15 de mar de 2014

Pedro A. Cabral, calmarias vão dar em nada...

 photo _aapagao88.jpg 
O povo de mãos atadas e à mercê da insegurança.
Ser policial é uma decisão difícil e altruísta!
Dói mais o descobrir maus companheiros nas fileiras.
Como sobreviver aos dias de trabalho e mesmo em folgas, temendo pela vida e sua família. Esconder a farda ao ir para casa e se tornar invisível para a vida não é natural!
O que fazem as autoridades, as tais inteligências e o papel que dificilmente a população se nega a cumprir em denúncias anônimas.
Bope aumentará segurança e treinará policiais no Alemão. Se entrar no aumento da segurança e treinar policiais no Alemão, a meu ver será mais um paliativo, pois na ótica militar, substituem-se os mortos e os embates com continuam de lado a lado. O cerne da questão continua ghost: tráfico e armas.
Quem vai estabelecer vínculos mais fortes nos esquemas fronteiriços com países que alimentam o tráfico?
Por que as pessoas viciadas não se tratam, deixando ao bel-prazer do Estado fazer-se de assistencial!
Onde e como estão as prisões no país?
A Justiça lerda por anos não se divide em julgamentos imediatos para estabelecer algo de solturas, às vezes imediatas, causando medo ao povo.
Prender e ver solto um criminoso, ainda que menor de idade e o drama psicológico ao policial em suas funções.
Advogados mil em seus papéis, e sempre alertas em minutos, se aprestam em casos de prisões.
O que campeia norte a sul é um isolamento, um salário incompatível, o se arrojar ao encontro da morte e como cidadão ver ruir esperanças de dias melhores.
Quem faz a lei? Eles, sempre eles políticos, que avocam em seus projetos o medo da quebra de seus escondidos anseios de sobrevida e dão aos tribunais pouco ou quase nenhuma munição à punição real e imediata.
A maioria do povo argui sobre Pena de Morte ou, como recurso atual pune com as próprias mãos! Barbarismo ou recurso último?
Vimos vídeo de americano no Corredor da Morte por 30 anos ser solto por erro judicial. E assistimos nesses últimos 7 anos a enxurrada e meios no amontado de leis por advogados no diluir provas e desgastar a impressão da Justiça Brasileira.
Para onde caminhamos? Pare e pense, pois também em nossos conceitos e condutas há um pouco de conivência! (AAndrade) 
ooo0ooo 
Inominável! Conselho da Comlurb do Rio tem 300% de reajuste. Como entender? 

Caminhos a percorrer - Completando 24 anos em setembro deste ano, o Código de Defesa do Consumidor foi o último grande acontecimento que trouxe, oficialmente, grandes benefícios ao consumidor brasileiro. De lá para cá, pouco se avançou em termos de regulação. 
Deus meu, é mais enrolada que macarrão! Ontem, em Araguaína, estado do Tocantins, um dos menores colégios eleitorais do país, Dilma Rousseff, irritada com um coro de vaias, atacou os manifestantes, dizendo que eles nunca ralaram. Não eram militantes partidários. Eram moradores de um outro conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida que protestavam em razão das péssimas condições das suas humildes moradias, confrontadas com as novas casas que estavam sendo entregues, equipadas, inclusive, com placas de energia solar. 
Enquanto a Tailândia celebrou o Dia do Elefante, nós aqui às voltas com Elefantes Brancos construídos com o suor do povo, visão macabra de um cara! 
Vocês conhecem o Acre? Pois é, isolado há 20 dias, vive um cotidiano a mais de incertezas. Caminhões com aquele destino cruzam a BR-364 inundada pelas águas do rio Madeira. A cheia do rio torna combustíveis e alimentos mais escassos e mais caros no estado e também a tensão agrária 25 anos após morte de Chico Mendes. 
Mais uma pro Rol: Denúncia de corrupção derruba presidente da CBV. Ary Graça teria recebido R$ 10 milhões em contratos com o Banco do Brasil. A CGU vai investigar as irregularidades. 
Com matriz elétrica mais suja, Brasil vive dilema para conter apagões. Uso de térmicas crescerá para compensar reservatórios menores, dizem especialistas. Temperaturas extremas pressionam produção energética no mundo. Governo nega que onda de calor tenha causado apagão que afetou 3 milhões. Tarifa de luz pode subir se leilão não baixar preço. Em análise, governo parcela dívidas de novo, mas tem R$ 1,1 trilhão a receber. Mas diz Aneel que conta de luz vai aumentar quando o tesouro cobrar.
Nelson Rodrigues foi novamente convocado por Dilma Rousseff. Sempre que tira os olhos do teleprompter, a presidente sofre em sua árdua missão de fazer sentido. Nelson foi o primeiro a satirizar essa esquerda parasitária escondida atrás de bandeirolas do bem. Hoje talvez o dramaturgo acrescentasse ao padre de passeata a presidenta de teleprompter. Alguém precisa avisar à assessoria de Dilma quem foi Nelson Rodrigues. Era mais honesto quando ela traficava a imagem de Norma Bengell. Fica o apelo a nossa presidente: Dilma, cite Gramsci, Eduardo Galeano, Zizek, Marcuse, Marx, Marilena Chauí ou qualquer outra porcaria, mas por favor, não cite mais Nelson Rodrigues! (Rodrigo Constantino) 
Ooo0ooo 
Com 100 mil mortos e milhões de crianças afetadas, guerra na Síria completa três anos. O conflito entre forças do governo de Assad e opositores é responsável por crise humanitária.
Avião desaparecido foi desviado intencionalmente de rota. Declaração foi dada por premiê da Malásia; segundo ele, sistema de comunicação foi desligado por alguém dentro da aeronave. Área potencial de buscas por avião desaparecido chega a seis Brasis. Última comunicação de avião desaparecido não indicava problema.
Ucrânia dissolve parlamento da Crimeia. De 296 parlamentares, 278 votaram a favor da decisão de desmanchar a autoridade política que representa a Crimeia em Kiev.
Rússia veta resolução da ONU contra referendo na Crimeia. Rascunho de resolução considerava pleito inválido; presidente francês afirmou que reverá cooperação militar caso a Rússia não mude de posição.
Ucranianos afirmam ter impedido invasão russa ao país. Ucrânia assinará acordo com EU.
Referendo na Crimeia acontece neste domingo. 
ooo0ooo 
O paraíso que a petralha quer para a gente.
Se não acredita, veja na fonte. aqui
Este é o paraíso (veja abaixo) que a petralha sonha para você, brasileiro dorminhoco: desabastecimento, filas para comprar comida, inflação desenfreada, anarquia, direitos humanos solapados, números obrigatoriamente tatuados no corpo... Excetuando a novidade da tatuagem, é tudo como era no Brasil, meses antes da Contra-Revolução de 1964, que baniu da vida política a esquerda comunista, que não deu certo em país algum do mundo. Vez que os militares fizeram uma limpeza pela metade, os banidos voltaram e, hoje, por causa dessa sonolência em que o País mergulhou, a corja vermelha insiste em fazer do Brasil, um paraíso que só é bom para a minoria que estiver no governo.
Ou o Brasil acaba com o PT, ou o PT acaba com o Brasil. (AC)
Pedágio, válido para todo o Brasil.
Você sabia que uma das justificativas da empresa responsável pela concessão da Rodovia Via Lagos (Andrade Gutierrez & Camargo Corrêa) para aumentar o pedágio foi o número insuficiente de carros? Não sabia? Pois é verdade!
Ocorre que, quando passamos por um pedágio e não solicitamos o recibo, nossa passagem não é registrada nos dados oficiais, o que contribui para que as concessionárias soneguem impostos e ainda dá respaldo à justificativa deles na solicitação de aumento além do previsto nos contratos de concessão.
Ainda tem mais uma informação importante sobre a solicitação do recibo do pedágio: sem o recibo em mãos, a concessionária pode recusar-se a prestar-lhe assistência, ou seja, você perde o direito a guincho e mecânico gratuitos nas estradas privatizadas.
Tem mais: Caso haja algum dano em seu carro (uma pedra na estrada que estoure seu pneu, por exemplo) e você não tenha o recibo do pedágio, não há como você reivindicar qualquer indenização das concessionárias, nem junto a elas; nem na justiça. O recibo do pedágio é o comprovante oficial de que você pagou pra fazer uso da estrada. É um documento que tem a mesma validade de uma nota fiscal, mas as concessionárias, a exemplo de alguns comerciantes safados, dão uma de "joão-sem-braço" e só dão o recibo se pedirmos.
Portanto, ao passar em qualquer pedágio, não deixe de solicitar o recibo, seja qual for a via: Anchieta, Imigrantes, Piaçaguera, Dutra, Ayrton Senna, Bandeirantes, Via Lagos, Ponte Rio-Niterói, Linha Amarela, Litoral Norte, Salvador – Feira, Rio - Bahia, etc... qualquer uma! Só assim, poderemos impedir desculpas absurdas, mas que, infelizmente, são fundamentadas naquilo que não fazemos.

Nenhum comentário: