12 de abr de 2014

A política nefasta empobrece a sociedade....

 photo _abrnossa.jpg 
O Estadão revela que, na Operação Lava Jato II, que ontem incluiu até mesmo busca e apreensão na sede da Petrobras, a primeira reação da presidente da Petrobrás, Maria das Graças Foster, ao receber os policiais, por volta de 9h, na sede da empresa, foi se recusar a repassar dados sobre um contrato milionário assinado na sua gestão com a empresa Ecoglobal Ambiental Comércio e Serviços. Avisada de que a resistência daria à PF o direito de vasculhar a empresa em busca dos documentos, uma vez que estava autorizada judicialmente por um mandado de busca e apreensão, a executiva recuou e liberou a papelada.
Eleitores pressionam Senado para reduzir maioridade penal.
A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta sexta-feira (11) dar prazo de 48 horas para que o presidente do Senado, Renan Calheiros, preste informações sobre a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar irregularidades na estatal Petrobras, denúncia de cartel no metrô de São Paulo e de irregularidades nas obras do Porto de Suape e da refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco.
O resultado - Desocupação de terreno no Engenho Novo, Rio, cujo prédio estava ocupado há 11 dias por 5 mil pessoas, teve confronto, depredação e feridos. 27 foram detidos e 12 se feriram em tumulto. Saques e danos tiveram traficantes envolvidos. Bandidos estariam infiltrados em manifestações na periferia do Rio. Grupo pernoita em frente à Prefeitura do Rio com cerca de 100 pessoas a reivindicar entrada em programa habitacional depois de reintegração de prédio da Oi. Famílias retiradas do antigo prédio da Oi alegam que não têm mais condições de pagar aluguel nas favelas.
PM do Rio relata terror em UPPs - Corremos risco mesmo quando não estamos na favela trabalhando, diz policial.
Deputado licenciado André Vargas (PT-PR) deve retornar à Câmara após a Semana Santa.
Sob o manto do PT, o Brasil se transformou em uma enorme teia de crimes ousados e correlatos. (ucho.info)
A estranha escuta na cela de Youssef e o filme Doleiro Morto Não Fala. Aqui
Petrobrás apresenta documentação em Ordem Judicial. Graça Foster recebeu os três agentes da Polícia Federal e um delegado, em sala de reunião para entregar documentos. Tabela indica repasses por ex-diretor da BR.
Gilberto Carvalho, o sofisticado: - A gente organiza uma Copa do Mundo achando que vai ser uma festa, e vocês, jovens, vêm, dão porrada: é uma merda!
Polícia Federal vai investigar ameaças de estupro contra deputada Jandira Feghali - Líder do Partido Comunista do Brasil (PC do B) na Câmara dos Deputados, em Brasília, a deputada federal Jandira Feghali protocolou na Polícia Federal e no Ministério Público Federal um pedido de investigação das ameaças que vem sofrendo pela internet. De acordo com a parlamentar, mensagens com conteúdo ofensivo e criminoso tem sido enviados através das redes sociais há cerca de um mês e meio, quando encaminhou uma representação à Procuradoria-Geral da República pedindo a abertura de inquérito contra a jornalista Rachel Sheherazade, do SBT, por apologia ao crime. (Extra)
O primeiro balanço de investigação das denúncias de irregularidades no Programa Minha Casa, Minha Vida foi divulgado na noite de ontem (11), e registra 15.720 denúncias de ilegalidades ao longo dos cinco anos de execução do programa. Do total, 8.964 (57%) notificações foram julgadas improcedentes, após investigação. Em 1.561 casos, as unidades ocupadas ilegalmente foram retomadas e devolvidas aos beneficiários originais e 5.195 denúncias continuam em apuração.
Voo do MH370: sinais estão sumindo rapidamente.
 Super Serious Cat photo tumblr_lhge0gP0od1qcy1poo1_r1_500.gif 

O carioca, desculpem os de outros estados, mas ante tantas coisas que se vê e nos atordoa no Rio, vamos buscar nos ditos um enlevo, não tão necessários, já que nosso Rio têm de tudo, só que muita coisa ficou séria, séria demais! Jornais e mídias nos sufocam. Não têm nada melhor para mostrar? Aqui é um paraíso, quando não se tornam cruéis, porém os aqui que vem e vão conhecem um pouco de nós e isso nos alegra. O texto abaixo não sei de quem é e peço escusas, é para alegrar e nos orgulhar. (AA)
Nunca vi o rio tão bem descrito por alguém de fora...!
E então eu parei o carro, puxei o freio de mão e pensei: Cheguei em casa.
Faz 1 ano. Desembarquei com esposa, cachorro e umas malas. A mudança veio no dia seguinte. Levei 33 anos imaginando como seria, e agora tenho uma pra contar como foi.
O Rio de Janeiro é a minha Paris. Eu não sonho com a tal de torre, nem me importo com o Louvre e nem acho do cacete tomar café naquela tal de Champs-Elysèes. Eu acho charmoso ir a praia de Copacabana, tomar cerveja de chinelo no Leblon e ir a um samba numa grande escola. Sou paulista, nunca tive rivalidade bairrista em casa. Nunca me ensinaram a odiar o estado vizinho, ao contrário, sempre me foi dada a ideia de que estando no Brasil, estou em casa. Ouvi mil mentiras e outras mil verdades sobre o Rio enquanto morei em São Paulo. Todas justas no final das contas.
Carioca exagera tudo, pra baixo e pra cima. Se elogiar a praia, ele exalta dizendo que é a melhor praia do mundo. Se falar que é perigoso, ele não nega. Diz que é perigoso pra caramba.
Trata sua cidade como filho. Só ele pode falar mal.
Cariocas não marcam encontro. Simplesmente se encontram.
A confirmação de um convite aqui não quer dizer nada. Você sugere Vamos?, eles dizem Vamo!. O que não implica em ter aceitado a sugestão.
Hora marcada no Rio é por volta de. Domingo é domingo. E relaxa, irmão. Pra que a pressa?
Em 5 minutos são amigos de infância, no segundo encontro te abraçam e já te colocam apelidos.
Não te levam pra casa. Te convidam pra rua. É curioso. Mas é que a rua aqui é tão linda que se trancar em casa é desperdício.
Cariocas andam de chinelo e não se julgam por isso. São livres, desprovidos de qualquer senso de sofisticação.
Ao contrário, parecem se sentir mal num ambiente formal e de algum requinte.
Porra é um termo que abre toda e qualquer frase na cidade. Ainda vou a uma Igreja conferir, mas desconfio que até missa comece com Porra, Pai nosso que estais….
Cariocas são pouco competitivos. Eu acho isso maravilhoso, afinal, venho da terra mais competitiva do país. E confesso: competir o tempo todo cansa.
Acho graça quando eles defendem o clube rival pelo mero orgulho de dizer que o futebol do Rio vai bem. Eles nem notam, mas às vezes se protegem.
Eles amam essa porra. É impressionante.
Carioca é o povo mais brasileiro que há, mas que é tão orgulhoso do que é que nem parece brasileiro.
Tem um sorriso gostoso, um ar arrogante de quem se garante.
Papudos, malandros, invocados. Faaaaalam pra cacete. E sabem que estão exagerando.
Eles acham que sabem o que é frio. Imagine, fazem fondue com 20 graus!
A Barra é longe. Búzios, logo ali!
Niterói é um pedaço do Rio que eles não contam pra turista. Só eles aproveitam.
Nilópolis é longe. Bangu também.
Madureira é um bairro gostoso. O Leblon, vale os 22 mil por metro quadrado sugeridos pelos corretores.
Aliás, corretores no Rio são bem irritantes.
Carioca, num geral, acha que está te fazendo um favor mesmo se estiver trabalhando. É tudo absolutamente pessoal, informal.
Se ele gostar de você, te atende bem. Se não, não.
Tá com pressa? Vai se irritar. Eles não tem pressa pra nada.
Sabe aquela garota gostosa que sabe que é gostosa? Cariocas sabem onde moram.
O bairrismo deles é único. Nem separatista, nem coitadinho. Apenas orgulhoso. Ao invés de odiar um estado vizinho, o sacaneiam e se matam de rir de quem se ofende.
Cariocas tem vocação pra ser feliz.
São tradicionais, não gostam que o mundo evolua. Um novo prédio no lugar daquele casarão antigo não é visto como progresso, mas sim com saudades.
São folgados. Juram ser o povo mais sortudo do mundo.
E quem vai dizer que não?
No Rio você vira até mais religioso. Aquele Cristo te olha todo santo dia, de braços abertos. Não dá! Você começa a gostar do cara…
E aí vem a sexta-feira e o dom de mudar o ambiente sem mexer em nada. O Rio que trabalha vira uma cidade de férias. As roupas somem, aparecem os sorrisos a toa, o sol, o futebol, o samba, o Rio.
Já ouvi um cara me dizer um dia que o Rio é uma mentira bem contada pela mídia. Ele era paulista, odiava o Rio, jamais tinha vindo até aqui.
E é um cara esperto. Se você não gosta do Rio de Janeiro, fique longe dele.
É a única maneira de manter sua opinião.
Em quase toda grande cidade que vou noto uma força extrema para fazer o turista se sentir em casa. Um italiano em São Paulo está na Itália dependendo de onde for. Um japonês, idem. Um argentino vai a restaurantes e ambientes argentinos em qualquer grande cidade.
No Rio de Janeiro ninguém te dá o que você já tem. Aqui, ou você vira carioca, ou vai perder muito tempo procurando um pedaço da sua terra por aqui.
Não é verdade que são preconceituosos. É preciso entender que o carioca não se diz carioca por nascer aqui. Carioca é um perfil.
Renato, o gaúcho, é um dos caras mais cariocas do mundo.
Tem todo um ritual, um jeitinho de se aproximar.
Chame o garçom pelo nome, os colegas de irmão. Sorria, abrace quando encontrar. Aceite o convite, mesmo que você não vá.
Faça planos para amanhã, esqueça-os 10 minutos depois. Faça amigos, o máximo de amigos que conseguir.
Quanto mais amigos, mais cerveja, mais risadas, mais churrascos, mais carioca você fica.
E quanto mais carioca você é, mais você ama o Rio. Como eles.
Gosto deles. Gosto de olhar pra frente e não ver onde acaba. Gosto de sol, de abraço, de rir muito alto e de não me achar um merda por estar sem grana.
Gosto de como eles se viram. Gosto da simplicidade e da informalidade que os aproxima do amadorismo.
A vida não tem que ser profissional.
Tem que ser gostosa.
E de gostosa, convenhamos, o Rio tá cheio.
Ops! Desculpa, amor! Escapou.

Nenhum comentário: