6 de abr de 2014

Há um mundo bem melhor! Vote certo!

 photo _asaqueadabr.jpg
Não caiam nessa!!! 

Devemos torcer pela reeleição de Dilma para a bomba estourar no colo do PT?

Tenho reparado que muitos leitores endossam uma tese que considero esdrúxula, e desconfio até que seja criação de algum petista: a de que devemos, nós antipetistas, torcer pela reeleição de Dilma, pois vem chumbo grosso aí e seria melhor que o abacaxi ficasse para ser digerido pelo próprio PT. Se uma bomba econômica está prestes a estourar, então é melhor que estoure no colo do PT, diz o raciocínio.

Não caiam nessa! É muita ingenuidade. É fruto de uma confusão muito comum: a de que a economia e a política andam pari passu. Essa crença foi resumida por aquela frase do assessor de Clinton: é a economia, estúpido! Isso pode até ser parcialmente verdadeiro em países mais desenvolvidos, como os Estados Unidos, com sólidas instituições republicanas.

Mas é temerário crer que basta uma crise econômica para tirar bolivarianos do poder na América Latina. Não aprenderam nada com a Venezuela e a Argentina? Querem mais caos social e econômico do que inflação fora de controle e prateleiras vazias? E por acaso isso derrubou Maduro ou Kirchner?

O fato: o PT vem aparelhando a máquina estatal como nunca se viu antes neste país. Já tem até petista infiltrado no STF! Domina ONGs, fundos de pensão, estatais, agências reguladoras, sindicatos, parte da imprensa, enfim, estendeu seus tentáculos vermelhos e pegajosos por todo lugar.

Mais quatro anos de PT no poder significa mais tempo e recursos para o avanço desse aparelhamento partidário. O projeto bolivariano do partido venceria mais alguns obstáculos, haveria nova tentativa de domínio da imprensa (que eles chamam de controle social), o STF pode acabar mais vermelho ainda, e por aí vai. Alguém quer mesmo bancar o risco?

O argumento assim vai: o PT plantou as sementes da próxima crise econômica, jogou muita coisa para baixo do tapete, e em 2015 ou no mais tardar 2016 o Brasil vai experimentar uma grave recessão. Se o próprio PT estiver no poder, o povo vai se dar conta de que é culpa sua, e ficaremos livres dos petistas por um longo período. Já se for outro partido no poder, como o PSDB, ele será responsabilizado pelo sofrimento e o PT retorna com força total.

Não compro isso mesmo! Não vou negar que exista a possibilidade de acontecer algo nessa direção. Mas considero absurdo torcer pela vitória do PT somente por esse risco hipotético, quando o risco muito maior, mais palpável, concreto, é de o Brasil caminhar a passos largos rumo ao modelo argentino com a reeleição de Dilma.

Nesse caso, como podemos ver, não há crise econômica que derrube facilmente o governo, pois a política já foi toda dominada. Nem sempre é a economia, estúpido! Especialmente abaixo da linha do Equador. Portanto, todas as forças daqueles que prezam a liberdade devem se voltar contra a reeleição do PT neste ano.

E isso, vale lembrar, inclui rejeitar o voto nulo, aquele que dá o conforto da consciência, mas que na prática significa exatamente escolher o PT. Acorda, Brasil! (Rodrigo Constantino, Veja)


A bomba que o PT não quer que estoure. 

É assunto mais que conhecido essa montanha de dinheiro que a corja petista manda para o Exterior, para atender a governos estrangeiros totalitários e, de rebote, para o caixa do PT.

Que o Senador Álvaro Dias consiga acertar o seu torpedo contra a barcaça da petralha. Resta torcer.

Por iniciativa do valoroso e único parlamentar de quem se pode esperar atitudes, o STF se posicionará através de seu ministro presidente sobre o pedido do Senador Álvaro Dias (PSDB-PR) de que sejam revelados todos os meandros dos empréstimos de financiamento de obras no exterior, em especial em Cuba, Venezuela e Angola.

 Assim o Sen. Álvaro Dias se pronunciou sobre o caso: Não se pode admitir que o governo faça empréstimos vultosos sem que aqueles que pagam impostos saibam de informações como o valor dos empréstimos, o prazo de carência para o seu resgate, taxas de juros. Não vejo outro assunto que revolte tanto a população como saber que o governo empresta dinheiro dos brasileiros para a construção de um porto em Cuba, para o metrô de Caracas, para a construção de uma hidrelétrica na Venezuela, entre outras tantas obras em países controlados por ditadores sanguinários

Eu, até então, desconhecia a extensão dos empréstimos e para que eles serviam nesses países. Sabe-se agora que não foi apenas para se construir o Porto de Mariel, em Cuba, que o nosso suado dinheirinho foi empregado. Enquanto São Paulo e, principalmente, Salvador sofrem com a falta de transporte via metrô, o BNDES financia completamente o metrô de Caracas.

Se o ministro Joaquim Barbosa topar a parada - ele teve uma reunião fechada com o Senador tucano, ontem, a esse respeito - a coisa vai feder insuportavelmente para o lado do vigarista de Caetés. 

Calcula-se que o desvio de dinheiro público por intermédio desses empréstimos é tão grande que o Mensalão será completamente esquecido por ter sido apenas um roubozinho sem a “menor importância.

Lembrem-se de que os empréstimos foram feitos em moeda estrangeira, dólares, bilhões deles! 

Se o Brasil tiver a sorte de ter como relator da matéria um Luiz Fux ou um Gilmar Mendes, o PT estará com seus dias contados, pois o roubo é tão grande que ninguém é capaz de avaliar o quanto.

Vamos torcer para que seja um desses dois ministros o relator, porque se cair nas mãos de Barroso, Toffoli, Lewandowski ou daquele gaúcho… 

Bom, melhor esperar pra vermos. 

O pedido de Álvaro Dias é uma ação direta contra a Presidenta Dilma Rousseff, o ministro Mauro Borges (Desenvolvimento, Indústria e Comércio) e o presidente do BNDES, Luciano Coutinho. Álvaro Dias fez seu pedido ao STF com base na Lei nº 12.527, de 2011, (Lei de Acesso à Informação) que, conforme preceitua seu art. 1º, tem a finalidade de garantir o acesso a informações previsto no inciso XXXIII d o art. 5º, no inciso II do § 3º do art. 37 e no § 2º do art. 216 da Constituição Federal

Dessa ação judicial dependerá o futuro de Rousseff e seu séquito de ladrões, incluído aí o chefão de todos: Lulalarápio da Silva! (Lourinaldo Teles Bezerra)  
Projeto de Poder Totalitário

Nenhum comentário: