23 de mar de 2014

Brasil, país do tapinha nas costas….

 photo _adilmabr.jpg
Em um mês, as passagens aéreas subiram 27%. 

Acreditem, botei meu binóculo quando na janela, olhei o céu e vi um reflexo. Fixei mais e creio eram destroços do avião... 

Petrobras: A resolução politicamente delinquente do PT empresa perde mais de R$ 200 bilhões do seu valor de mercado e despenca do 12º lugar entre as maiores do mundo para o 120º. 

Em entrevista, Joaquim Barbosa disse não em 2014. E agora, sem oposição? A novela PT na vida que segue. 

Movimentos sociais e sindicatos marcam protesto nacional no 1º dia da Copa. Grupo invade galpão no Alemão e é ameaçado com tiros. Aliás é bom saber que o Complexo do Alemão tem 13 UPPs e apenas uma escola. Com 100 mil habitantes, Complexo tem somente uma escola de ensino médio e nenhuma de ensino fundamental. 

Coronealismo na pauta do Rio: Filhos de Cabral e Garotinho disputam cadeira na Câmara dos Deputados. 

Flamengo consegue título inédito no basquete. 

Petrobras já gastou o triplo do que pagou por refinaria do Japão e tenta vendê-la há dois anos. Estatal comprou Nansei por US$ 71 milhões e investiu US$ 200 milhões, diz fonte. Hoje, opera com carga mínima.


ooo0ooo

O dinheiro da Refinaria de Pasadena nas campanhas eleitorais de Lula e Dilma
 photo _aalbert_fregravere.jpg
Este senhor aí da foto é Albert Frère, um megaempresário belga. O homem mais rico daquele país. Ele era o dono da refinaria Pasadena, por meio da Astra Transcor Energy, que foi comprada por U$ 42 milhões como sucata e vendida por U$ 1,12 bilhão para a Petrobras.

Ele comprou esta refinaria em 2005 e vendeu 50% para a Petrobras em 2006, já por mais de U$ 300 milhões.

Este senhor possui 8% das ações da GDF Suez Global LNG, ocupando a cadeira de vice-presidente mundial nesta mega organização, maior produtora privada de energia do planeta.

A GDF Suez possui negócios com a Petrobras no Recôncavo Baiano, mas seu principal negócio no Brasil é a Tractebel Energia, dona de um faturamento de quase R$ 6 bilhões anuais.

É dona de Estreito, Jirau, Machadinho, Itá e dezenas de hidrelétricas, termelétricas, eólicas. A Tractebel, que é da GDF Suez, que tem como um dos principais acionistas o senhor Albert Frère, que é um dos donos da Astra Transcor Energy, que passou a perna no Brasil em U$ 1,12 bilhão, foi uma grande doadora da campanha de reeleição de Lula, em 2006.

A doação de R$ 300 mil chegou a ser contestada na sua legalidade. Também foi uma das patrocinadores do filme Lula, Filho do Brasil.

Já em 2010, para a eleição de Dilma, a Tractebel doou quase R$ 900 mil. O dinheiro que ajudou a reeleger Lula e eleger Dilma veio, assim, mesmo que indiretamente, da Petrobras. Daquela bolada que ela pagou, inexplicavelmente, pela Refinaria Pasadena. Como é pequeno este mundo da corrupção.
ooo0ooo


Para os interessados no Caso Pasadena 

Está mais do que claro que, há sim, algo de muito estranho, em toda essa negociata! Nenhum Conselheiro , nenhum Diretor e nenhum Assessor de uma Empresa deste tamanho é bobo ou inocente! E todos eles, tiveram à disposição os dados, as análises, as considerações feitas por toda a rede de técnicos envolvidos!

Agora, como tenho dito e reafirmado, esse negócio Pasadena é apenas uma pulga no enorme palheiro onde está metida a Petrobrás, sob a Gestão PTista-sindical. Imaginem o que está ocorrendo em outras frentes de investimentos e de negócios da Empresa, como a absurdamente superfaturada Refinaria Abreu Lima, de Pernambuco, uma Refinaria pequena, de baixa complexidade que está custando três vezes mais que outras Refinarias muito maiores e mais complexas! E em outros empreendimentos da Petrobrás! Estão procurando nesse imenso palheiro, essa pulga chamada Pasadena e não estão querendo ver o enorme elefante que está à vista de todos!

Não se esqueçam: vivemos no País da esbórnia, dos superfaturamentos, do enriquecimento ilícito de quase todos os gestores da coisa pública, da impunidade, dos escândalos e elefantes de todas as matizes, como ocorre nessa pantomima de construção dos Estádios para a Copa 2014!

Como muito bem observa o Salgado, esse imbróglio seguiu os mesmos passos e as mesmas interferências externas de interesses escusos, que o nosso imbroglio particular da Petros, do famoso negócio Itausa. Todos tiveram um longo ano para examinar e analisar tudo! Inclusive os nossos Representantes, os senhores Conselheiros eleitos. e, mesmo assim, aprovaram esse belo negócio, sob as bênçãos do Palocci e da Camargo Correa!

Me enganem que eu gosto!... (Márcio Dayrell Batitucci) 

ooo0ooo

Manifesto da Maçonaria Carta da Loja Maçônica Acácia das Neves nº 22, Oriente de São Joaquim - filiada ao GOSC.

Vivemos um dos momentos mais difíceis de nossa história.

O povo está sendo mantido na ignorância e sustentado por um esquema que alimenta com migalhas a miséria gerada por essa mesma ignorância.

A tirania mudou sua face.

Já não encontramos os tiranos do passado que com sua brutalidade aniquilavam as cabeças pensantes, cortando o pescoço.

Os tiranos de hoje saqueiam a Pátria e degolam as cabeças de outra forma.

A tirania se mostra pela corrupção que impera em todos os níveis.

Encontramos mais viva do que nunca as palavras do Imperador Romano Vespasiano que na construção do Grande Coliseu disse: “Dai pão e circo para o povo”.

Esse grande circo acontece todos os dias diante de nossos olhos, especialmente sob a influência da televisão, que dá ao povo essa fartura de “pão” e de “circo”. Quando pensamos que a fartura acaba, surgem mais opções.

Agora vemos a Pátria sendo saqueada para a construção de monumentais estádios de futebol, Atualmente chamados de arenas, nos moldes do que era o Coliseu, uma arena.

Enquanto isso os hospitais estão falidos, arruinados, caindo aos pedaços. Brasileiros morrem nas filas e nos corredores desses hospitais; já outros filhos da Pátria morrem pelas mãos de bandidos inescrupulosos que se sentem impunes diante de um Estado inoperante, ineficiente e absolutamente corrompido.

Saúde não existe, educação não há, segurança, muito menos.

Porém, a construção dos “circos” continua !

Mas o pão e o circo também vêm dos “Big Brothers” das “Fazendas”, das novelas que de tudo mostram, menos verdadeiros valores e virtudes pessoais.

Quanto mais circo, mais pão ao povo.

E o mais triste é que o povo, mantido na ignorância, é disso que mais gosta.

Nas tardes, manhãs e noites, não faltam essas opções de “lazer”.

O Coliseu está entre nós.

O circo está entre nós.

Já o pão, esse vem do bolsa isto, do bolsa aquilo, mantendo o povo dependente do esquema, subtraindo-lhe a dignidade e a capacidade de conquistar melhores condições de vida com base em suas qualidades, em seus méritos, em suas virtudes.

Agora, o circo se arma em torno do absurdo que se coloca à população de que o problema de saúde é culpa dos médicos. Iludem e enganam o povo, pois fazem cair no esquecimento o fato de que o problema de saúde no Brasil é estrutural, pois o cidadão peregrina sem encontrar um lugar digno, nem mesmo para morrer.

Então, absurdamente, em desrespeito aos filhos da Pátria, são capazes de abrir as portas para profissionais estrangeiros, alguns poucos não cubanos.

Os tiranos têm a audácia de repassar R$ 40.000.000,00 mensais que são sangrados dos cofres públicos para sustentar um outro governo falido e também tirano, o cubano; um dinheiro sem controle e sem fiscalização.

Os pobres profissionais que de lá vêm, não têm culpa.

É um povo sem liberdade, sem direito de expressão, escravo da tirania.

Esses médicos recebem migalhas daquele governo. Mal conseguem sustentar a si e a seus familiares. Os R$ 40.000.000,00 que serão mensalmente enviados para Cuba solucionariam o problema de inúmeros pequenos hospitais pelo interior deste País.

Mas não é a isto que ele servirá.

Nós estamos a financiar um trabalho explorado, escravizado, de profissionais que não têm asseguradas as mínimas condições de dignidade de pessoa humana, porque simplesmente não são homens livres.

E nós, brasileiros, devemos nos envergonhar de tudo isto, porque estamos sendo responsáveis e coniventes por sustentar todo esse esquema, todos esses vícios, comportando-nos de maneira absolutamente inerte.

Esses governantes, que tanto criticam o trabalho escravo, também não esclarecem à população o fato de um médico brasileiro receber o mísero valor de R$ 2,00 por uma consulta pelo SUS. Do valor global anual que recebem, ainda é descontado o Imposto de Renda, através de uma escorchante tributação sobre o serviço prestado, que pode chegar ao percentual de 27,5%.

Em atitude oposta, remuneram aqueles que não são filhos da Pátria, os estrangeiros, com o valor de R$ 10.000,00 mensais por profissional, cabos eleitorais desses governantes.

Profissionais da saúde no Brasil, servidores públicos de carreira, à beira da aposentadoria, com dedicação de uma vida inteira, receberão quando da aposentadoria metade do valor pago ao estrangeiro.

Não podemos aceitar a armação desse circo, em cujo picadeiro o povo brasileiro é o palhaço !

A Maçonaria foi a grande responsável por movimentos históricos e por gritos de liberdade em defesa da dignidade do homem.

Foi por Maçons que se deu o grito de Independência do Brasil, da Proclamação da República, da Abolição da Escravatura.

Foi por Maçons que se deu o brado da Revolução Farroupilha.

E o que está fazendo a Maçonaria de hoje ao ver o circo armado, com a distribuição de um pão arruinado pelo vício que sustenta essa miséria intelectual?

Não podemos ficar calados e inertes !

A Maçonaria, guardiã da liberdade, da igualdade e da fraternidade, valores que devem imperar entre todos os povos, precisa reagir, precisa revitalizar seu grito, seu brado para a libertação do povo.

Esse é o nosso dever, pois do contrário não passaremos de semente estéril, jogada na terra apenas para apodrecer e não para germinar.

A Loja Maçônica Acácia das Neves incita a todos os Irmãos: para que desencadeemos um movimento de mudança, de inconformismo, fazendo ecoar de forma organizada, a todas as Lojas e os Maçons desta Pátria, o nosso dever de cumprir e fazer cumprir a nossa missão de levantar Templos à virtude e de cavar masmorras aos vícios !

Adendo: 
Caros Irmãos,
Concordando com as palavras desta manifestação da Loja Acácia das Neves de São Joaquim, recomendamos a leitura e a divulgação entre os Irmãos e principalmente entre nossos contatos no mundo profano.
Fraternalmente,
Alaor Francisco Tissot, Grão-Mestre – GOSC


Escreveram... Leia

Não se sinta no direito a nada que você não tenha lutado ou conseguido com o seu suor.

Nenhum comentário: