25 de nov de 2013

Carochinha: réus são vítimas....

 photo _acontas.jpg
Número de idosos no Brasil vai quadruplicar até 2060, diz IBGE. Amparado pela maior expectativa de vida, o número de brasileiros acima de 65 anos deve praticamente quadruplicar até 2060, confirmando a tendência de envelhecimento acelerado da população já apontada por demógrafos. A estimativa faz parte de uma série de projeções populacionais baseada no Censo de 2010 divulgadas nesta quinta-feira pelo IBGE. Segundo o órgão, a população com essa faixa etária deve passar de 14,9 milhões (7,4% do total), em 2013, para 58,4 milhões (26,7% do total), em 2060. No período, a expectativa média de vida do brasileiro deve aumentar dos atuais 75 anos para 81 anos. De acordo com o IBGE, as mulheres continuarão vivendo mais do que os homens. Em 2060, a expectativa de vida delas será de 84,4 anos, contra 78,03 dos homens. Hoje, elas vivem, em média, até os 78,5 anos, enquanto eles, até os 71,5 anos. 

PT se diz prisioneiro de sistema eleitoral que favorece a corrupção diz Marco Aurélio Garcia, assessor especial da Presidência da República. Dirceu pressionou Lula a defender petistas. Relator acelera PEC dos mensaleiros. 

Aviltante contraste: quase 8.000 presos aguardam vaga no regime semiaberto em São Paulo. 

Conta de luz mais cara pressiona inflação. Em movimento contrário a habitação e eletricidade, alimentação, saúde e cuidados pessoais recuaram no mês. 

Roberto Jeffersom, delator do chamado mensalão não acredita que prisão domiciliar para o deputado licenciado seja um privilégio; Não tem prisão honrosa, diz o ex-deputado pelo PTB, que, apesar de condenado pelo STF, ainda aguarda ordem de prisão; segundo ele, toda a prisão é desonrosa, põe o homem de joelhos, faz dele um zumbi, sem alma

Brasil deve autorizar o uso de eletrônicos durante voos. O Brasil deve seguir as agências de aviação dos Estados Unidos e da Europa e liberar o uso de aparelhos eletrônicos durante os voos. Mas, segundo a Anac, ainda não há uma data certa para isso acontecer. 

Honestidade não é para qualquer um: cinco meses depois de o Tribunal de Contas do Município considerar a prática indevida, a Prefeitura do Rio continua pagando a conta de manutenção do gerador da casa oficial do prefeito Eduardo Paes, na Gávea Pequena, com recursos do Fundo Especial de Iluminação Pública. 

Com problema respiratório, ídolo do Botafogo e da Seleção, Nilton Santos é internado em um hospital carioca. 

Eike respira ao saber que Justiça aceita recuperação de empresas do grupo. 

Economistas veem aperto monetário maior em 2014. Taxa de juros básica para o próximo ano deve ser de 10,50%. Mercado prevê juros de dois dígitos em 2013. Expectativa é que a Selic seja elevada em 0,5% para 10% ao ano, na última reunião do ano do Comitê de Política Monetária do BC, que está marcada para amanhã (26) e a próxima quarta-feira. 

Ações da poupança podem tirar R$ 1 tri da economia. 

A cada 12 segundos, em média, ocorre uma tentativa de fraude no Brasil. Outubro bateu o recorde histórico com 224.025 roubos de identidade - em que dados pessoais são usados por criminosos para firmar negócios sob falsidade ideológica ou mesmo obter crédito com a intenção de não honrar os pagamentos -, de acordo com a Serasa. Julgamento do STF sobre planos econômicos preocupa, diz governo. Autoridades dizem que decisão poderá causar perdas de R$ 149 bi ao sistema financeiro. Bancos fazem terrorismo ao prever perda bilionária com poupadores. Defensores dos correntistas rebatem a catástrofe financeira anunciada pelo BC e o governo se o Supremo decidir pela correção dos planos econômicos na quarta-feira. 

 photo _amaranhao.jpg 

Quadrilha suspeita de desviar e vender equipamentos médicos no Rio é presa. Policiais civis de Duque de Caxias (RJ) fizeram na manhã desta segunda-feira uma operação para cumprir quatro mandados de busca e apreensão contra uma quadrilha especializada em desviar e vender equipamentos médicos e atuar em clínicas clandestinas. A ação ocorreu em Petrópolis e nos bairros de Bangu, Benfica e no Rocha, no município do Rio de Janeiro, onde funcionava uma das clínicas clandestinas da quadrilha. O local não tinha alvará para funcionamento e os funcionários não eram capacitados para atender os pacientes. As investigações, iniciadas há oito meses, apontaram que os envolvidos montavam clínicas ilegais usando médicos sem habilitação. a isso acontecer. 

O déficit habitacional brasileiro caiu entre os anos 2007 e 2012, mas esse recuo não atingiu as famílias de menor renda, com ganhos de até três salários, ou R$ 2.034 por mês. Os dados constam de estudo divulgado pelo Ipea nesta segunda-feira, feito com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Violência contra jornalistas será debatida em audiência pública na Câmara do Rio 
- Está cada dia mais arriscado exercer o jornalismo no Brasil. Desde junho, quando grandes protestos se espalharam pelo país, a violência sofrida pelos profissionais da imprensa por meio da truculência policial ou da intolerância de manifestantes se juntou à extensa lista de perigos a que os jornalistas estão expostos quando saem para trabalhar. E, assim como em outros casos, o risco é ignorado pelos patrões, que não oferecem as condições necessárias para evitar um final trágico a cada pauta que o profissional é escalado para cobrir. 
- Para debater esse cenário crítico da nossa profissão, será realizada a audiência pública Cultura, liberdade de expressão e violência contra profissionais de mídia no próximo dia 26, terça-feira, às 10h, no plenário da Câmara dos Vereadores do Rio, na Cinelândia. A audiência será presidida pelo vereador Reimont (PT). 
- O Rio de Janeiro, palco das maiores manifestações de rua do país, concentra mais de 20% dos casos de agressão ou hostilidade contra trabalhadores da imprensa e comunicadores populares, de acordo com um dossiê compilado pelo sindicato, e que será entregue às autoridades de segurança pública do estado, às entidades de classe, às organizações de defesa dos direitos humanos, ao Ministério Público do Trabalho (MPT) e ao Ministério Público estadual. - Logo após audiência, ao meio dia e meia, um ato público na Cinelândia encerrará a atividade em defesa da categoria dos jornalistas. (Sindicato dos Jornalistas Prof. do Mun. do RJ) 

 photo _acharge.jpg

A violência global contra os jornalistas - Segundo a ONG Repórteres Sem Fronteiras, 76 jornalistas e blogueiros morreram e 354 foram detidos em todo o mundo desde o início do ano; protesto é tema da nova charge de Carlos Latuff.



Ossos de São Pedro são mostrados pela primeira vez pelo papa Francisco. Centenas de milhares de peregrinos juntaram-se para ver os oito fragmentos de ossos no Vaticano. Na Cidade do Vaticano, os ossos que a Igreja diz serem de São Pedro, um dos pais fundadores da Igreja Católica, foram mostrados pela primeira vez neste domingo, na cerimônia de encerramento do Ano da Fé, conduzida pelo papa Francisco. 

China rompeu com seu passado recente, dizem especialistas. País está promovendo reforma semelhante à de 1978, quando líder abriu economia local para o resto do mundo. 

EUA rebatem Irã e dizem que acordo não permite que país enriqueça urânio Acordo nuclear com Irã foi costurado em encontros secretos com EUA. Netanyahu: Acordo é um erro histórico. Kerry: Fase mais difícil está por vir. Irã confirma liberação de R$ 18 bilhões em contas de bancos após acordo. 

Suíços rejeitam proposta de limitar salários de executivos. Eleitores suíços rejeitaram, neste domingo (24), um projeto de lei que teria limitado o salário de executivos do país- estes só poderiam ganhar 12 vezes mais do que o menor salário dentro de sua empresa. Em referendo, 65,3% dos eleitores votaram contra a proposta; 34.7% votaram a favor. A Suíça é sede de diversas multinacionais, incluindo as gigantes farmacêuticas Novartis e Roche, as seguradoras Zurich e Swiss Re e os bancos UBS e Credit Suisse. 

Ação terrorista na cidade líbia de Benghazi deixa 10 mortos e 39 feridos. Aparentemente, os choques começaram no início desta madrugada por membros da Ansar al Sharia na cidade de Benghazi, segundo autoridades e médicos que trabalham no local. 

 

Caixa de Pandora
1. Ela começou a ser aberta em 1995, no momento em que o presidente FHC forçou a mudança do Artigo 177 da Constituição, o que significou, de fato, a extinção do monopólio estatal do petróleo. Tratou-se de uma mudança constitucional com redação dúbia, tanto que ganhou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) colocada pelo então governador Requião. 
2. A pergunta que as pessoas expostas à questão fazem é o por que de ser preciso fazer uma mudança constitucional dúbia. A explicação é simples: para não se chocar a opinião pública, pois, se a sociedade fosse consultada, certamente iria negar a permissão para o término do monopólio estatal. Então, era preciso dar a impressão de que o monopólio continuaria existindo, enquanto as empresas petrolíferas estrangeiras entravam no país. Desta forma, foi preciso usar um texto aparentemente lógico para se conseguir ludibriar. O ministro do Supremo Eros Grau, ao proferir seu parecer sobre esta Adin, utilizou grande malabarismo argumentativo. 
3. No entanto, apesar de a Adin ter sido negada pela composição de ministros do STF da época, uma dúvida ainda persiste. Como pode um monopólio estar determinado no Artigo 177, mesmo após a modificação, e existirem dezenas de empresas atuando no setor no Brasil? Mas, enfrentando a realidade, temos que a Caixa de Pandora foi aberta e os três governantes, que se sucederam desde então, já entregaram mais de 900 áreas do território nacional. Em menos da metade destas áreas, a Petrobras tem alguma participação. Em todas estas áreas, exceto uma, quem descobre o petróleo tem a sua posse e só precisa pagar alguns tributos em dinheiro. 
4. Apesar de correr o risco de cansar o leitor, analiso de maneira exaustiva a atuação das empresas estrangeiras em comparação com a Petrobras, porque o tema é relevante. Elas não compram plataformas no Brasil, quase não empregam nacionais, não contratam engenharia no país, não encomendam desenvolvimentos tecnológicos aqui, têm menos preocupação com relação à segurança das instalações e dos que nelas trabalham. E, com relação à proteção ao meio ambiente, podem produzir de forma predatória e não se dispõem a executar políticas públicas. Enfim, só vêm para cá para levar, no tempo mais rápido possível, o petróleo nacional e deixar aqui só os tributos que são exigidos. 
5. Em torno de 10% do petróleo brasileiro já auditado, cerca de 17 bilhões de barris, não pertencem mais ao Brasil e, sim, a empresas estrangeiras, que irão levá-los para o exterior, assim que forem retirados do subsolo. Nenhuma das empresas estrangeiras quer abastecer o país, à medida que nenhuma delas constrói refinaria aqui. Técnicos afirmam que a Petrobras já descobriu, no pré-sal, 60 bilhões de barris, que ainda não foram auditados. Contudo, ela não está sozinha na maioria destes campos. Por exemplo, em Carioca, ela detém só 45% do campo e, em Iara, só 65%. Estima-se que 40% das descobertas feitas pela Petrobras no pré-sal, em torno de 24 bilhões de barris, também não pertencem mais ao Brasil. 
6. No entanto, a caixa de maldades de Pandora não tem só estas desgraças. Os possíveis danos causados pelas empresas estrangeiras, que atuam no mundo todo, são ainda maiores. Para tanto, basta ver o curriculum vitae destas empresas no último século. Já mantiveram governos corruptos, depuseram outros que não satisfizeram seus interesses, financiaram ditaduras opressoras de povos, foram responsáveis por guerras civis dentro de países, como, na Nigéria, com um milhão de mortos e, no Sudão, com um e meio milhão de mortos. Elas nunca tiveram compromisso algum com as sociedades dos países onde atuaram, produziram petróleo com pouca preocupação com a segurança, de forma a minimizar os custos, porém causando, muitas vezes, catástrofes ambientais e sociais. 
7. O passado nada glorioso delas na Nigéria, no Gabão, no Sudão, na Líbia, no Iraque, no Irã, na Arábia Saudita, no Cáucaso, na Ásia Central, na Venezuela e em outros países e regiões, além da tentativa de se apropriar do petróleo russo, é contado em detalhes, com depoimentos de conhecedores dos fatos, em quatro vídeos da série intitulada: O Segredo das Sete Irmãs - A Vergonhosa História do Petróleo. Eles podem ser encontrados em mais de um site na internet, como, por exemplo, Aqui.
8. Os responsáveis pelos vídeos são Frédéric Tonolli e Arnaud Hamelin. Cada vídeo é de aproximadamente 50 minutos, mas vale a pena assistir, até mesmo para se conhecer a caixa de Pandora que foi aberta, aos poucos, no Brasil, desde 1995. Hoje, já estão aqui todas as empresas citadas nos vídeos, como Chevron, Exxon, Shell, BP, Total, as chinesas e outras. 
9. Porém, o tempo é outro e o Brasil está, hoje, em um estágio de desenvolvimento político diferente da maioria destes países. Mas o método para obtenção de petróleo e lucro destas empresas não mudou. Certamente, elas atuam em cartel e com seus países de origem dando total apoio às suas pretensões, o que inclui as mais baixas pressões. Não me espantaria ao ser informado que elas chegam a capturar órgãos do Estado brasileiro. 
10. No entanto, grandes inocentes, existentes na imprensa de esquerda, acreditam na concorrência perfeita entre estas empresas e nas boas intenções das mesmas, como investir com máxima segurança para evitar acidentes e danos ambientais, mesmo que isto diminua o lucro. Ou a boa intenção de retirar o petróleo de um campo à taxa máxima de recuperação do petróleo, mesmo que esta taxa signifique redução da lucratividade. (Paulo Metri, Conselheiro do Clube de Engenharia) 

Caiu na net........Cuidado! 
• Um vidente capaz de ler mentes revela seu segredo. 
• Assistam até o final. 
• Esse vídeo foi elaborado por uma empresa especializada em segurança da internet, bom para se prevenir, especialmente para aqueles que utilizam redes sociais sem nenhum critério, passem este artigo para todos seus amigos e familiares, para alertá-los.

Nenhum comentário: