6 de jan de 2014

Brasil, um país onde faltam exemplos dignificantes...

• STF deve julgar doações de campanha e biografias.
• Lei Seca: 21,4 mil motoristas do Rio podem perder as carteiras de habilitação. Detran começa hoje a emitir as notificações para condutores flagrados em blitzes realizadas no ano passado em todo o estado por dirigirem alcoolizados ou se recusarem a fazer o teste do bafômetro.
• Espuma gerada por algas e misturada à sujeira assustou quem passava pela avenida Niemeyer entre o Vidigal e o Leblon. Enquanto a Cedae não resolver a coleta de esgoto, tanto nas favelas quanto nos condomínios - muitos com ligações irregulares -, essa será a qualidade da água da praia que o Rio de Janeiro terá a oferecer aos cariocas e turistas.
• Chuvas deixam 73 cidades em emergência em Minas Gerais.
• Por que os estádios para a Copa atrasaram? Prazo inicial para entrega das seis arenas que estão sendo construídas expirou; financiamento, greves e acidentes explicam demora. Passagens e chips de celular ainda são problema para estrangeiros no Brasil. Presidente da Fifa diz que Brasil começou tarde a preparação para a Copa 2014. Joseph Blatter ressaltou que país foi o que teve período mais extenso para organizar o evento. Governo reage a ataque de Blatter sobre atrasos.
• Após estagnação, economia tende a ser mais instável em 2014. Brasil teve seu perfil traçado para o ano que começa por especialistas na área; notícias não são animadoras.
• Maranhão: Nó político pode impor derrota complexa ao grupo comandado por José Sarney. Desatando nós - Um complexo enxadrismo político no Maranhão tem tirado o sono da “famiglia” Sarney e seus seguidores, todos responsáveis por transformar a terra do arroz de cuxá no mais miserável estado brasileiro, onde, com a covardia do senador José Sarney, reina uma versão verde-loura do regime do Apartheid.
• Partidos flertam com discurso direitista para eleições em 2014.
• MEC abre inscrição para 171 mil vagas no Sisu nesta segunda. Candidato deve monitorar nota de corte até o fim das inscrições, na sexta-feira.
ooo0ooo 

• Líbano vive turbulência com vazio de poder e conflito na Síria.
• Graça Foster será compelida a falar na Justiça dos EUA sobre sociedade Petrobrás-White Martins na Gemini.
• EUA descartam volta ao Iraque após tomada de Fallujah Moradores deixam suas casas . Secretário de Estado John Kerry diz que país vai ajudar iraquianos na luta contra Al-Qaeda, mas sem enviar tropas; moradores fogem de Fallujah. Iraque: combatentes sunitas assumem controle de Fallujah.
• EUA: Frio faz água fervendo congelar no ar. Massa de ar gelado faz temperatura bater recordes, com previsão de sensação térmica de -51ºC. Massa de ar do Ártico pode gerar novos recordes de frio na América do Norte. Uma corrente de ar extremamente frio vinda do Ártico começa a atingir o meio oeste dos Estados Unidos e as temperaturas poderão bater novos recordes. Em algumas regiões a temperatura já chegou a -30ºC, mas, com o vento, a sensação é de ainda mais frio. As temperaturas muito baixas são resultado de um vórtice polar, uma massa de ar densa e fria que gira no sentido anti-horário. Meteorologistas afirmam que as temperaturas no Meio Oeste americano poderão cair até -50ºC com o efeito do vento frio. 

 

Da série "Coisas que não consigo entender" 
• Estou lendo o livro de Romeu Tuma Junior, Assassinato de Reputações, que apenas anteontem consegui receber da Saraiva. Do pouco que já li não entendo como Lula, até agora, se manteve calado como se o livro não existisse. 
• Não imagino que alguém no Brasil, qualquer que seja seu nível de formação e informação, ainda tenha ilusões sobre o caráter de Lula. Mas o livro conta que a nação vem sendo iludida e que o país acabou presidido por um perfeito canalha. Canalha desde sempre, desde moço, para quem o passar dos anos não fez mais do que alargar os círculos nos quais aplica, com destreza, o conjunto de seus defeitos morais
• Um livro desses, cem anos atrás, acabaria em duelo. Hoje, não tem como não acabar em indignada entrevista (à imprensa) ou em demolidora audiência (na Justiça). O silêncio de Lula quando flagrado em suas estripulias é costumeiro. Que o digam Rose e Maria Letícia. Mas o silêncio de Lula, também perante o livro do Tuminha, precisa ser gritado à nação. Talvez com força suficiente para despertá-la. (Percival Puggina)

Nenhum comentário: