13 de dez de 2013

Governo Militar, governos de esquerda...

Governo Militar versus Governo Petista ou de Esquerda. 

O Governo Militar é, na maioria das vezes, chamado de Ditadura Militar, com o que não concordo, uma vez que, durante aquele regime: 

- Os Governadores e Prefeitos eram eleitos por votação popular; 

- Os Senadores, deputados federais e estaduais e vereadores também eram eleitos por votação popular; 

- O Presidente da República era eleito, a cada cinco anos, pela votação de um colégio eleitoral especial constituído por Senadores e Deputados Federais. 

Em 1974, Geisel foi eleito pela Aliança Renovadora Nacional (ARENA), na chapa com Adalberto Pereira dos Santos para vice, com quatrocentos votos (84,04%), e a chapa oposicionista, constituída por Ulysses Guimarães/Barbosa Lima Sobrinho do MDB, obteve 76 votos (15,96%). 

No Governo Militar, apenas o Presidente Castelo Branco não foi eleito pelos Senadores e Deputados. 

A maioria dos deputados e senadores reconhecia o Regime Militar, concordava com a eleição indireta e apoiava os militares. 

O Governo Militar impunha sua vontade pela força das armas para realizar os projetos que ele acreditava serem bons para o Brasil, sem visar interesses particulares, uma vez que todos os ex Presidentes da Republica do Governo Militar morreram pobres.

Um pouco de história do porque do Regime Militar

O Governo Militar foi consequência da instabilidade provocada pelo governo de João Goulart (1961-1964), marcado pela abertura aos movimentos da esquerda radical. 

Os empresários, Igreja Católica, militares e a classe média temiam uma guinada do Brasil para o lado comunista. Vale lembrar que, neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria. 

No dia 13 de março de 1964, João Goulart realiza um grande comício na Central do Brasil (Rio de Janeiro), onde defende grandes reformas no Sistema Democrático Brasileiro. Neste plano, Jango prometia mudanças radicais na estrutura agrária, econômica, educacional e no direito de propriedade. 

Seis dias depois, em 19 de março, a Igreja Católica e a Classe Média, organizaram uma manifestação contra as intenções de João Goulart. A manifestação recebeu o nome de A Marcha da Família com Deus pela Liberdade, que reuniu milhares de pessoas pelas ruas do centro das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. 

No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas e os militares tomam o poder. 

Em 9 de abril, é decretado o Ato Institucional Número 1 (AI-1 que cassa mandatos políticos de opositores ao regime militar e tira a estabilidade de funcionários públicos. 

No Governo Petista ou de Esquerda, denominado Governo Popular, os Governadores, Prefeitos, Senadores, Deputados Federais, Estaduais e Vereadores são eleitos por votação popular e o Presidente da República é eleito por um colégio eleitoral formado pelas classes de menor poder aquisitivo, que têm seus votos comprados

A compra de votos é realizada utilizando um instrumento iniciado no Governo do Fernando Henrique Cardoso (FHC), que continuou no Governo do Lula, fazendo doações em espécie para essas classes, com dinheiro público, sem que os favorecidos tenham um prazo final para continuar recebendo e sem que tenham qualquer obrigação a cumprir para recebê-las. 

Essas dações receberam as denominações de bolsa escola, bolsa família, bolsa gás, bolsa celular, bolsa cultura, etc. 

O Governo Petista ou de Esquerda impõe sua vontade pela força do dinheiro comprando os votos dos Deputados e Senadores (CPI dos Correios e o Mensalão) para realizar os projetos que ele acredita serem bons para o Brasil e, ao mesmo tempo, para enriquecer seus aliados de primeira linha e permitir o uso do dinheiro público em festas e lazeres como é o caso das comemorações numa boate em Paris e do Presidente Lula, sempre levando mundo afora, ao seu lado, a sua amiguinha Rose, além de sua esposa que gasta, no cartão de credito corporativo, alguns milhões por mês. 

Gostaria de colocar para os leitores que considero o governo do Presidente Fernando Henrique Cardoso como um governo esquerdista moderado e o PSDB como um partido com fortes lideranças esquerdistas, uma vez que seus principais lideres eram Fernando Henrique Cardoso, Jose Serra, Geraldo Alckmin e outros, exilados pelo governo militar que voltaram ao Brasil no Governo do Presidente Geisel.

Alguns erros do Governo Militar 

O Governo Militar, mesmo tendo o poder das armas, falhou em não ter: 

1 - Extinto a CLT; 

2 - Reformado o Poder Judiciário; 

3 - Privatizado o Sistema Portuário Brasileiro; 

4 - Acabado com o Recolhimento Obrigatório das Empresas para os Sindicatos; 

5 - Reformulado o Código Penal e Civil; 

6 - Acabado com a Universidade Publica Gratuita Para Todos; 

7 - Reformulado o Código Tributário; 

8 - Incorporado a Justiça Trabalhista à Justiça Comum;

9 - Evitado a tortura dos Esquerdistas Radicais, ao invés de julga-los por um tribunal militar, aplicando as penas que lhe coubessem. 

10 - Na Guerrilha do Araguaia, prendido e julgado seus líderes, como acontece em todas as Guerras onde os Lideres e os Comandantes dos derrotados são julgados; liberados, presos ou executados.

11 - Se antecipado para formular uma nova Constituição, o que resultou na aprovação de uma Constituição Abrangente assumindo as características de Constituição Dirigente quando define fins e programas de ação futura, criando uma orientação democrática imperfeita onde a maior função do Estado é a de prover e dar, e não de garantir a igualdade de oportunidades, ao invés de aprovar uma Constituição Garantia (Constituição que visa preservar os Direitos das Pessoas contra as ações arbitrarias dos Poderes Constituídos). 

12 - Percebido que o mundo estava sinalizando grandes mudanças como a queda do Muro de Berlin, fim da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, adesão da China ao capitalismo, não evitou a aprovação de uma Constituição Revanchista, ao invés de ter conduzido a abertura aprovando uma Constituição Garantia. Uma Constituição Abrangente não permitiu que a Gestão do País acompanhasse as mudanças na mesma velocidade que elas ocorriam. Como diz o Professor José Afonso da Silva, foi minuciosa no plano de manter as conquistas liberais, porém sem uma coerência entre seus próprios artigos e sem prever a origem dos meios para manter as conquistas liberais. 

13 - Exigido a eleição de novos membros para a Assembleia Constituinte, ficando sua elaboração e aprovação na mão dos políticos anteriormente eleitos e que já tinham demonstrado não ter caráter, pois votavam a favor de quem desse mais; 

14 - Aceitar que o maior corrupto e oportunista do Brasil, Sr. José Sarney, fosse o vice-presidente do Tancredo Neves e que, por uma obra do destino, acabou sendo o primeiro presidente civil após a queda do Regime Militar. Época em que tivemos uma inflação de 80% ao mês. 

Um pouco de história do porque de uma Constituição Abrangente e não uma Constituição Garantia.

Geisel, em seu discurso de posse, afirmou que a redemocratização seria um processo lento, gradual e seguro, mas olhando sempre o desenvolvimento do país. 

Como o Presidente Geisel tinha uma forte resistência dos militares da linha dura, liderada pelo General Silvio Frota, então Ministro da Guerra, para dar sequencia à transição, foi obrigado a demiti-lo em 12 de outubro de 1977.

Posteriormente, extinguiu o AI-5, trabalhou para que o próximo presidente fosse João Figueiredo tendo Aureliano Chaves como Vice e promoveu a volta dos exilados, mas sem que retomassem seus cargos políticos. 

Aureliano Chaves teria a função política de liderar a transição; entretanto, o Presidente Figueiredo teve que se afastar do governo por problemas de saúde e o Vice Aureliano Chaves, quando ocupou a presidência, tomou algumas atitudes que desgostou o Presidente Figueiredo. 

Ao retornar, o Presidente Figueiredo afastou completamente o Vice Presidente Aureliano da liderança da Transição. 

Devido a este fato, a transição ficou sem uma liderança política de direita, o que permitiu que líderes da esquerda radical como, por exemplo, Leonel Brizola e Ulisses Guimarães liderassem a transição aprovando uma Constituição Revanchista e Abrangente

Alguns erros do Governo Petista ou de Esquerda. 

Era Fernando Henrique Cardoso

1 - Ter compensado e indenizado somente a esquerda radical castigada e executada pelo Governo Militar sem, entretanto, compensar e indenizar aqueles que não eram nem militares e nem políticos e foram castigados e executados pelos terroristas

2 - Ter comprado os senadores e deputados para alterar a Constituição de forma a permitir a reeleição do Presidente, Governadores e Prefeitos; 

3 - Ter Criado o cartão de crédito corporativo, onde o Presidente e sua esposa podem gastar milhões com o dinheiro público, já que a cultura brasileira não estava preparada para essas liberalidades; 

4 - Iniciou a doação em espécie, para as classes de menor poder aquisitivo, sem um prazo para encerra-las e sem que os beneficiários tivessem algumas obrigações para fazer jus ao seu recebimento; 

Era PT e Lula. 

5 - Mesmo antes de ser presidente, o PT e Lula já mostravam sua falta de visão quando, em 1985, foram contrários à Eleição do Tancredo, expulsando os deputados que votaram nele; em 1989, por terem defendido o não pagamento das dividas do governo; em 1993, por não terem aceito o convite do Presidente Itamar Franco para participar de um governo de coalisão pelo bem do Brasil e em 1994, por terem sido contrários ao Plano Real, além de manter os erros cometidos por FHC

6 - Jogou milhões de dinheiro na lata do lixo iniciando a transposição do Rio São Francisco sem planejamento e sem um projeto de detalhamento exequível; 

7 - Aumentou o número de doações em espécie para as classes de menor poder aquisitivo criando outras bolsas além das criadas pelo FHC; 

8 - Nomeou dirigentes sindicais para ocupar cargos de gerência, nas empresas estatais em que trabalhavam, sem que tivessem um mínimo de preparo e competência. Este fato teve como consequência a queda do preço das ações da Petrobrás na Bolsa de Valores. Seu valor caiu mais de 70% em relação ao vigente antes da posse de Lula; 

9 - Nomeou dirigentes sindicais empregados das empresas das estatais para ocupar os cargos de Diretores das suas Previdências Privadas fazendo aplicações visando ao interesse próprio e dilapidando o patrimônio dos aposentados; 

10 - Nomeou para Presidente da Petrobrás, Correio e Caixa Econômica dirigentes dos Diretórios Estaduais do PT

11 - Se ele, de fato, não tinha conhecimento do Mensalão, permitiu que o mesmo se realizasse, o que provocou desvios de algumas centenas de milhões de reais do Banco do Brasil, da Caixa Econômica, da Petrobras e dos Correios para comprar os votos dos Deputados e Senadores para aprovarem o que O Governo Petista solicitava; 

Era do PT e Dilma

12 - Iniciou seu governado querendo demonstrar honestidade, ao remover dos Ministérios os Ministros e assessores corruptos, ação que chamou de faxina, mas, logo em seguida, recuou por pressão do PT e seus aliados; 

13 - Nomeou dirigentes do PT para o conselho das empresas do Governo ou de empresas em que ele tinha participação, recebendo uma remuneração de R$ 1.000.000,00 por ano. Vejam o Sr. José S. Gabrielli, que não é mais da Petrobrás, não é mais da Petros e tem remuneração mensal, como conselheiro da Petros representando a Petrobrás, de R$ 128.000,00 por mês; 

14 - Criou uma Comissão da Verdade com a finalidade de levantar as torturas e execuções realizadas pelo Regime Militar, não incluindo no levantamento as torturas e execuções realizadas pelos terroristas de esquerda e da guerrilha no Araguaia. Se tivesse bem intencionada, teria criado uma Comissão da Verdade como fez o Mandela da África do Sul que criou a Comissão da Verdade e da Reconciliação (CVR). Nota-se nitidamente um revanchismo; 

15 - Iniciou a privatização dos aeroportos impondo que os concorrentes fizessem parceria com uma empresa do governo, o que teve, como consequência, o desinteresse de empresas internacionais com experiência em operar aeroportos, ao não participarem da concorrência; 

16 - Ao iniciar as primeiras privatizações das estradas, cometeu erro semelhante quando impôs aos concorrentes uma série de limitações que não beneficiavam o usuário, mas sim, mantinham a vencedora sob controle administrativo; 

17 - Nos leilões das áreas para exploração de petróleo do pré-sal, impôs aos concorrentes que o vencedor, quando da montagem das plataformas de exploração, estas deveria ter um percentual de componente de fabricação brasileira o que fez com que muitos concorrentes desistissem devido ao alto custo dos componentes nacionais; 

18 - Está usando, como instrumento para controlar a inflação, a manutenção do preço dos derivados de petróleo abaixo do valor que a Petrobrás os importa. Este fato está descapitalizando a Petrobras e hoje ela extrai menos petróleo do que há dois anos; 

19 - Obrigou as entidades de previdência privada das empresas estatais a investir em áreas cuja rentabilidade é inferior ao que prevê os estudos atuariais das entidades previdenciárias. Este fato pode levar as mesmas a serem obrigadas a modificar o plano de aposentadoria para os futuros aposentados; 

20 - Promove mudanças na metodologia de cálculo da inflação sempre que os índices não atendem aos seus anseios, de forma a enquadrá-los nas metas de governo; 

21 - Por idêntica razão, promove mudanças na metodologia de cálculo do superávit primário; 

22 - Submete-se às exigências e restrições comerciais dos países vizinhos, colocando até mesmo em risco nossa soberania. (Ivam Passos Vinhas, Consultor em Administração, 10-12-2013) 


Uma imagem vale mais que mil palavras!... 
• Está aí a imagem fiel do modelo PTista apóstata
• Sempre teve nas mãos, a condição de apoio popular e legislativo, para tornar esse País grande
• Mas, preferiu deixar de lado todas as condições que lhe foram favoráveis, para enganar e escravizar o povo, em torno de seu projeto de Perpetuação no Poder! 
• Algum dia, essa conta será cobrada desses irresponsáveis! (Márcio Dayrell Batitucci)

 photo _asalvar.jpg
• Essa imagem, que curiosamente foi postada por um esquerdista, mostra com exatidão como governa o PT. 
• O cidadão está no fundo do poço, mas o intelectual não lhe dá a escada, o meio pelo qual ele possa galgar os degraus e subir, desde que faça algum esforço. 
• Ao contrário, o homem humanitário se debruça na borda do buraco, estica um braço que nunca vai adiantar e faz cena de que quer ajudar. 
• O descamisado do fundo do poço não sabe que existe uma escada, logo, imagina que aquele homem é bom e quer ajudá-lo, assim, aposta nele. 
Os meios (escadas): Escola pública de qualidade, cursos técnicos, Transporte, Segurança, Infra estrutura, Economia forte, criação de empregos, etc. 
Os jogos de cena: Bolsa família, Auxílio reclusão, maciça propaganda, Cotas raciais, etc. 
• Política do Pão e Circo; pão (bolsa isso, bolsa aquilo...) e circo (estádios glamourosos). 
O país afunda, mas o poder está garantido

Ninho vazio Que filmagem fabulosa! 
O que dizer diante de imagens como essas? Apenas agradecer a quem teve a paciência de registar e nos proporcionar essa beleza ímpar. Final emocionante, encontrar o ninho vazio e a resignação da missão cumprida... onde a semelhança é (salvo raras excepções) bem próxima da realidade das nossas vidas em relação aos nossos filhos. 

Nenhum comentário: