário que vai colocar o menino no clube, e outras designações... O que então sobra para o clube que vai investir para valer nesse novo talento, por anos e anos? Quase nada! Então, nesse feliniano quadro de esquartejamento de um possível talento, algum clube vai querer investir em equipes de base, de onde sairão os futuros talentos? É claro que não!
7 - Vê-se, pois, que o modelo do atual futebol brasileiro precisa ser revisto, já no seu nascedouro, com um grande investimento de incentivo público na estruturação e na manutenção de escolinhas e de equipes de base! Inclusive com a instituição de Leis específicas que impeçam o leilão prematuro e desordenado de nossos futuros craques e que incentivem os clubes a bancarem essas iniciativas! Criando-se uma massa significativa de talentos prováveis, certamente aparecerão mais Pelé's ou Neymar's, lá na frente!... Vejam o extraordinário exemplo da Costa Rica, um País pequeno e sem o peso de um Brasil, que transformou seu modelo de educação esportiva e básica!
8 - Do mesmo modo, faz-se urgente uma radical reestruturação do calendário brasileiro de futebol, racionalizando-o e possibilitando maior participação dos pequenos clubes, nas pequenas cidades, de modo que consigam sobreviver e manter aceso o interesse dos jovens! O Bom Senso Futebol Clube tem trabalhado e sugerido alternativas que, sequer, são analisadas pelos atuais donos do futebol brasileiro!...
9 - Nesse monumental modelo de atraso, parece que, igualmente, embarcaram os nossos atuais técnicos de futebol! O futebol brasileiro, que já foi brilhante e modelo para todo o mundo, tem se mostrado apequenado e terrivelmente ultrapassado! Para só ficarmos no maior e mais importante certame brasileiro, o Campeonato Nacional, é terrivelmente frustrante e monótono ver o futebol que é praticado pelos 20 melhores clubes brasileiros! Com raríssimas exceções! Compare esses jogos com os Campeonatos europeus, em suas várias modalidades!
10 - Aliás, em termos de resultados, é só vermos a infinita diferença entre os clubes europeus e os clubes brasileiros, nos dois últimos campeonatos mundiais, no modo como jogam hoje seu futebol! Lembram-se daquela humilhação sofrida pelos Santos, com Neymar, Pato e todas as suas estrelas, diante do Barcelona? O Barcelona trocava passes no meio do campo, por 5, 10 minutos seguidos e os nossos craques sem saber o que fazer! E no mesmo padrão, a humilhação do Atlético Mineiro que, graças a Deus, nem conseguiu passar pelo desconhecido Raja Casablanca, evitando cair nas garras daquele belo jogo do Bayern de Munique! Este ano, nenhum clube brasileiro conseguir prosseguir na Libertadores!...
11 - Os clubes brasileiros e seus técnicos, estão todos ultrapassados! Felipão é uma exemplo claro disso! Em pleno futebol técnico do Barcelona e do Bayern, onde a essência do jogar bola está toda assentada no poderio de um meio-de-campo racional e técnico, que sabe ficar com a bola e sabe o momento certo de fazer a necessária ligação defesa-ataque, Felipão ainda insiste na ultrapassada figura do atacante isolado no meio da área, na predominância da excelência de uma defesa que só consegue fazer a bola chegar ao ataque, na base do chutão ou da ligação direta como cansou de fazer o David Luiz!
12 - Felipão, com seu esquema ultrapassado, praticamente levou o Palmeiras à segunda Divisão! Iludiu-se com um resultado mascarado e fictício da Copa das Confederações, onde cruzamos e chegamos ao final, apenas em confrontos com Clubes do segundo escalão. Mas não arredou pé de seu modelo antigo que, hoje, não vale mais e não chega a resultados! A ilusão forçada e forjada, continuou nos jogos dessa Copa, onde, a duras penas, e sem qualquer grande mérito, o Brasil conseguiu passar por equipes, também do segundo escalão. No primeiro confronto com uma equipe do primeiro escalão, independente do apagão, seu modelo ruiu fragorosamente! Com o atacante isolado lá na frente e com a bola fugindo dos jogadores do meio-de-campo.
13 - Na coletiva dada pela Comissão Técnica brasileira (cerca de 1:30h), vimos a imagem do retrocesso, da resistência, da autodefesa a todo custo! Em nenhum momento os membros da Comissão Técnica, sequer aludiram ao tema essencial que deveria ser por eles analisado: esquema de jogo do Brasil, esquema de jogo da Alemanha! Parreira só conseguiu a ridícula saída de ler uma longa carta de uma torcedora, como muleta para o fracasso!
Felipão, na entrevista que deu antes do jogo fatal, disse do alto de seu atraso: ...vamos impor nosso jogo à Alemanha...! Que jogo? Que modelo? Que esquema tático? O do chutão para frente?
14 - Enfim: não será com esse tipo de futebol jogado hoje aqui no Brasil e com esse tipo de técnicos que temos por aí, que o nosso Futebol vai voltar a ser a maravilha que foi no passado! Há que se reinventar e se reprogramar toda a estrutura do futebol brasileiro!...Renascer das cinzas!...
Especificamente sobre o País:
I - O Brasil de hoje, não difere muito do futebol do Brasil de hoje! Sustenta-se e vive sob um modelo atrasado e ultrapassado, onde as Instituições e os Poderes democráticos estão em pleno desmoronamento. Onde um Partido Político tenta se confundir e se colocar como sendo o próprio Estado. Onde os interesses de uns poucos se sobrepõe ao interesse coletivo maior. Onde a Ética e os Valores Básicos são relativizados e conduzidos segundo os interesses do Partido e de seus caciques!
II - O Brasil de hoje, tem os piores índices de educação, infraestrutura, saúde, moradia, segurança e serviços prestados ao cidadão, entre seus pares, inclusive vários da própria América do Sul! Sua economia está no limite, a inflação ronda de perto, a Indústria recua a cada mês. A própria Instituição Democrática sofre sérios riscos, com o sonho do Partido dominante em transformar o nosso País em um novo enclave bolivariano. É só analisar a fundo o absurdo Decreto 8.243/2014!
III - No Brasil de hoje, perdemos anualmente cerca de 60.000 vidas no transito e cerca de 20.000 vidas de motociclistas. E nossas estradas, nossas cidades, nossas ações para reverter esse quadro, não saem do lugar! As prioridades escolhidas pelo País, inclusive essa de realizar aqui a Copa do Mundo, podem ser classificadas como coisa de irresponsáveis! Não, de Dirigentes, ou de Estadistas!
IV - No Brasil de hoje, quase tudo é de mentirinha: CPI's para apurar crimes, inauguração de obras inacabadas, independência dos Três Poderes, atuação da Justiça, designação de Ministros e de Gestores da coisa pública, pelos critério da competência, etc., etc.... A única coisa que é de verdade é que nos transformamos no segundo maior consumidor de drogas do mundo! E, nas grandes cidades, somos geridos por hordas de traficantes, que determinam como as coisas devem ser e acontecer!
V - Como no futebol, antes que passe algum outro tsunami inesperado pelas nossas terras, é fundamental fazer como a Fênix: aproveitar esse momento, aproveitar as próximas eleições e começar tudo de novo, sob outro modelo, sob outras prioridades, sob outros valores...
Que todos nós, de um ou de outro modo, possamos dar a nossa contribuição cidadã para o recomeço de nosso futebol e o recomeço de nosso País!
Vamos renascer das cinzas e nos tornarmos novamente grandes e excelentes, em todos os sentidos!.... (Márcio Dayrell Batitucci)
Em Tempo: Uma curiosidades sobre essa Copa
Nas Casas de Apostas do mundo, ocorreram 7 apostas com o placar de 7 X 1, para a Alemanha. Um apostador apostou 20 dólares e levou 40.000 dólares!

O segredo por detrás dos perdões de dívidas a países africanos 

Papais Noéis do PT fazem farra com o seu dinheiro.

Que poder é este que um presidente tem - pelo visto sozinho - de perdoar dívidas milionárias, feitas com o dinheiro do povo? 

Uma das coisas que mais nos tem intrigado é o famoso perdão de dívidas, que ultimamente tem transformado o PT num verdadeiro santo indulgente. O texto a seguir é uma reflexão a respeito do que está ou pode estar por trás desses perdões. 

Papais Noéis na África - o barbudo e a barbuda

Em 2006, Lula, travestido de Papai Noel e sem consultar o Congresso Nacional, resolveu perdoar as dívidas de quatro países africanos: Moçambique, Nigéria, Cabo Verde e Gabão. A desculpa para o perdão era que o Brasil se comprometera em ajudar no desenvolvimento de países africanos, ao mesmo tempo que estreitar as relações comerciais com tais países. 

Agora em 2013, portanto 7 anos depois, Dilma enveredou pelo mesmo caminho e perdoou as dívidas de nada menos que doze países africanos: Congo, Costa do Marfim, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Mauritânia, São Tomé e Príncipe, República Democrática do Congo, Senegal, Sudão, Tanzânia, Zâmbia. e... Gabão. 

Espera aí! Mas a dívida do Gabão já não havia sido perdoada por Lula em 2006? Que negócio é esse de perdoar duas vezes a dívida do mesmo país? Virou casa da mãe Joana? Ah... O Gabão deve ser igual aquele cunhado que pede emprestado dez vezes e espera que a dívida seja perdoada onze vezes! 

Mas o que é mais interessante é que justamente os países que tiveram as dívidas perdoadas, são aqueles onde empreiteiras brasileiras estão operando e fazendo obras financiadas pelo BNDES! 

À parte: Experimente você tentar pegar algum dinheiro no BNDES para o seu pequeno empreendimento! O engraçado é que os países africanos conseguem com uma facilidade incrível! 

Agora voltando... 

Mas o mais interessante ainda, é que justamente as empreiteiras que trabalham nas obras financiadas pelo BNDES, são aquelas que financiaram as campanhas de Lula e Dilma: Odebrecht, Camargo Correia e por aí vai. 

Então vamos ver se nós entendemos: 

1. Os africanos fazem as mega obras a preços não questionados, porque nós não temos controle sobre suas economias, e nem om poder de fiscalização; 

2. As empreiteiras fazem essas obras e recebem do BNDES; 

3. Aí Lula e Dilma, cujas campanhas receberam grana das empreiteiras, vão lá e perdoam as dívidas. 

No mínimo extremamente estranho! Quanto vale uma ponte de madeira com 3 metros de comprimento? Cinquenta milhões? Nem eu e nem vocês sabemos! O controle de gastos são dos países onde as obras são realizadas! 

O BNDES (Casa da Mãe Joana) desembolsou 682 milhões de dólares em 2012 para empresas brasileiras com projetos na África, 46% a mais que em 2011. 

Assim fica fácil de desviar dinheiro! Eu faço a obra da tua casa, mas se ela custar 50 mil, você aceita o preço de 1 milhão. Como eu mando no banco, autorizo o financiamento desse 1 milhão pra tua obra. Você me devolve 950 mil por debaixo dos panos, fica em tese me devendo 1 milhão, mas tempos depois perdoo tua dívida. Você ficou com a obra e eu com a dobra. Os donos do dinheiro (o povo) que se lasquem! 

A questão é simples: Pesquise onde e em quais obras as empreiteiras estão atuando. Depois veja se essas mesmas empreiteiras foram as que financiaram as campanhas de Lula e Dilma. Agora pesquise se esses lugares coincidem com os que tiveram as dívidas perdoadas.

Em alguns casos as dívidas foram contraídas nas décadas de 60 e 70. Mas mesmo assim, para que houvesse novo ingresso de dinheiro do BNDES para pagar as empreiteiras, as dívidas teriam que ser zeradas. E foram mesmo! 

Papais Noéis em Cuba - A salsa dos barbudos

Outro exemplo é Cuba! Na era Lula, O molusco, desembarcou em Cuba com presentes econômicos para o ditador Fidel Castro. Foi facilitado o pagamento de 20% da dívida de cerca de R$ 134 milhões do país com o Banco do Brasil e foram investidos R$ 20 milhões do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) na construção de uma usina de álcool combustível. Se Cuba pagou alguma coisa, ninguém sabe, ninguém viu. Mas empreiteira qual foi? Andrade Gutierrez.

Passa o tempo e Dilma empresta US$ 1,47 bilhão e depois ainda manda US$ 176 milhões para a ampliação e modernização de cinco aeroportos cubanos: Havana, Santa Clara (centro), Holguín (oriente), Cayo Coco (na costa norte) e Cayo Largo (costa sul). Que empreiteira vai fazer as obras? A Odebrecht, financiadora de Lula. E quem foi o lobista que intermediou? Pasmem: Lula!

Segundo a Folha, Lula mantém relação próxima com as empreiteiras brasileiras: elas pagaram quase a metade de suas viagens internacionais como ex-presidente. 

Durante a estadia em Havana, Lula visitou, ao lado de Raúl Castro, as obras do porto de Mariel, tocadas pela Odebrecht com financiamento do BNDES (US$ 683 milhões). 

Sabe de onde vai sair o dinheiro que vai pagar a Odebrecht? Do meu bolso e do seu bolso! Se Dilma for reeleita, com absoluta certeza, num ato de nobreza samaritana, como carmelita descalça das causas bolivarianas vai perdoar a dívida cubana, e nós, que nem tomamos sol em Varadero, vamos acabar literalmente tostados.

Isso porque o dinheiro que vai pra Cuba, além de ser nosso e não da Dilma ou do PT, é dinheiro que deixa de ser aplicado em saúde, educação, transportes e etc.

Será como ver a mesma tragédia várias vezes. Alguém tem dúvidas disso? 

Considerações finais: Seria coincidência que em alguns dos países perdoados estivessem as empreiteiras que financiam as campanhas de Lula e Dilma, ainda recebendo recursos do BNDES?

É bom dar uma olhadinha no quanto as empreiteiras pagaram a partidos (justiça seja feita, a todos) como doações de campanhas. Sabe porquê? Porque as empreiteiras são casas de caridade, simpáticas e adoram as cores vibrantes dos partidos políticos. (Marcelo Rates Quaranta, Jornal da Paulista, 18-00-2013 - enviado por Manoel Soriano Neto, Coronel de Infantaria e Estado-Maior do glorioso Exército Brasileiro, Historiador Militar)

Aprendi tudo errado!
Há poucos minutos, entre uma consulta e outra, ouvi batedores da policia militar fechando a Avenida 23 de Maio em São Paulo. Nada mais que 5 pistas fechadas e, como nunca vi antes, nem de madrugada, nos 15 anos que atendo neste consultório, a Avenida 23 de Maio, a mais movimentada de São Paulo estava vazia. Fiquei perplexo, e o paciente seguinte que me perdoe, mas fiquei aguardando na janela, desconfiado e certo que teria uma decepção...e tive!
Não preciso descrever que o ônibus da seleção brasileira passou, com toda a pista livre pra eles, escoltado por mais de 10 batedores da PM além do helicóptero Águia.
Pois é, um ônibus com cerca de 30 milionários a bordo, quase todos morando no exterior, cuja função é jogar futebol, tratados como verdadeiros heróis, de uma forma completamente diferente que qualquer outra profissão possa almejar!
Nós médicos somos descartáveis... tratados como qualquer um pelo nosso governo federal, substituídos por quem nem comprovação que é médico precisa ter!... enfermeiros, paramédicos, bombeiros, policiais e todos que dão a vida pra salvar outras, nem se fale... são arrochados e massacrados trabalhando sem condições e ganhando uma miséria... professores, ah, coitados dos professores, nem faço comentários a respeito pois precisaria de um lençol para conter as lágrimas... cientistas, engenheiros e outros que fazem crescer nosso país e trazem tecnologias para melhorar nossas vidas, têm, como única esperança, serem contratados por uma multinacional e tratados como estrangeiros...
E lá vão eles, triunfantes ..quem? Os jogadores de futebol!... ah sim, em todos os jornais, revistas, TVs, estarão estampados os heróis de nossa Nação!... mas, o que eles fazem mesmo? Salvam vidas? Educam? Trazem segurança ou saúde? Criam Leis, lutam por melhores salários ou desenvolvem tecnologias para melhorar a vida do povo? Não, jogam bola!...
E pra explicar pra uma criança que é mais importante estudar que jogar bola?...
Realmente, não sei mais! Porque eu... aprendi tudo errado!
(Tercio Genzini, diretor do Grupo HEPATO - Cirurgia Hepatobiliopancreática e Transplantes de Órgãos na empresa Hospital das Clínicas de Rio Branco, Cirurgia Hepatobiliopancreática e Transplantes de Órgãos Abdominais na empresa Hospital Alemão Oswaldo Cruz e Diretor do Serviço de Hepatologia, Cirurgia Hepatobiliopancreática e Transplantes de Órgãos Abdominais no Hospital Bandeirante)

Nenhum comentário: