7 de nov de 2013

Brasil em capítulos: duro de aguentar...

 photo _atranspar.jpg Dom Bolsonaro do Brasil 

Impossível não fazer uma analogia entre o Capitão-Deputado Jair Messias Bolsonaro e Dom Quixote de La Mancha, personagem de Miguel de Cervantes, no que tange à luta de ambos em favor de algo em que acredita.

A justiça, que o idealista cavaleiro espanhol perseguia, tornou-se, nesses mais de quatro séculos, um objeto de achincalhe de ministros irmanados na satisfação de interesses outros, mas que no íntimo correspondem aos interesses próprios.

O caráter humano é o mesmo, e os que deveriam lutar pela legalidade, não apenas içaram a bandeira dos embargos beneficiando infratores, mas também traçaram uma linha argumentativa que acenava para eles, juristas, um retorno satisfatório, desde que se mantivessem em conformidade com o poder.

Mas a roda da fortuna gira, aleatória, imprevisível. Assim, juntamente com a esperada recompensa pela vileza da sujeição que ficará registrada nos anais da história do Supremo Tribunal desta República, lá estará assinalada, como lembrança de um ato vergonhoso para a instituição, a tacha de venais pela abjuração das leis, solenemente citadas e com pomposa retórica postas a ferro.

Dom Bolsonaro do Brasil, fiel a seus princípios e ao juramento de soldado, trava uma luta sem trégua contra os antinacionais que intentam destruir o Brasil pelo desaparelhamento das Instituições Militares e pela insistência de fazer transgredir as normas disciplinares e hierárquicas de suas Organizações.

Todo bom brasileiro sabe que Brasil e Forças Armadas são indivisíveis, formando uma sólida unidade, sendo impossível a existência de um sem as outras e vice-versa. Principalmente, Brasil e Força Terrestre por vir lá dos idos de 1648. Só quem desconhece esse dado histórico, é, justamente, a devedora da justiça, para quem aquela roda da qual se falou, deu-lhe não sei por que razão o destino do país. O que pretendeu afirmar essa roda desgovernada com tal ingrata escolha é incompreensível aos verdadeiros brasileiros.

Fiel à sua crença, como o mítico cavaleiro andante, Dom Bolsonaro, presença infalível, é o 'osso duro de roer' da matilha petista. Faz da palavra ouriçada a lança em riste e do destemor de homem livre de alianças, de acordos, fato raro neste país de acólitos, nepotes e rapinantes, a sua marca inconfundível nestes tempos de decrepitude política.

O Brasil é um país inusitado, onde se tornam normais coisas impossíveis de acontecer em outros pontos do planeta. Em que lugar do mundo uma guerrilheira, líder de grupos de onde saíam ordens para emudecer sentinelas, esvaziar cofre recheado de dólares, calar militar estrangeiro, sequestrar embaixadores e, num movimento de ilusionismo, vê-se transformada na condutora do país que pretendeu destruir pelas armas e, agora, o destrói pela incompetência? Não bastassem tais aberrações, acumula funções de comandante em chefe das Forças que persegue, mas que lhe garantem a sua manutenção no poder. Complicado este país!

D. Quixote, no entanto, não estava tão só, tinha ao seu lado Sancho Pança que, se não lhe era útil, punha os ouvidos aos seus serviços para que por eles penetrassem as suas admoestações contra o proceder humano.

Mais solitário está Dom Bolsonaro do Brasil que não tem a seu lado quem o acompanhe, quem reforce os seus argumentos ante esse bando do Mutirão da Mentira, de inúteis agentes do governo, cupins do erário, destruidores dos ícones nacionais, todos saídos de suas tocas para aparecerem como arautos da amoralidade, da concupiscência. São deserdados da natureza, em todos os aspectos, sendo que o da inata propensão à idolatria do caos tornou-se o estigma de suas personalidades.

A cena de Dom Bolsonaro, sozinho, somente ele e sua férrea vontade, ele e sua força moral, ele e Deus, enfrentando o bando de prepostos da ministra dos direitos humanos das hienas, deixou claro que é o único opositor, de fato, da velhacaria vermelha. Líder de si mesmo tem a consciência do dever cumprido.

Todos do Mutirão queriam aparecer na tela do canal oficial, que tentava conduzir a visão do telespectador para algo inexistente ao imputar ao nosso tenaz lutador ações que suas próprias câmeras não registravam.

Que soco? Onde está a imagem do soco no fanfarrão senador? Que cena fantástica para ser posta em repetição indefinidamente, caso tivesse acontecido. O Grande Canal, em paz após o seu editorial revisionista, não falaria em outro assunto semanas a fio.

Mais irreal que o idealismo quixotesco é a mentira imposta pelos jornalistas de empresas apascentadas pelo governo e obrigadas a narrar um jogo a que ninguém assistiu.

Os correligionários que lhe faltam agora, caro Dom Bolsonaro, surgirão do nada, quando a corja petista cair, e irão cumprimentá-lo, sorridentes, para saírem bem na foto.

A Dom Bolsonaro do Brasil deixo registrada, aqui, a minha admiração pela sua coragem e obstinada vontade, por ser mais Capitão do que deputado, e por ser um confrade da Academia Brasileira de Defesa. (Profª. Aileda de Mattos Oliveira, Instituto Endireita Brasil) 

• Bilhete de Mauá (SP) leva sozinho R$ 80,5 milhões da Mega-Sena; este é o maior prêmio do ano. 

• Povo, mais uma: reajuste da Light na conta de luz começa a valer nesta quinta no Rio. Consumidores residenciais pagarão 4,68% a mais na próxima fatura. Light terá que apresentar proposta para reduzir furto de energia no estado. Segundo a empresa, o reajuste é necessário para financiar investimentos que vão reduzir as perdas com roubos de energia elétrica – e eu com isso -. Uma das medidas será a instalação de 1 milhão de medidores de energia inteligentes nos próximos cinco anos. 

• Uma decisão liminar do TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná) suspendeu o feriado do Dia da Consciência Negra em Curitiba, que seria comemorado pela primeira vez na cidade no próximo dia 20. A sentença, provisória, é fruto de ação movida pela ACP (Associação Comercial do Paraná) e o Sinduscon (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Paraná). Mais de uma dezena de entidades do movimento negro prometem recorrer. 

• Prisões do Mensalão começam semana que vem. STF acredita que réus sem direito a infringentes deverão ter mandados expedidos na quinta. 

• Cidade de Pedra Preta (a 115km de Natal) do Rio Grande do Norte que registrou mais de 500 tremores pede ajuda de psicólogos para acalmar população. Segundo dados do Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em apenas 12 dias de monitoramento, do dia 24 de outubro até o dia 4 de novembro, foram registrados mais de 500 tremores de terra no município. Alguns com intensidade perceptível até em Natal. 

• Tudo sob controle, né Mantega? Preço mais alto da carne faz inflação acelerar para 0,57% em outubro. 

• Pé ante pé: Inflação oficial avança 0,57% em outubro, mas continua dentro da meta, diz o IBGE. 

• Paes, o saco do povo está estourando: Trem da Supervia apresenta problemas no ramal Saracuruna. 

• Patrimônio de Eike em ações de suas empresas encolhe 90,53%, enquanto um milagre ou... efeito Eike nas ações da OGX transformaram R$ 5.000 em R$ 150. 

• Presidente da Câmara diz crer que reeleição não será mais permitida após 2014.


 photo _aretrata.jpgComo o Globo ataca e como a Globo se retrata
Caso do atriz Deborah Secco, condenada numa ação por improbidade administrativa, foi usado pelo jornal da família Marinho para envolver também os governadores Anthony e Rosinha Garotinho numa manchete de alto de página; notificados da falsidade da notícia, o Globo se retratou, mas numa notinha pequena, quase invisível, na página de obituário; ex-governador, que critica a Globo e lidera pesquisas no Rio, aponta jogada sórdida dos Marinho. 

• Avança na cidade catarinense de Joinville o inquérito civil aberto pelo Ministério Público Federal contra a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais). Apura-se a suspeita de uso ilegal de um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal equipado para operar como unidade móvel de saúde. Descobriu-se que, durante três dias em que o helicóptero esteve a serviço de Ideli, registraram-se 52 acidentes nas estradas catarinenses. Houve 73 feridos. Morreram duas pessoas. 

• A nova versão do Marco Civil da Internet, em discussão na Câmara dos Deputados, prevê que todo conteúdo publicado na rede que envolva questões de direitos autorais seja tirado do ar após uma simples notificação - sem a necessidade de decisão judicial. Sites de vídeos, como YouTube e Vimeo, teriam de remover trechos de novelas ou programas publicados por usuários se houver um pedido da empresa dona do conteúdo. O projeto em tramitação prevê que, em caso de recusa do site, ele se torne corresponsável pela veiculação - sendo passível de punição judicial também. A retirada, portanto, passaria a ser encarada quase como uma obrigação, e não como opção. 

• Conservadores se unem contra Cotas Raciais - Em editorial, Otávio Frias Filho, da Folha, critica a proposta de cotas em concursos públicos. Quando o Estado contrata um servidor, espera-se que seja o mais qualificado, diz ele; em outro artigo, Demétrio Magnoli condena cotas no parlamento: O racialismo exibe-se, agora, como ele realmente é: um programa de divisão dos brasileiros segundo o critério envenenado da raça; para Reinaldo Azevedo, trata-se de um debate delinquente.


A vitória da criminalidade
Bolsonaro 
denuncia com provas documentais: 
por ordem do ministro da justiça, via portaria, 
policiais não podem mais atirar em veículo que se evade 
de blitz ou que esteja sob perseguição policial. 

Gasolina a R$ 0,98.
É o valor que você pagaria sem os impostos. E já foi aprovado um novo aumento do combustível batizado. É isso aí. Continue votando em candidatos do PT. 
Anúncio do preço da gasolina em um posto de São Paulo  photo _aplaca.jpg


1. Quem espiona os EUA? Apesar de ter um alcance bem mais amplo na sua atividade de espionagem do que o resto do mundo, país também é alvo de vigilância alheia; conheça nações que espionam ou espionaram os EUA. Para especialista americano, espionagem do Brasil não se compara à da NSA. Espionagem: Brasil rejeita comparação com EUA. Espionagem influencia rumos da política desde a Antiguidade. Quem espiona quem? Com a recente revelação de que o Brasil espionou diplomatas americanos, além de representantes de países como Rússia e Irã, o debate voltou a esquentar.

2. Queda da OGX é lição para o governo, diz Finantial Times. Ao lado de Dilma, Eike Batista comemora início de produção de petróleo da OGX, em abril de 2012. Para editorial de jornal britânico, governo deve parar de interferir na Petrobras e evitar excesso de confiança que levou Eike à concordata. 

3. Confirmado: Yasser Arafat foi envenenado. A cinco dias do nono aniversário da morte do líder palestino, os cientistas que analisaram tecidos retirados de seu corpo, exumado há um ano, confirmam que houve envenenamento por polônio 210, elemento radioativo morta. Direção palestina pede investigação internacional sobre morte de Arafat. Mais indícios de envenenamento de Arafat. Segundo especialistas suíços, restos mortais de líder palestino tinham níveis de polônio radioativo até 18 vezes mais altos do que o esperado. 

4. Sem patrocínio, feira de futebol cancela evento no Rio. Soccerex diz que governo estadual retirou apoio na última hora por causa dos protestos. A Soccerex, uma das mais importantes feiras de negócios do esporte do mundo, cancelou o evento que ocorreria no Rio de Janeiro entre os dias 30 de novembro e 5 de dezembro. Em um vídeo na internet, o presidente da instituição, Duncan Revie, disse que a Soccerex Global Convention foi cancelada em virtude de uma decisão política do governo do Rio de Janeiro, que retirou o patrocínio do evento.

Nenhum comentário: