30 de jun de 2014

Presos também precisam trabalhar fora....

Apenas 17% aprovam Haddad em São Paulo, mostra Datafolha.

Empreiteira envolvida com Paulo Roberto Costa joga a toalha - Acusada de ter pago propina ao ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, a empreiteira Jaraguá jogou a toalha. A empresa pediu recuperação judicial, alegando dívida de 500 milhões de reais. Curiosamente, a culpa seria da estatal Petrobras, que, como se sabe, não vem pagando em dia vários de seus fornecedores. O pedido foi feito à Justiça no dia 24. (Lauro Jardim)

Brasil da Dilma tem segunda-feira negra: mercado prevê PIB a 1,16%, pessimismo da indústria cresce pelo sexto mês seguido. Para 2015 estimativa, em queda há seis semanas consecutivas, passou de 1,6% para 1,5%. (Valor Econômico)

Pesquisa Datafolha publicada neste domingo pelo jornal Folha de São Paulo comprova o que o Jornal do Brasil diz há muito tempo: brancos e ricos são maioria em estádios da Copa do Mundo. A enquete com torcedores que compareceram no sábado ao jogo do Brasil contra o Chile, em Belo Horizonte, confirma a percepção de que quem frequenta os estádios da Copa é a elite branca.

O general pode perder a guerra
A lambança oferecida pelos partidos da base oficial diante das eleições de outubro revela a ausência de comando e de autoridade por parte da presidente Dilma. Não acontece por acaso a pressão de grupos políticos contrariados em suas pretensões fisiológicas ou, mesmo, aqueles já contemplados mas de goela cada vez mais aberta. Falta a eles uma liderança superior capaz de enquadrá-los, ordená-los e de exigir fidelidade a princípios que deveriam estar na base de qualquer aliança. A debandada da tropa ou pelo menos a fuga da batalha fica evidente quando não há um general em condições de determinar a progressão e a vitória no campo de batalha.
Fica claro que a presidente da República carecia de condições de chefia quando indicada e eleita em 2010 por um passe de mágica do Lula. Era ótima para ser o segundo em comando, na Casa Civil, mas sem condições de conduzir a guerra, apesar de gritar, assustar e agredir seus soldados. O exército logo percebeu a fraqueza do chefe, cujas ordens desordenadas se perdiam em meio à confusão. Foi no início do governo, quando a substituição de alguns comandantes de batalhão acusados de mal-feitos deu em nada, pois os substitutos revelaram-se submissos aos demitidos e de qualidades até inferiores às deles. O general, ou melhor, a generala, isolou-se em seu posto de comando em vez de mobilizar a ofensiva, mesmo sem um exército adversário digno de enfrentá-la. Aos poucos, a tropa foi percebendo que o saque satisfaria suas necessidades, evitando engajamentos, atritos e ferimentos. Bastava ocupar o terreno até então abandonado pelo inimigo inexistente e fincar nele as estacas de suas cidadelas isoladas e independentes.
Agora que por conta das eleições aparecem na curva do caminho contingentes oposicionistas dispostos a recuperar o terreno perdido, em vez de marchar unidos e preparados para a luta, os partidos da situação chantageiam seu comandante em chefe, até ameaçando bandear-se para o adversário. O que faz a presidente Dilma? Cede às chantagens. Finge contar com batalhões que não a obedecem, dispostos apenas a preservar seus acampamentos, mesmo precisando convidar o inimigo a ocupá-los.
Essas alegorias aplicam-se ao processo sucessório em curso, abrindo-se o risco de os partidos governistas cuidarem de sua sobrevivência, às custas da ocupação do posto de comando pelos inimigos. Dilma, coitada, poderá ser abandonada ostensiva ou veladamente. Também, por falta de condições estratégicas e de firmeza para conduzir a guerra… (Carlos Chagas) 

A farsa da urna eletrônica



A nova Elite Branca do Brasil 

Realmente, sou obrigado a concordar com o sr. Lulla da Silva que, justamente, reclamou outro dia, dessa elite branca que tomou conta dos Estádios brasileiros, nos jogos da Copa 2014. Esses privilegiados de olhos azuis que, a todo custo, tentam negar a nossa realidade étnica, construída por brancos, negros, índios e por todas as raças que sempre tiveram a maior acolhida em todos os segmentos de nossa pátria!

Principalmente, depois que o PT apóstata resolveu oficializar essa nossa multiplicidade racial, através da implantação de cotas e de distinções especiais, para os pobres negros, vermelhos, amarelos, mamelucos, cafuzos e todos os excluídos que ainda existiam por aqui!

Vejam abaixo o exemplo concreto dessa nova realidade construída pelo PT apóstata, na imagem abaixo, que me foi enviada por um amigo.

Afinal, uma imagem vale mais que mil palavras!... (Márcio Dayrell Batitucci) 

Tomando em conta o programa de cotas raciais implantado pelo PTralhas nas universidades, serviço público, etc., com fulcro na tal igualdade racial, faz-se necessário indagar: por que não há negros, índios, amarelos, mamelucos, cafuzos, etc., na primeira fila da foto?

 photo _acotasraciais.jpgPorque a Inglaterra foi eliminada da Copa... 

• Por mais que tentemos não comentar e não ficar somente no viés negativo, em relação a quase tudo que fazem esses PTistas apóstatas, fica muito difícil, diante da enxurrada de bobagens e de besteiras que saem da verve desses aloprados, inclusive daqueles da mais alta patente! 

• Veja abaixo, a palhaçada que é dita e proclamada aos quatro ventos, por um ex-presidente da República, sem a menor cerimônia! Já pensaram sobre o efeito desse tipo de pronunciamento, de um estadista, que irá correr o mundo?

• E o pior não é o que esse ignorante-palhaço diz, pois todos já conhecem seus doutorados de impropriedades! 

• O pior são os aplausos, os sorrisos de apoio e de felicidade da claque insana que o acompanha! E que comanda hoje o nosso País! 

• Ou País esse que aceita ser conduzido por esse tipo de gente!...

• Se você concorda, continue!... Se você discorda, em outubro, mande essa turma para casa!...(MDB)

Nenhum comentário: