17 de fev de 2014

Brasil paga penitência pesada…

 photo _abr2.jpg 
Como arrasar uma grande Empresa! 

Fora políticos! Sei não, mas tô com pulga atrás da orelha! TCU investiga caso de suborno na Petrobras.
E olha só isso que estava escondido. Apagão do setor elétrico é também financeiro. Com rombo de R$ 8,7 bilhões, Eletrobrás não pode nem pagar salários.
Estranha a metodologia! Há dias, d.Orani Tempesta, arcebispo do Rio que, no próximo dia 22, será ordenado Cardeal pelo Papa Francisco, podia ser visto na fila da Polícia Federal para tirar seu passaporte e era cumprimentado por muita gente. O passaporte de d.Orani Tempesta não é diplomático, malgrado a própria Dilma Rousseff estará lá em sua posse. Os passaportes de Valdemiro Santiago (Igreja Mundial do Poder de Deus) e Edir Macedo (Igreja Universal do Reino de Deus) são diplomáticos.
Previsão de crescimento da economia brasileira em 2014 passou de 1,90% para 1,79% na pesquisa Focus do Banco Central.
Mercado prevê inflação de 5,93% este ano, diz Banco Central. Perspectiva para o câmbio voltou a subir também e passou de R$ 2,47 para R$ 2,48 em dezembro.
Paes não deixa carioca ter Paz! Foi 1º dia útil. Av. Rio Branco tem mão invertida em mudanças e povo enfrenta trânsito ruim no primeiro dia útil sem Mergulhão prejudicando tráfego de veículos e rotas de ônibus, afetando Zona Norte e barcas. Pedestres reclamam de falta de sinalização.
Extrema Unção? Vaticano confirma reunião entre presidente Dilma e papa Francisco.
Modelo de segurança em favelas aplaudido em todo o País dá sinais de estafa; recrudescimento da violência pelos traficantes de drogas combinada com corrupção policial revela fragilidades das Unidades de Polícia Pacificadora; na Rocinha, tiroteio de oito horas contra números 1 e 2 da cúpula das UPPs deixa suspeita sobre informação privilegiada do crime organizado; secretário José Mariano Beltrame defende reforço na estrutura, mas críticas ao sistema se avolumam; qual é a saída?
Pelo Twitter, o locutor da Fox Sports dos Estados Unidos, Mauricio Cárdenas, diz ter recebido a informação de que a Arena da Baixada será excluída do evento nesta terça-feira; a possibilidade também foi repercutida pelo El Pais, da Espanha, e L'Equipe, da França; há incertezas também em relação ao Itaquerão, previsto para a cerimônia de abertura da Copa e que ainda não foi entregue, e ao estádio do Pantanal, que pode estar com estrutura danificada após incêndio; na semana passada Joseph Blatter, presidente da Fifa, disse que confiava nos compromissos assumidos pelo Brasil.

 photo _asininho.jpg


Autoridades travam batalha judicial com Facebook por dados de black blocs. 







Marco Civil da Internet: operadoras terão que respeitar direitos.
Tatus na toca! Trabalhadores seguem presos dentro de mina na África do Sul. Mineiros sul-africanos se negam a sair de exploração ilegal por medo de detenção.
A indagação eterna: Tinga diz, Eu perdoo. Mas e quem sofre racismo todos os dias? Australiana é solta após prisão por racismo no Distrito Federal. O racismo envergonha Brasília: 11 casos ao mês.
Por que os Clubes de Futebol estão à beira do abismo? Sob risco de penhora na sede, Atlético-MG vai a Brasília para reunião com Fazenda Nacional.
Jovens travestis eram obrigados a quitar dívidas com silicone para deixar ONG em São Paulo. Vítima que tentou fugir foi espancada. Telefones tinham de ser colocados no viva voz. Os acusados de integrar a rede Belém do Pará-São Paulo de tráfico de pessoas e exploração sexual de travestis tinham lucro de quase 100% sobre passagens e implante que financiavam para as vítimas.
Entenda os protestos na Venezuela. Oposição quer forçar Maduro a deixar o poder. Maduro diz que não renunciará a mandato e acusa oposição de planejar golpe de estado. Venezuela expulsa 3 diplomatas dos EUA. El ejercito de ocupación cubano ya se encuentra en Venezuela: 60 mil soldados. Líder da oposição diz que irá às ruas amanhã.


São Paulo campeão! Congestionamento com 137 km de lentidão bate recorde de trânsito do ano. Comprem carro, comprem....

Um absurdo isso, parece que até é um preso! Em um mês na CUT, Delúbio vira celebridade. Petista já reclamou do fato de ter apenas uma hora de almoço e diz não conseguir comer sair para comer.
O nome disso? Pirataria aos cofres públicos, desrespeito ao dinheiro do contribuinte. São assaltantes fantasiados de otoridades! Oportunistas! Todo mês os 581 congressistas do país podem usar uma verba que vai de R$ 21 mil a R$ 44 mil para despesas com aluguel de escritório, de carro, gasolina, telefone, alimentação, entre outros. Um dos campeões em gastos é o deputado Chico das Verduras (PRP-RR), que gastou R$ 325 mil com consultoria no seu primeiro ano de mandato. Compreender o processo legislativo é difícil para os novatos e precisamos de consultoria para melhorar a capacidade de influenciar e fazer críticas construtivas, disse. Confira outros campeões em gastos em 2013: Aqui

Pizzolato depositou 50 mil Euros na conta de Delúbio Soares. O Mensaleiro João Paulo Cunha também pediu para Pizzolato depositar dinheiro na conta de um parente seu. Saiba mais

Dúvidas: Erradicaram/prenderam corruptos ou é só estatística manipulada? - Indiciamentos por corrupção caem 75%. Segundo a PF, número de indiciamentos saiu de 3.425 em 2009 para 857 em 2013.
Virou moda? Cinegrafista é assassinado no interior do Rio Grande do Norte.
Braço-direito de Paes desvia dinheiro da prefeitura - O todo-poderoso-chefe da Casa Civil da Prefeitura, Pedro Paulo Carvalho, liberou R$ 493 mil para a festa dos dez anos da Associação dos Estudantes Secundaristas do Estado. Ora, ora... Mas a Prefeitura não é responsável apenas pelo Ensino Fundamental? Os secundaristas (hoje, matriculados no ensino médio) não são alunos da rede estadual?
Farra fiscal - Justo na semana em que o governo anuncia cortes no orçamento, o Congresso decide se mantém ou não quatro vetos de Dilma, entre eles uma bomba fiscal: o projeto que cria novos municípios. Seus defensores negam que haverá aumento de gastos, já que é exigido estudo de viabilidade tanto do município a ser criado quanto do desmembrado, que dá origem a um novo. O voto aberto e o ano eleitoral, porém, tornam o resultado da votação imprevisível. Se o veto cair, mais de três mil novos municípios podem vir à luz. Haja carga tributária pra bancar a farra. (Roberto Jefferson)

Multas do Mensalão: PT deu tiro no pé ao escalar Suplicy para debater com o ministro Gilmar Mendes Erro estratégico - A cúpula do Partido dos Trabalhadores já sente os efeitos colaterais da desastrada operação criada pelos mensaleiros para arrecadar fundos com o objetivo de pagar as multas decorrentes do julgamento da Ação Penal 470, que teve como ementa o maior e mais ousado escândalo de corrupção da história nacional.
Com a decisão de valer-se desse tipo de estratégia, o PT despertou não apenas no Judiciário, mas na opinião pública, a suspeita sobre a origem do dinheiro arrecadado. Ao questionar o fato e afirmar que as penas são intransferíveis, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, colocou na linha de tiro um assunto polêmico, transformado rapidamente em armadilha, na qual os petistas caíram com muita facilidade. Não há o que se questionar em relação ao posicionamento do ministro do STF, que age de acordo com o que determina a legislação brasileira em vigor.
O grande equívoco do PT foi colocar o senador Eduardo Suplicy para debater o tema com o ministro Gilmar Mendes. No momento em que questiona se Mendes usou a razão para julgar o processo do Mensalão do PT, Suplicy, conhecido por seus devaneios, coloca o partido mais uma vez em situação de dificuldade, empurrando para as eleições de outubro a vocação dos petistas para a delinquência política.
Não há mais o que se questionar no âmbito da Ação Penal 470, que caminha para o seu capítulo final com o julgamento dos embargos infringentes, que dependendo da decisão pode agravar ainda mais a situação dos mensaleiros presos. Para o PT o cenário pode tornar-se ainda mais complexo, pois cresce a cada dia, entre os ministros da Suprema Corte, a sensação de que é preciso desdobrar o processo do Mensalão do PT.
Caso prevaleça o entendimento da maioria dos ministros, o PT terá problemas muito maiores e mais sérios do que os que marcaram primeira fase do processo. Há nos bastidores do escândalo detalhes que podem aumentar o número de condenados, inclusive com direito a temporada atrás das grades. Isso porque é impossível não identificar a conexão entre o Mensalão do PT, a Operação Satiagraha e o caso do brutal assassinato de Celso Daniel, então prefeito de Santo André. (ucho.info) 

Pretensões golpistas por detrás das propostas de Dilma, a hedionda?
Nada de plebiscito.
Basta fazer o que cabe a um governante fazer. Governar!
Esse filme, de plebiscito, já vimos na Venezuela.
Apagar o incêndio com gasolina é o que parece querer a nossa cara (no sentido de dispendiosa) presidente Dilma Rouseff. Teria sido mais fácil, honesto e efetivo anunciar a redução pela metade de seu ministério do que conclamar um plebiscito para bypassar o Congresso.
Mais rápido e eficiente do que qualificar como hediondo o crime de corrupção (medida, aliás, imperiosa e necessária), teria sido demitir já os corruptos alojados no primeiro e segundo escalões da República. Mas isso Dilma não fará - ou pelo menos não anunciou que fará. Mateus, primeiro os teus!
Em vez de colocar sua enorme base de apoio para trabalhar, a presidente prefere encurralar o Legislativo com uma proposta arriscada, trazendo para a discussão um elemento que até agora estava ausente do debate: a ruptura institucional.
Imagine o que acontecerá quando o Congresso disser não a essa sandice - porque seus atuais integrantes agiriam defensivamente, vendo-se obrigados a aceitar a ingerência de uma assembleia alienígena convocada para interferir no seu escopo de atribuições.
Plebiscitos e reformas constitucionais propostos como medicamentos genéricos não vão curar a doença. A saída é debelar a corrupção na administração da máquina. E isso pode ser feito por decreto e portaria. Não precisa de constituinte.
A proposta, aliás, chega num momento muito ruim para o País, de pibinho renitente, inflação em alta, dólar caro, rebaixamento de conceitos pelas agência de classificação de riscos, fuga de capitais rumo à segurança política do primeiro mundo.
No mais, fica a impressão de que ao governo interessa, para sua própria sobrevivência, recorrer ao meio -- o plebiscito -- como um fim em si para legitimar pretensões golpistas abertamente defendidas pela ala dominante do PT.
Foi assim que Hugo Chavez conseguiu mudar o nome de seu país, incluindo o adjetivo bolivariana na Constituição. (Fábio Pannunzio)

Nenhum comentário: